Rodolpho Gamberini

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
NoFonti.svg
Esta biografia de uma pessoa viva cita referências, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde junho de 2017). Ajude a inserir fontes confiáveis e independentes. Material controverso que esteja sem fontes deve ser imediatamente removido, especialmente se for de natureza difamatória.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Rodolpho Gamberini
Gamberini no Palácio do Planalto em 2007
Nascimento 23 de setembro de 1953 (65 anos)
Santos, SP
Ocupação Jornalista
Principais trabalhos Folha de S.Paulo
Rede Globo
TV Cultura
Rede Record
SBT
TV Gazeta

Rodolpho Gamberini (Santos, 23 de setembro de 1953) é um jornalista brasileiro, que trabalhou na TV Gazeta até 2018.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Formado pela Faculdade de Comunicação Social Cásper Líbero, e também em Ciências Sociais pela USP, o jornalista começou sua carreira em 1974 e trabalhou durante cinco anos no jornal Folha de S.Paulo. Depois, foi correspondente internacional na Rádio Capital, em Roma, Itália.

Ao retornar ao Brasil, foi repórter especial da Rede Globo no Bom Dia Brasil. Na mesma emissora, foi correspondente nos EUA e, de volta ao país, comandou o Bom Dia São Paulo, dia 10 de dez de 1984 a 26 de set de 1986 da TV Globo São Paulo. Sua próxima emissora foi a TV Cultura, onde lançou o Roda Viva, 29 de set a 23 de mar de 1987 programa semanal de debates. Em seguida, na TV Manchete São Paulo, em São Paulo em Manchete no 10/10/1988 a 06/10/1989 assumiu o cargo de diretor de jornalismo em São Paulo.

Algum tempo depois, de volta à Globo São Paulo, apresentou o SP Já. Na TV Cultura, em outra passagem, foi editor do Opinião Nacional. Em 1999, foi contratado pela Rede Record, onde apresentou o São Paulo Notícia e foi, por dois anos, âncora do Fala Brasil ao lado de Mônica Waldvogel. Na seqüência, comandou o Edição de Notícias e o SP Record ao lado de Adriana Reid. Na Record, seu último trabalho foi como repórter especial do Domingo Espetacular, e como apresentador aos sábados do Jornal da Record. No início do mês de julho de 2007, o apresentador decidiu em comum acordo com a Rede Record não renovar seu contrato com a emissora.

Já na RedeTV! em 2007, assumiu o telejornal Notícias das 6 e Notícias das 7. Em novembro de 2008, foi convidado para ser o novo apresentador do RedeTV! News, no lugar de Marcelo Rezende. Em Janeiro de 2009, demite-se da RedeTV! para fazer parte do quadro de âncoras do Jornalismo do SBT. Lá fez reportagens especiais para o SBT Repórter, cobriu férias e folgas dos âncoras titulares de todos os telejornais da emissora e apresentou o bloco local do Jornal do SBT - Manhã. Em janeiro de 2013, o SBT não quis renovar o contrato do jornalista.

Em agosto de 2014 foi contratado pela TV Aparecida.[1]

Em Fevereiro de 2015 foi contratado pela TV Gazeta para apresentar o Jornal da Gazeta. A estreia foi em 2 de março de 2015.[2] Em 06 de novembro de 2018 , ele, assim como outros integrantes do departamento de jornalismo, foi demitido da emissora. Em Setembro de 2019 Ele vai para CNN Brasil.

Precedido por
Marcelo Rezende
Apresentação do RedeTV! News
2008 - 2009
Sucedido por
Augusto Xavier

Referências

  1. «Debate com presidenciáveis terá participação de bispos da CNBB». Consultado em 26 de agosto de 2014. Arquivado do original em 27 de agosto de 2014 
  2. «Rodolpho Gamberini é o novo contratado da TV Gazeta». Consultado em 24 de agosto de 2015 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) jornalista é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.