Daniel Munduruku

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Daniel Munduruku
Nascimento 28 de fevereiro de 1964 (57 anos)[1]
Belém, Pará Pará
Nacionalidade brasileiro
Cônjuge Tânia Mara
Filho(a)(s) Gabriela, Lucas e Beatriz
Ocupação Escritor, professor
Principais trabalhos O banquete dos deuses – conversa sobre a origem e a cultura brasileira, Contos indígenas brasileiros
Prêmios Comendador da Ordem do Mérito Cultural da Presidência da República (2013)

Menção honrosa do Prêmio Literatura para Crianças e Jovens na Questão da Tolerância, da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura[1]. Menção de Livro Altamente Recomendável pela Fundação Nacional para o Livro Infantil e Juvenil[2]. Prêmio Jabuti de Literatura. Prêmio da Academia Brasileira de Letras. Prêmio Érico Vanucci Mendes, do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico.[3]

Gênero literário Literatura Infantil
Página oficial
http://danielmunduruku.blogspot.com

@danielmundurukuoficial

Daniel Munduruku (Belém, 28 de fevereiro de 1964) é um escritor e professor brasileiro. Pertence à etnia indígena Munduruku.

Biografia[editar | editar código-fonte]

É extremamente engajado no movimento indígena brasileiro. Graduou-se em filosofia, história e psicologia pelo Centro Universitário Salesiano de São Paulo (UNISAL). Fez mestrado e doutorado em educação pela Universidade de São Paulo e pós-doutorado em linguística pela Universidade Federal de São Carlos (UFSCar). É diretor-presidente do Instituto Uk'a - Casa dos Saberes Ancestrais. É autor de 54 obras, sendo a maioria classificada como literatura infanto-juvenil[4].

É membro da Academia de Letras de Lorena[3]. Recebeu a comenda do mérito cultural por duas vezes. Já recebeu vários prêmios no Brasil e no exterior: Prêmio Jabuti, da Academia Brasileira de Letras, Prêmio Érico Vanucci Mendes (CNPq), Tolerância (UNESCO). Muitos de seus livros receberam o selo Altamente Recomendável pela Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil - FNLIJ.

Nas eleições de 2020 foi candidato a prefeito na cidade de Lorena.[5]

Obras publicadas[editar | editar código-fonte]

Ordenadas em ordem alfabética
  • A palavra do Grande Chefe. Global Editora, 2008
  • A primeira estrela que vejo é a estrela do meu desejo e outras histórias indígenas de amor, Global Editora, 2007
  • As peripécias do Jabuti. Mercuryo Jovem., 2007
  • As serpentes que roubaram a noite e outros mitos. Editoria Peirópolis, 2001.
  • A caveira-rolante, a mulher-lesma e outras histórias indígenas de assustar, Global Editora, 2010 ISBN 8526013890
  • Caçadores de aventuras, CARAMELO, 2006 ISBN 9788573404692
  • Catando piolhos contando histórias, Brinque-Book, 2006 ISBN 9788574121451
  • Coisas de índio, 2000, Callis Editora
  • Coisas de índio - versão infantil, 2003. Callis editora
  • Como surgiu - mitos indígenas brasileiros, 2011. Callis Editora
  • Contos indígenas brasileiros, Global Editora, 2005 ISBN 9788526009363
  • Crônicas de São Paulo, Callis Editora Limited, 2011, ISBN 9788574166087
  • Crônicas indígenas para rir e refletir na escola. Moderna, 2020.
  • Das Coisas que Aprendi - 1a. Edição, 2014 - Uka Editorial
  • Das Coisas que Aprendi - 2a. Edição, 2018 - Uka Editorial
  • Foi Vovó que disse, 2014. EDELBRA
  • Histórias de índio, Companhia das Letrinhas, 1997
  • Histórias que eu ouvi e gosto de contar, 2004, Callis Editora ISBN 8574162264
  • Histórias que eu vivi e gosto de contar, 2006 - Callis Editora.
  • Histórias que eu Li e gosto de contar, 2011 - Callis editora
  • Kabá Darebü, Brinque Book, 2002 - Brinque Book
  • Karú Tarú - O pequeno Pajé, 2013 - EDELBRA
  • Memórias de Índio - uma quase autobiografia, 2016 - EDELBRA
  • Meu vô Apolinário, 2001, Studio Nobel, ISBN 8585445955
  • Mundurukando 1 - 2a. edição - Editorial Uka, 2020
  • Mundurukando 2 - Uka Editorial, 2018.
  • O banquete dos deuses, 2016 - Global Editora
  • O caráter educativo do movimento indígena brasileiro - 1970-1990, 2012 - Paulinas
  • O Menino e o pardal, 2007 - Callis Editora
  • O olho da águia, 2013 - Leya
  • O olho bom do menino, 2019 - Editorial Uka
  • O mistério da estrela vésper, 2014 - Leya
  • O homem que roubava horas, 2007 - Brinque Book
  • O Karaíba - Editora Amarilys (Manole), 2010
  • O olho bom do menino, Brinque-Book, 2007 ISBN 9788574122090
  • O onça, 2006. Caramelo.
  • O segredo da chuva, Ed. Ática, 2006, ISBN 9788508087440
  • O sinal do pajé, 2003, Peirópolis, ISBN 8575960067
  • O sumiço da noite, 2006, Caramelo, ISBN 8573405058
  • Outras tantas histórias Indígenas de origem das coisas e do universo, 2008 - Global Editora
  • Parece que foi ontem, 2006 - Global Editora
  • Sabedoria das águas, Global Editora, 2004 ISBN 9788526008946
  • Saudades de amanhã. Escrita Fina. 2016.
  • Tempo de histórias - Antologia de contos indígenas de ensinamento. Salamandra, 2005.
  • Todas as coisas são pequenas. ARX Jovem, 2008.
  • Um dia na aldeia. Melhoramentos, 2012.
  • Um estranho sonho de futuro, FTD, 2004, ISBN 9788532252234
  • Um sonho que não parecia sonho, Caramelo livros educativos, 2007, ISBN 9788573405231
  • Vó Coruja. Companhia das Letrinhas, 2014.
  • Você lembra, pai?, Global Editora, 2005, ISBN 9788526008052
  • Vozes Ancestrais. FTD, 2016
  • Whatirã - a lagoa dos mortos. (em parceria com Jaime Diákara). Autêntica, 2016.
Livros publicados no exterior

Prêmios[editar | editar código-fonte]

Em 2017, foi segundo colocado no Prêmio Jabuti, na categoria romance juvenil[6].

Em 2018, recebeu o Prêmio Fundação Bunge, na categoria infanto-juvenil[7].

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço relacionado ao Projeto Biografias. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.