Copa Brasil de Futebol Infantil

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde janeiro de 2013). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

A Copa Brasil de Futebol Infantil, conhecida também por Copa Votorantim, é uma competição de futebol Sub-15 realizada anualmente na cidade de Votorantim, no estado de São Paulo. É uma das principais competições da categoria infantil, ao lado da Copa do Brasil de Futebol Sub-15 e da Copa Nike.

A competição se inicia no mês de janeiro de cada ano.

Os jogos da Copa Brasil de Futebol Infantil, são realizados no Estádio Municipal Domenico Paolo Metidieri e no Sesi.

História[editar | editar código-fonte]

1991 e 1992, Bi campeonato do São Paulo[editar | editar código-fonte]

O Torneio iniciou em 1991 e nessa oportunidade conteve 12 equipes totalizando 6 estados representados, na final, o São Paulo derrotou o Bahia pelo placar mínimo e levou a primeira edição.
Feito realizado novamente no ano seguinte, em 1992, a edição foi disputada por 15 equipes e na final, o São Paulo bateu o rival Corinthians na prorrogação por 1-0 e se sagrou Bi-campeão. O Internacional derrotou o time da Secretaria de Esportes e Turismo de São Paulo e ficou com o terceiro lugar.

1998, Torneio volta![editar | editar código-fonte]

Após alguns anos de paralisação, a Copa Brasil voltou ao calendário municipal em 1998 e teve a participação de 17 agremiações.
Pela terceira vez o São Paulo chegou à final, mas desta vez o Juventus (que fazia sua primeira participação) venceu a decisão por pênaltis e impediu que a equipe do Morumbi chegasse ao tri.

1999, Bi do Juventus e presença de grandes jogadores[editar | editar código-fonte]

Na quarta edição, a Copa Brasil contou com a participação de dois jogadores que estiveram na última Copa do Mundo da Alemanha. Robinho e Adriano, "o Imperador", como é chamado na Itália, defenderam Santos e Flamengo, respectivamente.
Novamente o Juventus sagrou-se campeão, após vencer o Flamengo na decisão por 2 a 0. O América Mineiro derrotou o Coritiba por 1 a 0 e ficou com o terceiro lugar.

2000-2002, Juventus ultrapassa São Paulo e Torneio tem novos Campeões[editar | editar código-fonte]

Em 2000, os times paulistas, que dominaram as edições anteriores, não tiveram nenhum representante entre os quatro primeiros colocados. O destaque foi a Seleção de Votorantim que voltou a fazer boa campanha, ficando em primeiro lugar em seu grupo na fase classificatória, mas novamente foi eliminada nas quartas-de-final, sendo derrotada pelo Grêmio, que chegou à final, mas na final foi goleado por 4 a 0 e o título ficou com o Vitória. O Cruzeiro conquistou o terceiro lugar e sua melhor campanha até então.
O Juventus se recuperou de sua péssima campanha do ano anterior e derrotou o Cruzeiro nas penalidades máximas por 3-2 e se tornou o maior campeão do torneio até aquele ano. A hegemonia paulista se repetiu, já que o Guarani conquistou o terceiro lugar.
No ano seguinte, o vice campeão Cruzeiro se vingou de seu algoz e chegou na final contra o Corinthians, que também foi derrotado pelo clube mineiro. Essa edição conteve 20 participantes, o recorde até hoje.

Bi campeonato de Corinthians e Cruzeiro.[editar | editar código-fonte]

O Corinthians conquistou seus primeiros títulos do torneio.
O oitavo ano da Copinha foi marcado pela melhor participação da Seleção de Votorantim na história do torneio, quando se sagrou vice-campeã, sendo derrotada pelo Corinthians na final por 2 a 0. A Partir desse ano, o limite de participantes foi estabelecido em 16. No ano seguinte foi a vez de derrotar o Internacional que tinha em seu elenco o jovem Alexandre Pato
Em 2005, após três anos, Corinthians e Cruzeiro voltaram a decidir o título. Os paulistas disputavam sua quarta final consecutiva e lutavam pelo tri-campeonato, mas o Cruzeiro, comandado pelo meia Bernardo, venceu na prorrogação, após emocionante empate no tempo normal em 2 a 2, com direito a belos gols e pênaltis desperdiçados. Com a conquista, o Cruzeiro se igualou ao São Paulo e ao próprio Corinthians, com dois títulos. Mesmo ausente desde 2002, o maior vencedor ainda é o Juventus, que venceu a Copa por três vezes.
No próximo ano, O Cruzeiro e Internacional fizeram uma final com bastante equilibro, mas sem gols tanto no tempo normal como na prorrogação, levando a definição do campeão para as conbranças de pênalti, quando os mineiros levaram a melhor faturando o tri-campeonato.

Campeões[editar | editar código-fonte]

Ano Campeão Vice
1991
Detalhes
São Paulo São Paulo Bahia Bahia
1992
Detalhes
São Paulo São Paulo São Paulo Corinthians
1993 a 1997 Não houve disputa.
1998
Detalhes
São Paulo Juventus São Paulo São Paulo
1999
Detalhes
São Paulo Juventus Rio de Janeiro Flamengo
2000
Detalhes
Bahia Vitória Rio Grande do Sul Grêmio
2001
Detalhes
São Paulo Juventus Minas Gerais Cruzeiro
2002
Detalhes
Minas Gerais Cruzeiro São Paulo Corinthians
2003
Detalhes
São Paulo Corinthians São Paulo Seleção de Votorantim
2004
Detalhes
São Paulo Corinthians Rio Grande do Sul Internacional
2005
Detalhes
Minas Gerais Cruzeiro São Paulo Corinthians
2006
Detalhes
Minas Gerais Cruzeiro Rio Grande do Sul Internacional
2007
Detalhes
Paraná Atlético Paranaense Minas Gerais Cruzeiro
2008
Detalhes
Rio Grande do Sul Grêmio São Paulo São Paulo
2009
Detalhes
Rio Grande do Sul Internacional Rio de Janeiro Fluminense
2010
Detalhes
Rio Grande do Sul Grêmio São Paulo Palmeiras
2011
Detalhes
Rio Grande do Sul Internacional Rio de Janeiro Fluminense
2012
Detalhes
Paraná Coritiba Rio Grande do Sul Grêmio
2013
Detalhes
São Paulo São Paulo Bahia Bahia
2014
Detalhes
São Paulo São Paulo São Paulo Corinthians
2015
Detalhes
Rio de Janeiro Flamengo Rio Grande do Sul Grêmio

Títulos por clube[editar | editar código-fonte]

Clube Títulos Vices
São Paulo São Paulo 4 2
Minas Gerais Cruzeiro 3 2
São Paulo Juventus 3 0
São Paulo Corinthians 2 4
Rio Grande do Sul Internacional 2 2
Rio Grande do Sul Grêmio 2 3
Rio de Janeiro Flamengo 1 1
Paraná Atlético Paranaense 1 0
Paraná Coritiba 1 0
Bahia Vitória 1 0
Bahia Bahia 0 2
Rio de Janeiro Fluminense 0 2
São Paulo Palmeiras 0 1

Títulos por estado[editar | editar código-fonte]

Estado Títulos Vices
São Paulo São Paulo 9 7
Rio Grande do Sul Rio Grande do Sul 4 5
Minas Gerais Minas Gerais 3 2
Paraná Paraná 2 0
Rio de Janeiro Rio de Janeiro 1 3
Bahia Bahia 1 2

Títulos por região[editar | editar código-fonte]

Região Títulos Vices
BandeirasSudesteBrasil.gif Sudeste 13 12
BandeirasSulBrasil.gif Sul 6 5
BandeirasNordesteBrasil.gif Nordeste 1 2

Referências

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre futebol brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.