Jean Pyerre

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Jean Pyerre
Informações pessoais
Nome completo Jean Pyerre Casagrande Silveira Correa
Data de nasc. 7 de maio de 1998 (23 anos)
Local de nasc. Alvorada (RS), Brasil
Nacionalidade brasileiro
Altura 1,83 m
destro
Apelido JP10
Informações profissionais
Clube atual Grêmio
Número 10
Posição meio-campista
Clubes de juventude
2008–2017 Grêmio
Clubes profissionais
Anos Clubes
2017– Grêmio
Seleção nacional
2015 Brasil Sub-17

Jean Pyerre Casagrande Silveira Correa, mais conhecido apenas como Jean Pyerre (Alvorada, 7 de maio de 1998), é um futebolista brasileiro que atua como meio-campista. Atualmente joga no Grêmio.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Grêmio[editar | editar código-fonte]

Revelado nas categorias de base do Tricolor Gaúcho[1], Jean Pyerre estreou profissionalmente no dia 13 de agosto de 2017 contra o Botafogo, em partida válida pelo Campeonato Brasileiro.[2] Atuando com vários reservas, o Grêmio perdeu de 1 a 0 no Engenhão.[3]

2019[editar | editar código-fonte]

Após ter feito um dos gols da vitória de 2 a 0 contra o Athletico Paranaense, pela Copa do Brasil, no dia 15 de agosto de 2019 o Grêmio renovou o contrato do meia por mais dois anos, com multa rescisória estipulada na maior da história do clube até então: 120 milhões de euros.[4] Em 20 de setembro de 2019, Jean sofreu uma lesão muscular na coxa direita em treinamento que o afastou dos gramados por mais de cinco meses.[5] Conforme o atleta, houve um erro de diagnóstico por parte do departamento médico do Grêmio que o fez ficar mais tempo em recuperação e desenvolver uma fibrose no músculo.[6]

2020[editar | editar código-fonte]

Seu retorno aos gramados ocorreu em 8 de março de 2020, quando entrou como substituto em partida contra o Pelotas válida pelo Campeonato Gaúcho, no Estádio Boca do Lobo.[5] No dia 22 de julho de 2020, em jogo válido pela 4° rodada do segundo turno do Campeonato Gaúcho, marcou de falta o seu primeiro gol no ano, definindo a vitória de 1 a 0 contra o Internacional.[7][8]

Jean Pyerre voltou à titularidade do clube após um período ausente time titular devido a lesões, à COVID-19 e à doença de seu pai.[9] Sua série de boas atuações em novembro rendeu-lhe elogios do treinador Renato Portaluppi, que o classificou como "diferenciado" e identificou nele um "crescimento profissional".[10]

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Família[editar | editar código-fonte]

Jean Pyerre é filho do servidor federal Eduardo Correa e da empresária Luciana Casagrande.[11] Em 2020, o seu pai contraiu COVID-19, teve duas paradas cardíacas e passou vinte e cinco dias em coma.[12] Jean ficou fora de treinos para acompanhar a situação do pai.[13] No final de agosto, o atleta dedicou a conquista do Campeonato Gaúcho ao seu pai, que ainda estava internado.[14] Ele ainda ofereceria o gol que marcou contra o Cuiabá, em 11 de novembro, ao seu pai, já fora do hospital, e à família.[15]

Atuação contra o racismo[editar | editar código-fonte]

O atleta costuma manifestar-se publicamente contra o racismo. Em junho de 2020, ele anunciou apoio ao movimento antirracista Vidas Negras Importam, que realizava protestos nos Estados Unidos depois do assassinato de George Floyd por um policial em Minneapolis.[16] No mesmo mês, ele divulgou vídeo em redes sociais falando sobre preconceito racial sofrido por pessoas negras no Brasil.[17]

Em entrevista, Jean Pyerre disse ter sido preparado pelos pais para lidar com o racismo. A sua mãe relatou que o filho já sofreu racismo em diversos episódios, como quando foi falsamente acusado de ter roubado um celular num supermercado na adolescência, no mesmo horário em que treinava no CT Hélio Dourado.[18]

Ações sociais[editar | editar código-fonte]

Jean Pyerre costuma promover ações sociais de apoio a moradores de Alvorada, sua cidade natal, localizada na Região Metropolitana de Porto Alegre, que tinha o menor PIB per capita do Rio Grande do Sul em 2016.[19] Em 2020, ele criou uma campanha para doações para famílias cujas casas haviam sido atingidas por um incêndio, no bairro Vila Aparecida, na periferia da cidade.[20] Durante a pandemia de COVID-19, o jogador também distribuiu alimentos na cidade.[21]

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Atualizadas até 19 de dezembro de 2020.[22]

Equipe Temporada Campeonato
nacional
Copa
nacional[a]
Competições
continentais[b]
Outros
torneios[c]
Total
Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols
Grêmio 2017 6 1 2 0 8 1
2018 12 1 3 2 15 3
2019 10 3 6 1 10 2 13 0 39 6
2020 10 2 4 1 4 1 8 1 26 5
Total 38 7 10 2 14 3 26 3 88 15

Títulos[editar | editar código-fonte]

Seleção Brasileira Sub-17

Grêmio

Referências

  1. Marco Souza (14 de julho de 2017). «Dionathã, Patrick e Jean Pyerre: as bolas da vez da base no Grêmio». GaúchaZH. Consultado em 21 de junho de 2019 
  2. «Botafogo x Grêmio - Campeonato Brasileiro 2017-2017». globoesporte.com. Consultado em 19 de novembro de 2020 
  3. «Em duelo de reservas, Gatito pega pênalti, e Botafogo supera Grêmio». GloboEsporte.com. 13 de agosto de 2017. Consultado em 21 de junho de 2019 
  4. Eduardo Moura (15 de agosto de 2019). «Grêmio renova com Jean Pyerre e estipula multa de mais de R$ 500 milhões». GloboEsporte.com 
  5. a b «Após cinco meses fora por lesão, Jean Pyerre volta a jogar pelo Grêmio e desabafa: "Eu venci"». GloboEsporte.com. 8 de março de 2020. Consultado em 14 de agosto de 2020 
  6. «Nota de Jean Pyerre sobre lesão aponta erro no diagnóstico inicial do DM do Grêmio». Correio do Povo. 21 de janeiro de 2020. Consultado em 12 de agosto de 2020 
  7. «Everton erra pênalti, mas Jean Pyerre marca de falta e Grêmio vence o Gre-Nal em Caxias pela retomada do Gauchão». GloboEsporte.com. 22 de julho de 2020. Consultado em 13 de agosto de 2020 
  8. «Jean Pyerre quebra jejum de 300 dias e repete gol de falta em Gre-Nal do ídolo Ronaldinho». GloboEsporte.com. 23 de julho de 2020. Consultado em 14 de agosto de 2020 
  9. «Jean Pyerre engata seis jogos seguidos no Grêmio e alcança 85% de aproveitamento». ge. Consultado em 1 de dezembro de 2020 
  10. «Renato vê "amadurecimento" e diz que Jean Pyerre pode chegar à seleção». www.uol.com.br. Consultado em 1 de dezembro de 2020 
  11. «Jean Pyerre: "Sou preparado para o racismo, meu irmão também, mas deveríamos ser preparados para ter uma vida normal"». GZH. 18 de novembro de 2020. Consultado em 1 de dezembro de 2020 
  12. «Pai de Jean Pyerre ganha troféu do filho e relata luta contra Covid-19: "Já tinha me dado como morto"». ge. Consultado em 1 de dezembro de 2020 
  13. «JP volta aos treinos após melhora da Covid-19 do pai e pode reforçar Grêmio». www.uol.com.br. Consultado em 1 de dezembro de 2020 
  14. «Jean Pyerre dedica título ao pai internado e agradece carinho do grupo do Grêmio: "Meu refúgio"». ge. Consultado em 1 de dezembro de 2020 
  15. «Jean Pyerre comemora gol e relembra internação do pai com covid-19: "Só a gente sabe o que passou"». GZH. 11 de novembro de 2020. Consultado em 1 de dezembro de 2020 
  16. «Gremistas Thiago Neves e Jean Pyerre engrossam coro contra o racismo». GloboEsporte.com. 1 de junho de 2020. Consultado em 13 de agosto de 2020 
  17. «Jean Pyerre, do Grêmio, divulga vídeo e fala sobre racismo: "Temos que lidar no dia a dia"». GloboEsporte.com. 3 de junho de 2020. Consultado em 13 de agosto de 2020 
  18. «Jean Pyerre: "Sou preparado para o racismo, meu irmão também, mas deveríamos ser preparados para ter uma vida normal"». GZH. 18 de novembro de 2020. Consultado em 1 de dezembro de 2020 
  19. «PIB per capita». Atlas Socioeconômico do Rio Grande do Sul. Consultado em 13 de agosto de 2020 
  20. «Jean Pyerre cria ação solidária para ajudar famílias prejudicadas por incêndio em Alvorada». GloboEsporte.com. 22 de abril de 2020. Consultado em 13 de agosto de 2020 
  21. «Em férias, Jean Pyerre distribui 170 refeições em Alvorada, sua cidade natal». GloboEsporte.com. 12 de abril de 2020. Consultado em 13 de agosto de 2020 
  22. «Perfil de Jean Pyerre». Soccerway. Consultado em 13 de agosto de 2020 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]