Nova Gales do Sul

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura a colônia de Nova Gales do Sul, veja Nova Gales do Sul (Colónia).
Austrália Nova Gales do Sul

New South Wales

 
  Estado da Austrália  
Símbolos
Bandeira de Nova Gales do Sul
Bandeira
Brasão de armas de Nova Gales do Sul
Brasão de armas
Lema Orta Recens Quam Pura Nites
(Do latim: E lá do que em aqueles que são puros tu confias)
Apelido(s) The First State
The Premier State
Localização
Localização de Nova Gales do Sul na Austrália
Localização de Nova Gales do Sul na Austrália
História
Fundação 1788 (colônia)
1856 (governo independente)
1901 (estado)
Administração
Capital Sydney
Tipo Monarquia constitucional
Governador Margaret Beazley
Premier Gladys Berejiklian
Características geográficas
Área total 809 444 km²
 • Área seca 800 642 km²
 • Área molhada 8 802 km²
População total (2019) [1] 8 071 071 hab.
Densidade 10 hab./km²
Informações
Fuso horário UTC+9:30
UTC+10:00
UTC+10:30
UTC+11:00
Código postal NSW
Indicadores
IDH (2018) [2] 0,939 muito alto
 • Posição 3.º
PIB (2018) [3] A$ 614,409 bilhões
 • Posição 1.º
PIB per capita (2018) A$ 76 361 (4.º)
Outras informações
Código ISO 3166-2 AU-NSW
Membros da Câmara 48/151
Membros do Senado 12/76
Sítio www.nsw.gov.au
Coordenadas[4]

Nova Gales do Sul (em inglês: New South Wales, abreviado como NSW) é um estado na costa leste da Austrália. Faz fronteira com Queensland ao norte, Vitória ao sul e Austrália Meridional a oeste. Sua costa faz fronteira com os mares de Coral e da Tasmânia, a leste. O Território da Capital Australiana é um enclave dentro do estado. A capital de Nova Gales do Sul é Sydney, que também é a cidade mais populosa da Austrália. Em março de 2019, a população de Nova Gales do Sul era superior a 8 milhões,[1] tornando-se o estado mais populoso da Austrália. Pouco menos de dois terços da população do estado, cerca de 5,1 milhões, vive na área da Grande Sydney.[5] Os habitantes de Nova Gales do Sul são chamados, em inglês, de New South Welshmen.[6][7]

A Colônia de Nova Gales do Sul foi fundada como uma colônia penal em 1788.[8] Originalmente compreendia mais da metade do continente australiano, com seu limite ocidental estabelecido no Meridiano 129 E em 1825. A colônia também incluía os territórios insulares da Nova Zelândia, Terra de Van Diemen, Ilha de Lord Howe e Ilha Norfolk. Durante o século XIX, a maior parte da área da colônia foi dividida para formar colônias britânicas separadas que acabaram se tornando a Nova Zelândia e os vários estados e territórios da Austrália. No entanto, a Colônia do Rio Swan nunca foi administrada como parte de Nova Gales do Sul.

A Ilha de Lord Howe permanece parte de Nova Gales do Sul, enquanto a Ilha Norfolk se tornou um território federal, assim como as áreas agora conhecidas como Território da Capital Australiana e Território da Baía Jervis.[9]

História[editar | editar código-fonte]

Aborígenes australianos[editar | editar código-fonte]

Os habitantes originais de Nova Gales do Sul eram as tribos aborígines que chegaram à Austrália há cerca de 40 mil a 60 mil anos. Antes da colonização europeia, havia cerca de 250 mil aborígines na região.[10]

Os povos wodiwodi são os guardiões originais da região de Illawarra, no sul de Sydney.[11] Falam uma variante da língua dharawal, os povos Wodiwodi viviam em um grande pedaço de terra que era aproximadamente cercado pelos lugares que hoje são conhecidos como Campbelltown, rio Shoalhaven e Moss Vale.[11]

Os povos bundjalung são os guardiões originais de partes das áreas costeiras do norte.[12]

1788 – Colonização britânica[editar | editar código-fonte]

Pepita de ouro de 286 kg desenterrada em 1872 de Hill End durante a corrida do ouro.

Em 1770, o tenente James Cook foi o primeiro europeu a visitar Nova Gales do Sul quando conduziu uma pesquisa ao longo da costa leste não mapeada do continente holandês da Nova Holanda, que hoje é chamado de Austrália. Em seus diários originais cobrindo a pesquisa para atender às ordens do Almirantado, Cook primeiramente nomeou a terra "Nova Gales", em homenagem ao País de Gales. No entanto, na cópia do Almirantado, ele revisou o texto e mudou o nome para "Nova Gales do Sul".[13]

O primeiro assentamento britânico foi realizado pelo que é conhecido na história australiana como a First Fleet, isso foi liderado pelo capitão Arthur Phillip, que assumiu o papel de governador do assentamento na chegada de 1788 a 1792.[14][15]

Depois de anos de caos e anarquia após a derrubada do governador William Bligh, um novo governador, tenente-coronel, e depois major-general, Lachlan Macquarie, foi enviado da Grã-Bretanha para reformar o assentamento em 1809.[16] Durante seu tempo como governador, Macquarie encomendou a construção de estradas, cais, igrejas e prédios públicos. Também enviou exploradores de Sydney e empregou um planejador para projetar o leiaute das ruas de Sydney. O legado de Macquarie ainda é evidente hoje.

Meados do século XIX[editar | editar código-fonte]

Durante o século XIX, grandes áreas foram sucessivamente separadas para formar as colônias britânicas da Tasmânia (proclamada como uma colônia separada chamada de Terra de Van Diemen em 1825), Austrália Meridional (1836), Vitória (1851) e Queensland (1859).[17] O governo responsável foi concedido à Colônia de Nova Gales do Sul em 1855. Após o Tratado de Waitangi, William Hobson declarou soberania britânica sobre a Nova Zelândia em 1840. Em 1841, foi separada da colônia de Nova Gales do Sul para formar a nova Colônia da Nova Zelândia.[17]

Charles Darwin visitou a Austrália em janeiro de 1836 e em A Viagem do Beagle (capítulo 19 da 11ª edição) registra suas hesitações e fascínio pela Nova Gales do Sul, incluindo suas especulações sobre a origem geológica e a formação dos grandes vales, a população aborígine, a situação dos condenados e as perspectivas futuras do país.[18]

1901 – Federação da Austrália[editar | editar código-fonte]

No final do século XIX, o movimento de federação entre as colônias australianas ganhou impulso. Convenções e fóruns envolvendo líderes de colônias eram realizados regularmente.[19] Os defensores de Nova Gales do Sul como um estado de livre-comércio estavam em disputa com a outra colônia líder, Vitória, que tinha uma economia protecionista. Nessa época, os postos aduaneiros eram comuns nas fronteiras, mesmo no rio Murray.[19]

Viajar de Nova Gales do Sul para Vitória naquela época era muito difícil.[20] Os partidários da federação incluíam o primeiro-ministro de Nova Gales do Sul, Sir Henry Parkes, cujo discurso em Tenterfield em 1889 foi essencial para reunir apoio ao envolvimento de Nova Gales do Sul.[20] Edmund Barton, que mais tarde se tornaria o primeiro primeiro-ministro da Austrália, foi outro forte defensor da federação e uma reunião realizada em Corowa em 1893 esboçou uma constituição inicial.[20]

Em 1898, foram realizados referendos populares sobre a federação proposta em Nova Gales do Sul, Vitória, Austrália Meridional e Tasmânia.[21] Todos os votos resultaram em maioria a favor, mas o governo de Nova Gales do Sul, sob o comando do primeiro-ministro George Reid (conhecido popularmente como "sim–não Reid" por causa de suas constantes mudanças de opinião sobre o assunto) havia estabelecido um requisito para um voto mais alto "sim" do que apenas uma maioria simples que não foi cumprida.[22]

Em 1899, outros referendos foram realizados nos mesmos estados e em Queensland (mas não na Austrália Ocidental).[23] Todos resultaram em votos a favor com maiorias aumentadas em relação ao ano anterior. Nova Gales do Sul cumpriu as condições que seu governo havia estabelecido para um voto a favor. Como um compromisso para a pergunta sobre onde a capital seria localizada, foi feito um acordo de que o local deveria estar dentro de Nova Gales do Sul, mas não a menos de 161 quilômetros de Sydney, enquanto a capital provisória seria Melbourne.[24] Eventualmente, a área que agora forma o Território da Capital Australiana foi cedida por Nova Gales do Sul quando a cidade de Camberra foi selecionada.[24]

Início do século XX[editar | editar código-fonte]

Os efeitos da Grande Depressão em uma pequena empresa em Surry Hills, um subúrbio de Sydney (21 de agosto de 1934).

Nos anos seguintes à Primeira Guerra Mundial, os altos preços praticados durante a guerra caíram com a retomada do comércio internacional. Os agricultores ficaram cada vez mais descontentes com os preços fixos pagos pelas autoridades obrigatórias de marketing estabelecidas como uma medida de guerra pelo governo Hughes. Em 1919, os agricultores formaram o Country Party, liderado em nível nacional por Earle Page, médico de Grafton, e em nível estadual por Michael Bruxner, um pequeno agricultor de Tenterfield.[25]

A Grande Depressão, iniciada em 1929, deu início a um período de conflito político e de classe em Nova Gales do Sul.[26] O desemprego em massa e o colapso dos preços das commodities arruinaram os trabalhadores da cidade e os agricultores. O beneficiário do descontentamento resultante não foi o Partido Comunista, que permaneceu pequeno e fraco, mas o populismo trabalhista de Jack Lang.[26] O segundo governo de Lang foi eleito em novembro de 1930, com a política de repudiar a dívida de Nova Gales do Sul com detentores de títulos britânicos e usar o dinheiro para ajudar os desempregados através de obras públicas. Isso foi denunciado como ilegal pelos conservadores e também pelo governo federal trabalhista de James Scullin.[26] O resultado foi que os apoiadores de Lang no Caucus federal derrubaram o governo de Scullin, causando uma segunda divisão amarga no Partido Trabalhista. Em maio de 1932, o governador, Sir Philip Game, demitiu seu governo. A eleição subsequente foi vencida pela oposição conservadora.[27]

Campo de prisioneiros de guerra japoneses em Cowra, 1944

Com a eclosão da Segunda Guerra Mundial, em 1939, as diferenças entre Nova Gales do Sul e os outros estados que surgiram no século XIX desapareceram como resultado do desenvolvimento econômico e da federação por trás de um muro de tarifas protetoras.[28] Nova Gales do Sul continuou a superar Vitória como o centro da indústria e, cada vez mais, das finanças e do comércio.[28] O trabalho voltou ao cargo sob a liderança moderada de William McKell em 1941 e permaneceu no poder por 24 anos. A Segunda Guerra Mundial viu outro aumento no desenvolvimento industrial de Nova Gales para atender às necessidades de uma economia de guerra e também à eliminação do desemprego.[28]

Período pós-guerra[editar | editar código-fonte]

Labor permaneceu no poder até 1965. No final de seu mandato, anunciou um plano para a construção de uma instalação de ópera/artes em Bennelong Point. O concurso de design foi vencido por Jørn Utzon.[29] A controvérsia sobre o custo da Ópera de Sydney tornou-se uma questão política e foi um fator na eventual derrota do Partido Trabalhista em 1965 pelo conservador Partido Liberal, liderado por Sir Robert Askin. Sir Robert continua sendo uma figura controversa, com os defensores afirmando que ele é reformista, especialmente em termos de reformulação da economia de Nova Gales. Outros, no entanto, consideram a era Askin sinônimo de corrupção.[30]

Um vagão de trem de curta duração na Ferrovia South Maitland (SMR) viajando entre Weston e Abermain, 1962. A SMR é notável por ser o penúltimo sistema na Austrália a usar transporte a vapor.

No final da década de 1960, um movimento secessionista na região do estado da Nova Inglaterra levou a um referendo sobre o assunto.[31] O novo estado consistiria em grande parte do norte de Nova Gales do Sul, incluindo Newcastle. O referendo foi derrotado por pouco e, a partir de 2010, não havia campanhas ativas ou organizadas para novos estados a partir de partes de Nova Gales.[31]

A demissão de Askin em 1975 foi seguida por várias eras de primeiros-ministros de curta duração pelos líderes do Partido Liberal. Quando uma eleição geral ocorreu em 1976, o ALP sob Neville Wran voltou ao poder. Wran foi capaz de transformar essa vitória estreita de um assento em vitórias esmagadoras (conhecidas como Wranslide) em 1978 e 1981.[32]

Depois de conquistar uma maioria confortável, porém reduzida, em 1984, Wran renunciou ao cargo de primeiro-ministro e deixou o parlamento. Seu substituto, Barrie Unsworth, lutou para sair da sombra de Wran e perdeu as eleições de 1988 contra um Partido Liberal ressurgente, liderado por Nick Greiner.[33] Unsworth foi substituído como líder do ALP por Bob Carr. Inicialmente, Greiner era um líder popular que instigava reformas, como a criação da Comissão Independente Contra a Corrupção (ICAC). Greiner convocou uma eleição rápida em 1991, que os liberais deveriam vencer. No entanto, o ALP pesquisou extremamente bem e os liberais perderam a maioria e precisaram do apoio de independentes para manter o poder.[33]

Greiner foi acusado (pelo ICAC) de ações corruptas envolvendo uma alegação de que uma posição do governo foi oferecida para tentar um independente (que havia desertado dos liberais) a renunciar ao seu lugar para que o partido liberal pudesse recuperá-lo e aumentar seus números.[34] Greiner renunciou, mas depois foi liberado da pena de corrupção. Seu substituto como líder liberal e primeiro-ministro foi John Fahey, cujo governo garantiu a Sydney o direito de sediar os Jogos Olímpicos de Verão de 2000. Nas eleições de 1995, o governo de Fahey perdeu por pouco e o ALP sob Bob Carr voltou ao poder.[34]

A Ópera de Sydney foi concluída em 1973 e se tornou um Patrimônio Mundial.

Como Wran antes dele, Carr conseguiu transformar uma maioria estreita em vitórias esmagadoras nas próximas duas eleições (1999 e 2003). Durante essa época, Nova Gales do Sul sediou as Olimpíadas de Sydney em 2000, consideradas internacionalmente muito bem-sucedidas e ajudou a aumentar a popularidade de Carr. Carr surpreendeu a maioria das pessoas ao renunciar ao cargo em 2005. Ele foi substituído por Morris Iemma, que permaneceu como primeiro-ministro após ser reeleito nas eleições estaduais de março de 2007, até ser substituído por Nathan Rees em setembro de 2008.[35] Rees foi posteriormente substituído por Kristina Keneally em dezembro de 2009.[36] O governo de Keneally foi derrotado nas eleições estaduais de 2011 e Barry O'Farrell se tornou primeiro-ministro em 28 de março. Em 17 de abril de 2014, O'Farrell se destacou como primeiro-ministro após enganar uma investigação do ICAC referente a um presente de uma garrafa de vinho. O Partido Liberal então elegeu o tesoureiro Mike Baird como líder do partido e primeiro-ministro. Baird renunciou ao cargo de primeiro-ministro em 23 de janeiro de 2017 e foi substituído por Gladys Berejiklian.[37][38]

Geografia[editar | editar código-fonte]

As Montanhas Nevadas, sul de Nova Gales do Sul.

Com uma população de mais de 8 milhões de habitantes me 2019,[5] e uma área total de 809.444 quilômetros quadrados, Nova Gales do Sul é o estado mais populoso da Austrália e o quinto maior em extensão territorial.[39] Nova Gales do Sul faz fronteira com Queensland ao norte, a oeste com a Austrália Meridional, a sul com Vitória e a leste pelo Mar de Coral e Mar da Tasmânia. O Território da Capital Australiana e o Território da Baía de Jervis formam uma entidade administrada separadamente, que faz fronteira inteiramente com o estado de Nova Gales do Sul. O estado pode ser dividido geograficamente em quatro áreas. As três maiores cidades de Nova Gales do Sul, Sydney, Newcastle e Wollongong, ficam perto do centro de uma estreita faixa costeira que se estende de áreas temperadas frias na costa sul distante até áreas subtropicais perto da fronteira com Queensland.[40]

A região de Illawarra está centralizada na cidade de Wollongong, com Shoalhaven, Eurobodalla e a Costa de Safira ao sul. A Costa Central fica entre Sydney e Newcastle, com as regiões Mid North Coast e Northern Rivers chegando ao norte até a fronteira com Queensland. O turismo é importante para as economias das cidades costeiras, como Coffs Harbour, Lismore, Nowra e Port Macquarie, mas a região também produz frutos do mar, carne bovina, laticínios, frutas, cana-de-açúcar e madeira.[41]

Praia de Byron Bay, no norte de Nova Gales do Sul

A Grande Cordilheira Divisória se estende de Vitória, no sul, através de Nova Gales do Sul a Queensland, paralela à estreita planície costeira. Esta área inclui as Montanhas Nevadas, os Planaltos Setentrionais, Centrais e Meridionais, as Terras Altas do Sul e as Encostas do Sudoeste. Embora não seja particularmente íngreme, muitos picos da escala ultrapassam mil metros (3 281 pés), sendo o mais alto o Monte Kosciuszko, com 2 229 metros (7 313 pés).[41] O esqui na Austrália começou nessa região, em Kiandra por volta de 1861. A temporada relativamente curta de esqui sustenta a indústria do turismo nas Montanhas Nevadas. A agricultura, particularmente a indústria da , é importante em todo o planalto. Os principais centros incluem Armidale, Bathurst, Bowral, Goulburn, Inverell, Orange, Queanbeyan e Tamworth.[41]

As encostas e planícies ocidentais ocupam uma parte significativa da área do estado e têm uma população muito mais escassa do que as áreas mais próximas da costa. A agricultura é central para a economia das encostas ocidentais, particularmente a região de Riverina e a área de irrigação do rio Murrumbidgee, no sudoeste do estado. Cidades regionais como Albury, Dubbo, Griffith e Wagga Wagga e cidades como Deniliquin, Leeton e Parkes existem principalmente para atender a essas regiões agrícolas. As encostas ocidentais descem lentamente para as planícies ocidentais que compreendem quase dois terços do estado e são em grande parte áridas ou semiáridas. A cidade mineira de Broken Hill é o maior centro nesta área.[42] O centro geográfico de Nova Gales do Sul está localizada a 33 quilômetros a oeste-noroeste de Tottenham.[43]

Clima[editar | editar código-fonte]

Tipos climáticos de Nova Gales do Sul na classificação climática de Köppen-Geiger.

A maior parte de Nova Gales do Sul, a oeste da Grande Cordilheira Divisória, possui um clima de desértico (BW) a semiárido (BS), de acordo com a classificação climática de Köppen. A pluviosidade média é de 150 a 500 milímetros (5,9 a 19,7 polegadas) por ano na maior parte da região. As temperaturas do verão podem ser muito quentes, enquanto as noites de inverno podem ser bastante frias nesta região. As chuvas variam em todo o estado. O extremo noroeste recebe ao menos 180 mm (7 pol) por ano, enquanto o leste recebe entre 700 e 1,4 mil mm (28 a 55 pol) de chuva.[44]

O clima ao longo da planície costeira a leste da faixa varia de oceânico (Cfb) no sul a subtropical úmido (Cfa) na metade norte do estado, logo acima de Wollongong. A precipitação é mais alta nesta área, no entanto, ainda varia de cerca de 800 milímetros (31 polegadas) a 3 mil milímetros (120 polegadas) nas áreas mais úmidas, como por exemplo, em Dorrigo. Ao longo da costa sul, as chuvas são mais intensas no inverno devido às frentes frias que se deslocam pelo sul da Austrália, enquanto no extremo norte, ao redor de Lismore, as chuvas são mais fortes no verão nos sistemas tropicais e, ocasionalmente, até nos ciclones.[44]

O clima na metade sul do estado é geralmente de fresco a quente no verão e frio no inverno. As estações do ano são mais definidas na metade sul do estado, especialmente quando se desloca para o interior em direção a encostas do sudoeste, centro-oeste e região de Riverina. O clima na região nordeste do estado, ou na costa norte, na fronteira com Queensland, é quente e úmido no verão e ameno no inverno. Os Planaltos Setentrionais, que também estão na costa norte, têm verões relativamente amenos e invernos frios, devido à sua alta elevação na Grande Cordilheira Divisória.[45]

Os picos ao longo da Grande Cordilheira Divisória variam de 500 metros (1 640 pés) a mais de 2 mil metros (6 562 pés) acima do nível do mar. As temperaturas podem ser frescas ou frias no inverno, com geadas e nevascas frequentes, e raramente são quentes no verão devido à elevação. Lithgow tem um clima típico da região, assim como as cidades regionais de Orange, Cooma, Oberon e Armidale. Esses lugares se enquadram na variedade subtropical de altitude do clima oceânico (Cwb). As chuvas são moderadas nessa área, variando de 600 a 800 mm (24 a 31 pol).[45]

A queda de neve é comum nas partes mais altas da cordilheira, às vezes ocorrendo no norte até a fronteira com Queensland. Nos picos mais altos das Montanhas Nevadas, o clima pode ser oceânico subpolar (Cfc) e até alpino (E) nos picos mais altos, com temperaturas muito frias e neve pesada. As Montanhas Azuis, os Planaltos Meridionais e Centrais, situadas na Grande Cordilheira Divisória, têm verões que variam de amenos a quentes e invernos frios, embora não tão severos quanto os das Montanhas Nevadas.[44]

A temperatura mais alta já registrada em Nova Gales do Sul foi de 49,7 °C (121 °F) em Menindee, no oeste do estado, em 10 de janeiro de 1939. A temperatura mais baixa foi de −23 °C (−9 °F) em Charlotte Pass, nas Montanhas Nevadas em 29 de junho de 1994. Essa também é a temperatura mais baixa registrada em toda a Austrália, excluindo o Território Antártico Australiano.[46]

Dados climatológicos para Nova Gales do Sul em 2014
Mês Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Ano
Temperatura máxima recorde (°C) 49,7 48,5 45,0 40,0 34,4 31,0 31,7 37,8 39,6 43,9 46,8 48,9 49,7
Temperatura mínima recorde (°C) −5,6 −7,0 −7,2 −13,0 −13,4 −23,0 −19,6 −20,6 −16,7 −12,0 −9,4 −7,0 −23,0
Fonte: Bureau of Meteorology[47]

Demografia[editar | editar código-fonte]

A população estimada de Nova Gales do Sul no final de setembro de 2018 era de 8 023 700 pessoas, representando aproximadamente 31,96% da população da Austrália e tornando-o o estado mais populoso do país.[5]

Em junho de 2017, Sydney abrigava quase dois terços (65,3%) da população do estado de Nova Gales do Sul.[5]

Cidades[editar | editar código-fonte]

Locais de Nova Gales do Sul
O distrito de negócios de Sydney é o maior centro financeiro da Austrália.
Parte do extremo leste da costa Newcastle
Wollongong durante a noite.
Tweed Heads cidades gêmeas na fronteira estadual de Nova Gales do Sul com Queensland.
Vista aérea de Illawarra.
Vista de Tamworth.
Imagem aérea do centro de Wagga Wagga.
Parte de Coffs Harbour.
Com vista para a cidade a partir do oeste de Dubbo.
Lista de localidades por população de acordo com nível estatístico 4 e 3
Posição Local População

(2014)[48]

Taxa de crescimento

em 10 anos

Densidade

populacional

(/km²)

1 Grande Sydney 4 840 628 Aumento 15,7% 391,4
2 Newcastle e Lake Macquarie 368 131 Aumento 9,0% 423,1
3 Illawarra 296 845 Aumento 9,3% 192,9
4 Hunter Valley 264 087 Aumento 16,2% 12,3
5 Richmond Tweed 242 116 Aumento 8,9% 23,6
6 Região da Capital 220 944 Aumento 10,9% 4,3
7 Mid North Coast 212 787 Aumento 9,2% 11,3
8 Central West 209 850 Aumento 7,9% 3,0
9 New England e North West 186 262 Aumento 5,3% 1,9
10 Riverina 158 144 Aumento 4,7% 2,8
11 Terras Altas do Sul e Shoalhaven 146 388 Aumento 10,4% 21,8
12 Coffs Harbour-Grafton 136 418 Aumento 7,6% 10,3
13 Far West and Orana 119 742 Aumento 0,3% 0,4
14 Murray 116 130 Aumento 4,0% 1,2
 Nova Gales do Sul 7 518 472 Aumento 10,4% 13,0
População por área urbana significativa
Posição

no estado

Posição

na Austrália

Áreas urbanas População

em 2014[48]

Taxa de crescimento

de 10 anos

1 1 Sydney 4 451 841 Aumento 16,1%
2 7 NewcastleMaitland 430 755 Aumento 11,3%
3 9 Central Coast 323 079 Aumento 10,5%
4 11 Wollongong 289 236 Aumento 9,2%
5 26 Coffs Harbour 68 052 Aumento 11,2%
6 34 Albury 61 146 Aumento 8,2%
7 28 Wagga Wagga 55 364 Aumento 10,5%
8 33 Port Macquarie 44 875 Aumento 13,7%
9 34 Tamworth 41 810 Aumento 12,0%
10 36 Orange 39 766 Aumento 13,3%
11 39 BowralMittagong 37 495 Aumento 9,6%
12 40 Dubbo 36 622 Aumento 9,2%
13 42 Bathurst 35 391 Aumento 15,3%
14 43 NowraBomaderry 35 383 Aumento 13,4%
15 49 Lismore 29 388 Aumento 3,3%
16 54 Nelson BayCorlette 27 135 Aumento 16,0%
17 55 Taree 26 448 Aumento 2,3%
18 57 Ballina 25 058 Aumento 6,5%
19 59 MorissetCooranbong 23 694 Aumento 12,1%
20 60 Armidale 23 691 Aumento 5,4%
21 61 Goulburn 22 906 Aumento 8,1%
22 63 Cessnock 22 180 Aumento 15,0%
23 66 ForsterTuncurry 20 706 Aumento 6,4%
24 71 Griffith 19 318 Aumento 10,3%
25 72 Broken Hill 19 048 Baixa 5,3%
26 73 Grafton 18 698 Aumento 2,1%
27 79 Kurri KurriWeston 17 241 Aumento 11,2%
28 80 Singleton 16 904 Aumento 8,1%
29 81 Batemans Bay 16 593 Aumento 11,3%
30 84 Camden Haven 16 289 Aumento 8,8%
31 89 Ulladulla 15 057 Aumento 6,0%
32 96 St Georges BasinSanctuary Point 13 657 Aumento 15,9%
33 97 Lithgow 12 989 Aumento 3,1%
34 88 Muswellbrook 12 723 Aumento 10,9%
35 101 Parkes 11 491 Aumento 6,9%
 Nova Gales do Sul 7 518 472 Aumento 10,4%

Ancestralidade e imigração[editar | editar código-fonte]

País de origem (2016)[49]
Local [nota 1] População
 Austrália 4 899 090
 China 234 508
 Inglaterra 226 564
 Índia 143 459
 Nova Zelândia 117 136
Filipinas 86 749
 Vietnã 84 130
Líbano 57 381
 Coreia do Sul 51 816
 Itália 49 476
África do Sul 43 058
 Hong Kong 42 347

No censo australiano de 2016, as ancestralidades mais comumente nomeadas foram: [nota 2]

No censo de 2016, havia 2 581 138 pessoas que nasceram no exterior vivendo em Nova Gales do Sul, respondendo por 34,5% da população. Apenas 45,4% da população de Nova Gales teve ambos os pais nascidos na Austrália.[50][49]

Cerca de 2,9% da população, ou 216 176 pessoas, se identificaram como aborígenes australianos ou nativos do Estreito de Torres em 2016.[50][49]

Línguas[editar | editar código-fonte]

Uma porcentagem de 26,5% das pessoas em Nova Gales do Sul falam outro idioma além do inglês em casa, sendo o mandarim (3,2%), o árabe (2,7%), o cantonês (1,9%), o vietnamita (1,4%) e o grego (1,1%).[49][50]

Religiões[editar | editar código-fonte]

No censo de 2016, as religiões e denominações cristãs mais comumente relatadas foram o catolicismo romano (24,7%), o anglicanismo (15,5%) e o islã (3,6%). Cerca de 25,1% da população disse não ter religião.[50][49]

Economia[editar | editar código-fonte]

A Ponte da Baía de Sydney é uma importante atração turística para Nova Gales do Sul e uma imagem mundialmente reconhecida da própria Austrália.

Desde a década de 1970, Nova Gales do Sul passou por uma transformação econômica e social cada vez mais rápida. Antigas indústrias, como a do aço e construção naval, desapareceram amplamente; embora a agricultura continue sendo importante, sua parcela da renda do estado é menor do que nunca.[52]

Novas indústrias, como tecnologia da informação e serviços financeiros, estão amplamente centradas em Sydney e subiram para ocupar o seu lugar, com muitas empresas com sede na Austrália em Sydney CBD. Além disso, a área de Macquarie Park, em Sydney, atraiu a sede australiana de muitas empresas de tecnologia da informação.[53]

Carvão e produtos relacionados são as maiores exportações do estado. Seu valor para a economia do estado é superior a A$ 5 bilhões, representando cerca de 19% de todas as exportações do estado de NSW.[54]

Port Kembla é notável por sua indústria siderúrgica, com muitos navios utilizando o porto.

O turismo também se tornou importante, tendo Sydney como centro, também estimulando o crescimento na Costa Norte, ao redor de Coffs Harbour e Byron Bay. O turismo rende mais de A$ 25,1 bilhões para a economia de Nova Gales do Sul e emprega 7,1% da força de trabalho.[55] Em 2007, o então primeiro-ministro de Nova Gales do Sul, Morris Iemma, estabeleceu a Events New South Wales para comercializar Sydney e Nova Gales do Sul como um dos principais destinos globais de eventos. Em julho de 2011, o Events NSW se fundiu com três autoridades estaduais importantes, incluindo Tourism NSW, para estabelecer o Destination NSW (DNSW).[56]

O estado de Nova Gales do Sul teve um Produto Estadual Bruto em 2018–19 (equivalente ao Produto Interno Bruto) de A$ 614,4 bilhões, o que equivale a A$ 76.361 per capita.[57]

Em 9 de outubro de 2007, Nova Gales do Sul anunciou planos para construir um banco de turbinas eólicas de mil MW. Prevê-se que a produção destas seja capaz de abastecer até 400 mil residências. O custo deste projeto será de A$ 1,8 bilhão para 500 turbinas.[58] Em 28 de agosto de 2008, o gabinete de Nova Gales do Sul votou pela privatização do varejo de eletricidade, causando a greve de 1,5 mil trabalhadores do setor de energia após uma grande campanha anti-privatização.[59]

A comunidade empresarial de Nova Gales do Sul é representada pela Câmara de Negócios de NSW, que possui 30 mil membros.[60]

Política[editar | editar código-fonte]

Casa do Parlamento de Nova Gales do Sul.

A autoridade executiva é exercida pelo governador de Nova Gales do Sul, que representa e é nomeado por Isabel II, rainha da Austrália. A atual governadora é Margaret Beazley. O Governador comissiona como primeiro-ministro (ou premier) o líder do partido político parlamentar que pode obter uma maioria simples de votos na Assembleia Legislativa. O primeiro-ministro recomenda a nomeação de outros Membros das duas Casas para o Ministério, sob o princípio responsável ou sistema Westminster. Como em outros sistemas de Westminster, não há exigência constitucional em Nova Gales do Sul para que o governo seja formado a partir do Parlamento − apenas uma convenção. A primeira-ministra é Gladys Berejiklian, do Partido Liberal.[61]

Constituição[editar | editar código-fonte]

Cópia da Lei de Constituição da Comunidade da Austrália (1900)

A forma do governo de Nova Gales do Sul é prescrita em sua Constituição, que data de 1856 e atualmente pela Lei da Constituição de 1902.[62] Desde 1901, Nova Gales do Sul é um estado da Comunidade da Austrália, e a Constituição Australiana regula seu relacionamento com a Comunidade.

Em 2006, a Lei de Compromisso de Lealdade à Emenda Constitucional 2006 N.º 6,[63] foi promulgada para alterar a Lei de Constituição de 1902 para exigir que os membros do Parlamento de Nova Gales do Sul e seus ministros assumissem um compromisso de lealdade à Austrália e ao povo do estado, em vez de jurar lealdade à rainha Isabel II, seus herdeiros e sucessores, e revisar os juramentos feitos pelos conselheiros executivos. A Lei de Compromisso de Lealdade foi oficialmente aprovada pela Rainha em 3 de abril de 2006. A opção de jurar lealdade à Rainha foi restaurada como uma opção alternativa em junho de 2012.

Sob a Constituição Australiana, Nova Gales do Sul cedeu certos poderes legislativos e judiciais à Comunidade, mas manteve a independência em todas as outras áreas. A Constituição de Nova Gales do Sul diz: "O Legislativo, sujeito às disposições da Lei da Constituição da Comunidade da Austrália, terá poder para fazer leis para a paz, o bem-estar e o bom governo de Nova Gales do Sul em todos os casos".[64]

Parlamento[editar | editar código-fonte]

O primeiro governo autônomo "responsável" de Nova Gales do Sul foi formado em 6 de junho de 1856 com Sir Stuart Alexander Donaldson, nomeado pelo governador Sir William Denison como seu primeiro secretário colonial, que naquela época era também o primeiro-ministro.[65] O Parlamento de Nova Gales do Sul é composto pelo Soberano e duas casas: a Assembleia Legislativa (câmara baixa) e o Conselho Legislativo (câmara alta). As eleições são realizadas a cada quatro anos no quarto sábado de março, sendo o mais recente em 23 de março de 2019. A cada eleição, um membro é eleito para a Assembleia Legislativa de cada um dos 93 distritos eleitorais e metade dos 42 membros do Conselho Legislativo é eleita por um eleitorado estadual.[66]

Governo local[editar | editar código-fonte]

Nova Gales do Sul está dividida em 128 áreas de governo local. Há também a região do oeste ocidental sem personalidade jurídica, que não faz parte de nenhuma área de governo local, no distante oeste escassamente habitado, e a Ilha de Lord Howe, que também é sem personalidade jurídica, mas é autogovernada pelo conselho da Ilha de Lord Howe.[67]

Educação[editar | editar código-fonte]

Educação primária e secundária[editar | editar código-fonte]

A Sydney Grammar School, fundada em 1854, é a mais antiga escola secundária ainda em uso no Sydney CBD

O sistema escolar do estado de Nova Gales do Sul compreende um sistema de jardim de infância até o ano 12, com ensino fundamental até 6 e ensino médio entre 7 e 12 anos. A escolaridade é obrigatória antes dos 6 anos até os 17 anos (a menos que o ano 10 seja concluído mais cedo).[68] Entre 1990 e 2010, a escolaridade era obrigatória apenas em Nova Gales do Sul até os 15 anos.[69]

As escolas primárias e secundárias incluem escolas governamentais e não governamentais. As escolas governamentais são ainda classificadas como escolas abrangentes e seletivas. As não-governamentais incluem escolas católicas, outras escolas denominacionais e escolas independentes não-denominacionais.[70]

Normalmente, uma escola primária fornece educação do nível do jardim de infância ao ano 6. Uma escola secundária, geralmente chamada de "high school", fornece educação dos anos 7 a 12. As faculdades secundárias são escolas secundárias que servem apenas para os anos 11 e 12.[71]

A NSW Education Standards Authority classifica os 13 anos de ensino fundamental e médio em seis estágios, começando no Estágio 1 (Jardim de Infância) e terminando no Estágio 6 (anos 11 e 12).[72][71]

Registro de Realização Escolar[editar | editar código-fonte]

Um registro de realização escolar (RoSA) é concedido pela NSW Education Standards Authority aos alunos que concluíram pelo menos o ano 10, mas deixam a escola sem concluir o Certificado de Ensino Superior.[73] O RoSA foi introduzido em 2012 para substituir o antigo certificado escolar.[73]

Certificado de Ensino Superior[editar | editar código-fonte]

O Certificado de Ensino Superior (HSC) é o certificado de saída habitual do ano 12 em Nova Gales do Sul. A maioria dos estudantes recebe o HSC antes de ingressar na força de trabalho, estudar em uma universidade ou cursar uma educação técnica adicional (embora o próprio HSC possa ser conquistado no TAFE).[74] O HSC deve ser preenchido para que um aluno obtenha uma classificação de admissão no ensino superior australiano (anteriormente Índice de Admissão de Universidades), que determina a classificação do aluno em relação aos colegas que concluíram o Certificado de Ensino Superior.[74]

Educação terciária[editar | editar código-fonte]

A Universidade de Sydney, fundada em 1850, é a universidade mais antiga da Austrália

Um total de onze universidades operam principalmente em Nova Gales do Sul. Sydney abriga a primeira universidade da Austrália, a Universidade de Sydney, fundada em 1850. Outras universidades incluem a Universidade de Nova Gales do Sul, a Universidade Macquarie, a Universidade de Tecnologia de Sydney e a Universidade do Oeste de Sydney. A Universidade Católica Australiana possui dois de seus seis campi em Sydney, e a Universidade de Notre Dame Austrália, que é privada e também opera um campus secundário na cidade.[75]

Fora de Sydney, as principais universidades são a Universidade de Newcastle e a Universidade de Wollongong. Armidale é o lar da Universidade da Nova Inglaterra, e a Universidade Charles Sturt e a Universidade Southern Cross têm campi espalhados pelas cidades da costa sudoeste e norte do estado, respectivamente.[75]

As universidades públicas são órgãos do governo estadual, porém são amplamente regulamentadas pelo governo federal, que também administra seu financiamento público. A admissão nas universidades de Nova Gales é organizada em conjunto com as universidades no Território da Capital Australiana por outra agência governamental, o Centro de Admissão de Universidades.[76]

O treinamento vocacional é fornecido principalmente, até o nível de diplomas avançados é fornecido pelos dez institutos de Educação Técnica e Adicional (TAFE) do governo estadual. Esses institutos realizam cursos em mais de 130 campi em todo o estado.[77]

Transportes[editar | editar código-fonte]

A passagem por Nova Gales do Sul é vital para o transporte entre continentes. O tráfego ferroviário e rodoviário de Brisbane em Queensland, para Perth na Austrália Ocidental, ou Melbourne em Vitória, deve passar por Nova Gales do Sul.[78]

Ferrovias[editar | editar código-fonte]

Um trem da Sydney Waratah se aproximando de Flemington
Um XPT operando um serviço do Centro-Oeste em Rydal

Atualmente, a maioria das ferrovias de Nova Gales do Sul é operada pelo governo do estado. Algumas linhas começaram como filiais de ferrovias, começando em outros estados. Por exemplo, Balranald, perto da fronteira com Vitória, era conectada por uma linha ferroviária que vinha de Vitória e entrava em Nova Gales do Sul. Outra linha começando em Adelaide cruzava a fronteira e parava em Broken Hill.[79]

O gerenciamento das ferrovias é conduzido pela Sydney Trains e NSW TrainLink, que mantêm o material circulante. A Sydney Trains opera trens dentro de Sydney, enquanto a NSW TrainLink opera fora de Sydney, com serviços interurbanos, nacionais e interestaduais.[79]

Os trens de Sydney e da NSW TrainLink têm seu terminal principal na estação central de Sydney. Os serviços regionais e de longa distância da NSW TrainLink consistem em serviços do tipo XPT para Grafton, Casino, Brisbane, Melbourne e Dubbo, bem como serviços do tipo Xplorer em Canberra, Griffith, Broken Hill, Armidale e Moree. Os trens interurbanos da NSW TrainLink operam nas linhas Blue Mountains, Central Cost e Newcastle, South Coast, Southern Highlands e Hunter.[79]

Rodovias[editar | editar código-fonte]

Mapa das rodovias do estado de Nova Gales do Sul

As principais estradas são preocupação dos governos federal e estadual. Este último mantém essas informações através do Departamento de Estradas e Serviços Marítimos, anteriormente a Autoridade de Estradas e Tráfego e, antes disso, o Departamento de Estradas Principais (DMR).[80]

As principais estradas de Nova Gales do Sul são:[80]

Outras estradas são geralmente uma preocupação da RMS e ou das autoridades de governo local.[80]

Aerovias[editar | editar código-fonte]

O Aeroporto Internacional Kingsford Smith (geralmente chamado de Aeroporto de Sydney, e localmente conhecido como Mascot Airport ou apenas 'Mascot'), localizado no subúrbio de Mascot, no sul de Sydney, é o principal aeroporto não apenas do estado, mas de toda a Austrália. É um centro para a companhia aérea nacional da Austrália, a Qantas.[81]

Outras companhias aéreas que servem a região de Nova Gales do Sul incluem:[82]

Hidrovias[editar | editar código-fonte]

A Harbour City Ferries opera os serviços da Sydney Ferries no porto de Sydney e no rio Parramatta, enquanto a Newcastle Transport possui um serviço de balsa dentro de Newcastle.[86] Todos os outros serviços de balsa são operados de maneira privada.[87]

A Spirit of Tasmania administrava um serviço de balsa comercial entre Sydney e Devonport, no estado da Tasmânia. Este serviço foi encerrado em 2006.[88]

Os serviços de barco particular operavam entre a Austrália Meridional, Vitória e Nova Gales do Sul, ao longo dos rios Murray e Darling, mas agora só existem como serviços ocasionais de transporte a pé para turistas.[89]

Notas

  1. De acordo com a fonte da Australian Bureau of Statistics, Inglaterra, Escócia, China continental e as Regiões Administrativas Especiais de Hong Kong e Macau são listadas separadamente
  2. Como porcentagem de 6.969.686 pessoas que nomearam suas ancestralidades no censo de 2016.[50]
  3. A Australian Bureau of Statistics declarou que a maioria dos que declararam sua ancestralidade como "australiana" faz parte do grupo anglo-céltico.[51]
  4. De qualquer ancestralidade. Inclui aqueles que se identificam como aborígenes australianos ou nativos do Estreito de Torres. A identificação indígena é separada da questão de ancestralidade no Censo Australiano e as pessoas identificadas como aborígenes ou nativos do Estreito de Torres podem identificar qualquer ancestralidade.

Referências

  1. a b «Australian Demographic Statistics, Mar 2019». 19 de setembro de 2019. Consultado em 19 de setembro de 2019  Estimated Resident Population – 1 March 2019
  2. «Sub-national HDI - Area Database - Global Data Lab». hdi.globaldatalab.org (em inglês). Consultado em 13 de setembro de 2018 
  3. «5220.0 – Australian National Accounts: State Accounts, 2018–19». Australian Bureau of Statistics. Consultado em 20 de novembro de 2019 
  4. «New South Wales». Geographical Names Register (GNR) of NSW. Conselho de Nomes Geográficos da Nova Gales do Sul 
  5. a b c d «3218.0 – Regional Population Growth, Australia, 2016–17: Main Features». Australian Bureau of Statistics. Australian Bureau of Statistics. 24 de abril de 2018. Consultado em 13 de outubro de 2018  Estimated resident population, 30 June 2017.
  6. «The origin of the term 'cockroach'». Australian Broadcasting Corporation. 13 de junho de 2012. Consultado em 29 de janeiro de 2013 
  7. Jopson, Debra (23 de maio de 2012). «Origin of the species: what a state we're in». The Sydney Morning Herald. Consultado em 29 de janeiro de 2013 
  8. «For Teachers for students». For Teachers for students (em inglês). Consultado em 14 de dezembro de 2019 
  9. «Regional Statistics – New South Wales» (PDF). Australian Bureau of Statistics. 2004. Consultado em 19 de abril de 2009 
  10. «Aboriginal settlement». About NSW. Consultado em 21 de setembro de 2013. Cópia arquivada em 22 de setembro de 2013 
  11. a b History of Aboriginal People of the Illawarra 1770 to 1970. [S.l.]: Department of Environment and Conservation, NSW. 2005. p. 8 
  12. «Bunjalung of Byron Bay (Arakwal) Indigenous Land Use Agreement». Agreements, Treaties and Negotiated Settlements (ATNS) project. 28 de agosto de 2001 
  13. See Captain W. J. L. Wharton's preface to his 1893 transcription of Cook's journal. Available online in the University of Adelaide Library's Electronic Texts Collection.
  14. Phillip, Arthur (1789). The Voyage of Governor Phillip to Botany Bay. [S.l.]: Project Gutenberg. With an Account of the Establishment of the Colonies of Port Jackson and Ilha Norfolk 
  15. Fletcher, B. H. (1967). Phillip, Arthur (1738–1814). Australian Dictionary of Biography. [S.l.]: Universidade de Melbourne. pp. 326–333 
  16. McLachlan, N. D. (1967). Macquarie, Lachlan (1762–1824). Australian Dictionary of Biography. [S.l.]: Universidade de Melbourne. pp. 187–95 
  17. a b «Van Diemen's Land, Tasmania, Australia (1642–1855)». Encyclopædia Britannica (em inglês). Consultado em 14 de dezembro de 2019 
  18. «Darwin's Visit to Australia». austhrutime.com. Consultado em 14 de dezembro de 2019 
  19. a b «Federation & the Constitution - National Archives of Australia». web.archive.org. 30 de agosto de 2009. Consultado em 15 de dezembro de 2019 
  20. a b c «New South Wales - Wikiwand». www.wikiwand.com. Consultado em 15 de dezembro de 2019 
  21. Marcus Clarke Street, Canberra ACT 2600; contact=13 23 26. «The Referendums 1898-1900 - Federation Factsheets». Australian Electoral Commission (em inglês). Consultado em 15 de dezembro de 2019 
  22. McMinn, W. G. (1 de maio de 1962). «George Reid and federation: The origin of the 'yes‐no policy'». Historical Studies: Australia and New Zealand. 10 (38): 178–189. ISSN 0728-6023. doi:10.1080/10314616208595221 
  23. Galligan, Brian (14 de setembro de 1995). A Federal Republic: Australia's Constitutional System of Government (em inglês). [S.l.]: CUP Archive. ISBN 978-0-521-37354-8 
  24. a b Slack, Enid; Chattopadhyay, Rupak (21 de novembro de 2009). Finance and Governance of Capital Cities in Federal Systems (em inglês). [S.l.]: McGill-Queen's Press - MQUP. ISBN 978-0-7735-7617-9 
  25. Lawson Crescent, Acton Peninsula. «National Museum of Australia - Country Party». www.nma.gov.au (em inglês). Consultado em 15 de dezembro de 2019 
  26. a b c «The Great Depression - australia.gov.au». Cultureandrecreation.gov.au. 1 de outubro de 2009. Consultado em 17 de junho de 2012 
  27. «The history of the Council». www.parliament.nsw.gov.au. Consultado em 15 de dezembro de 2019 
  28. a b c «Adwords Specialist Agency Sydney Management». itop-seo.com. Consultado em 15 de dezembro de 2019 
  29. «Sydney Opera House history». Sydney Opera House Official Site. Consultado em 17 de outubro de 2013. Cópia arquivada em 20 de outubro de 2013 
  30. «Askin era in NSW wasn't only about corruption». Crikey. 6 de maio de 2009. Consultado em 15 de dezembro de 2019 
  31. a b «Altered states». The Sydney Morning Herald (em inglês). 25 de janeiro de 2005. Consultado em 15 de dezembro de 2019 
  32. «The Neville Wran era: A decade of transformation». SBS News (em inglês). Consultado em 15 de dezembro de 2019 
  33. a b «Internet Marketing Agency SEO Sydney». itop-seo.com. Consultado em 15 de dezembro de 2019 
  34. a b Monaghan, Olivia. «History repeats: how O'Farrell and Greiner fell foul of ICAC». The Conversation (em inglês). Consultado em 15 de dezembro de 2019 
  35. Benson, Simon; Hildebrand, Joe (5 de setembro de 2008). «Nathan Rees new NSW premier after Morris Iemma quits». Courier Mail. Consultado em 13 de janeiro de 2010 
  36. «Keneally sworn in as state's first female premier». Herald Sun. Australia. 4 de dezembro de 2009. Consultado em 4 de dezembro de 2009 
  37. Hasham, Nicole (3 de abril de 2015). «Premier Mike Baird's new NSW cabinet sworn in: Gladys Berejiklian and Gabrielle Upton first female Treasurer and Attorney-General». The Sydney Morning Herald. Consultado em 6 de abril de 2015 
  38. Coultan, Mark (1 de abril de 2015). «Mike Baird reveals NSW cabinet». The Australian. Consultado em 6 de abril de 2015 
  39. Australia, Australia Government (15 de maio de 2014). «Area of Australia - States and Territories». www.ga.gov.au (em inglês). Consultado em 15 de dezembro de 2019 
  40. «New South Wales | Australian Cruise Association». www.australiancruiseassociation.com. Consultado em 16 de dezembro de 2019 
  41. a b c «Information about New South Wales - Travel NSW: accommodation & visitor guide». www.travelnsw.com.au. Consultado em 16 de dezembro de 2019 
  42. Australian Encyclopaedia, Vol. 7, Grolier Society.
  43. «Geoscience Australia – Center of Australia, States and Territories». Cópia arquivada em 22 de agosto de 2008 
  44. a b c «Stormy Weather» (PDF). Bureau of Meteorology. Consultado em 16 de maio de 2014 
  45. a b «Map and Climate of Australia | Study in Australia». International Student. Consultado em 16 de dezembro de 2019 
  46. «Rainfall and Temperature Records: National» (PDF). Bureau of Meteorology. Consultado em 14 de novembro de 2009 
  47. «Official records for Australia in January». Daily Extremes. Bureau of Meteorology. 31 de julho de 2013. Consultado em 12 de março de 2014 
  48. a b «3218.0 – Regional Population Growth, Australia. 2013–14». Australian Bureau of Statistics. 31 de março de 2015 
  49. a b c d e http://www.censusdata.abs.gov.au/CensusOutput/copsub2016.NSF/All%20docs%20by%20catNo/2016~Community%20Profile~1/$File/GCP_1.zip?OpenElement
  50. a b c d e «2016 Census Community Profiles: New South Wales». Quickstats.censusdata.abs.gov.au 
  51. Statistics, Australian Bureau of (janeiro de 1995). «Feature Article - Ethnic and Cultural Diversity in Australia (Feature Article)». www.abs.gov.au 
  52. Agricultural Production Retrieved on 7 March 2009.
  53. «New South Wales: Australian Visa Bureau». www.visabureau.com. Consultado em 17 de dezembro de 2019 
  54. http://www.business.nsw.gov.au/PDF/Trade%20and%20Investment-B3_top10_merch_exports.pdf Arquivado em 15 de junho de 2009 no Wayback Machine.
  55. Economic Contribution of Tourism to NSW 2012–13 – Destination NSW. NSW Tourism Satellite Accounts, August 2007, cited at: Tourism New South Wales and there retrieved 2 May 2011
  56. «About Us». Destination NSW. 11 de outubro de 2011. Consultado em 17 de julho de 2016 
  57. Statistics, Commonwealth of Australia - Australian Bureau of Statistics (15 de novembro de 2019). «Main Features - Main features». www.abs.gov.au (em inglês). Consultado em 17 de dezembro de 2019 
  58. Australia to get 1,000 megawatt wind farm.
  59. Susan Price (30 de agosto de 2008). «NSW power workers strike against privatisation». greenleft.org.au. Consultado em 31 de agosto de 2008 [ligação inativa] 
  60. http://www.nswbusinesschamber.com.au/?moduleid=26&content=/channels/about_us/default.xml, NSW Business Chamber, accessed 27 October 2008.
  61. «Keneally sworn in as state's first female premier». Herald Sun. Australia. 4 de dezembro de 2009. Consultado em 4 de dezembro de 2009 
  62. «Constitution Act 1902». NSW Government. Consultado em 30 de dezembro de 2013 
  63. http://www.austlii.edu.au/au/legis/nsw/num_act/caola2006n6460.pdf
  64. Lei da Constituição de 1902 (NSW), seção 5.
  65. Diário do Governo de junho de 1856
  66. «Parliament of NSW». www.parliament.nsw.gov.au. Consultado em 17 de dezembro de 2019 
  67. «Local Government Directory». Office of Local Government. Government of New South Wales. Consultado em 25 de maio de 2016 
  68. «EDUCATION ACT 1990 – SECT 21B Compulsory school-age». www.austlii.edu.au. Consultado em 23 de novembro de 2017 
  69. «Not so fast: minimum leaving age raised». www.abc.net.au. 27 de janeiro de 2009. Consultado em 23 de novembro de 2017 
  70. Technology, Elcom. «Schools». www.studyinaustralia.gov.au (em inglês). Consultado em 17 de dezembro de 2019 
  71. a b «Schooling in NSW». educationstandards.nsw.edu.au. Consultado em 23 de novembro de 2017 
  72. «STAGES». www.abc.net.au. Consultado em 23 de novembro de 2017 
  73. a b «EDUCATION ACT 1990 – SECT 94 Record of School Achievement». www.austlii.edu.au. Consultado em 23 de novembro de 2017 
  74. a b NSW, Board of Studies Teaching and Educational Standards. «– Board of Studies Teaching and Educational Standards NSW». www.boardofstudies.nsw.edu.au (em inglês). Consultado em 17 de dezembro de 2019 
  75. a b «List of Universities in Sydney». Uni Reviews (em inglês). Consultado em 17 de dezembro de 2019 
  76. Engagement, Universities Admissions Centre Marketing and. «UAC - Universities Admissions Centre: Home». Universities Admissions Centre (em inglês). Consultado em 17 de dezembro de 2019 
  77. «Technical and Further Education (TAFE) | Study in Australia». Studies in Australia (em inglês). Consultado em 17 de dezembro de 2019 
  78. NSW, Transport for (16 de maio de 2017). «Homepage». www.transport.nsw.gov.au (em inglês). Consultado em 17 de dezembro de 2019 
  79. a b c «Transport for New South Wales». Transport for New South Wales. Consultado em 10 de julho de 2013 
  80. a b c NSW, Transport for (15 de junho de 2017). «NSW road network». www.transport.nsw.gov.au (em inglês). Consultado em 17 de dezembro de 2019 
  81. «ecquants.com». www.ecquants.com. Consultado em 17 de dezembro de 2019 
  82. [1] NSW Rural and Regional Air Transport Operators Arquivado em 11 de agosto de 2011 no Wayback Machine.
  83. «Jetstar Airways - Australia | Jetstar». www.jetstar.com. Consultado em 17 de dezembro de 2019 
  84. «Regional Express :: Home». www.rex.com.au. Consultado em 17 de dezembro de 2019 
  85. «Virgin Australia | Book flights & holidays with Virgin Australia». Virgin Australia (em inglês). Consultado em 17 de dezembro de 2019 
  86. «Stockton Ferry». Newcastlebuses.info. 26 de agosto de 2011. Consultado em 28 de outubro de 2011 
  87. «List of Ferry Services». Transportnsw.info. Cópia arquivada em 16 de agosto de 2016 
  88. «Spirit of Tasmania – Sydney Service». Spiritoftasmania.com.au. Consultado em 28 de outubro de 2011. Cópia arquivada em 19 de outubro de 2011 
  89. Echuca Paddlesteamer Arquivado em 18 de abril de 2012 no Wayback Machine.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Nova Gales do Sul
Wikivoyage