Copa Rio Grande do Sul de Futebol Sub-20

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura pelo Campeonato Brasileiro da categoria organizado pela CBF, veja Campeonato Brasileiro de Futebol Sub-20.
Copa Rio Grande do Sul de Futebol Sub-20
Copa Ipiranga Sub-20
Dados gerais
Organização FGF
Edições 3
Número de equipes 20
Sistema Torneio concentrado,
Grupos e eliminatória
Soccerball current event.svg Edição atual
editar

A Copa Rio Grande do Sul de Futebol Sub-20, conhecida como Copa RS de Futebol Sub-20 (chamada de Copa Ipiranga Sub-20 por questões contratuais) é uma competição de futebol amador da categoria sub-20 organizada pela FGF.

História[editar | editar código-fonte]

A competição iniciou em 2015, devido ao fim de contrato da Federação Gaúcha de Futebol com a Confederação Brasileira de Futebol no qual se realizava o Campeonato Brasileiro de Futebol Sub-20. A Federação Gaúcha não se pronunciou de imediato, mas confirmou a nova competição no mês de dezembro.[1]

Tricampeonato do São Paulo[editar | editar código-fonte]

Antes da alteração na nomenclatura e o início da nova competição, o São Paulo não havia conquistado nenhum título do antigo Brasileiro Sub-20. Na primeira edição, o São Paulo, credenciado pela conquista da Copa do Brasil Sub-20, compôs o grupo B da competição, na primeira fase, a equipe paulista conquistou três vitórias e foi derrotada apenas para o Grêmio.[2] Na fase quartas-de-final, o São Paulo derrotou o Goiás nas penalidades.[3] Além deste, outros dois confrontos foram decididos nas penalidades, Palmeiras e Atlético Mineiro derrotaram respectivamente Figueirense e Fluminense,[4][5] enquanto o Grêmio venceu o Atlético Paranaense por 2 a 1.[6] Na fase seguinte, São Paulo e Atlético Mineiro avançaram para a final ao derrotar Palmeiras e Grêmio, respectivamente.[7][8] Na decisão, os paulistas derrotaram os mineiros por 3 a 1, conquistando o título.[9]

Em 2016, a Federação Gaúcha convidou equipes de outros países da América Latina para participar do torneio, transformando-o em internacional. As equipes estrangeiras que participaram desta edição foram: Nacional e Peñarol (Uruguai), Atlético de Rafaela da Argentina, Universidad de Chile e o Toluca do México, sendo que as cinco equipes foram eliminadas na primeira fase.[10] Na primeira fase eliminatória, três confrontos entre paulistas e cariocas ocorreram, Botafogo, Flamengo e Fluminense derrotaram seus respectivos adversários por 3 a 0, enquanto o São Paulo virou a partida contra o Grêmio e também se classificou.[11] Na semifinal, Botafogo e São Paulo venceram Flamengo e Fluminense, respectivamente, pelo placar mínimo.[12] Na decisão, empate por 2 a 2 no tempo regulamentar e vitória dos paulistas nas penalidades.[13]

A terceira edição seguiu o mesmo modelo da edição anterior, inclusive com a participação de equipes estrangeiras: Argentinos Juniors, Huracán e Lanús da Argentina, Defensor Sporting e Nacional do Uruguai, além do Toluca do México.[14] O São Paulo novamente conquistou a classificação, desta vez vencendo os quatro adversários na primeira fase,[15] Huracán e Nacional foram as duas primeiras equipes estrangeiras a se classificarem.[16] Na semifinal, São Paulo e Palmeiras venceram Huracán e Internacional, respectivamente.[15] Na decisão, o tricolor venceu o clássico paulista por 4 a 3 e conquistou o tricampeonato.[17]

Edições[editar | editar código-fonte]

Ano Final Semifinalistas
Campeão Placar(es) Vice
2015
Detalhes
São Paulo
São Paulo
3 – 1 Minas Gerais
Atlético Mineiro
Rio Grande do Sul
Grêmio
São Paulo
Palmeiras
2016
Detalhes
São Paulo
São Paulo
2 – 2
5 – 3 (pen)
Rio de Janeiro
Botafogo
Rio de Janeiro
Fluminense
Rio de Janeiro
Flamengo
2017
Detalhes
São Paulo
São Paulo
4 – 3 São Paulo
Palmeiras
Argentina
Huracán
Rio Grande do Sul
Internacional

Títulos[editar | editar código-fonte]

Por equipe[editar | editar código-fonte]

Clube Títulos Vices Semifinais
São Paulo São Paulo 3 (2015, 2016 e 2017) 0 0
São Paulo Palmeiras 0 1 (2017) 1 (2015)
Minas Gerais Atlético Mineiro 0 1 (2015) 0
Rio de Janeiro Botafogo 0 1 (2016) 0
Rio Grande do Sul Grêmio 0 0 1 (2015)
Rio de Janeiro Flamengo 0 0 1 (2016)
Rio de Janeiro Fluminense 0 0 1 (2016)
Argentina Huracán 0 0 1 (2017)
Rio Grande do Sul Internacional 0 0 1 (2017)

Por federação[editar | editar código-fonte]

Estado Títulos Vices Semifinais
 São Paulo 3 1 1
 Rio de Janeiro 0 1 2
 Minas Gerais 0 1 0
 Rio Grande do Sul 0 0 2
 Argentina 0 0 1

Por região[editar | editar código-fonte]

Estado Títulos Vices Semifinais
Sudeste 3 3 3
Sul 0 0 2

Referências

  1. Amanda Munhoz (3 de dezembro de 2015). «Por término de contrato entre FGF e CBF, Brasileirão Sub-20 será chamado de Copa Ipiranga Sub-20». ZH. Consultado em 13 de dezembro de 2015. Cópia arquivada em 4 de agosto de 2016 
  2. «Grêmio bate o São Paulo e garante 1º lugar do Grupo B da Copa RS sub-20». globoesporte.globo.com. 13 de dezembro de 2015. Consultado em 3 de janeiro de 2018. Cópia arquivada em 3 de janeiro de 2018 
  3. Nascente, Murilo (15 de dezembro de 2015). «Goiás perde para o São Paulo nos pênaltis e está fora da Copa Ipiranga sub-20». Portal 730. Consultado em 18 de janeiro de 2016. Cópia arquivada em 18 de janeiro de 2016 
  4. «Atlético derrota o Fluminense nos pênaltis e avança à semifinal da Copa RS Sub-20». mg.superesportes.com.br. 16 de dezembro de 2015. Consultado em 3 de janeiro de 2018. Cópia arquivada em 3 de janeiro de 2018 
  5. «Nos pênaltis, Palmeiras vence o Figueirense e vai à semi da Copa RS». globoesporte.globo.com. 16 de dezembro de 2015. Consultado em 3 de janeiro de 2018. Cópia arquivada em 3 de janeiro de 2018 
  6. «Grêmio vira sobre o Atlético-PR e espera rival na semi da Copa sub-20». globoesporte.globo.com. 15 de dezembro de 2015. Consultado em 3 de janeiro de 2018. Cópia arquivada em 3 de janeiro de 2018 
  7. «Palmeiras perde dois pênaltis, e São Paulo vai à final da Copa RS sub-20». Globo Esporte. 18 de dezembro de 2015. Consultado em 18 de janeiro de 2016. Cópia arquivada em 18 de janeiro de 2016 
  8. «Atlético vence o Grêmio e está na final da Copa Ipiranga Sub-20». GR News. Consultado em 18 de janeiro de 2016. Cópia arquivada em 18 de janeiro de 2016 
  9. Renata Lutfi (20 de dezembro de 2015). «Mais um! Sub-20 do São Paulo é campeão da Copa RS». Website oficial do São Paulo. Consultado em 2 de março de 2017. Cópia arquivada em 2 de março de 2017 
  10. «Dupla Gre-Nal conhece adversários da Copa Internacional». Zero Hora. Consultado em 21 de novembro de 2016. Cópia arquivada em 21 de novembro de 2016 
  11. «São Paulo busca virada sobre o Grêmio e vai à semifinal da Copa RS». lance.com.br. 15 de dezembro de 2016. Consultado em 3 de janeiro de 2018. Cópia arquivada em 3 de janeiro de 2018 
  12. «São Paulo e Botafogo se enfrentam na final da Copa RS de Futebol Sub-20». bonde.com.br. 17 de dezembro de 2016. Consultado em 3 de janeiro de 2018. Cópia arquivada em 3 de janeiro de 2018 
  13. «São Paulo bate o Botafogo nos pênaltis e conquista o Bi da Copa RS». Gazeta Esportiva. 18 de dezembro de 2016. Consultado em 17 de setembro de 2017. Cópia arquivada em 17 de setembro de 2017 
  14. Luiz Zini Pires (1 de dezembro de 2017). «Torneio da FGF coloca Inter e Lanús no mesmo grupo». gauchazh.clicrbs.com.br. Consultado em 1 de dezembro de 2017. Cópia arquivada em 1 de dezembro de 2017 
  15. a b Renata Lutfi (17 de dezembro de 2017). «São Paulo é tricampeão consecutivo da Copa RS». saopaulofc.net. Consultado em 3 de janeiro de 2018. Cópia arquivada em 3 de janeiro de 2018 
  16. «Único 100%, São Paulo encara Huracán na semifinal da Copa RS Sub-20». vavel.com. 14 de dezembro de 2017. Consultado em 3 de janeiro de 2018. Cópia arquivada em 3 de janeiro de 2018 
  17. «São Paulo vira nos acréscimos e vence o Palmeiras na final da Copa RS Sub-20». GE. Consultado em 17 de dezembro de 2017. Cópia arquivada em 17 de dezembro de 2017