Maria Alice Barroso

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Maria Alice Barroso
Nascimento 1926
Morte 2012 (86 anos)
Cidadania Brasil
Ocupação romancista
Prêmios Comendador da Ordem do Mérito

Maria Alice Giudice Barroso Soares ComM (Miracema, 1926Juiz de Fora, 5 de outubro de 2012) foi uma jornalista e escritora brasileira.[1][2]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Graduada em biblioteconomia, foi diretora do Instituto Nacional do Livro e da Fundação Biblioteca Nacional. Passou dois anos economizando para lançar seu primeiro romance, Os Posseiros, em 1955.[3] Seu romance Um Nome para Matar ficou em segundo lugar no II Prêmio Walmap de Literatura de 1967. Ganhou o 31.º Prêmio Jabuti na categoria Romance, em 1989, com A Saga do Cavalo Indomado.

A 26 de novembro de 1987 foi feita Comendadora da Ordem do Mérito de Portugal.[4]

Obras[editar | editar código-fonte]

  • 1955 - Os Posseiros
  • 1960 - História de um Casamento
  • 1962 - Um Simples Afeto Recíproco
  • 1967 - Um Nome para Matar
  • 1969 - Quem Matou Pacífico?
  • 1973 - Um dia vamos rir disso tudo
  • 1985 - O Globo da Morte (Divino das Flores)
  • 1989 - A Saga do Cavalo Indomado
  • 1995 - A Morte do Presidente ou Amiga de Mamãe

Referências

  1. Jornalista e escritora Maria Alice Barroso morre aos 86 anos em MG. Sou Mais Niterói, 12 de outubro de 2012
  2. Escritoras do Século XX. Dia a Dia Educação
  3. PEREIRA, Edgard. Mosaico insólito: ensaios e resenhas de literatura brasileira. 7Letras, 2006. Pág. 71
  4. «Cidadãos Estrangeiros Agraciados com Ordens Portuguesas». Resultado da busca de "Maria Alice Barroso". Presidência da República Portuguesa. Consultado em 3 de abril de 2016 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) escritor(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.