Kátia Maranhão

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Kátia Maranhão
Nascimento 1962 (56 anos)
Rio de Janeiro, RJ
Ocupação Jornalista
Apresentadora de televisão
Nacionalidade brasileira

Kátia Maranhão (Rio de Janeiro, 1962) é uma jornalista e apresentadora de televisão brasileira.[1][2][3]

Filha de um sargento da Marinha e de uma enfermeira, Katia entrou cedo na faculdade e começou no jornalismo antes dos 18 anos, quando foi convidada para um teste na Radiobrás, em Brasília.[1] Ela trabalhou ainda para as emissoras TV Globo, SBT, Globosat, TV Manchete e TV Record.[4][5][1]

Apresentou, no fim dos anos 1980, o Notícias de Primeira Página direto de Brasília, junto com Lívio Carneiro, que apresentava o telejornal de São Paulo. Tornou-se conhecida no programa Casseta & Planeta, Urgente!, na Rede Globo, em 1992 e 1993, antes de ser substituída por Maria Paula. Na Rede Manchete, apresentou o Programa de Domingo.[6][7][8]

Em abril de 1991, foi capa da revista Playboy (Brasil).[1]

Foi colaboradora no jornal Hoje em Dia e na Revista Ser. Na área política, Katia trabalhou para dezenas de campanhas eleitorais,[9] e foi assessora do PR, PDT e, em 2015, do PMDB, além de assessora de imprensa dos deputados federais Clodovil Hernandes e Fernando Chiarelli.[10] No governo presidencial de Michel Temer, é sua assessora e é também responsável pelo site internacional do Palácio do Planalto.[1]

Em 12 de novembro de 2018, Kátia passou a comandar o Potência Brasil. Uma série de 12 entrevistas exibidas pela TV Brasil.[11][12]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c d e Paulo Pacheco (8 de junho de 2017). «Ex-"Casseta", Katia Maranhão se arrepende de "Playboy" e trabalha com Temer». UOL. Consultado em 12 de novembro de 2018 
  2. «Katia Maranhão, funcionária do governo Temer, é ex-'Casseta' e já posou para a 'Playboy'». Extra. Globo.com. 8 de junho de 2017. Consultado em 12 de novembro de 2018 
  3. Thayná Rodrigues (8 de junho de 2017). «Katia Maranhão, funcionária do governo Temer, é ex-'Casseta' e já posou para a 'Playboy'». O Globo. Globo.com. Consultado em 12 de novembro de 2018 
  4. Maria Lucia Rangel (2 de abril de 1996). «Kátia Maranhão foi contratada pela Record para fazer um especial sobre as Olimpíadas na Grécia». Folha de São Paulo. UOL. Consultado em 12 de novembro de 2018 
  5. Cristina Padiglione (20 de dezembro de 1997). «Ponte; Ceia no cangaço; Versão local». Folha de São Paulo. UOL. Consultado em 12 de novembro de 2018 
  6. «Maranhão vira Maria Antonieta». Folha de São Paulo. UOL. 28 de agosto de 1994. Consultado em 12 de novembro de 2018 
  7. Cristina Padiglione (2 de abril de 1998). «Carla Vilhena vira repórter do "Fantástico"». Folha de São Paulo. UOL. Consultado em 12 de novembro de 2018 
  8. Cristina Padiglione (3 de setembro de 1998). «Nei Gonçalves negocia volta para a Record». Folha de São Paulo. UOL. Consultado em 12 de novembro de 2018 
  9. «Nogueira terá Kátia Maranhão em campanha». Folha de São Paulo. UOL. 2 de agosto de 2000. Consultado em 12 de novembro de 2018 
  10. «Quem te viu...». Folha de São Paulo. UOL. 30 de abril de 2009. Consultado em 12 de novembro de 2018 
  11. Gabriel Mascarenhas (6 de setembro de 2018). «Ex-Casseta volta à TV pelas mãos de Temer». Veja. Editora Abril. Consultado em 12 de novembro de 2018 
  12. Flávio Ricco e José Carlos Nery (12 de novembro de 2018). «Volta da Kátia». UOL. Consultado em 12 de novembro de 2018 
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.