Stranded (Haiti Mon Amour)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
"Stranded (Haiti Mon Amour)"
Single de Jay-Z, Bono, The Edge e Rihanna
do álbum Hope For Haiti Now
Lançamento mundo 23 de Janeiro de 2010
(veja abaixo o histórico de lançamento)
Formato(s) Download digital
Gravação 2010
Gênero(s) Hip hop, R&B
Duração 4:20
Composição Shawn Carter, Robyn Fenty, Paul David Hewson, The Edge, Swizz Beatz
Produção Swizz Beatz, Declan Gaffney
Cronologia de singles de Jay-Z
Último
Último
"Young Forever"
(2009)
"XXXO"
(2010)
Próximo
Próximo
Cronologia de singles de Rihanna
Último
Último
"Redemption Song"
(2010)
"Rude Boy"
(2010)
Próximo
Próximo

"Stranded (Haiti Mon Amour)" é uma canção de Jay-Z, Bono e Rihanna, interpretada no programa televisivo para a ajuda do Haiti, Hope for Haiti Now: A Global Benefit for Earthquake Relief, sendo incluida em duas versões no álbum promocional, Hope for Haiti Now. Foi lançado como single de caridade, e as vendas do mesmo revertem a favor da reconstrução do país depois do sismo sofrido.

Fundo musical e lançamento[editar | editar código-fonte]

A canção foi escrita por Jay-Z, Rihanna e Bono Vox da banda U2, e foi produzida por Swizz Beatz, Declan Gaffney.[1] "Stranded (Haiti Mon Amour)" foi lançado na loja de downloads legais, iTunes a 23 de Janeiro de 2010, estreando-se na primeira posição.[2] Todas as vendas da música reverteram para a campanha Hope For Haiti.[3] É o segundo single de caridade de Rihanna, sucedendo a "Redemption Song".[4]

A génese da canção vem do colaborador de Jay-Z, ao enviar mensagens simultâneas para o telemóvel do mesmo e de Bono.[5] Eles concordaram, e Bono escreveu uma parte da canção via telemóvel com Beatz:[5]

Cquote1.svg A ideia da música é 'nós não vamos deixar que pare, e isso é o que o nós queremos transmitir. Então, eu e Bono começamos a trocar ideias, fomos trocando acordes pelo telefone. Cquote2.svg
disse Beatz à Rolling Stone.

A gravação foi feita por diversas localizações geográficas e depois misturadas todas as partes, com The Edge ajudando na produção.[5] Beatz adicionou depois a participação vocal de Rihanna, dizendo que os dois alinhados mais o 'anjo' [Rihanna] da música, é o que a torna poderosa.[5] [1]

Promoção[editar | editar código-fonte]

A música foi interpretada ao vivo em Londres a 22 de Janeiro de 2010, no programa televisivo Hope for Haiti Now: A Global Benefit for Earthquake Relief‎.[6] The Edge acompanhou a actuação com acordes de guitarra.[7]

Recepção[editar | editar código-fonte]

The New York Times achou que os artistas por detrás da música merecem créditos por terem criado uma canção tão original mas os resultados de qualidade forma mistos: O som estava enlameado, e o conceito mal interpretado, mas foi um reconhecimento implícito de que uma coisa terrível que nessa situação exigia mais do que ganhar significado a partir de uma pré-canção existente que não tem isso."[8] Ann Powers do Los Angeles Times disse que o desempenho da música foi a revelação mais noticiosa do evento, dizendo que o seu conceito musical provinha de rock alternativo misturado com rap moderno.[9] The Hartford Courant descreveu-a como a combinação mais poderosa da maratona, mas ainda referiu que Bono não parecia estar em sintonia na actuação.[10]

Desempenho nas tabelas musicais[editar | editar código-fonte]

Posições[editar | editar código-fonte]

Tabela musical (2009) Posição
 Canadá - Canadian Singles Chart[11] 6
 Estados Unidos - Billboard Hot 100[11] 16
 Estados Unidos - Billboard Hot 100[11] 8
 Noruega - Norway Singles Top 20[12] 6

Histórico de lançamento[editar | editar código-fonte]

País Data Formato
Mundo 23 de Janeiro de 2010 Download digital

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]