R2-D2

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde dezembro de 2009). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
R2-D2
Personagem de Star Wars
Nascimento Construído no Planeta Naboo, 33 anos antes da Batalha de Yavin (Ep.IV)
Espécie Dróide astromecânico
Olhos Lente central única
Afiliações República Galáctica
Aliança Rebelde
Nova República
Aliança Galática
Ordem Jedi e Resistência
Armas Choque elétrico
Interpretado por Kenny Baker
Veículos Caça de Naboo
Millennium Falcon
Caça X-Wing
Projecto Cinema  · Portal Cinema

R2-D2 é um pequeno robô e um dos principais personagens da saga Star Wars. Ele é um dróide astromecânico, responsável por manutenção e navegação de astronaves. Fala uma "linguagem" incompreensível, de bipes e sons eletrônicos (e inspirou Kenny, de South Park). Assim como toda a série, o personagem teve forte impacto cultural e se transformou em um ícone pop.[1]

R2-D2 e C-3PO são os únicos personagens da série a aparecerem nos 7 filmes interpretados pelos mesmos atores. Kenny Baker foi o ator anão que atuou dentro do dróide em cinco dos seis filmes da série.[2] Apesar de aparecer nos créditos do filme A Vingança dos Sith, Kenny nunca filmou qualquer cena desse episódio.

Episódios[editar | editar código-fonte]

A Ameaça Fantasma[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: A Ameaça Fantasma
Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

R2-D2 era um simples dróide astromecânico, a serviço da Rainha Amidala de Naboo. Ao salvar a nave da rainha da destruição, passa a ser visto com mais atenção.

No planeta Tatooine, R2 conhece Anakin Skywalker e seu futuro parceiro C-3PO, que havia sido encontrado no lixo e remontado por Anakin.

R2 por acidente entra num caça Naboo e vai em batalha junto com Anakin. Lá destroem a nave de controle dos dróides inimigos e são aclamados como heróis.

O Ataque dos Clones[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: O Ataque dos Clones

Dez anos depois, R2 continua a serviço de Amidala, e depois que ela sofre dois atentados, vai com Anakin para Naboo, a fim de protegê-la.

Depois os três voltam para Tatooine e lá R2 se reune com C-3PO, que iria com eles para o planeta Geonosis.

Em Geonosis, R2 salva Padmé Amidala da morte na fábrica de dróides e depois ajuda C-3PO, que havia sido decapitado e teve sua cabeça fundida com o corpo de um dróide de batalha e o corpo unido a cabeça de um droide de batalha, a voltar ao normal.

R2-D2 e C-3PO são as únicas testemunhas do casamento de Anakin e Amidala. Como Anakin se casou com Padmé, R2-D2 também passou a trabalhar para ele.

A Vingança dos Sith[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: A Vingança dos Sith

Três anos depois, R2 ajuda Anakin e Obi-Wan Kenobi a salvar o chanceler Palpatine.

R2 vai como co-piloto da nave de Anakin até Mustafar, planeta vulcânico onde Anakin, possesso pelo Lado Negro da Força, enfrenta Obi-Wan e perde.

R2 se junta a Padmé, Obi-Wan e C-3PO, que vieram ao resgate de Anakin. Depois, C-3PO tem suas memórias apagadas, mas R2 permanece com sua memória inalterada. Neste momento ele emite um som para o C-3PO que remete a um deboche.

Uma Nova Esperança[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Uma Nova Esperança

R2-D2 e C-3PO agora trabalham em uma nave do planeta Alderaan, servindo ao Capitão Antilles. Quando a nave de Darth Vader ataca e captura a de Leia, ela implanta planos do novo projeto imperial, a Estrela da Morte, na memória de R2. Depois, R2 e C-3PO entram numa cápsula de emergência e são ejetados no planeta desértico Tatooine. Lá, os robôs são capturados pelos jawas, "urubus de tecnologia", e vendidos aos humilde fazendeiros Owen Lars e seu sobrinho Luke Skywalker.

Ao limpar R2-D2, Luke ativa a mensagem holográfica de Leia, endereçada a Obi-Wan Kenobi. Luke se lembra do ermitão Ben Kenobi, mas seu tio Owen não deixa ir procurá-lo. Porém, à noite, R2 resolve ir atrás de Ben. Luke e C-3PO vão procurá-lo, e acham o dróide e Ben.

Ben, que é de fato Obi-Wan, alega nunca ter possuído um dróide (o que é verdade pois no passado R2-D2 era um dróide de Padmé e C-3PO era de Anakin mas acabou ficando com Padmé e R2 acabou servindo mais a Anakin do que a Padmé... mas ambos nunca foram propriedade de Obi-Wan), mas vê a mensagem de Leia, pedindo para contatar o pai dela em Alderaan. Obi-Wan, Luke e os dróides resolvem ir para lá guiados por Han Solo.

Quando vão chegar a Alderaan, a Estrela da Morte destrói o planeta. Um "raio trator" da Estrela captura a nave de Solo, a Millennium Falcon. Obi-Wan invade a estrela para desligar o raio trator, enquanto Luke, Han e o parceiro Chewbacca vão resgatar Leia, e os dróides ficam encarregados de vigiar a segurança. Depois de tudo pronto, a Falcon foge para a base da Aliança Rebelde. Luke resolve ir na missão de destruir a Estrela da Morte, com R2 como co-piloto, e consegue. Mas, com a ajuda de Han Solo na Millennium Falcon.

O Império Contra-Ataca[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: O Império Contra-Ataca

Após a invasão do Império à base rebelde em Hoth, R2-D2 acompanha Luke até Dagobah, lar do Mestre Yoda.

Luke avança no treinamento Jedi, mas é obrigado a interromper para salvar Leia e Han em Bespin.

Ao chegar lá, R2 se une à Aliança,Chewbacca e R2 remontam o desmanchado C-3PO e conserta o propulsor de hiperespaço da Millenium Falcon.

O Retorno de Jedi[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: O Retorno de Jedi

R2 e C-3PO são enviados para passar uma mensagem ao gângster Jabba the Hutt, que está com Han Solo congelado. Jabba fica com os robôs até Luke, Leia e Lando irem ao resgate de Han.

Luke volta a Dagobah, onde Yoda morre, e conversa com o espírito de Obi-Wan.

Uma missão é enviada à lua florestal de Endor, onde o Império construiu um campo de força para proteger a segunda Estrela da Morte, ainda em construção.

Entre os designados estão Luke (que em certo ponto vai para a Estrela ver Darth Vader), Leia, Han e os dróides. R2 tenta abrir a central emissora do escudo, mas o computador o repele. Só abrem à força, com a ajuda dos nativos.

Ao desligar o escudo, as forças rebeldes destroem a Estrela da Morte. E o Império estava finalmente derrotado.

O Despertar da Força[editar | editar código-fonte]

R2-D2 ficou em estado de baixa energia desde o desaparecimento de Luke Skywalker após a traição de Ben Solo (Kylo Ren). Foi fundamental para a conclusão do mapa que levava ao mestre Luke.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «R2-D2». 100 Objects that Made America. Smithsonian Institution. Consultado em October 31, 2013. 
  2. Jason Ward (16 de setembro de 2015). «LITTLE ACTOR JIMMY VEE IS ARTOO-DETOO IN STAR WARS: EPISODE VIII». Makingstarwars.net [S.l.: s.n.] Consultado em 22 de dezembro de 2015. 
Ícone de esboço Este artigo sobre cinema é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.