Menalton Braff

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Menalton Braff
Nome completo Menalton João Braff
Nascimento 23 de julho de 1938 (79 anos)
Taquara, RS
Residência Ribeirão Preto
Nacionalidade Brasil Brasileiro
Cônjuge Roseli Deienno Braff
Ocupação Escritor e professor de língua portuguesa e literatura
Prêmios Prêmio Jabuti de Literatura, com o livro de contos À Sombra do Cipreste

Prémio Casa de las Américas (2009)

Gênero literário conto, romance, novela
Magnum opus À sombra do cipreste
Página oficial
http://www.menalton.com.br
Membro da Academia Ribeirãopretana de Letras

Menalton João Braff (Taquara, 23 de julho de 1938) é um contista, romancista e novelista brasileiro.

História[editar | editar código-fonte]

Sua formação ginasial e clássica se deu entre as cidades de Taquara e Porto Alegre (RS), em uma época em que já se interessava por literatura e militância política, o que, após o Golpe Militar de 1964, resultou em sua perseguição durante a ditadura militar, sendo obrigado a abandonar o curso de Economia, na antiga URGS, para desaparecer como cidadão por alguns anos.

É apenas após a anistia, quando pôde voltar a usar seu nome verdadeiro, que vai buscar estudo acadêmico de Letras em curso da Universidade São Judas Tadeu (em São Paulo), começando a lecionar, na mesma universidade, como professor assistente, enquanto fazia o curso de pós-graduação lato sensu em Literatura Brasileira.

Logo após, em 1984, motivado pelo seu patriotismo, publica seus dois primeiros livros sob o pseudônimo Salvador dos Passos (nome de seu bisavô), com o intuito de ocultar o sobrenome de origem européia. Viria a abandonar o pseudônimo apenas em 1999, quando publicaria aquele com o qual viria a ganhar o Prêmio Jabuti de Literatura em 2000, na categoria "Livro do Ano - Ficção": o livro de contos À Sombra do Cipreste.

A partir daí, sua produção se intensificou.

Hoje em dia[editar | editar código-fonte]

Atualmente, aposentado do magistério, Braff dedica todo seu tempo aos livros, dele e de outros escritores. Escreve mais de uma obra por ano e participa de conclaves culturais e palestras, além de ser membro e ex-presidente da Academia Ribeirãopretana de Letras (da cidade de Ribeirão Preto, estado de São Paulo). Reside desde 1987 em Serrana, São Paulo, com sua esposa Roseli Deienno Braff, sua conhecida dos tempos de universidade (Universidade São Judas Tadeu), quando colaboravam para o jornal universitário. Foi professor de Literatura Brasileira no Ensino Médio em escolas particulares de Catanduva, Batatais, Ribeirão Preto, Ituverava e outras.

Livros publicados[editar | editar código-fonte]

Como Salvador dos Passos[editar | editar código-fonte]

Como Menalton Braff[editar | editar código-fonte]

  • À Sombra do Cipreste (1999, contos, Palavra Mágica) 6ª edição pela Editora Global em 2011)
  • Que Enchente Me Carrega? (2000, romance, Palavra Mágica)
  • Castelos de Papel (2002, romance, Nova Fronteira)
  • A Esperança por Um Fio (2003, novela juvenil, Ática)
  • Como Peixe no Aquário (2004, novela juvenil, SM)
  • Na Teia do Sol (2004, romance, Planeta do Brasil)
  • Gambito (2005, novela infantil, SM)
  • A Coleira no Pescoço (2006, contos, Bertrand Brasil)
  • A Muralha de Adriano (2007, romance, Bertrand Brasil)
  • Antes da Meia Noite (2008, novela juvenil, Ática)
  • Moça com Chapéu de Palha (2009, romance, Língua Geral)
  • Copo Vazio (2010, novela juvenil, FTD)
  • No Fundo do Quintal (2010, novela juvenil, FTD)
  • Mirinda (2010, história infantil, Moderna)
  • Bolero de Ravel (2010, romance, Global)
  • Tapete de Silêncio (2011, romance, Global)
  • O Casarão da Rua do Rosário (2012, romance, Bertrand Brasil)
  • O fantasma da segundona (2014, romance juvenil, FTD)
  • Pouso do Sossego (2014, romance, Global)
  • Castelo de areia (2015, novela juvenil, Moderna)
  • O peso da gravata (2016, contos, Primavera)

Participação em antologias[editar | editar código-fonte]

  • Isto é... Escola (2015, Bamboo Editorial)
  • Sentimentos: Achados e Perdidos (2015, Editora do Brasil)
  • Antologia UBE (2014, Global Editora)
  • Vou te contar (2014, Rocco)
  • Brasilianische Kurzgeschichten (2013, Arara-Verlag)
  • Permanência das Letras (2012, São Francisco Gráfica e Editora)
  • Cartas do fim do mundo (2009, Terracota)
  • Travessias singulares: pais e filhos (2008, Casa do Verbo)
  • Gente em conflito (2004, Editora Ática)
  • Os cem menores contos brasileiros do século (2004, Ateliê Editorial)
  • Meu inesquecível professor (1998, São Francisco Gráfica e Editora)
  • IX Antologia Alberto Renart (1996, Escrituras Editora)

Livros a vir[editar | editar código-fonte]

  • Os Olhos de Meu Pai (romance)
  • Cenas de um Amor Imperfeito (romance)
  • Noite adentro (romance)
  • O berço do primeiro sol (romance)
  • Sonata patética (romance)
  • Uma casa com varanda (romance)
  • No galope das horas (romance)
  • Tocata e fuga a quatro vozes (romance)
  • Último domingo de outubro (contos)
  • Além do Rio dos Sinos (romance)

Prêmios[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.