Alessandro Buzo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Alessandro Buzo é um escritor, ativista social, colunista, repórter e cineasta brasileiro.

Trajetória[editar | editar código-fonte]

Iniciou como escritor em 2000, com O Trem - Baseado em Fatos Reais, que originou a música "O Trem" do grupo RZO. Lançou mais quatro livros: Suburbano Convicto - O cotidiano do Itaim Paulista (2004),[1] Guerreira (2007), Toda Brisa Tem Seu Dia de Ventania e por fim Favela Toma Conta.[2]

Além disto, dirigiu o filme Profissão MC de 2006, é colunista do jornal Boletim do Kaos, organiza a coletânea literária Pelas Periferias do Brasil[3] e faz parte do programa Manos e Minas, desde 2008, onde apresenta o quadro Buzão.[2] Recebeu diversas premiações no Festival Hutúz.

Desde outubro de 2011, colabora com o jornal SPTV 1ª Edição, da Rede Globo, onde apresenta, às sextas-feiras, o quadro "SP Cultura", sobre a cultura da periferia paulistana.[4].

Referências

  1. «Novas Vozes | Alessandro Buzo - Portal Literal». portalliteral.terra.com.br. Consultado em 17 de Abril de 2010 
  2. a b «TV Cultura | Manos e Minas». www.tvcultura.com.br. Consultado em 17 de Abril de 2010 
  3. «Alessandro Buzo | Portal Rap Nacional 2010». www.rapnacional.com.br. Consultado em 17 de Abril de 2010 
  4. «G1 SP». g1.globo.com/sp. Consultado em 26 de julho de 2013 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.