Festival de Desenhos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Festival de Desenhos
Informação geral
Formato Programa de variedades
Gênero Infantil
Duração 50 minutos
País de origem  Brasil
Idioma original (português brasileiro)
Exibição
Emissora de televisão original Rede Globo
Formato de exibição 480i (SDTV) (2000-2012)
1080i (HDTV) (2013-2015)
Transmissão original 19872015

Festival de Desenhos foi um programa de televisão infantil brasileiro produzido e exibido pela Rede Globo. Foi exibido entre 1987 e 2015 como tapa-buraco na emissora.[1]

História[editar | editar código-fonte]

1987-2000[editar | editar código-fonte]

O bloco estreou aos domingos na Rede Globo, exibindo uma variedade de desenhos que sobravam no acervo da Rede Globo. O bloco era um tapa-buraco: quando sobrava espaço na programação, era escalado o Festival de Desenhos.

2001[editar | editar código-fonte]

Em 2001, o programa passou a ser exibido aos sábados no lugar do Xuxa Park (que saiu do ar devido a um incêndio que ocorreu no programa e acabou sendo extinto). Teve apresentação de Deborah Secco e Graziella Schmitt.[2]

2002 (Extinção do Programa)[editar | editar código-fonte]

Em 2002, o programa deixou de ser exibido aos sábados para dar lugar à TV Globinho, e ficou fora do ar.

2003-2006 (O Retorno do Programa)[editar | editar código-fonte]

Depois de meses fora do ar, em 2003 o bloco voltou à programação para ser exibido diariamente nas antenas parabólicas às 12h, no lugar dos telejornais locais.

2007-2008[editar | editar código-fonte]

Em 2007, durante o Pan-Americano do Rio, foi exibido várias vezes o bloco por conta de horários. No mesmo ano, voltou a ser exibido diariamente, porém como tapa-buraco para o Corujão, que se encerrava entre 04h45 e 04h50. Quando sobrava um espaço maior, era exibido no lugar um seriado. De vez em quando era exibido após o Intercine, dependendo do tamanho do filme que a sessão exibia.

2009-2013[editar | editar código-fonte]

Em 2009, passou a ser exibido também como tapa-buraco para o Globeleza, quando ocorriam términos antes do tempo determinado na programação. O mesmo fato ocorreu em 2010 e, de lá para cá, o bloco por si permanecia como seu tapa-buraco para o Corujão. Na manhã de Natal e na virada do ano de 2013 para 2014, foi exibido um Festival de Desenhos exibindo desenhos especiais de Natal e desenhos especiais de Ano Novo.[3]

2014[editar | editar código-fonte]

Em 2014, com a Globo diminuindo a programação infantil da sua emissora, a emissora resolveu tirar o tapa-buraco de vez das suas madrugadas. Em seu lugar, foi posto o seriado Mentes Criminosas, com isso permaneceu-se como programa local para as antenas parabólicas.[4]

2015[editar | editar código-fonte]

Em 2015, já estaria prevista a extinção da TV Globinho. A emissora resolveu extinguir de vez o bloco de desenhos, que era exibido diariamente às 12h pelas antenas parabólicas. No seu lugar, foram colocadas as séries infantojuvenis em seu lugar, e partir daí o bloco foi abolido da programação da Rede Globo, e os desenhos ainda permanecem no acervo da emissora.

Desenhos exibidos[editar | editar código-fonte]

Referências