Pandemia de COVID-19 no México

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ver artigo principal: Pandemia de COVID-19 na América
Pandemia de COVID-19 no México
COVID-19 Outbreak Cases in Mexico.svg
Mapa da pandemia no México (até 20 de março)
  Sem casos confirmados
  1~5 casos
  6~10 casos
  11~20 casos
  21~50 casos
  51~200 casos
  201~500 casos
Doença COVID-19
Vírus SARS-CoV-2
Origem Wuhan, Hubei, China
(via Itália e Estados Unidos)[1]
Local México
Período 28 de fevereiro de 2020
(1 mês e 6 dias)
Início Cidade do México e Los Mochis[2]
Estatísticas globais
Casos confirmados 367
Casos suspeitos 826
Mortes 4
Casos que recuperaram 3[3]

Este artigo documenta os impactos da pandemia de COVID-19 no México. Em 20 de março, havia 367 casos de COVID-19 no México e 4 mortes relatadas.[4]

Linha do tempo[editar | editar código-fonte]

Janeiro de 2020[editar | editar código-fonte]

Em 22 de janeiro de 2020, a Secretaria de Saúde divulgou uma declaração dizendo que o novo coronavírus COVID-19 não apresentava perigo para o México. 441 casos foram confirmados na China, Tailândia, Coreia do Sul e Estados Unidos, e um aviso de viagem foi emitido em 9 de janeiro.[5]

Fevereiro de 2020[editar | editar código-fonte]

O navio de cruzeiro  MSC Meraviglia, que não tinha permissão para atracar nas Ilhas Cayman ou na Jamaica, atracou em Cozumel, Quintana Roo, em 27 de fevereiro. Três passageiros foram diagnosticados com o influenzavírus A, mas não foram encontrados casos de coronavírus.[6]

Em 28 de fevereiro, o México confirmou seus três primeiros casos. Um homem de 35 anos e um homem de 59 anos na Cidade do México e um homem de 41 anos no estado de Sinaloa, no norte do país, deram positivo e foram mantidos isolados em um hospital e hotel, respectivamente. Eles viajaram para Bergamo e ficaram na Itália por uma semana em meados de fevereiro.[7][8][2][9]

Em 29 de fevereiro, um quarto caso foi detectado e confirmado na cidade de Torreón, no estado de Coahuila, de uma mulher de 20 anos que viajou para a Itália.[10]


Março de 2020[editar | editar código-fonte]

Pessoas que entram em uma área de avaliação de sintomas de doenças respiratórias especialmente no Instituto Nacional de Ciências Médicas e Nutrição Salvador Zubirán, Cidade do México, México. O hospital foi convertido em uma área de atendimento especial para pacientes com COVID.

1 a 15 de março[editar | editar código-fonte]

Em 1 de março, um quinto caso foi anunciado em Chiapas, em um aluno que acabara de voltar da Itália.[11] Em 6 de março, um sexto caso foi confirmado no Estado do México em um homem de 71 anos que havia retornado da Itália em 21 de fevereiro.[12]

O COVID-19 foi o tema da conversa na reunião da Conferência Nacional de Governadores (Conago), realizada em 5 de março de 2020. Além de governadores de diferentes estados (ou representantes de saúde do estado), participaram os diretores do Instituto de Saúde para o Bem-Estar (INSABI), IMSS e ISSSTE.[13]

Em 7 de março, um sétimo caso também foi confirmado na Cidade do México em um homem de 46 anos que já havia tido contato com outro caso confirmado nos Estados Unidos.[14] Em 10 de março, foi relatado um oitavo caso em Puebla, um alemão de 47 anos que havia retornado de uma viagem de negócios à Itália.[15] Na mesma data, 40 membros de uma companhia de dança em Puebla, retornando de uma turnê na Itália, foram colocados em quarentena.[16]

A Bolsa de Valores do México caiu para um nível recorde em 10 de março devido aos temores do coronavírus e à queda nos preços do petróleo. O Banco do México (Banxico) interveio para sustentar o valor do peso, que caiu 14%, para 22.929 por dólar.[17]

Em 11 de março, um nono caso foi confirmado na cidade de Monterrei, Nuevo León. Um homem de 57 anos, que havia voltado recentemente de uma viagem por toda a Europa, foi colocado em quarentena. O homem, que permaneceu anônimo, voltou de sua viagem uma semana antes e teve contato com outras oito pessoas que também foram colocadas em quarentena em suas casas. Foi confirmado que o homem reside na cidade de San Pedro Garza García.[18]

Em 12 de março, o México anunciou que tinha um total de 15 casos confirmados, com novos casos em Puebla e Durango.[19] Um dia depois, o senador Samuel García Sepúlveda acusou o governo federal de esconder o número real de casos confirmados.[20] Depois disso, o governo de Nuevo León declarou a Fase 2. O México, em 13 de março, confirmou um total de 16 casos.

Em 13 de março, foi confirmado que o presidente da Bolsa Mexicana de Valores, Jaime Ruiz Sacristan, testou positivo como um caso assintomático.[21] Mais tarde, a Secretaria de Saúde anunciou em entrevista coletiva que o número de casos confirmados havia aumentado para 26.[22] Várias universidades, incluindo a UNAM e a Tec de Monterrey, passaram a ter aulas virtuais. As autoridades anunciaram estar considerando o cancelamento do Festival Internacional de Cinema de Guadalajara. Em Mérida, o Tianguis Turístico foi adiado para setembro. Vários grandes eventos esportivos também foram cancelados.[23]

Em 14 de março, Fernando Petersen, secretário de saúde do estado de Jalisco, confirmou que os dois primeiros casos de COVID-19 foram detectados no Hospital Civil de Guadalajara.[24] Dois novos casos foram confirmados em Nuevo León, e a Secretaria de Educação Pública (SEP) anunciou que todos os eventos esportivos e cívicos nas escolas seriam cancelados.[25] No mesmo dia, a Secretaria de Educação anunciou que as férias da Páscoa, originalmente planejadas de 6 a 17 de abril, seriam estendidas de 20 de março a 20 de abril como medida preventiva.[26] A Secretaria de Finanças e Crédito Público (SCHP) anunciou que estava tomando medidas para evitar uma queda de 0,5% no produto interno bruto (PIB).[27] As farmácias de Cuernavaca relatam escassez de máscaras, gel antibacteriano e outros itens.[28] No mesmo dia, a Universidade Autônoma de Nuevo Leon (UANL) (a terceira maior universidade do país em termos de população estudantil) suspendeu as aulas para seus mais de 206.000 estudantes, começando em 17 de março e terminando até novo aviso.[29]

Em 14 de março de 2020, eventos esportivos, como jogos de futebol feminino, foram abertos ao público. No Estádio Olímpico Universitario, as autoridades estavam derramando desinfetante nas mãos na entrada.

O empresário José Kuri foi denunciado em estado crítico no dia 14 de março, após uma viagem a Vail, Colorado, Estados Unidos, embora os primeiros relatos de sua morte fossem falsos.[30] Em 14 de março, houve 41 casos confirmados de COVID-19 no México.[31]

O Festival Vive Latino de 14 e 15 de março (rock e música latina) na Cidade do México foi aberto de acordo com o cronograma, apesar dos temores de contágio. O gel antibacteriano foi amplamente distribuído.[32] Os organizadores disseram que o Passion Play of Iztapalapa continuaria conforme programado na Semana Santa. Tito Domínguez, vice-presidente do comitê organizador, observou que um milagre salvou Iztapalapa durante o surto de cólera em 1833.[33]

Em 15 de março, a prefeita Claudia Sheinbaum declarou que a Cidade do México espera gastar um montante extra de cem milhões de pesos mexicanos (4,4 milhões de dólares) para impedir a propagação do COVID-19.[34] O primeiro caso confirmado de coronavírus em Acapulco, Guerrero, foi relatado.[35] Querétaro relatou dois novos casos, elevando o total para seis.[36] Nuevo Leon relatou seu quinto caso.[37] O grupo norte-americano Los Tres Tristes Tigres lançou uma música em 15 de março intitulada "El corrido del coronavirus".[38]

16 a 31 de março[editar | editar código-fonte]

Em 16 de março, o presidente López Obrador continuou minimizando o impacto do coronavírus. "As pandemias [...] não farão nada para nós", e acusou a imprensa e a oposição por suas reportagens.[39] Em 16 de março, o advogado Marco Antonio del Toro pediu aos tribunais federais que interrompessem todas as atividades, exceto as essenciais, por um período de 30 a 40 dias por causa do surto de coronavírus.[40] O total de casos confirmados chegou a 82.[41] A Universidade Autônoma do Estado de Morelos (UAEM) suspendeu as aulas para seus 22.000 alunos.[42] Surgiu um incidente diplomático entre os governos do México e El Salvador, envolvendo 12 cidadãos salvadorenhos usando máscaras em um avião que partia da Cidade do México para San Salvador. Nayib Bukele, presidente de El Salvador, denunciou como "irresponsável" que eles foram autorizados a embarcar no avião junto com outros passageiros e se ofereceram para enviar um avião para transportá-los sem contato com outras pessoas, enquanto o governo mexicano alegou que não havia motivos para supor que eles estavam com COVID-19. Eventualmente, o voo foi cancelado.

Em 17 de março, 11 novos casos foram confirmados, elevando o total nacional para 93, sendo Campeche o único estado sem casos confirmados.[43] A resposta limitada do México, incluindo a permissão de um grande concerto e o campeonato de futebol feminino, além da falta de testes, foram criticadas. Os críticos observam que o presidente López Obrador não pratica distanciamento social, mas continua cumprimentando grandes multidões e as fronteiras não foram fechadas. É particularmente preocupante a saúde de milhares de migrantes em campos temporários ao longo da fronteira com os Estados Unidos. O ex-comissário nacional da gripe no México durante a pandemia de gripe A de 2009, Alejandro Macías, disse que o problema é agravado pelo fato de o México não ter leitos suficientes em unidades de terapia intensiva, profissionais de saúde e ventiladores.[44][45]

Em 18 de março, foram confirmados mais 25 casos, elevando o total para 118 casos e 314 casos suspeitos.[46][47] As autoridades de Jalisco estão preocupadas com um grupo de 400 pessoas que retornaram recentemente de Vail, Colorado; 40 pessoas têm sintomas de COVID-19.[48] No mesmo dia, o governo mexicano anunciou que alocará 3,5 bilhões de pesos (aproximadamente 146 milhões de dólares) para comprar equipamentos médicos e de laboratório, material de lavagem e desinfecção e ventiladores.[49] Durante a noite, foi confirmada a primeira morte relacionada ao COVID-19 no país, um homem de 41 anos sem histórico de viagens fora do país que foi hospitalizado no Instituto Nacional de Doenças Respiratórias (INER).[50] O governador de Colima, José Ignacio Peralta, declarou estado de emergência após o primeiro caso do estado, um homem que havia retornado recentemente da Alemanha, em 17 de março.[51] Ford, Honda e Audi fecharam suas fábricas no México.[52] Centenas de funcionários do hotel em Cancún foram demitidos.[53]

As autoridades anunciaram em 18 de março que procuravam centenas de cidadãos portadores do coronavírus, especialmente nos estados de Puebla, Jalisco, Aguascalientes e Guerrero. Uma família de quatro membros em Puebla que viajou para os Estados Unidos manteve seus sintomas em segredo ao visitar vizinhos em La Vista e visitar uma academia. As autoridades ainda estavam tentando rastrear as 400 pessoas em Jalisco e Nayarit que viajaram recentemente para Vail, Colorado. Em Aguascalientes, eles estavam procurando rastrear passageiros do Fight 2638 que viajavam com um homem doente de Nova Iorque. A Universidade Autônoma de Guerrero (UAGRO), em Chilpancingo, fechou depois que uma aluna testou positivo para o vírus. O Instituto Técnico de Guerrero e a Suprema Corte do estado também fecharam.[54]

Morelos teve seus dois primeiros casos confirmados em 19 de março — uma mulher de 54 anos de Cuautla e um homem de 37 anos de Cuernavaca.[55] Sinaloa anunciou seu terceiro caso, uma mulher de 20 anos de Culiacán.[56]

O Secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, anunciou em 20 de março que haveria restrições nas viagens através da fronteira Estados Unidos-México. Essas restrições não se aplicariam à carga.[57] O Instituto Nacional de Antropologia e História (INAH) anunciou que as zonas arqueológicas Teotihuacán, Xochicalco e El Tepozteco seriam fechadas de 21 a 22 de março. Chichén Itzá foi fechado por tempo indeterminado a partir de 21 de março. Os guachimontones foi fechado de 21 a 23 de março. Palenque, Tula e Tingambato fecharam em 21 de março.[58] A Alsea, que opera restaurantes como Starbucks, VIPS e Domino's Pizza, ofereceu a seus funcionários férias sem remuneração.[59] A prefeita Juanita Romero (PAN) do município de Nacozari de García, Sonora, declarou um toque de recolher, em vigor até 20 de abril. Somente o Presidente do México tem autoridade legal para declarar tal medida.[60] Durante a noite, mais 38 casos e mais uma morte foram confirmados, elevando o total para 203 casos, 2 óbitos e 606 casos suspeitos.[61]

Em 21 de março, o total de casos confirmados foi de 251.[62] Um dia depois, mais 65 casos foram confirmados e o total de casos suspeitos aumentou para 793.[63]

Em 22 de março, bares, boates, cinemas e museus foram fechados na Cidade do México.[64] O governador Enrique Alfaro Ramírez, de Jalisco, anuncia que a partir de quinta-feira, 26 de março, Jalisco e sete outros estados do Bajío e oeste do México bloquearão voos de áreas como a Califórnia, que apresentam uma alta taxa de coronavírus. Ele também disse que eles vão comprar 25.000 kits de teste.[65]

O México entrou na Fase 2 da pandemia de coronavírus em 23 de março de 2020, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), com 367 casos confirmados. A Fase 2 inclui casos em que os indivíduos doentes não tiveram contato direto com alguém que esteve recentemente em outro país.[66] No mesmo dia, foi confirmado que mais duas pessoas morreram do COVID-19, elevando o total para 4 mortes relatadas.[4] O acesso aos supermercados em Coahuila era limitado a uma pessoa por família, e a temperatura dessa pessoa era medida antes de entrar. A mesma regra se aplica a drogarias e lojas de conveniência no estado, que tem 12 casos confirmados de COVID-19.[67]

Referências

  1. «Confirman siete casos de coronavirus en México». informador.mx (em espanhol). 7 de março de 2020. Consultado em 17 de março de 2020 
  2. a b México, Gobierno de. «La @SSalud_mx confirmó dos casos de coronavirus en México, el primero en la capital y el segundo en Sinaloa. Se trata de pacientes de bajo riesgo que están siendo atendidos. Invitamos a la población a seguir informada y tomar medidas de prevención». @GobiernoMX (em espanhol) 
  3. «Coronavirus México: casos confirmados hoy de Covid-19». milenio.com (em espanhol). 14 de março de 2020. Consultado em 16 de março de 2020 
  4. a b «Suman 4 muertos por Covid-19 en México; confirman 367 casos de contagio». SDP Noticias (em espanhol) 
  5. «El Nuevo Virus Coronavirus No Representa Un Peligro Para México». Reporte de Indigo (em espanhol) 
  6. «El crucero que arribó a Cozumel está libre de coronavirus». Expansión Politica (em espanhol) 
  7. «Mexico Confirms Its First 2 Coronavirus Cases». CBS Los Angeles 
  8. Foundation, Thomson Reuters. «Mexico confirms first coronavirus cases in two men returned from Italy». news.trust.org 
  9. «Van 3 casos confirmados de coronavirus en México». El Financiero (em espanhol) 
  10. «Coronavirus en México: lo último del nuevo caso en Torreón». www.milenio.com 
  11. «Confirman caso de coronavirus en Chiapas». ABC Noticias (em espanhol) 
  12. «La Secretaría de Salud confirma el sexto caso de coronavirus en México». ADNPolítico 
  13. Governors analyze the situation of Coronavirus (em espanhol) por Miriam Estrada, El Sol de Cuernavaca, 5 de março de 2020. Consultado em 16 de março de 2020
  14. «Se eleva a 7 el número de casos confirmados de coronavirus en México» 
  15. «Puebla reporta primer caso positivo de coronavirus». Cuartoscuro 
  16. «Supervisarán salud de ballet folklórico que vuelve de Italia». La Jornada 
  17. Mexico's stock market hits record low over coronavirus crisis and collapsing oil prices (em inglês) El Universal, 10 de março de 2020
  18. «Confirman el primer caso de coronavirus en Nuevo León». Telediario Monterrey (em espanhol) 
  19. «Ya son 15 casos de coronavirus en México; hay 82 sospechosos». www.msn.com 
  20. SDPnoticias.com. «Gobierno de México ESCONDE cifras reales de CORONAVIRUS, acusa Samuel García». SDPnoticias.com (em espanhol) 
  21. «Da positivo de coronavirus el presidente de la Bolsa Mexicana, Jaime Ruiz Sacristán». El Financiero (em espanhol) 
  22. «México suma 26 casos positivos de coronavirus». El Universal, compañía periodística Nacional 
  23. «Suspenden actividades masivas por coronavirus». Informador.mx (em espanhol) 
  24. «Confirman primeros dos casos de coronavirus en Jalisco». El Informador: Noticias de Jalisco, México, Deportes & Entretenimiento (em espanhol) 
  25. «SEP cancela eventos deportivos y cívicos en escuelas por coronavirus». El Universal (em espanhol) 
  26. «SEP anuncia que vacaciones de Semana Santa se adelantan por coronavirus». EDITORIAL MARTINICA S.A. DE C.V. 
  27. «Por Covid-19, Hacienda tiene plan contracíclico». El Universal 
  28. Products start to be scarce due to COVID-19 (em espanhol) Jessica Arellano, El Sol de Cuernavaca, 14 de março de 2020
  29. «Universidad Autónoma de NL suspende clases por Covid-19language=es» [Autonomous University of NL suspends classes because of Covid-19]. Excélsior 
  30. EFE. «El empresario José Kuri se encuentra en estado crítico a causa de coronavirus». El Sol de México (em espanhol) 
  31. «México llega a 41 casos confirmados de coronavirus, con 155 casos sospechosos». expansion.mx (em espanhol) 
  32. «El coronavirus avanza apresurado en México y las pruebas de detección cuestan hasta 18,000 pesos». Infobae (em espanhol) 
  33. Coronavirus will not stop the Stations of the Cross in Iztapalapa: organizing committee (em espanhol) Maleny Navarro, El Sol de México. 15 de março de 2020
  34. Expenditure of 100 extra mp to prevent coronavirus in CDMX (em espanhol) por Maleny Navarro, El Sol de México, 15 de março de 2020
  35. Confirman primer caso de Covid-19 en Guerrero (em espanhol) por José Francisco Zorroza, El Sol de Acapulco, 15 de março de 2020
  36. Queretaro increases the number of coronavirus cases to six (em espanhol) por Francisco Floes Hernndez, El Universal, 15 de março de 2020
  37. Coronavirus: 5 positive cases in Nuevo Leon (em espanhol) por David Carrizales, 15 de março de 2020
  38. Los Tres Tristes Tigres compose "El corrido del coronavirus" (em espanhol) por Miguel Ceballos, El Sol de Puebla, 15 de março de 2020
  39. "As Mexican peso collapses over coronavirus threat, criticism falls on president Lopez Obrador" Los Angeles Times 2020/03/20 Consultado em 20 de março de 2020
  40. Suspension of judicial activities for coronavirus requested (em espanhol) Manrique Gandaria, El Sol de México, 16 de março de 2020
  41. «Coronavirus en México: 82 casos confirmados; sólo 2% están graves». AMX Contenido S.A. de C.V. 
  42. UAEM suspends classes due to coronavirus (em espanhol) por David Monroy, Milenio, 16 de março de 2020
  43. «Secretaría de Salud reporta 93 casos de coronavirus en México; hay 206 sospechosos». Milenio Diario, S.A de C.V 
  44. Mexico's government under pressure over coronavirus response por Jihan Abdalla, Al Jazeera, 17 de março de 2020
  45. Mexico under international criticism for coronavirus response por RAFAEL BERNAL, The Hill, 18 de março de 2020
  46. «Coronavirus en México: Hay 118 casos confirmados de COVID-19». El Heraldo de México (em espanhol) 
  47. «Confirman 118 casos de coronavirus en México; hay 314 sospechosos». Milenio (em espanhol) 
  48. Coronavirus en México, noticias de última hora Milenio, 18 de março de 2020
  49. «AUMENTAN A 118 LOS CASOS CONFIRMADOS DE CORONAVIRUS EN MÉXICO». El Universal (em espanhol) 
  50. «Fallece primera víctima de Covid-19 en el INER». La Jornada (em espanhol) 
  51. Colima declara emergencia por COVID-19 El Informador, 18 de março de 2020
  52. «Empresas automotrices suspenden producción en México». El Informador (em espanhol) 
  53. Coronavirus Cancún: Comenzaron los despidos en los hoteles (em espanhol) por Angel Balán, La Verdad, 18 de março de 2020
  54. Mexican authorities are tracking hundreds of possible Covid 19 carriers (em inglês) por David Carrizales, 19 de março de 2020
  55. URGENTE: CONFIRMADOS YA 2 CASOS DE CORONAVIRUS COVID19 EN MORELOS (em espanhol) Diario de Morelos, 19 de março de 2020
  56. Confirman el tercer caso de coronavirus en Sinaloa (em espanhol) por FRANCISCO CASTRO, Debate, 19 de março de 2020
  57. Ted Johnson. «President Donald Trump Goes Off On NBC News Reporter, Comcast During Coronavirus Press Briefing». Deadline (em inglês) 
  58. Cerrarán las zonas arqueológicas de Xochicalco y Tepoztlán (em espanhol) La Union de Morelos, 20 de março de 2020
  59. Starbucks y VIPs ofrecen a empleados dejar de trabajar un mes sin goce de sueldo, por COVID-19 (em espanhol) El Diario de Morelos, 20 de março de 2020
  60. Alcaldesa de Nacozari ordena toque de queda, facultad exclusiva del presidente (em espanhol) por Milton Martinez, Proceso, 20 de março de 2020
  61. Perla Miranda. «MÉXICO CONFIRMA DOS MUERTOS POR CORONAVIRUS; SUMA 203 CASOS POSITIVOS». El Universal (em espanhol) 
  62. «Sube a 251 el número de contagiados de coronavirus en México». Excélsior (em espanhol) 
  63. «Con 316 casos confirmados, sigue fase de transición». El Economista (em espanhol) 
  64. Mexico City closes museums, bars, nightclubs, and movie theaters in a bid to halt coronavirus spread (em espanhol) El Universal, 23 de março de 2020
  65. Jalisco will block flights and buy 25 thousand tests of COVID-19 (em espanhol) por CAROLINA SOLÍS, Debate, 23 de março de 2020.
  66. México, en Fase 2 de pandemia por Coronavirus: OMS Forbes Mexico, 23 de março de 2020
  67. Only one person per family can access supermarkets in Coahuila (em espanhol) MVS Noticias, 23 de março de 2020