Atos 3

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Atos 3
Codex laudianus.jpg
Trecho de Atos dos Apóstolos no Codex Laudianus
Livro Atos dos Apóstolos
Categoria Histórico
Parte da Bíblia Novo Testamento
Precedido por: Atos 2
Sucedido por: Atos 4

Atos 3 é o terceiro capítulo dos Atos dos Apóstolos no Novo Testamento da Bíblia. Ele relata um milagre de cura realizado por Simão Pedro e sua pregação no Pórtico de Salomão[1][2].

Manuscritos[editar | editar código-fonte]

Atos 3 foi originalmente escrito em grego koiné e dividido em 26 versículos. Alguns dos manuscritos a conter o texto são:

Estrutura[editar | editar código-fonte]

Cura do coxo[editar | editar código-fonte]

"A cura do coxo", um cartão que mostra o milagre de Pedro em Atos 3. O artista utilizou as colunas salomônicas da Basílica de São Pedro como modelos para as colunas do Templo de Jerusalém.
1515/6. Do estúdio de Rafael, atualmente no Victoria and Albert Museum, em Londres.

Em Atos 3:1-10, o autor de Atos relata um milagre realizado por Pedro quando ele estava, com João, seguindo para o Templo de Jerusalém para a "oração da hora nona". Perto da Porta Formosa estava um coxo pedindo esmolas. Ao pedir aos dois apóstolos, Pedro disse-lhe: «Não tenho prata nem ouro, mas o que tenho, isso te dou; em nome de Jesus Cristo o Nazareno, anda!» (Atos 3:6) Todo o povo que estava ali à volta, impressionado ao ver o conhecido pedinte andando, se juntou à volta do chamado Pórtico de Salomão para ouvir os apóstolos.

Pórtico de Salomão[editar | editar código-fonte]

A seguir (Atos 3:11-26), Pedro profere o seu segundo sermão preservado nos Atos dos Apóstolos (o primeiro foi o Sermão de Pedro, em Atos 2). Invocando "Deus de Abraão, de Isaque e de Jacó" para atrair a atenção do público judeu que se reunia à sua volta, Pedro novamente reconta a história da crucificação, morte e ressurreição de Jesus, enfatizando o papel que tiveram nos eventos. Depois de afirmar saber "que o fizestes por ignorância, como também as vossas autoridades", conclama a todos a se arrependerem e se converterem para que "seus pecados sejam apagados". Depois, Pedro novamente faz uma referência ao Antigo Testamento citando uma profecia de Moisés e fazendo referência a Samuel[3], para afirmar que Jesus é aquele que foi previsto para os judeus nas Escrituras.

Ver também[editar | editar código-fonte]


Precedido por:
Atos 2
Capítulos da Bíblia
Atos dos Apóstolos
Sucedido por:
Atos 4

Referências

  1. Halley, Henry H. Halley's Bible Handbook: an abbreviated Bible commentary. 23rd edition. Zondervan Publishing House. 1962.
  2. Holman Illustrated Bible Handbook. Holman Bible Publishers, Nashville, Tennessee. 2012.
  3. Alusões a Deuteronômio 18:15-19 (v. 23); Gênesis 22:18, Gênesis 26:4 e Gênesis 28:14 (v. 25).

Ligações externas[editar | editar código-fonte]