Cleo Pires

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Cléo Pires)
Ir para: navegação, pesquisa
Cleo Pires
A atriz em 2012.
Nome completo Cleo Pires Ayrosa Galvão
Nascimento 2 de outubro de 1982 (34 anos)
Rio de Janeiro, RJ
Nacionalidade Brasileira
Ocupação Atriz
Atividade 1994-presente
Cônjuge João Vicente de Castro (2010-2012)[1]
IMDb: (inglês)

Cleo Pires Ayrosa Galvão (Rio de Janeiro, 2 de outubro de 1982) é uma atriz brasileira.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Descendente de espanhóis, indígenas e portugueses,[2][3] ela é a filha mais velha do cantor e ator Fábio Júnior e da atriz Glória Pires. Tem como avô, o humorista Antônio Carlos Pires, como meio-irmão o cantor e ator Filipe Galvão (Fiuk), e, como padrasto o cantor e compositor Orlando Morais. É meia-irmã da atriz Antônia Morais. Foi casada com o ator e comediante João Vicente de Castro.[4]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Estreou como atriz ao participar da minissérie Memorial de Maria Moura, em 1994. Foi uma participação rápida, de apenas um capítulo, em que viveu a protagonista, Maria Moura, quando jovem, sendo substituída pela mãe, Glória Pires, na fase adulta da personagem.

Depois disso, distanciou-se da TV e da mídia, acreditando que não tinha vocação para seguir os passos da mãe. Cleo, diz, que via a Glória trabalhando dia e noite sem parar, a imprensa invadindo sua privacidade e o telefone tocando o tempo todo, e, que não desejava isso para seu futuro.[5] Ela ainda conta que só não firmou-se no meio antes, por falta de vontade. Não que tivesse nada contra a carreira, mas era algo que não pensava, não passava por sua cabeça. Um fato curioso, é que mesmo o cinema sendo uma de suas paixões, quando perguntavam se queria ser atriz, logo pensava em novelas e teatro, coisas em que não tinha interesse, nem curiosidade.[6]

Até que, em 2003, encontrou Monique Gardenberg num banheiro[7], e, foi convidada a estrelar o filme Benjamim. Cleo afirma que surpreende-se por tamanha confiança depositada nela e que por esse motivo aceitou o convite. Depois de muito treinar e muitos ensaios, já que nunca havia feito cinema antes, rodou a película, cujo roteiro foi baseado no livro homônimo de Chico Buarque. Assim que finalizou o trabalho e viu o resultado, apaixonou-se pela profissão e decidiu que era isso mesmo o que queria. Mesmo sem nunca ter feito um curso de interpretação, pela sua atuação, recebeu elogios e concorreu a vários prêmios na categoria de Melhor Atriz, vencendo o Festival do Rio.

Em 2004, foi convidada a protagonizar o remake da novela Cabocla, no papel que foi interpretado por sua mãe, na versão de 1979. Para evitar comparações, e, por acreditar que seria muita responsabilidade protagonizar uma novela e que não tinha preparo suficiente, recusou o convite, sendo substituída pela atriz Vanessa Giácomo, que levou a melhor após uma bateria de testes.

Despontou para a fama, como uma das grandes revelações da dramaturgia nacional, ao interpretar a ninfeta Lurdinha da novela América, da Rede Globo, em 2005, tornando-se símbolo sexual. Nesse mesmo ano, foi escolhida, numa enquete promovida pela revista Istoé Gente a mulher mais sexy do país.[8] Segundo Cleo, só aceitou o convite para fazer a novela por conhecer o trabalho tanto da autora quanto de seu diretor, e, com isso, acreditar que seria uma boa experiência para sua vida.[5] Ainda em 2005, esteve presente na programação especial de final de ano da Globo, ao interpretar Cleópatra no especial infantil , Clara e o Chuveiro do Tempo. Também faria uma participação na edição especial do humorístico Casseta & Planeta, Urgente! de fim de ano, porém, devido a problemas de saúde, foi substituída pela cantora Wanessa Camargo.[9]

Em 2006, interpretou a rebelde Letícia de Cobras & Lagartos.

Pelo canal pago Telecine Premium, apresentou o Cineview, programa que mostrava as atualidades do mundo do cinema. Após uma reformulação, a atração passou a chamar-se Moviebox, com apresentação de Daniel de Oliveira. Nesse mesmo período, após quase dois anos de negociações, aceitou ser capa da revista Nova, onde posou usando apenas colares e uma calcinha, esbanjando estilo e sensualidade.[10]

Cleo com o elenco do filme Lula, o Filho do Brasil

Em 2008, co-protagonizou o remake de Ciranda de Pedra, em que viveu a jovem professora Margarida, uma moça tímida, que apaixona-se pelo bonito e honesto engenheiro Eduardo. Emendando trabalhos, em 2009, integrou o elenco da novela Caminho das Índias, em que interpretou a indiana Surya, sua primeira vilã. Também nesse ano, após a desistência da atriz Juliana Paes em atuar no longa Os Mercenários, de Sylvester Stallone, Cleo foi a escolhida para substituí-la. Entretanto, devido à novela de Glória Perez, sua participação no filme não pôde ser concretizada.[11][12] O papel acabou ficando com a atriz Giselle Itié.[13] Novamente, foi nomeada uma das 25 mulheres mais sexy do país, pela revista Istoé Gente.

Ainda em 2008, gravou o filme Meu Nome Não é Johnny e no ano seguinte gravou o filme que conta a história de vida do presidente brasileiro Luís Inácio Lula da Silva, Lula, o Filho do Brasil, interpretando a primeira esposa de Lula, Maria Lurdes.[14][15]

Em agosto de 2010 foi capa da edição brasileira da revista Playboy, numa edição especial com 50 páginas em comemoração aos 35 anos da revista.

Em 2010/2011 interpretou Estela, uma das protagonistas da telenovela Araguaia.[16] No ano seguinte protagonizou o episódio "O Anjo de Alagoas", da série As Brasileiras, dirigida por Daniel Filho.[17] Cleo interpretou Ana Terra na fase jovem do filme O Tempo e o Vento, personagem que foi de sua mãe na minissérie de mesmo nome de 1985.[18]

Entre 2012 e 2013, interpretou a cosmopolita Bianca em Salve Jorge.[19][20] Em 2014, volta à TV, interpretando a frágil Kátia, esposa de Alexandre (Alejandro Claveaux), que tem um caso com o cunhado, André (Cauã Reymond), em O Caçador. [21]

Em 2016, participa de Haja Coração como Tamara, par romântico de Apolo Malvino Salvador.[22] Também pode ser vista como Sabrina em Supermax, novamente trabalhando com Mariana Ximenes.[23]

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Televisão[editar | editar código-fonte]

Ano Título Personagem
1994 Memorial de Maria Moura Maria Moura (jovem)
2005 América Maria de Lourdes (Lurdinha)
Clara e o Chuveiro do Tempo Cleópatra[24][25]
2006 Cobras & Lagartos Letícia Pacheco
Páginas da Vida Helena (jovem)
2008 Ciranda de Pedra Margarida Carmelo
2009 Caminho das Índias Surya Ananda
2010 Araguaia Estela Rangel (Estrela Karuê)
2012 Salve Jorge Bianca Faber
As Brasileiras Ana (Episódio: "O Anjo de Alagoas")
2014 O Caçador Kátia[26]
A Mulher da Sua Vida participação especial (quadro do Fantástico)[27]
2016 Haja Coração Tamara Velásquez [28]
Supermax Sabrina Toledo[29]
2017 Aldo - Mais Forte que o Mundo Viviane [30]

Cinema[editar | editar código-fonte]

Ano Título Personagem
2003 Benjamim Ariela Masé / Castana Beatriz
2008 Meu Nome Não é Johnny Sofia
2009 Lula, o Filho do Brasil Lourdes
2011 Qualquer Gato Vira-Lata Tati
2013 O Tempo e o Vento Ana Terra (jovem)
2014 Rio, Eu Te Amo Clara [31]
2015 Qualquer Gato Vira-Lata 2 Tati [32]
Operações Especiais Francis [33]
2016 Mais Forte que o Mundo Viviane [34]
2017 Todo Amor Dani [35]
Terapia do Medo Clara [36]

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Ano Prêmio Categoria Indicação Resultado Ref
2003 Festival do Rio Melhor Atriz Benjamim Venceu [37]
2005 Prêmio ACIE de Cinema Indicado [38]
Grande Prêmio do Cinema Brasileiro Indicado [39]
Melhores do Ano Melhor atriz revelação América Venceu [40]
Prêmio Extra de Televisão Melhor Revelação Venceu [41]
Meus Prêmios Nick Gata do Ano Venceu [42]
2006 Prêmio Contigo! de TV Melhor atriz revelação Venceu [43]
Melhores do Ano Melhor atriz coadjuvante Cobras & Lagartos Venceu [44]
Meus Prêmios Nick Gata do Ano Venceu [45]
2007 9ª Prêmio Contigo! de TV Melhor Atriz Coadjuvante Indicado [46]
Melhor Par Romântico (com Carmo Dalla Vecchia) Indicado
2008 Prêmio Qualidade Brasil Melhor Atriz Meu Nome Não é Johnny Indicado [47]
Prêmio Contigo! de Cinema Nacional Melhor Atriz Coadjuvante Indicado [48]
2009 Prêmio Extra de Televisão Caminho das Índias Indicado [49]
2010 12ª Prêmio Contigo! de TV Indicado [50]
2011 Prêmio Extra de Televisão Melhor Atriz Araguaia Indicado [51]
Prêmio Qualidade Brasil Indicado [52]
2013 15ª Prêmio Contigo! de TV Melhor Atriz de Série ou Minissérie As Brasileiras Indicado [53]
2014 16ª Prêmio Contigo! de TV O Caçador Indicado [54]
2015 Troféu AIB de Imprensa Atriz Operações Especiais Venceu [55]

Referências

  1. «Chega ao fim o casamento de Cleo Pires e João Vicente de Castro». Caras on-line. 26 de dezembro de 2012. Consultado em 13 de agosto de 2016 
  2. «ONG Ampara Animal lança calendário 2014 com celebridades "vira-latas"» 
  3. «Campanha "Somos todos vira-latas" ganha vídeo emocionante» 
  4. «Cleo Pires e João Vicente de Castro terminam casamento depois de 4 anos juntos» 
  5. a b Entrevista: Cleo Pires
  6. Entrevista com Cleo Pires
  7. Bate-Papo com Cleo Pires
  8. Cleo Pires é eleita a mulher mais sexy do Brasil
  9. Cleo Pires deve deixar hospital após internação por meningite.
  10. Cleo Pires, sexy: “Decidi que queria me transformar em uma deusa!”
  11. Cleo Pires está fora do filme de Stallone
  12. Quase lá! Cleo Pires sai na frente para conseguir papel em filme de Stallone
  13. "Quando o Stallone disse que a dublê faria a cena de tortura, eu quase chorei", diz Giselle Itié sobre "Os Mercenários"
  14. "Foi bom ficar mais solta", diz Cleo Pires sobre novo filme
  15. Cleo Pires filma cenas tensas em "Lula, o Filho do Brasil"
  16. Clarissa Frajdenrajch (26 de setembro de 2010). «Protagonista em 'Araguaia', Cleo Pires diz que está em paz com o que pensam a seu respeito». O Globo. Consultado em 02 de abril de 2014  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  17. «As Brasileiras >> Ana, o anjo de Alagoas». Consultado em 02 de abril de 2014  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  18. Anna Luiza Santiago (23 de abril de 2012). «Cleo Pires filma 'O tempo e o vento' no sul do país. Veja fotos». O Globo. Consultado em 02 de abril de 2014  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  19. 'Bianca tem muito de mim', diz Cleo Pires sobre sua personagem em 'Salve Jorge'
  20. «Cleo Pires e Domingos Montagner são a cosmopolita Bianca e o tradicional Zyah». Visto Livre Magazine. Consultado em 10 de dezembro de 2012 
  21. «Par de Cauã Reymond, Cleo Pires promete: 'Vai ser bem excitante'». Extras - O Caçador. 01 de abril de 2014. Consultado em 02 de abril de 2014  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  22. «Cleo Pires e Mariana Ximenes serão rivais em 'Haja Coração' e 'SuperMax'» 
  23. «Cleo Pires e Mariana Ximenes estrelam 'Supermax', nova série da Globo. Veja teaser!». tv 
  24. Cleo Pires encarna Cleópatra
  25. Cleo Pires vira Cleópatra, em seriado infantil
  26. Santos, Rafaela. «Cleo Pires emagrece para personagem bipolar em série: 'Imaginei Kátia bem frágil'». 20 de janeiro de 2014. Consultado em 20 de janeiro de 2014 
  27. G1 (01 de agosto de 2014). «Cleo Pires participa de 'A Mulher da sua Vida' com Marcelo Serrado». Fantástico. Consultado em 03 de agosto de 2014  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  28. Cleo Pires volta as novelas como caminhoneira
  29. Cleo Pires e Mariana Ximenes estrelam ‘Supermax’, nova série da Globo. Veja teaser!
  30. «'Aldo - Mais Forte que o Mundo': Entenda a trama da minissérie». Gshow. 2 de janeiro de 2017. Consultado em 27 de fevereiro de 2017 
  31. Filme 'Rio, eu te amo'
  32. Cleo Pires e Fábio Jr. lançam 'Qualquer Gato Vira Lata 2'
  33. Cleo Pires estrela 'Operações especiais'
  34. Cleo Pires vive mulher de José Aldo no cinema
  35. «Cleo Pires muda o visual e fica de cabelos verdes para filme». Revista Quem. 7 de novembro de 2016. Consultado em 27 de fevereiro de 2017 
  36. «Cleo Pires faz teste de cobertura de tatuagens para filme». Revista Quem. 6 de fevereiro de 2017. Consultado em 27 de fevereiro de 2017 
  37. «Atriz por acaso, Cleo Pires brilha em "Benjamin"». Cultura Estadão. 31 de março de 2004. Consultado em 27 de fevereiro de 2017 
  38. «Edições Anteriores - Prêmio ACIE de Cinema». Prêmio ACIE de Cinema. 2005. Consultado em 27 de fevereiro de 2017 
  39. «'Cazuza' lidera indicações ao Grande Prêmio TAM de Cinema». Gazeta News. 26 de abril de 2005. Consultado em 27 de fevereiro de 2017 
  40. Melhores do Ano: Confira todos os vencedores das 14 edições do prêmio
  41. «Ganhadores do Prêmio Extra de TV 2005». Jornal Extra. 14 de setembro de 2012. Consultado em 27 de fevereiro de 2017 
  42. Conheça os favoritos do Meus Prêmios Nick 2005
  43. «8º Prêmio Contigo! - Vencedores» (shtml). Abril 
  44. Melhores do Ano: Confira todos os vencedores das 14 edições do prêmio
  45. Os vencedores do Meus Prêmios Nick 2006
  46. «Veja a lista dos finalistas do Prêmio Contigo!». Jornal O Globo. 18 de maio de 2007. Consultado em 27 de fevereiro de 2017 
  47. «Categoria Cinema - 2008 - Prêmio Arte Qualidade Brasil». Prêmio Qualidade Brasil. 2008. Consultado em 27 de fevereiro de 2017 
  48. «Cleo e Glória Pires disputam prêmio no Rio». Terra. 8 de agosto de 2008. Consultado em 27 de fevereiro de 2017 
  49. «Confira a lista de finalistas do Prêmio Extra de Televisão 2009». Virgula Uol. 19 de novembro de 2009. Consultado em 27 de fevereiro de 2017 
  50. «Conheça os finalistas – 12º Prêmio Contigo! de TV». Contigo! Online - Abril. Consultado em 27 de fevereiro de 2017 
  51. Redação Extra Online (29 de novembro de 2011). «Prêmio Extra de TV: Andrea Beltrão é a melhor atriz». Extra Online. Consultado em 29 de novembro de 2011 
  52. «Categoria Televisão - 2011 - Prêmio Arte Qualidade Brasil». Prêmio Qualidade Brasil. 2011. Consultado em 27 de fevereiro de 2017 
  53. «"Avenida Brasil" é a grande vencedora do Prêmio Contigo!». Uol. 13 de maio de 2013. Consultado em 27 de fevereiro de 2017 
  54. «Conheça os finalistas do 16° Prêmio CONTIGO! de TV». M de Mulher. 16 de julho de 2014. Consultado em 27 de fevereiro de 2017 
  55. «ABI recebe homenagem: "Destaque Especial de 2015"». ABI. 6 de dezembro de 2015. Consultado em 27 de fevereiro de 2017 
Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Wikiquote Citações no Wikiquote
Commons Categoria no Commons

Ligações externas[editar | editar código-fonte]