Atos 2

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
O Pentecostes, um dos eventos narrados em Atos 2.
Afresco na Stiftskirche de Hechingen, na Alemanha.

Atos 2 é o segundo capítulo dos Atos dos Apóstolos no Novo Testamento da Bíblia. Ele relata os eventos do dia de Pentecostes, por volta de dez dias depois da ascensão de Jesus, reportada no capítulo anterior[1][2].

Estrutura[editar | editar código-fonte]

Pentecostes[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Pentecostes

O capítulo começa com o evento do Pentecostes, durante o qual os discípulos reunidos foram tocados por "línguas de fogo" e, "cheios do Espírito Santo", passaram a falar em outras línguas (Atos 2:1-4). A população da cidade, formada por pessoas das mais diversas origens e falando as mais diversas línguas, ficou "atônita e perplexa" ao ouvir "as grandezas de Deus" cada um em sua língua (Atos 2:5-13), apesar de alguns ainda zombarem acusando-os de estarem bêbados: «Estão cheios de mosto» (Atos 2:13).

Sermão de Pedro[editar | editar código-fonte]

Ao ouvir a zombaria, Pedro levantou-se e proferiu um longo sermão sobre o que havia acontecido e o que se passaria. Citando o profeta Joel (Joel 2:28-32), contou sobre os prodígios, sinais e profecias que se produziriam pelo poder que lhes fora conferido e prometeu que «todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo» (Atos 2:21). A seguir, relatou a profissão de fé que está no cerne da doutrina cristã:

«Jesus o Nazareno, varão a quem Deus acreditou junto a vós com poderes, prodígios e sinais, que Deus fez por meio dele entre vós, como vós mesmos sabeis; sendo este entregue pelo determinado conselho e presciência de Deus, vós o matastes, crucificando-o por mãos de iníquos; ao qual Deus ressuscitou, desatando os laços da morte; porque não era possível que fosse por ela retido.» (Atos 2:22-24)

Ele termina o diálogo fazendo um paralelo entre Jesus e David citando pelo menos dois trechos do Antigo Testamento (Salmos 16:8-11 e Salmos 110:1) para reafirmar não só a relação entre ambos, mas também para afirmar Jesus como a realização de antigas profecias. À multidão, Pedro aconselhou o caminho para a salvação que proclamava: «Arrependei-vos, e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo para remissão de vossos pecados, e recebereis o dom do Espírito Santo (Atos 1:39). Segundo o autor, mais de 3 000 foram batizados naquele dia.

Depois do discurso, o relato avança contando como a nascente igreja crescia e se multiplicava com base nos "prodígios e milagres" dos apóstolos e da repartição comunitária de todos os bens dos fieis (Atos 2:40-47).

Manuscritos[editar | editar código-fonte]

Atos 2 foi originalmente escrito em grego koiné e dividido em 47 versículos. Alguns dos manuscritos a conter o texto são:

Ver também[editar | editar código-fonte]


Precedido por:
Atos 1
Capítulos da Bíblia
Atos dos Apóstolos
Sucedido por:
Atos 3

Referências

  1. Halley, Henry H. Halley's Bible Handbook: an abbreviated Bible commentary. 23rd edition. Zondervan Publishing House. 1962.
  2. Holman Illustrated Bible Handbook. Holman Bible Publishers, Nashville, Tennessee. 2012.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]