Negra Li

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
NoFonti.svg
Esta biografia de uma pessoa viva cita fontes confiáveis e independentes, mas elas não cobrem todo o texto. (desde setembro de 2015) Ajude a melhorar esta biografia providenciando mais fontes confiáveis e independentes. Material controverso sobre pessoas vivas sem apoio de fontes confiáveis e verificáveis deve ser imediatamente removido, especialmente se for de natureza difamatória.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Negra Li
Negra Li durante show em 2017.
Informação geral
Nome completo Liliane de Carvalho
Nascimento 17 de setembro de 1979 (39 anos)
Origem São Paulo, SP
Nacionalidade Brasileira
Gênero(s)
Ocupação(ões)
Instrumento(s)
Período em atividade 1996–presente
Gravadora(s) Universal
Afiliação(ões)
Influência(s)
Página oficial www.negrali.com.br

Negra Li, nome artístico de Liliane de Carvalho (São Paulo, 17 de setembro de 1979), é uma cantora, compositora, rapper e atriz brasileira. Solista do coral da Universidade de São Paulo, ela estuda música e piano e é considerada uma das principais cantoras com sua bela voz de contralto.[3]

  • Racismo Negra Li já teve seu site oficial hackeado,onde sua foto inicial foi mudada para a o de um macaco,sem falar nas ofensas. Ela anunciou em seu Facebook que, por um tempo, o site ficaria inativo, para poderem fazer uma análise mais completa.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nascida no bairro da Brasilândia, zona norte de São Paulo, Negra Li começou a se interessar pela música ainda na infância.[3] Nessa época, cantava hinos da igreja evangélica Congregação Cristã no Brasil.[3] Quando adolescente, imitava Whitney Houston,[1] foi a partir desse momento que passou a ouvir mais a black music. Aos 16 anos, interessou-se pelo rap.[3][4] Filha de uma funcionária pública e de um dono de bar, deixou de morar com a mãe na Vila Brasilândia e mudou-se para seguir a carreira como cantora.[1] Pretendia ser uma modelo.[3] Negra Li agradece à mãe, professora do município de São Paulo, que lhe deu a oportunidade de ter um boa formação escolar, assim justifica seu sucesso.[3]

Carreira[editar | editar código-fonte]

1996–04: Carreira com RZO[editar | editar código-fonte]

Negra Li iniciou sua carreira musical com o grupo de rap RZO, permanecendo com eles entre 1996 e 2004.[3]

2005–13: Carreira solo e atuação[editar | editar código-fonte]

Em 2005 lançou seu primeiro álbum solo em parceria com o rapper Helião.[3] Em 2006, estrelou o filme de Tata Amaral, Antônia,[3] que, no ano seguinte, virou um seriado homônimo na TV Globo. Em 2009 participou do longa 400 contra 1, a História do Comando Vermelho, do diretor Caco Souza. Negra Li passou por uma metamorfose vocal e estética à medida em que firmou parcerias e conquistou mais espaço no território musical. Gravou com Caetano Veloso, Dina Di, Nando Reis, Charlie Brown Jr., ("Não é Sério") Belo, Martinho da Vila, Gabriel o Pensador, Pitty, Jeito Moleque, Walter Alfaiate, Skank ("Ainda Gosto Dela"), D'Black, Akon, Sérgio Britto, NX Zero, Mano Brown, Sabotage, Marcelo D2, Projota, entre outros. Em junho de 2012 chegou às lojas a nova incursão musical da paulistana Negra Li, intitulado “Tudo de Novo”. Lançado pela Universal Music, o álbum é o segundo trabalho solo da cantora, desta vez apostando num repertório claramente direcionado à soul music, com fortes referências ao universo de Hyldon, Tim Maia, Diana Ross e Aretha Franklin.

O disco possui momentos de diva black dançante da Motown com marcação ritmada e arranjos de cordas contagiantes, como na faixa de abertura, “Tudo de Novo”, “Não Vá” e “Hoje eu só quero ser Feliz”, com letra e arranjo de metais que leva o ouvinte de volta ao suingue de meados dos anos 80. A cantora assina uma das canções, a suingada “Volta pra Casa”, em parceria com Khristiano Oliveira, uma das músicas mais interessantes do disco, com baixo e bateria inspirados no reggae e uma melodia vocal R&B norte-americano. A cantora é casada com o músico Carlos Crésio Júnior, o Junior Dread, com quem tem uma filha chamada Sofia. Em 2009 participou do vídeo do Dia de Fazer a Diferença da Rede Record em parceria com o Instituto Ressoar. Grandes nomes da MPB fizeram a diferença:. Elza Soares, Jair Rodrigues, Negra Li, Leci Brandão, Pepeu Gomes, Amanda Acosta, Fat Family, Rodrigo Faro, Wanessa Camargo, Paula Lima, Luciana Mello, Pedro & Thiago, Léo Maia, Sergio Reis, Dudu Braga e Wilson Simoninha.

2014–presente: Retorno ao RZO[editar | editar código-fonte]

No final de 2014 anunciou seu retorno ao RZO.

Discografia[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Discografia de Negra Li

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Televisão[editar | editar código-fonte]

Ano Título Personagem
2006–07 Antônia Preta Maria dos Santos
2018 Z4 Fátima Almeida

Cinema[editar | editar código-fonte]

Ano Título Personagem Notas
2006 Antônia Preta Maria dos Santos
2006 Dicionário de Emília[5] Preta Maria dos Santos Curta-metragem
2010 400 contra 1 - Uma História do Crime Organizado Geni

Prêmios[editar | editar código-fonte]

Ano Prêmio Indicação Trabalho Notas
2005 Video Music Brasil Melhor videoclipe de rap Por Exército do Rap Venceu
Prêmio Hutúz Melhor Grupo ou Artista Solo Por Helião e Negra Li Venceu
2006 Prêmio Jovem Brasileiro Melhor cantora de Hip Hop - Venceu
Video Music Brasil - MPB Melhor videoclipe Você Vai Estar Na Minha Indicado
2009 Prêmio Hutúz Melhor Artista Solo Feminino da década - Venceu

Referências

  1. a b c d e f g h «A virada de Negra Li». Isto É Gente. 30 de outubro de 2006. Consultado em 18 de janeiro de 2009 
  2. «Negra Li encontra Lauryn Hill em Florianópolis». 7 de setembro de 2010. Consultado em 18 de janeiro de 2017 
  3. a b c d e f g h i LEAL, Mariana (15 de dezembro de 2004). «Diva do rap». Belezapura.org.br. Consultado em 18 de janeiro de 2009 
  4. «NEGRA LI >> SITE OFICIAL». Negrali.com.br. Consultado em 18 de janeiro de 2009 
  5. «Antônia é baseado no filme homônimo de Tata Amaral, lançado em 2006». Globo. Consultado em 14 de maio de 2018 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Negra Li