Karol Conká

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Karol Conká
Conká no programa A Eliminação em 2021.
Nome completo Karoline dos Santos de Oliveira[1]
Outros nomes Mamacita[2]
Nascimento 1 de janeiro de 1986 (36 anos)
Curitiba, PR
Nacionalidade brasileira
Etnia Negra
Estatura 1,65 m
Progenitores Mãe: Ana Maria dos Santos Oliveira
Pai: Odair Oliveira[3]
Filho(a)(s) Jorge Oliveira
Ocupação
Prêmios Lista
Carreira musical
Período musical 2001–presente
Gênero(s)
Instrumento(s) Vocal
Gravadora(s) Sony Music
Afiliações
Página oficial
karolconka.com

Karoline dos Santos de Oliveira[1] (Curitiba, 1 de janeiro de 1986),[4] mais conhecida como Karol Conká, é uma rapper, cantora, compositora, produtora, apresentadora e atriz brasileira.

Biografia e carreira[editar | editar código-fonte]

1986–2010: Início de vida e carreira[editar | editar código-fonte]

Karol em fevereiro de 2012

Karoline dos Santos Oliveira nasceu em 1 de janeiro de 1986 em Curitiba, Paraná, sendo criada no bairro do Boqueirão.[5] Seu pai, Odair, sofria de alcoolismo, e faleceu quando Karol tinha quatorze anos de idade.[6] Quando criança, ela queria ser atriz de comédia e cantora de música popular brasileira, tendo também aulas de dança contemporânea, balé e teatro, e desde sempre foi adepta da escrita, muito inspirada por sua mãe, que escrevia poemas.[7][8] Em 2002, aos 16 anos, desistiu da dança contemporânea e participou de um concurso musical em sua escola, sendo a única menina na categoria do rap. Depois disso, decidiu investir e se profissionalizar na área musical.[9][10]

Após conhecer MC Cadelis e Cilho, ambos formaram um quarteto chamado Agamenon, lançando um mixtape com sete canções. A partir disso, começaram a ficar conhecidos. Por dois anos se apresentaram como grupo Upground com Cadelis, Nairóbi, Mike Fort, São Nunca, Guerra Santa e Nel Sentimentum, promovendo-se com dois mixtapes.[10] Seu nome artístico surgiu por influência do seu pai, que sempre falava para ela dizer que seu nome era "Karol com K e não com C". Decidiu passar para o papel, originalmente criando o "Conká".[4][7][10]

Aos 19 anos, ela passou a se relacionar com Cadelis MC, e após um mês de relacionamento, se descobriu grávida.[11] Após dar à luz seu filho, Jorge, nascido em 31 de dezembro de 2005,[12] a cantora sofreu com depressão pós-parto, colocando sua carreira em pausa. Ela comentou: "Eu queria morrer quando soube que estava grávida, como qualquer menina adolescente que tem um sonho. Achei melhor ter meu filho, e com o passar do tempo ficar também com o pai dele. Fui julgada, mas preferi ser assim, preferi tomar as rédeas".[13] Quando Jorge completou um ano, ela e seu marido decidiram se separar amigavelmente.[14] Karol revelou que na época sofreu muito preconceito por ser negra, mãe solteira e estar em início de carreira,[8] mas que isso tudo a fortaleceu. Teve de se afastar dos palcos para cuidar do filho, fazendo pequenos shows apenas. Quando o filho completou dois anos, entrou em uma forte depressão, mas, após alguns anos de tratamento psicológico, melhorou. Quando o filho completou cinco anos, voltou de vez à vida artística.[15]

2011–16: Batuk Freak e notoriedade[editar | editar código-fonte]

Karol Conká em 2011

Em 2011, após ter disponibilizado algumas músicas no Myspace, Karol disponibilizou seu primeiro extended play (EP) intitulado Promo.[16] No mesmo ano, lançou o single "Boa Noite", que teve boa recepção e a fez ser indicada ao prêmio de Aposta no MTV Video Music Brasil 2011.[17] Devido ao sucesso, a faixa foi incluída na trilha sonora do jogo FIFA 14.[18] Depois de algumas parcerias, entre elas com o rapper Projota, na canção "Não Falem!", em 2012,[19] ela encontrou Nave, que foi produtor de seu primeiro álbum de estúdio, intitulado Batuk Freak, que foi lançado em agosto de 2013.[20] No mesmo ano, Karol recebeu sua primeira estatueta na categoria Artista Revelação, no Prêmio Multishow de Música Brasileira 2013.[21] Além de "Boa Noite", de Batuk Freak foram retirados os singles "Gandaia" e "Corre, Corre Erê".[22][23] A faixa "Caxambu", do mesmo álbum, também fez parte da trilha sonora do jogo FIFA 18.[24]Na mesma época saiu em turnê pelo mundo e em especial na Europa pra promover seu álbum.[25]

Karol Conká apresentando-se em 2013

Em 2014, Karol lançou o single "Tombei", com participação do grupo Tropkillaz.[26] A canção tornou-se sucesso absoluto, tornando seu nome mais conhecido no âmbito nacional.[27] Com a faixa, a cantora venceu a categoria de Nova Canção no Prêmio Multishow de Música Brasileira 2015, sendo também indicada a duas outras categorias,[28] e ainda se tornou tema de abertura do seriado Chapa Quente, em 2016, estrelada por Ingrid Guimarães e Leandro Hassum.[29]Em abril de 2014, Karol Conka apareceu na lista “Dez novos artistas que você precisa conhecer” da revista Rolling Stone (EUA).[30] No fim de 2015, lançou a canção "É o Poder", através do selo Buuum, da Skol Music.[31][32] Em 5 de agosto de 2016, Karol participou da cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos de Verão de 2016, cantando "Toquem os Tambores" ao lado de MC Soffia.[33] Em outubro do mesmo ano, lançou a faixa "Maracutaia".[34]

2017–20: Superbonita e Ambulante[editar | editar código-fonte]

Karol em uma festa da grife de moda Dolce & Gabbana em 2016

Em março de 2017, Karol fez sua estreia como apresentadora no programa Superbonita, do canal GNT, substituindo Ivete Sangalo.[35] A cantora continuou no posto de apresentadora no ano seguinte, quando Giovanna Ewbank juntou-se à ela no comando do programa.[36] Ainda em 2017, lançou os singles "Farofei" e "Lalá",[37][38] e teve sua canção "Bate a Poeira (Parte II)" como tema da 25ª temporada de Malhação, subtitulada de Viva a Diferença.[39] Além disso, fez uma participação como ela mesma na terceira temporada da série Mister Brau.[40]

Em 2018, Karol assinou contrato com a gravadora Sony Music Brasil,[41] e em novembro do mesmo ano lançou seu segundo álbum de estúdio, Ambulante, que incluiu os singles "Kaça", "Vogue do Gueto" e "Saudade". O disco foi eleito o 34º melhor disco brasileiro de 2018 pela revista Rolling Stone Brasil,[42] e um dos 25 melhores álbuns brasileiros do segundo semestre de 2018 pela Associação Paulista de Críticos de Arte (APCA).[43] Em setembro de 2019, apresentou-se com um show no palco Sunset do Rock in Rio VIII, e no mesmo dia lançou o single "Alavancô", com participação de Linn da Quebrada e Gloria Groove.[44] Em 2020, lançou o single "Tempos Insanos", além das colaborações com WC no Beat e MC Rebecca em "Cheguei" e "A Preta É Braba". No mesmo ano, Karol figurou como apresentadora, ao lado de Marcela McGowan, do programa Prazer, Feminino, que foi exibido exclusivamente através do canal do YouTube do GNT.[45]

2021: Big Brother Brasil[editar | editar código-fonte]

Karol um dia após sua eliminação do Big Brother Brasil 21, de onde saiu com 99,17% dos votos para eliminar

Em 19 de janeiro de 2021, Karol foi confirmada como uma das 20 participantes da vigésima primeira temporada do reality show Big Brother Brasil, da TV Globo.[46] Seu comportamento no programa foi considerado altamente controverso. Telespectadores receberam negativamente uma fala sobre a colega de confinamento Juliette Freire, que foi considerada xenofóbica,[47] bem seu comportamento agressivo perante Lucas Penteado,[48][49][50] e Carla Diaz,[51] uma postura que foi considerada como assédio contra o participante Arcrebiano Araújo,[52] bem como intolerância religiosa.[53] Como parte do cancelamento sofrido pelo público, Karol foi eliminada em sua quarta semana de participação, tendo recebido 99,17% dos votos, maior recorde de rejeição da história da franquia Big Brother no mundo.[16][54]

Como parte da repercussão negativa de sua participação, ela teve sua participação cancelada nos festivais Rec-Beat e Rock The Mountain,[55][56] bem como teve a exibição do programa Prazer, Feminino suspensa pelo GNT.[57] Parte do cenário brasileiro do rap também se pronunciou em relação ao comportamento da cantora, que segundo alguns, sempre deixou a desejar.[58] Alguns dos membros do movimento que se manifestaram foram DJ Zegon, parte do grupo de música eletrônica Tropkillaz,[58][59] e Flora Matos.[58] Drica Lara, ex-empresária de Karol, também veio a público expressar seu descontentamento sobre atitudes anteriores da artista.[58][60] Em razão de sua participação no programa, a plataforma de pesquisas Google apontou Karol Conká como a personalidade mais buscada no Google Brasil em 2021.[61][62]

Em 29 de abril, foi lançado o documentário A Vida Depois do Tombo, produzido pela plataforma de streaming Globoplay,[63] contando sobre a trajetória da cantora em sua vida após o programa.[64][65] Em 5 de maio, foi lançado o single "Dilúvio", com a participação do produtor musical Leo Justi, precedido por uma apresentação ao vivo na grande final da temporada do Big Brother Brasil. A canção foi um sucesso comercial, sendo considerada o melhor desempenho de um single de Karol em sua carreira, fazendo a rapper crescer 978% em streaming.[66][67][68][69] Em junho, a artista lançou em seu IGTV a série original Vem K, que em sua primeira temporada abordou o tema da saúde mental,[70]

2022–presente: Urucum[editar | editar código-fonte]

No final de 2021, Conká anunciou que o nome do seu terceiro álbum ira se chamar Urucum.[71][72][73] O novo álbum feito em apenas duas semanas teria incialmente 12 músicas produzidas inteiramente por RDD. Karol descreveu o novo álbum como um projeto que fala sobre suas “percepções e sensações”, com “clima quente” e “batidas diferenciadas”.[74] Todas as 12 músicas, segundo ela, possuem influências de suas vivências pessoais.[74] Previsto para ser lançado no último bimestre de 202.[75] Ao longo de 2021, Karol lançou diversos singles presente em Urucum, em 24 de junho em parceria com o produtor RDD codinome do produtor musical Rafa Dias, do grupo ÀTTØØXXÁ, lançou o single "Mal nenhum", música que mistura pagodão baiano com trap.[76][77] Em 30 de setembro 2021 novamente em parceria com o produtor RDD[78] lançou o single Subida, transitando entre uma mistura de reggae e pagodão baiano,[79] e no dia seguinte lançou o clipe inspirado em Rude Boy da cantora barbadense Rihanna, dirigido por Bruno Trindade e codirigido pela própria rapper foi lançado.[80] A canção foi escolhida para integrar a trilha sonora do jogo de videogame FIFA 22.[81] Sendo a terceira música da rapper, a entrar no jogo de videogame, Duas faixas do álbum "Batuk freak" já participaram da franquia de jogos, no FIFA 14, a cantora emplacou o hit "Boa Noite"; e no FIFA 18, "Caxambu", ambas do mesmo álbum.[82]

Em 28 de outubro de 2021, lançou seu tão aguardado single Louca e Sagaz, gravado com a colaboração do produtor WC no Beat, apresentando um hit que transita entre o reggaeton e o trap.[83] Originalmente planejada para ser lançada 12 de fevereiro, durante a participação da cantora no Big Brother Brasil. Porém diante de diversas polêmicas, controvérsias e uma grande onda de rejeição e cancelamentos em relação de algumas de suas atitudes e a gerada repercussão negativa, fizeram sua equipe e a gravadora adiar a veiculação da faixa.[84] Após sair do reality show e se deparar com a repercussão negativa de sua passagem pelo programa, Karol de primeiro momento não queria lançar a música e a descartou.[85] A artista preferiu lançar primeiramente os singles Dilúvio, Mal nenhum e Subida Frequentemente, a artista cantava ou dançava trechos da composição, que também ficou conhecida como “Sessão de Hipnose” nas redes. Pouco tempo depois um vídeo gravado durante o reality show, em que Karol aparece cantando e dançando um trecho da música ao lado de Pocah viralizou nas redes sociais, o que fez uma grande onda de fã fazerem um apelo para a rapper lançar o som.[86]

Em março de 2022 lançou a canção avulsa "Paredawn", que relata parte dos acontecimentos em sua vida durante e após sua participação no Big Brother Brasil.[87] Em 31 de março de 2022, lançou o tão aguardo terceiro álbum ''Urucum'', descrevendo disco como uma terapia musical.[88] No dia seguinte 1 de abril de 2022, lançou o videoclipe do single ''Vejo o Bem', promovendo assim seu mais recente álbum.[89]

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

A cantora é assumidamente bissexual desde a adolescência.[90] Também é conhecida por defender as minorias sociais e por fazer parte do movimento feminista.[91]

Após a repercussão negativa de sua participação no Big Brother Brasil em 2021, Karol revelou ter frequentado sessões de psicoterapia, as quais a ajudaram "descobrir mais coisas sobre mim, sobre minhas feridas e isso tem me deixado orgulhosa pelo fato de ter passado muito tempo virando as costas para minha saúde mental".[92]

Influências[editar | editar código-fonte]

Lauryn Hill é a maior referência da rapper.

Karol cita como sua maior influência a rapper americana Lauryn Hill, bem como o grupo Fugees, que Lauryn fez parte. Ela contou que quando adolescente, comprou um álbum do Fugees "só por causa da Lauryn Hill estar na capa, não conhecia o grupo. Comecei a ouvir, inspirei-me e senti vontade de seguir no rap".[93] A apresentação da cantora americana no Black2Black no Rio de Janeiro visto no início de sua carreira serviu de referência nos palcos.[94]

Beyonce, Lauryn Hill e Rihanna, são referências com as quais ela leva para as suas músicas, seu modo de escrever e nas suas escolhas de produtores.[95] Karol sempre escolhe produtores que trazem brasilidade nas suas batidas, achando importante como mulher brasileira e rapper também deixar claro que o rap brasileiro tem referências brasileiras.[95] Outras referências são Nação Zumbi, Cássia Eller, tem até Zeca Pagodinho e Alceu Valença.[95]

A artista também cita como influências Milton Nascimento, Djavan, Adriana Calcanhoto, Jorge Ben Jor, Bob Marley, Vanessa da Mata, Macy Gray e Amy Winehouse. No âmbito da música rap, Karol cita MV Bill, Doctors MC's, Ndee Naldinho, Racionais MC's e Dina Di como artistas que a influenciaram.[10]Além destas influências musicais cita Viola Davis, Djamila Ribeiro e Oprah Winfrey como suas maiores referências artísticas fora da música.[94]

Discografia[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Discografia de Karol Conká

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Filme[editar | editar código-fonte]

Ano Título Personagem Ref.
2015 Jonas Miriam [96]

Televisão[editar | editar código-fonte]

Ano Título Personagem Notas Ref.
2016 Chapa Quente Ela mesma Participação especial [97]
2017–18 Superbonita Apresentadora
2017 Mister Brau Ela mesma Participação especial [40]
Afronta! Série Documental

Episódio: "Karol Conká"

[98]
2017–19 Popstar Jurada convidado do time de especialistas [99]
2018 Carcereiros Rejane dos Santos Episódio: "Cartas Não Mentem" [100]
2021 Big Brother Brasil Participante (16º lugar) Temporada 21 [101]
A Vida Depois do Tombo Ela mesma Série Documental [102]

Internet[editar | editar código-fonte]

Ano Título Cargo Canal Ref.
2020 Prazer Feminino Apresentadora GNT [103]
2021 Vem K IGTV [104]

Turnês[editar | editar código-fonte]

Turnês brasileiras e europeias[editar | editar código-fonte]

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Ano Prêmio Categoria Indicação Resultado
2011 Vídeo Music Brasil Aposta Ela mesma Indicado
2013 Retrospectiva UOL Rap Nacional Batuk Freak Indicado
Capricho Awards Cantora Nacional Ela mesma Indicado
Prêmio Multishow de Música Brasileira Revelação Ela mesma Venceu
2014 Worldwide Winners Awards Tracks of the Year "Boa Noite" Venceu (7° Lugar)
2015 Prêmio Multishow de Música Brasileira Novo Hit "Tombei" part. Tropkillaz Indicado
Melhor Clipe "Tombei" part. Tropkillaz Indicado
Nova Canção "Tombei" part. Tropkillaz Venceu
2016 Prêmio DNA da Balada Melhor Cantora Nacional Karol Conká Venceu
2017 Women's Music Event Awards Melhor Cantora Karol Conká Venceu
Melhor Música "Lalá" Venceu
2018 Associação Paulista dos Críticos de Arte Melhor Arte de Álbum Ambulante Venceu
2021 Prêmio Mundo Negro[108] Melhor Cantora Karol Conká Pendente

Referências

  1. a b «DOM-CTBA». JusBrasil. Curitiba: Diário Oficial do Município. 13 de novembro de 2015. p. 100. Consultado em 4 de agosto de 2021 
  2. «'Mamacita is on': Karol Conká planeja volta e grava música com DJ». IstoÉ. 17 de março de 2021. Consultado em 7 de agosto de 2021 
  3. Monteiro, Patrick (23 de abril de 2017). «Karol Conka sobre morte do pai: "Foi a maior dor que vivi"». Revista Quem. Consultado em 1 de fevereiro de 2022 
  4. a b «Rapper Karol Conka fala sobre vida e carreira». m.jc.ne10.uol.com.br 
  5. https://gshow.globo.com/RPC/noticia/karol-conka-do-boqueirao-para-o-bbb21-conheca-as-raizes-da-curitibana.ghtml
  6. https://www.uol.com.br/splash/noticias/2021/04/29/conka-chora-em-doc-ao-lembrar-morte-de-pai-alcoolatra-lucas-lembrou-ele.htm
  7. a b Flores, Letícia (29 de agosto de 2011). «Karol Conká». Revista TPM. Consultado em 8 de dezembro de 2011 
  8. a b «Karol Conka fala sobre racismo, empoderamento da mulher negra e machismo dentro do rap nacional». HuffPost Brasil. 8 de março de 2016. Arquivado do original em 15 de maio de 2017 
  9. «Festa Crazybeat com show de Karol Conká no Mary Pop». Bares SP. Consultado em 8 de dezembro de 2011 
  10. a b c d Faria, Luciana (4 de novembro de 2011). «Conheça Karol Conká». Noiz. Consultado em 8 de dezembro de 2011. Arquivado do original em 29 de dezembro de 2011 
  11. «Quem é o ex-marido de Karol Conká que aparece em A Vida Depois do Tombo?». UOL. 29 de abril de 2021 
  12. «Karol Conká celebra aniversário do filho com declaração: "Amor da minha vida"». Caras. 31 de dezembro de 2021. Consultado em 1 de janeiro de 2022 
  13. «Karol Conka relembra gravidez precoce: "Eu queria morrer quando soube" | Minuto Livre». Minuto Livre. 21 de dezembro de 2016 
  14. https://noticiasdatv.uol.com.br/noticia/celebridades/quem-e-o-ex-marido-de-karol-conka-que-aparece-em-vida-depois-do-tombo-56446
  15. Vinícius Cunha (31 de agosto de 2016). «Karol Conka fala da relação com o filho, Jorge, e conta que o menino dá pitaco em suas músicas». Gshow. Consultado em 9 de fevereiro de 2021 
  16. a b Cavalcanti, Bruno. «Buscando estancar crise de imagem de Karol Conká, série expõe fragilidades da obra musical da rapper». Observatório da Música. Consultado em 16 de dezembro de 2021 
  17. https://revistatrip.uol.com.br/tpm/os-indicados-do-vmb-na-tpm
  18. «FIFA 14 Soundtrack Reveal». Electronic Arts (em inglês). 17 de setembro de 2013. Consultado em 9 de fevereiro de 2021 
  19. «Karol Conká e Projota no single Não Falem!». Mix TV. 25 de agosto de 2011. Consultado em 8 de dezembro de 2011. Arquivado do original em 2 de abril de 2015 
  20. http://deckdisc.com.br/sucesso-no-youtube-karol-conka-lanca-primeiro-album-dia-8-de-abril-na-internet/
  21. «Curitibana Karol Conka é artista revelação no Prêmio Multishow». Gazeta do Povo 
  22. Fischmann, Rafael (5 de agosto de 2013). «Single da semana: "Gandaia", de Karol Conka». MacMagazine. Consultado em 16 de dezembro de 2021 
  23. «Karol Conká, "Corre, Corre Erê"». Perraps. 16 de agosto de 2012. Consultado em 16 de dezembro de 2021 
  24. Inácio, Gabriel (22 de setembro de 2021). «Karol Conká tem nova música, 'Subida', na trilha sonora do FIFA 22». JC. Consultado em 29 de outubro de 2021 
  25. PR, Thais KaniakDo G1 (16 de abril de 2014). «Rapper curitibana Karol Conka vibra com indicação da Rolling Stone». Música no Paraná. Consultado em 1 de julho de 2022 
  26. https://music.apple.com/br/album/tombei-feat-tropkillaz-single/958330069
  27. «Com batidas digitais ultra-dançantes Karol Conka representa a galera teen no 18º FIB». Fundação de Cultura do Mato Grosso do Sul. 29 de junho de 2017. Consultado em 16 de dezembro de 2021 
  28. «Tropkillaz leva o ‪Premio Multishow 2015 na categoria de "Nova Canção"». www.phouse.com.br. Consultado em 10 de março de 2018 
  29. «Karol Conka agita nova abertura de 'Chapa Quente' com o hit 'Tombei'; assista!». Música 
  30. PR, Thais KaniakDo G1 (16 de abril de 2014). «Rapper curitibana Karol Conka vibra com indicação da Rolling Stone». Música no Paraná. Consultado em 1 de julho de 2022 
  31. https://music.apple.com/br/album/%C3%A9-o-poder-single/1062064727
  32. «KAROL CONKA LANÇA CLIPE DE É O PODER». Abramus. Consultado em 16 de dezembro de 2021 
  33. «Karol Conka e Mc Soffia se apresentam na cerimônia de abertura da Rio 2016». ge. Consultado em 16 de dezembro de 2021 
  34. Ferreira, Mauro (20 de outubro de 2016). «Karol Conka faz 'Maracutaia' com Pretinho em faixa do segundo álbum». G1. Consultado em 16 de dezembro de 2021 
  35. Kogut, Patricia (28 de outubro de 2016). «Ivete Sangalo deixará o 'Superbonita' por causa do filho». O Globo. Consultado em 16 de dezembro de 2021 
  36. https://www.ouniversodatv.com/2018/08/gnt-estreia-o-novo-superbonita-sob-o.html
  37. https://rollingstone.uol.com.br/noticia/karol-conka-se-une-novamente-boss-drama-e-tropkillaz-no-single-farofei-ouca/
  38. https://claudia.abril.com.br/videos/videoclipes/karol-conka-lala-sexo-oral-videoclipe/
  39. «Karol Conka fala sobre importância de 'Bate a Poeira' como abertura de 'Malhação - Viva a Diferença': 'Revolução!'». Gshow 
  40. a b «Karol Conka participará da nova temporada de 'Mister Brau'». Kogut. O Globo. 5 de abril de 2017. Consultado em 20 de janeiro de 2021 
  41. «Karol Conka assina com a Sony Music». Portal Sucesso. 2 de setembro de 2018. Consultado em 16 de dezembro de 2021 
  42. Antunes, Pedro (21 de dezembro de 2018). «Rolling Stone Brasil: os 50 melhores discos nacionais de 2018». Rolling Stone Brasil. Grupo Perfil. Consultado em 28 de dezembro de 2020 
  43. Antunes, Pedro (30 de novembro de 2018). «Baco Exu do Blues, Gilberto Gil, Duda Beat: os 25 melhores discos brasileiros do segundo semestre de 2018, segundo a APCA». Rolling Stone Brasil. Grupo Perfil. Consultado em 28 de dezembro de 2020 
  44. «Rock in Rio: Karol Conka apresenta diversidade e grita "fogo nos racistas!"». UOL. 27 de setembro de 2019. Consultado em 16 de dezembro de 2021 
  45. Almeida, Flavia (1 de outubro de 2020). «Marcela McGowan explora o prazer feminino no GNT». OFuxico. Consultado em 16 de dezembro de 2021 
  46. «Karol Conká desagrada web e ganha apelido de 'Jaque Patombá'». Quem. 1 de fevereiro de 2021. Consultado em 1 de fevereiro de 2021 
  47. «BBB21: Web acusa Karol Conká de xenofobia após cantora criticar jeito de Juliette». Metrópoles. 29 de janeiro de 2021. Consultado em 29 de janeiro de 2021 
  48. «Karol detona Lucas: 'Vai à merda, vai se fazer de louco lá fora'». Universo Online. 1 de fevereiro de 2021. Consultado em 4 de fevereiro de 2021 
  49. «'Respeita a mamacita': Karol Conka xinga Lucas mais uma vez, e web reage». O Tempo. 2 de fevereiro de 2021. Consultado em 5 de fevereiro de 2021. Cópia arquivada em 5 de fevereiro de 2021 
  50. Olímpio, Victória (4 de fevereiro de 2021). «BBB21: MPRJ recebe 23 comunicações contra atitudes de Karol Conká». Correio Braziliense. Consultado em 5 de fevereiro de 2021. Cópia arquivada em 5 de fevereiro de 2021 
  51. Raquel Martins Ribeiro (7 de fevereiro de 2021). «BBB21: Karol ameaça agredir Carla caso produção não a deixe sair do reality». Metrópoles. Consultado em 7 de fevereiro de 2021. Cópia arquivada em 8 de fevereiro de 2021 
  52. «Assessoria de Bil emite nota afirmando repudiar "assédio moral e sexual"». tvefamosos.uol.com.br. Consultado em 3 de fevereiro de 2021 
  53. https://odia.ig.com.br/diversao/bbb/2021/02/6083678-policia-vai-apurar-denuncias-de-intolerancia-religiosa-contra-nego-di-karol-conka-lumena-e-projota.html
  54. «Karol Conká é a quarta eliminada do BBB21, com 99,17% dos votos, recorde de rejeição». GShow. 23 de fevereiro de 2021. Consultado em 6 de março de 2021 
  55. Felipe Pinheiro (2 de fevereiro de 2021). «BBB 21: Karol Conká é suspensa oficialmente de festival». Consultado em 5 de fevereiro de 2021. Cópia arquivada em 5 de fevereiro de 2021 
  56. «Festival Rock The Mountain cancela participação de Karol Conká». G1. 7 de fevereiro de 2021. Consultado em 7 de fevereiro de 2021 
  57. «Marcela McGowan comenta sobre programa com Karol Conká e namoro com Luiza - 06/02/2021». UOL TV e Famosos. 6 de fevereiro de 2021. Consultado em 7 de fevereiro de 2021. Cópia arquivada em 6 de fevereiro de 2021 
  58. a b c d «Como 'BBB21' reacendeu tretas no rap com Karol Conká, Tropkillaz, Nave, Emicida e Flora Matos - Pop & Arte - G1». 4 de fevereiro de 2021. Consultado em 5 de fevereiro de 2021. Cópia arquivada em 5 de fevereiro de 2021 
  59. Thiago Andrade (7 de junho de 2014). «Tropkillaz: Na pista, sem economia de graves e sons pesados». Notícias. Correio do Estado. Consultado em 12 de janeiro de 2015 
  60. «Ex-empresária de Karol Conka detona a sister: 'Mau-caráter'». 1 de fevereiro de 2021. Consultado em 5 de fevereiro de 2021. Cópia arquivada em 5 de fevereiro de 2021 
  61. «Marília Mendonça, Mc Kevin, Lázaro: veja quais foram os nomes mais buscados no Google em 2021; confira fotos». Época. 9 de dezembro de 2021. Consultado em 9 de dezembro de 2021 
  62. «Karol Conká é a famosa mais pesquisada de 2021 no Brasil; veja ranking». Portal iG. 8 de dezembro de 2021. Consultado em 9 de dezembro de 2021 
  63. «'A Vida Depois do Tombo': Série documental sobre Karol Conká estreia no Globoplay nesta quinta-feira». G1. Consultado em 30 de abril de 2021 
  64. «Globoplay anuncia "A Vida Depois do Tombo", documentário sobre Karol Conká». TodaTeen. 11 de abril de 2021. Consultado em 30 de abril de 2021 
  65. PERLINE, GABRIEL (30 de abril de 2021). «A Vida Depois do Tombo explica por que Karol Conká foi escrota no BBB21». Notícias da TV. Consultado em 30 de abril de 2021 
  66. «Karol Conká cresce 978% em streaming após lançamento de 'Dilúvio'». G1. Consultado em 1 de abril de 2022 
  67. Pernambuco, Diario de; Pernambuco, Diario de (7 de maio de 2021). «Karol Conká tem a melhor estreia da sua carreira com single Dilúvio». Diario de Pernambuco. Consultado em 7 de maio de 2021 
  68. UAI ', 'Portal (6 de maio de 2021). «Karol Conká consegue bons números com Dilúvio, seu novo single». Diversão e Arte. Consultado em 7 de maio de 2021 
  69. «Karol Conká cresce 978% em streaming após lançamento de 'Dilúvio'». G1. Consultado em 7 de maio de 2021 
  70. «"Vem K": Karol Conká lança série audiovisual no IGTV que aborda saúde mental». 15 de junho de 2021. Consultado em 14 de julho de 2021 
  71. «O TOMBO E A SUBIDA DE KAROL: Após paredões e cancelamentos, Karol Conká se levanta com terapia, composições e faz as pazes com o deboche» 🔗. tab.uol.com.br. Consultado em 1 de outubro de 2021 
  72. «Karol Conká fala sobre a vida pós-BBB: "Espero ser referência de superação"». POPline. 1 de outubro de 2021. Consultado em 1 de outubro de 2021 
  73. «Após morte de Charlie Watts, Rolling Stones lança nova música». Virgula. Consultado em 1 de outubro de 2021 
  74. a b «Karol Conká fala sobre novo álbum, "Urucum": "sobre percepções e sensações"». POPline. 22 de outubro de 2021. Consultado em 29 de outubro de 2021 
  75. «Karol Conká refaz parceria com WC no Beat em 'Louca & sagaz', single do álbum 'Urucum'». G1. Consultado em 29 de outubro de 2021 
  76. «Karol Conká sobre clipe de Mal Nenhum: "Equilíbrio em meio ao caos"». Metrópoles. 25 de junho de 2021. Consultado em 29 de outubro de 2021 
  77. «Karol Conká reflete sobre os altos e baixos da vida em "Mal Nenhum"». POPline. 25 de junho de 2021. Consultado em 29 de outubro de 2021 
  78. «Karol Conká comemora música inédita em trilha sonora do FIFA 22: 'Feliz'». Gshow. Consultado em 1 de outubro de 2021 
  79. «Karol Conká transita entre reggae e pagode baiano na batida de 'Subida', single feito com RDD». G1. Consultado em 29 de outubro de 2021 
  80. «Karol Conká se inspira em Rihanna para o clipe de "Subida"». POPline. 1 de outubro de 2021. Consultado em 1 de outubro de 2021 
  81. «Karol Conká lança "Subida", trilha do FIFA 22». Terra. Consultado em 1 de outubro de 2021 
  82. Inácio, Gabriel (22 de setembro de 2021). «Karol Conká tem nova música, 'Subida', na trilha sonora do FIFA 22». JC. Consultado em 29 de outubro de 2021 
  83. Mira, Na (29 de outubro de 2021). «Globo divulga data de estreia do BBB 22; veja as novidades da edição». Imirante. Consultado em 29 de outubro de 2021 
  84. «'Louca & Sagaz': Karol Conká lança música adiada após repercussão negativa no 'BBB'; entenda!». Gshow. Consultado em 29 de outubro de 2021 
  85. «Exclusivo: Karol Conká não pretende lançar "Louca e Sagaz" como single». POPline. 17 de maio de 2021. Consultado em 29 de outubro de 2021 
  86. Estado', 'Agência (29 de outubro de 318). «Karol Conka lança o single 'Louca e Sagaz'; assista ao clipe». Diversão e Arte. Consultado em 29 de outubro de 2021  Verifique data em: |data= (ajuda)
  87. «Karol Conká lança música chamada 'Paredawn' e surpreende fãs». Gshow. Consultado em 18 de março de 2022 
  88. «Karol Conká fala sobre novo álbum, "Urucum": "sobre percepções e sensações"». POPline. 22 de outubro de 2021. Consultado em 1 de abril de 2022 
  89. «Karol Conká promove o álbum "Urucum" com clipe de "Vejo o Bem", com RDD». POPline. 1 de abril de 2022. Consultado em 1 de abril de 2022 
  90. «Karol Conka estampa capa de revista e diz: "sempre soube que era bi, desde pequena"». POPLine. 26 de dezembro de 2016. Consultado em 13 de setembro de 2017 
  91. «Karol Conka fala sobre feminismo e racismo: 'Preconceito machuca'». O Globo. 3 de setembro de 2016. Consultado em 13 de setembro de 2017 
  92. Stramasso, Carolina (30 de abril de 2021). «Karol Conká sobre fazer terapia: "Tem me deixado orgulhosa"». POPline. Consultado em 18 de novembro de 2021 
  93. https://www.publico.pt/2019/10/26/culturaipsilon/noticia/karol-conka-liberdade-1891085
  94. a b «tantas coisas com Karol Conká». Monkeybuzz. 25 de agosto de 2021. Consultado em 1 de julho de 2022 
  95. a b c Tecnólogicas, Data Page-Soluções (1 de abril de 2022). «Intensa por inteiro e visceral: Karol Conká traz personalidade em novo álbum». Diário da Manhã. Consultado em 1 de julho de 2022 
  96. «'Jonas' tem história bíblica, sequestro e questão social em romance policial». G1. 26 de outubro de 2016. Consultado em 20 de janeiro de 2021 
  97. «Karol Conká participa de gravação do último episódio de "Chapa quente" e diz: "É uma quebra de tabus ter essa música na televisão"». Heloisa Tolipan. iG. 30 de junho de 2016. Consultado em 20 de janeiro de 2021 
  98. «Afronta! Facing It! | Netflix». www.netflix.com (em inglês). Consultado em 4 de junho de 2021 
  99. «Bancada de especialistas do 'PopStar' tem Daniel, Karol Conka e Maria Rita». Gshow. Consultado em 4 de junho de 2021 
  100. «Karol Conka comenta parceria com Rodrigo Lombardi em 'Carcereiros': 'Dei um grito quando soube'». GShow. 18 de abril de 2019. Consultado em 19 de abril de 2021 
  101. «Karol Conká é confirmada no "BBB 21"!». POPline. 19 de janeiro de 2021. Consultado em 20 de janeiro de 2021 
  102. «Série sobre Karol Conká, 'A Vida Depois do Tombo', tem data de estreia no Globoplay». Gshow. 11 de abril de 2021. Consultado em 12 de abril de 2021 
  103. «Karol Conka e Marcela McGowan comandam nova temporada de 'Prazer Feminino'; veja prévia dos looks». Gshow. 19 de novembro de 2020. Consultado em 28 de abril de 2021 
  104. «Karol Conka estreia série "Vem K": saiba tudo!». POPline. 15 de junho de 2021. Consultado em 17 de agosto de 2021 
  105. Povo, Gazeta do. «Karol Conka faz segunda turnê pela Europa». Gazeta do Povo. Consultado em 7 de maio de 2021 
  106. Redacao (25 de outubro de 2019). «Karol Conka em cinco shows na Europa». Portal SUCESSO!. Consultado em 7 de maio de 2021 
  107. Redacao (4 de abril de 2022). «Karol Conká Apresenta Baile Urucum». Portal SUCESSO!. Consultado em 6 de abril de 2022 
  108. «Prêmio Mundo Negro: Conheça as top cinco da fase final e vote». Mundo Negro. 22 de novembro de 2021. Consultado em 26 de novembro de 2021 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Karol Conká