Nuno Lopes

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Nuno Lopes
Nuno Lopes, em 2018
Nome completo Nuno Miguel Pereira Lopes
Nascimento 6 de maio de 1978 (41 anos)
Lisboa
Nacionalidade Portugal Portugal
Ocupação Actor
Festival de Veneza
Prémio Orizzonti de Melhor Actor

Star icon stylized.svg 2016 São Jorge

Prémios Sophia
Melhor Actor Principal

Prémio Sophia.png 2018 São Jorge

Globos de Ouro
Melhor Actor de Cinema

Globo de Ouro.png 2006 Alice

Globo de Ouro.png 2009 Goodnight Irene

Globo de Ouro.png 2013 Linhas de Wellington

Globo de Ouro.png 2017 Posto Avançado do Progresso

Globo de Ouro.png 2018 São Jorge

Outros prémios
Prémio Autores de Melhor Actor

2017 Posto Avançado do Progresso

2018 São Jorge

Nuno Miguel Pereira Lopes, mais conhecido por Nuno Lopes (Lisboa, 6 de maio de 1978), é um actor português.[1]

Mais conhecido pelos seus trabalhos em cinema, é também um ator de teatro e televisão, tendo sido galardoado por personagens interpretadas em filmes como Alice e São Jorge.[2]

Formação[editar | editar código-fonte]

Formou-se na Escola Superior de Teatro e Cinema do Instituto Politécnico de Lisboa, frequentou a Master Class da École des Maîtres e investiu na formação no estrangeiro, tendo aulas com professores como Robert Castle, Susan Batson, Tom Brangle e Wass M. Stevens, de Nova Iorque e também com o artista português António Feio.[3] A complementar a sua carreira como actor, no decorrer do seu percurso formativo adquiriu competências a nível de esgrima artística, dança, canto e música.[4]

Carreira[editar | editar código-fonte]

A sua vasta experiência no teatro foi construída com representações de textos de autores de renome como Bertold Brecht, William Shakespeare, August Strindberg, Heiner Muller, Georges Perec, Beaumarchais, Ferenec Molnár e Pierre Corneille.[5] Entre as peças que fez destacam-se Um Homem é um Homem, Morte de Romeu e Julieta, Cimbelino, O Casamento de Fígaro, Um Sonho e O Lírio, onde teve a oportunidade de trabalhar com encenadores como Rodrigo Garcia, Luís Miguel Cintra, António Pires, Miguel Seabra, Luís Osório e Christine Laurent.[4]

Do seu percurso no cinema destacam-se a sua participação em Alice de Marco Martins, Quaresma e Peixe-Lua de José Álvaro Morais e António, Um Rapaz de Lisboa de Jorge Silva Melo.[6] Participou ainda em Goodnight Irene de Paolo Marinou-Blanco.[6]

Em televisão, tem trabalhado em Portugal e no Brasil. No último, integrou o elenco da telenovela Esperança (TV Globo), de Benedito Ruy Barbosa. Em Portugal, fez algumas participações em novelas, séries e programas, tais como Herman SIC, Fúria de Viver, Paraíso Filmes, Crianças SOS, Ajuste de Contas, Diário de Maria, Riscos e Noite Sangrenta.[7] Após uma interrupção (por vontade própria) de seis anos, regressou em 2008 à televisão onde participou na série de humor Os Contemporâneos.[8] Participa ainda nas séries de humor, escritas por Bruno Nogueira, Último a Sair, Odisseia e Sara.[9][10][11]

Prémios[editar | editar código-fonte]

Em 2006, é galardoado com o Globo de Ouro de melhor ator de cinema com o filme Alice, o prémio de melhor ator no Festival de Cinema Luso-Brasileiro e o prémio de Shooting Star no Festival de Cinema de Berlim.[7][12]

Em 2009, ganha de novo o Globo de Ouro de melhor ator de cinema com o filme Goodnight Irene, feito que repete em 2013 com o filme Linhas de Wellington, e em 2017 com Posto Avançado do Progresso.[7]

Em 2017, ganha ainda o prémio Autores de melhor ator com o filme Posto Avançado do Progresso, e é distinguido com o prémio Angela para melhor actor europeu no Festival de Cinema Europeu Subtitle que decorreu na Irlanda.[13]

Já com o filme São Jorge, de Marco Martins, após ganhar em 2016 o prémio Orizzonti de melhor ator no Festival de Veneza, ganha em 2018 o Sophia de melhor ator principal, o Globo de Ouro de melhor ator de cinema e o prémio Autores de melhor ator.[14][15][7]

Filmografia[editar | editar código-fonte]

O ator participou nos seguintes projetos:[4]

Televisão[editar | editar código-fonte]

Ano Título Papel
1997 Riscos
1999 Diário de Maria Cesário
2000 A Senhora Ministra Nuno
2000 A Noiva Coelho
2000 Crianças SOS Treinador
2000 Ajuste de Contas Carlos
2000-2002 Herman SIC (várias personagens)
2001 Programa da Maria (várias personagens)
2001 Odisseia na Tenda Ruben
2002 O Fabuloso Destino de Diácono Remédios
2002 Esperança José Manuel
2002 Fúria de Viver Steve
2002-2003 Paraíso Filmes Sabino Pascoal
2008 No Tal Hospital
2008 Cuidado com a Língua! Nuno
2008-2009 Os Contemporâneos (várias personagens)
2010 Noite Sangrenta Heitor
2011 Último a Sair Nuno
2013 Maison close Le Balafre
2013 Odisseia Nuno / DJ / Empregado mesa / GNR
2013 Odysseus Amphynome
2016 Terapia Alexandre Gomes
2016-2017 Mata Hari Maximilian Ridoh
2017-2018 País Irmão Capote Raposo
2018 Sara João Nunes

Cinema[editar | editar código-fonte]

Ano Título Papel
1991 Projecto: Mundo Paralelo (curta-metragem)
1995 A Comédia de Deus Terceira criança
2000 Peixe-Lua António
2002 António, Um Rapaz de Lisboa Homem em amarelo
2003 Quaresma Filomeno
2003 O Corneteiro Lopes (curta-metragem) Cabo Corneteiro Lopes
2004 Minha Mãe Le docteur
2005 Lastro (curta-metragem) Rodrigo
2005 Alice Mário
2008 Todos os Passos (curta-metragem) (voz)
2008 O Senso dos Desatinados (curta-metragem) François Villon
2008 Goodnight Irene Bruno
2008 Esta Noite Aboud
2008 Entre os Dedos
2011 Sangue do Meu Sangue Telmo Sobral
2011 Sunflare (curta-metragem)
2011 Efeitos Secundários Rui
2012 Assim Assim Pedro
2012 Operation Libertad Baltos
2012 Linhas de Wellington Sargento Francisco Xavier
2012 Operação Outono Ernesto Lopes Ramos
2013 Sentimentos
2013 Cadências Obstinadas Furio
2015 Capitão Falcão Comuninja
2016 Posto Avançado do Progresso João de Mattos
2016 São Jorge Jorge
2017 Joaquim Matias
2017 Menina João Palmeira
2018 O Grande Circo Místico
2018 Le vent tourne Samuel Nieves
2018 Mar

Referências

  1. «Certidão de lista de associadas da Audiogest» (PDF). IGAC/Ministério da Cultura. 25 de julho de 2007. Consultado em 19 de Janeiro de 2014. Arquivado do original (pdf) em 24 de dezembro de 2013 
  2. «Nuno Lopes vence prémio de melhor ator na secção "Orizzonti" em Veneza». Expresso. 10 de setembro de 2016. Consultado em 14 de novembro de 2018 
  3. «Globos de Ouro premeiam talentos da Escola Superior de Teatro e Cinema». Instituto Politécnico de Lisboa. 21 de maio de 2018. Consultado em 14 de novembro de 2018 
  4. a b c «NUNO LOPES» (PDF). BOX. Consultado em 14 de novembro de 2018 
  5. «NUNO LOPES». Artistas Unidos. Consultado em 14 de novembro de 2018 
  6. a b «NUNO LOPES». Alfama Films Production. Consultado em 14 de novembro de 2018 
  7. a b c d «Nuno Lopes leva para casa mais um Globo de Ouro de Melhor Ator de Cinema». SIC. 20 de maio de 2018. Consultado em 14 de novembro de 2018 
  8. Paula Brito e Rodrigo Cabrita (5 de dezembro de 2008). «'Os Contemporâneos' vão ter terceira série em Abril». Diário de Notícias. Consultado em 14 de novembro de 2018 
  9. «Será Nuno Lopes o Último a Sair?». Espalha-Factos. 15 de maio de 2011. Consultado em 14 de novembro de 2018 
  10. «Uma 'Odisseia' em autocaravana». Correio da Manhã. 25 de janeiro de 2013. Consultado em 14 de novembro de 2018 
  11. Paulo André Soares (29 de outubro de 2018). «Os primeiros episódios de 'Sara', série de Marco Martins e Bruno Nogueira». Comunidade Cultura e Arte. Consultado em 14 de novembro de 2018 
  12. «Actor Nuno Lopes vai representar Portugal no Shooting Stars 2006». RTP. 29 de novembro de 2005. Consultado em 14 de novembro de 2018 
  13. «Ator Nuno Lopes distinguido em festival de cinema na Irlanda». Jornal de Notícias. 27 de novembro de 2017. Consultado em 14 de novembro de 2018 
  14. Miguel Santos Carrapatoso (10 de setembro de 2016). «Veneza. Nuno Lopes distinguido com o Prémio Orizzonti para Melhor Ator». Observador. Consultado em 14 de novembro de 2018 
  15. «Prémios Sophia: porque o cinema em português também conta». Shifter. 26 de março de 2018. Consultado em 14 de novembro de 2018 
Ícone de esboço Este artigo sobre um ator é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.