Como Estão Vocês?

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Como Estão Vocês?
Álbum de estúdio de Titãs
Lançamento Novembro de 2003[1][2]
Gravação 16 de junho21 de setembro de 2003 na Unidade Móvel Nas Nuvens, Rio de Janeiro
Gênero(s) Pop rock
Punk rock
Duração 44:33
Idioma(s) Português
Formato(s) CD
Gravadora(s) BMG
Produção Liminha e Titãs
Cronologia de Titãs
A Melhor Banda de Todos os Tempos da Última Semana
(2001)
MTV ao Vivo
(2005)

Como Estão Vocês? é o décimo primeiro álbum de estúdio da banda brasileira de rock Titãs, lançado em 2003. O disco possui ainda faixa multimídia com vídeos e fotos da banda. É o primeiro disco sem o vocalista/baixista Nando Reis e também o primeiro sem nenhuma participação do guitarrista Marcelo Fromer.

Marcelo morreu após ser atropelado na noite do dia 11 de junho de 2001,[3] mas ideias suas foram aproveitadas no álbum A Melhor Banda de Todos os Tempos da Última Semana[4] que viria a ser gravado poucos dias depois. Já Nando deixou o grupo em 2002 devido ao fato de não se sentir preparado para gravar mais um disco com a banda, alegando que as mortes do guitarrista Marcelo Fromer e também da cantora Cássia Eller, sua amiga, ainda o abalavam muito.[5]

É também o primeiro lançamento da banda pela BMG, após a falência da Abril Music.[4]

Antecedentes e conceito[editar | editar código-fonte]

Comentando sobre a ausência de Marcelo e Nando, o vocalista/tecladista Sérgio Britto disse que achava que a banda tinha "gente para suprir essas ausências. Não vou dizer que eles não fazem falta, mas podemos fazer bons discos com esse pessoal. Cada um tem suas potencialidades – um toca guitarra, outro baixo, outro bateria e todos compõem.[6] O guitarrista Tony Bellotto e o vocalista Paulo Miklos também comentaram, à época, a capacidade da banda superar essas perdas.[7]

O nome do álbum - "Como Estão Vocês?" - tem fundamento na obra de Confúcio, conhecido filósofo chinês.[2] Segundo Sérgio, "pode ser como está o país, pode ser o que nós [a banda] estamos passando. É um título simples, com um significado aberto e interessante".[8]

Sua capa, criada por Rogério Duarte, foi explicada pelo próprio em entrevista ao Correio Braziliense: "Pensei em uma linguagem tropicalista, contra aquela coisa suave, considerada de bom gosto. E que carregasse essas referências ao governo atual, ao socialismo, ao MST. O vermelho serve até mesmo de crítica ao verde e ao amarelo".[9] Ele forneceu mais comentários em outra entrevista, desta vez para a Folha de S.Paulo:[7]

Temática das letras[editar | editar código-fonte]

Perguntado sobre a possibilidade de a faixa de abertura "Nós Estamos Bem" ser um recado aos fãs e à imprensa, Sérgio respondeu que "sim, pode ser. Mas na música nós perguntamos 'como estão vocês?', e isso pode ser interpretado de modo mais amplo. Como está o Brasil, como estão as coisas pelas quais nós estamos passando. Essa frase define a intenção do disco".[6]

A canção "Enquanto Houver Sol" foi incluída na trilha sonora da telenovela Celebridade, da Rede Globo, que trazia Malu Mader, esposa de Tony, como protagonista. A canção "Pelo Avesso" foi escolhida como tema de abertura da novela Cama de Gato, trama das 18h da Globo exibida entre 2009 e 2010.[10]

A faixa KGB fala do temor do retorno de torturadores e extremistas do KGB, do Dops, da CIA, da Ku Klux Klan, do Terceiro Reich, etc.[7] "As Aventuras do Guitarrista Gourmet Atrás da Refeição Ideal" faz de Como Estão Vocês? o segundo disco consecutivo em que a banda homenageia Marcelo.[4]

Faixas[editar | editar código-fonte]

  1. "Nós Estamos Bem" (Sérgio Britto/Paulo Miklos) – 2:27
  2. "Você É Minha" (Sérgio Britto/Charles Gavin/Branco Mello/Tony Bellotto/Paulo Miklos) – 2:46
  3. "Gina Superstar" (Branco Mello/Tony Bellotto) – 2:30
  4. "KGB" (Sérgio Britto/Paulo Miklos) – 3:44
  5. "Livres para Escolher" (Sérgio Britto/Tony Bellotto) – 3:43
  6. "Eu Não Sou um Bom Lugar" (Tony Bellotto/Branco Mello) – 2:45
  7. "Pra Você Ficar" (Tony Bellotto) – 2:58
  8. "Enquanto Houver Sol" (Sérgio Britto) – 3:02
  9. "Esperando para Atravessar a Rua" (Arnaldo Antunes/Branco Mello/Tony Bellotto) – 3:11
  10. "Provas de Amor" (Paulo Miklos) – 3:22
  11. "Ser Estranho" (Tony Bellotto/Branco Mello) – 3:12
  12. "Vou Duvidar" (Sérgio Britto) – 2:12
  13. "Pelo Avesso" (Sérgio Britto) – 2:42
  14. "A Guerra É Aqui" (Paulo Miklos/Branco Mello/Tony Bellotto/Charles Gavin) – 3:14
  15. "As Aventuras do Guitarrista Gourmet Atrás da Refeição Ideal" (Tony Bellotto/Paulo Miklos) – 2:45

Recepção[editar | editar código-fonte]

Críticas profissionais
Avaliações da crítica
Fonte Avaliação
AllMusic 3.5 de 5 estrelas. [11]
Folha de S.Paulo 3 de 5 estrelas.[12]

Philip Jandovský, do AllMusic, disse que o álbum é um retorno ao rock de álbuns como Cabeça Dinossauro e disse ser "impressionante com os Titãs conseguem manter a boa qualidade, mesmo após todos esses anos e especialmente após membros altamente gabaritados como Arnaldo Antunes e Nando Reis derem deixado o grupo". Disse também que os fãs dificilmente se decepcionariam com o álbum, mesmo que ainda estivesse "longe de alcançar a energia vibrante dos dias gloriosos da banda".[11]

Já Pedro Alexandre Sanches, da Folha, comparou o disco ao segundo da banda, Televisão por mesclar faixas diferentes como o "punk rock classudo" e irônico de "A Guerra É Aqui" com o "pop rock solto" e otimista de "Livres para Escolher". Disse também que a banda saiu intacta da saída de Nando Reis, que ele classificou como um "corpo estranho" na banda.[12]

Créditos[editar | editar código-fonte]

Conforme encarte do CD:[13]

Músicos[editar | editar código-fonte]

Titãs
Participações

Pessoal técnico[editar | editar código-fonte]

  • Concebido por Titãs e arranjado por Branco Mello, Charles Gavin, Paulo Miklos, Sergio Britto, Tony Bellotto, Emerson Villani e Lee Marcucci
  • Produção - Liminha
  • Direção artística - Sérgio de Carvalho
  • Direção artística BMG - Sergio Bittencourt
  • Engenheiros de gravação - Vitor Farias, Liminha e Enrico de Paoli
  • Engenheiros adicionais - Julius César, Daniel Farias e Javier Naszewski
  • Assistentes de estúdio - Marcelo Tapajós
  • Mixagem - Vitor Farias, Liminha e Titãs; exceto as faixas 1, 11, 12 e 13, mixadas por Enrico de Paoli, Liminha e Titãs; e "Eu não sou um bom lugar", mixada por Brad Gilderman
  • Masterização - Ricardo Garcia, Magic Master
  • Projeto gráfico - Rogério Duarte e Rogério Duarte Filho
  • Coordenação gráfica - Emil Ferreira
  • Fotografia - Daniela Dacorso
  • Figurino - Patrícia Zuffa
  • Assistente de figurino - Gustavo
  • Catering - Solange Ramos
  • Produção executiva - Nelson Damascena
  • Roadie - Frederico Fonseca

Referências

  1. «Titãs lançam CD "Como Estão Vocês?"». Estadão. 5 de novembro de 2003. Consultado em 12 de setembro de 2015 
  2. a b Carneiro, Rodrigo (5 de novembro de 2003). «Titãs consultam Confúcio em "Como Estão Vocês?"». Consultado em 18 de novembro de 2012 
  3. «Motoboy responsabiliza Fromer e diz que acidente "foi inevitável"». Site da Folha de S.Paulo. Consultado em 17 de fevereiro de 2009 
  4. a b c «Titãs lançam disco para fazer as pazes com fãs e críticos». Universo Musical. Universo Produções. Consultado em 11 de março de 2015 
  5. Barbosa, Marco Antonio (9 de setembro de 2002). «Nando Reis abandona os Titãs». Cliquemusic. UOL. Consultado em 28 de fevereiro de 2015 
  6. a b «Entrevista com Sérgio Britto: "podemos fazer bons discos com esse pessoal"». Universo Musical. Universo Produções. Consultado em 11 de março de 2015 
  7. a b c Sanches, Pedro Alexandre (5 de novembro de 2003). «Cabeça Dinossauro». Folha de S.Paulo. Grupo Folha. Consultado em 11 de maio de 2016 
  8. Suzuki, Shin Oliva (5 de outubro de 2003). «Titãs e Erasmo Carlos dividem palco e expectativas». Grupo Folha. Folha de S.Paulo (27213). Consultado em 13 de julho de 2017 
  9. Faria, Tiago (14 de novembro de 2003). «A volta do tropicalista». Diários Associados. Correio Braziliense 
  10. «Cama de Gato - Trilha Sonora». Memória Globo. Grupo Globo. Consultado em 11 de março de 2015 
  11. a b Resenha no Allmusic
  12. a b Sanches, Pedro Alexandre (5 de novembro de 2003). «De volta ao paradoxo de "Televisão"». Folha de S.Paulo. Grupo Folha. Consultado em 13 de julho de 2017 
  13. (2003). "Anotações de Como Estão Vocês?". Em Como Estão Vocês? [encarte do CD]. BMG.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]