Na Moral (programa de televisão)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Na Moral
Logotipo do programa
Informação geral
Formato Talk show
Gênero Debates
Duração 45 minutos
País de origem  Brasil
Idioma original Português
Produção
Diretor(es) Luiz Gleiser (2012)[1]
José Lavigne (2013) [2]
Roteirista(s) Marcel Souto Maior
Fernanda Scalzo
João Carrascosa
Ana Mello
Priscila Steinman [2]
Apresentador(es) Pedro Bial
Tema de abertura "Na Moral" - Jota Quest[3]
Exibição
Emissora de televisão original Rede Globo
Formato de exibição 1080i (HDTV)
Transmissão original 5 de julho de 2012 - 14 de agosto de 2014
N.º de temporadas 3 [4]
N.º de episódios 22

Na Moral foi um programa de televisão brasileiro exibido pela Rede Globo de 5 de julho de 2012 a 14 de agosto de 2014 e apresentado por Pedro Bial.[5] O programa contava com a participação de três pessoas que comentam determinado assunto, uma platéia com 50 pessoas e um DJ.[6] Sua primeira temporada se encerrou em 30 de agosto de 2012, dando lugar ao programa Amor & Sexo. A sua segunda temporada estreou dia 4 de julho de 2013 após Saramandaia contando com 13 episódios. Já a terceira estreou em 3 de julho de 2014, terminando em 14 de agosto, após O Rebu.[7]

Avaliação em retrospecto[editar | editar código-fonte]

Pedro Willmersdorf do Jornal do Brasil comentou a primeira exibição do programa, segundo ele tanto o programa apresentado por Pedro Bial quanto o programa Encontro com Fátima Bernardes possuem padrões impostos pela própria emissora, comprometendo a profundidade nos assuntos abordados.[8] Mauricio Stycer do portal Universo Online (UOL) comentou sobre a segunda temporada da atração, ele disse que o programa leva para o palco assuntos delicados com a dificuldade de fazer com que o auditório e o telespectador mude a opinião em um debate de três minutos. Mauricio elogiou a edição a produção e os temas que não tem a "pretensão de solucioná-los".[9]

Controvérsias[editar | editar código-fonte]

Em notícia a colunista do Folha de S. Paulo, Mônica Bergamo anunciou que Leandro Karam apresentador de um programa de nome homônimo desde 2003 no Paraná acusou a Rede Globo de plágio. Em resposta a emissora comunicou que a marca é pertencente a uma produtora do Rio de Janeiro.[10][11]

Para a realização do segundo programa, que tratou do tema privacidade, o programa foi acusado de invasão de privacidade ao obter imagens de câmeras de segurança de um prédio residencial em São Paulo. Em nota, a Rede Globo disse que o uso todas as imagens no programa foi autorizado pelos moradores.[12]

Audiência[editar | editar código-fonte]

Na estreia da primeira temporada do programa em 5 de julho de 2012 marcou 12 pontos de média. Já na estreia da segunda temporada o programa marcou apenas 8 pontos, perdendo a liderança para o reality show A Fazenda da Rede Record. Os episódios seguintes apresentaram crescimento nos índices, garantido a liderança a Rede Globo.

Referências

  1. «Pedro Bial estreia hoje programa 'Na Moral'». Agência Estado. Diário do Grande ABC. 5 de julho de 2012. Consultado em 6 de julho de 2012 
  2. a b «Na Moral - 2013». Memória Globo. Consultado em 23 de maio de 2014 
  3. «'Pedro Bial é na moral', brincam integrantes do Jota Quest». Redação Rede Globo. Globo.com. 27 de junho de 2012. Consultado em 6 de julho de 2012 
  4. Patrícia Kogut (24 de setembro de 2013). «'Na moral' terá terceira temporada em 2014 na Globo». O Globo. Consultado em 23 de maio de 2014 
  5. «Pedro Bial está animado para a estreia do "Na Moral" nesta quinta». UOL. NaTelinha. 5 de julho de 2012. Consultado em 6 de julho de 2012 
  6. Camila Botto (1 de julho de 2012). «Novo programa de Bial estreia nesta quinta e promete debater temas polêmicos». Globo.com. Correio. Consultado em 6 de julho de 2012 
  7. Ricco, Flávio; Carlos, José (29 de março de 2013). «Globo define roteiro de gravações da próxima das seis 3». Coluna do Flávio Ricco. Universo Online. Consultado em 29 de março de 2013 
  8. Pedro Willmersdorf (6 de julho de 2012). «À vontade, Pedro Bial se sai bem, mas 'Na Moral' sofre com edição caótica...». Terra. Jornal do Brasil. Consultado em 6 de julho de 2012 
  9. Stycer, Mauricio (5 de julho de 2013). «"Na Moral" vive o conflito de ser leve, mas querer parecer profundo». Blog do Mauricio Stycer. Universo Online. Consultado em 5 de julho de 2013 
  10. «Novo programa de Pedro Bial é acusado de plágio, diz jornal». Terra. 29 de junho de 2012. Consultado em 6 de julho de 2012 
  11. Mônica Bergamo (29 de junho de 2012). «Novo programa de Bial rende acusação de plágio contra a Globo». Folha Online. Consultado em 23 de maio de 2014 
  12. Alberto Pereira Jr. (12 de julho de 2012). «'Na Moral' invade privacidade de moradores do Copan, em SP». Folha de S. Paulo. Consultado em 12 de julho de 2012 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Televisão no Brasil é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.