Isaías Pessotti

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Isaías Pessotti
Nascimento 28 de setembro de 1933
São Bernardo do Campo
Cidadania Brasil
Alma mater
Ocupação psicólogo, escritor, professor universitário
Empregador Universidade de São Paulo, Universidade de Milão

Isaias Pessotti (São Bernardo do Campo, 28 de Setembro de 1933)[1] é escritor, psicólogo[2][3] e professor universitário brasileiro. Como escritor ganhou o Prêmio Jabuti em 1994.[4]. Foi professor da Universidade de São Paulo (USP) e da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar). Graduou-se em psicologia pela Universidade de São Paulo (USP) no ano de 1955. Doutorou-se em psicologia também pela USP em 1969, orientado por Carolina Martuscelli Bori, com a tese Discriminação condicional em Melipona Micheneria Rufiventris Lepeletir.

Produção intelectual[editar | editar código-fonte]

Obras de literatura[editar | editar código-fonte]

  • Pessotti, I. (1993). Aqueles cães malditos de Arquelau. Rio de Janeiro: Ed. 34. 256p. - Prêmio Jabuti (1994), melhor romance nacional, livro do ano.
  • Pessotti, I. (1996). O manuscrito de Mediavilla. Rio de Janeiro: Ed. 34.
  • Pessotti, I. (1997). A lua da verdade. Rio de Janeiro: Ed. 34.

Publicações em psicologia[editar | editar código-fonte]

  • Pessotti, I. (1976). Pré-História do Condicionamento. SAO PAULO: HUCITEC-EDUSP, 145p.
  • Pessotti, I. (1978). Ansiedade. SAO PAULO: E.P.U., 136p.
  • Pessotti, I. (1979). Pavlov. SAO PAULO: ATICA, 207p.
  • Pessotti, I., & Lé'Sénéchal, A. M. (1981). Aprendizagem em abelhas. I - Discriminação simples em onze espécies. Acta Amazonica, 11(3), 653-658.[5]
  • Pessotti, I. (1988). Notas para uma história da psicologia brasileira. Em: Conselho Federal de Psicologia. Quem é o psicólogo brasileiro? (pp. 17–31) São Paulo: Edicon.
  • Pessotti, I. (1996). O século dos manicômios. São Paulo: Ed. 34. 304p.
  • Pessotti, I. (1998). Minha Chefe, Dona Carolina. Psicologia USP, 9(1), 243-246.[6]
  • Pessotti, I. (1999). Os nomes da loucura. São Paulo: Ed. 34. 264p.
  • Pessotti, I. (2006). Sobre a teoria da loucura no século XX. Temas em Psicologia, 14(2), 113-123.[7]
  • Pessotti, I. (2007). Demência, dementia praecox, esquizofrenia. O Que Nos Faz Pensar, 16(22), 113-143.[8]

Referências

Bibliografia[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre um escritor do Brasil é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.