Rise of the Tomb Raider

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Rise of the Tomb Raider
Produtora(s) Crystal Dynamics[nota 1]
Editora(s) Square Enix[nota 2]
Diretor(es) Brian Horton[6]
Designer(s) Mike Brinker
Escritor(es) Rhianna Pratchett[7][8]
Compositor(es) Bobby Tahouri[9]
Motor Crystal Engine (melhorado)[10]
Plataforma(s) Microsoft Windows
Xbox 360
Xbox One
Playstation 4
Série Tomb Raider
Data(s) de lançamento Xbox 360 & Xbox One
  • AN 10 de Novembro de 2015[11]
  • EU 13 de Novembro de 2015

Microsoft Windows
28 de Janeiro de 2016[12] PlayStation 4
11 de Outubro de 2016[13]

Género(s) Ação-aventura
Modos de jogo Um jogador[14]

Rise of the Tomb Raider é um videojogo de ação-aventura da série Tomb Raider, segundo de uma trilogia que começou em 2013 com Tomb Raider. Rise of the Tomb Raider foi produzido pela Crystal Dynamics e publicado pela Microsoft Studios a 10 de Novembro de 2015 para Xbox One e Xbox 360 e pela Square Enix a 28 de Janeiro de 2016 para Microsoft Windows e no final do mesmo ano para PlayStation 4.

Em Rise of the Tomb Raider, a protagonista Lara Croft tenta descobrir a mítica cidade russa de Kitej, que segundo as lendas, contém os segredos para a imortalidade.

Rise of the Tomb Raider foi bem recebido pela critica da especialidade. De acordo com o site de pontuações agregadas Metacritic o jogo teve "análises geralmente favoráveis". Foram elogiados vários aspectos como os gráficos e a história e algumas das melhorias feitas em relação ao seu antecessor, mas que no entanto é muito similar com este não representando por isso um enorme salto evolucionário. Recebeu diversos prémios incluindo “Jogo do Ano para Xbox One” e “Melhor Jogo de Acção/Aventura” atribuídos pelo IGN. A sequela, Shadow of the Tomb Raider, será lançada a 14 de Setembro de 2018.

Jogabilidade[editar | editar código-fonte]

Lara procura esconder-se por trás de um grupo de objectos. Rise of the Tomb Raider apresenta um maior numero de opções furtivas.

Rise of the Tomb Raider é um jogo de acção-aventura numa perspectiva de terceira pessoa, com muitos dos elementos encontrados em Tomb Raider (2013). Os jogadores controlam Lara Croft através de vários ambientes, lutando contra inimigos e completando puzzles e secções de plataformas, enquanto usam armas improvisadas e engenhocas para conseguirem progredir na história. As áreas de exploração de Rise of the Tomb Raider são cerca de três vezes maiores em comparação com o seu antecessor.[15]

Rise of the Tomb Raider tem um novo sistema de fabrico artesanal, permitindo aos jogadores criar objectos ou melhorar as suas armas, ou criar novas, juntando partes que encontram pelo jogo; Lara pode por exemplo procurar por metal, minerais, plantas e caçar animais para construir munição venenosa, armadilhas, granadas, cocktails molotov, roupa e medicamentos.[16] O arco e flecha regressam de Tomb Raider. Opções para vários arcos podem ser obtidos através do fabrico artesanal. Outras armas como as pistolas e o machado de escalada também regressam, bem como é adicionado uma faca de caça.[16]

O ambiente foi muito melhorado, com um ciclo meia-noite/dia e com um novo sistema climatérico que influencia tanto as personagens humanas como os animais. Por exemplo, para criar um casaco de inverno mais forte, Lara tem de caçar um lobo, animal que só aparece durante uma determinada hora do dia e quando as condições de tempo são favoráveis. É dado também maior ênfase aos puzzles e aos túmulos. O combate foi redesenhado apresentando agora um maior numero de opções de infiltração e de ataques rápidos e furtivos. Quando está em combate ou quando simplesmente o quer evitar, Lara pode confundir os inimigos trepando árvores, escondendo-se na folhagem ou nadar debaixo de água.[3][17][18][19] A neve também influencia a jogabilidade: os animais deixam pegadas que vão desaparecendo ao longo do tempo, e Lara pode escavar trincheiras para fazer um abrigo. Os jogadores também se podem ver sobre a ameaça de avalanches e tempestades de neve.[20]

Tal como no jogo anterior, junto com a história principal, os jogadores têm a oportunidade de fazer várias missões secundárias, como terminar as Tumbas de Desafio.[21] Mike Brinker, designer da Crystal Dynamics, disse que o modo história demora entre 15 a 20 horas a completar.[15]

Rise of the Tomb Raider o modo multijogador tradicional é substituído pelo Modo Expedition,[22] onde os jogadores podem "aumentar a experiência da campanha" através de alguns jogos: “Score Attack”, permite repetir os níveis mas com regras novas, como bater recordes de tempo e ganhar medalhas; “Remnant Resistance”, em que o jogador repete algumas zonas do jogo criando as suas próprias missões (escolher objetos, inimigos, etc) e depois de completar a missão que criou pode desafiar os seus amigos pela melhor pontuação; e “Chapter Replay”, que permite repetir os capítulos da história ao mesmo tempo que mantém as habilidades e o equipamento da primeira vez que o jogador completou o jogo.[23][24]

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Depois de Tomb Raider, a experiência que Lara Croft (Camilla Luddington)[25] teve com o supernatural em Yamatai foi encoberta pela organização Trindade. Para provar que não está louca, Lara fica obcecada em encontrar as verdades sobre os mitos por todo o mundo.[16]

Antes de falecer, o pai de Lara estava a pesquisar a lenda de Koschei o Imortal,[26] e a partir das suas notas e a viagem de Lara à tumba do profeta, Lara descobre que havia um símbolo na tumba e ele se referia a Sibéria, então Lara vai até a mansão Croft e Jonah Maiava vai visitá-la. Um capanga da Trindade entra na mansão e rouba o livro de Lara. Então, Lara e Jonah Maiava viajam para a Sibéria para tentar descobrir a localização de Kitezh, uma cidade mítica construída no séc. XIII nas margens do lago Svetloyar por Yuri II o Grande Príncipe de Vladimir, e que segundo as lendas, contém os segredos para a imortalidade.[17][18][26][27] Numa corrida contra a Trindade, que quer encontrar a cidade primeiro, Lara tem de sobreviver contra humanos, animais e o ambiente para descobrir a verdade sobre o mito e tornar-se naquilo a que está destinada.[28]

Desenvolvimento[editar | editar código-fonte]

A 1 de Agosto de 2013, Phil Rogers da Square Enix, confirmou através do blog oficial da companhia que "a sequela de nova geração de Tomb Raider" estava "a ser produzida".[29]

Rise of the Tomb Raider foi formalmente anunciado numa conferencia de imprensa a 9 de Junho de 2014, com o primeiro video a ser mostrado mais tarde no mesmo dia durante a apresentação da Microsoft na E3.[30] O mesmo video foi mostrado mais tarde na televisão, durante a transmissão da Xbox Live da competição Miss Teen USA 2014. Nixxes Software, responsável pelos jogos Tomb Raider: Definite Edition e Lara Croft and the Temple of Osiris está a produzir a versão Xbox 360, enquanto que a Crystal Dynamics a versão para Xbox One.[3] A actriz britânica Camilla Luddington faz novamente o papel de Lara Croft[25] e Rhianna Pratchett é de novo a responsável pelo enredo do jogo.[7][8] De acordo com Brian Horton, o director do jogo, a produção de Rise of the Tomb Raider teve a influencia de vários filmes incluindo Rambo: First Blood Part II, Terminator 2: Judgment Day, The Edge, Hanna, The Grey, The Descent, Alien vs. Predator e The Day After Tomorrow.[31]

Durante algumas semanas, a equipa de produção visitou vários locais na Turquia, incluindo Capadócia, Istambul e as ruinas de Éfeso, procurando a melhor sensação e aparência para desenhar a cidade perdida de Kitezh e o ambiente selvagem da Síria e da Sibéria. Como tal a equipa estudou extensivamente a cultura Bizantina, juntando essa inspiração um pouco da arquitectura da Grécia antiga para construir as tombas que se encontram no jogo.[32]

“... Sou um enorme fã de Uncharted e desejava que tivéssemos um jogo de acção-aventura daquele calibre. Começámos alguns, e olhamos para eles. Mas não temos nenhum hoje daquela qualidade. Isto é uma oportunidade.”

-Phil Spencer, chefe da divisão Xbox da Microsoft, sobre a exclusividade de Rise of the Tomb Raider.[33]

Durante a Gamescom de 2014, foi anunciado pela Microsoft que o jogo seria editado no final de 2015 em exclusivo para as plataformas Xbox, embora temporariamente.[34] Darrell Gallagher, presidente da Crystal Dynamics, explicou em entrevista com a revista Game Informer essa exclusividade, afirmando que a relação entre o estúdio e a Microsoft começou em 2008, com o lançamento de alguns DLCs exclusivos de Tomb Raider Underworld para Xbox 360, continuando com o lançamento de Lara Croft and The Guardian of Light em primeiro lugar também para Xbox 360. Gallagher descreve como sendo "a evolução natural de onde começamos".[35] As noticias da exclusividade levantaram um enorme coro de criticas, tanto da parte dos consumidores como pelos jornalistas.[36]

A 1 de Junho de 2015 foi mostrada a capa oficial, juntamente com um novo video intitulado "Aim Greater".[37] Neste vê-se Lara a fazer uma escalada perigosa numa contra os elementos numa montanha para chegar a uma caverna, por forma a descobrir "os segredos do mundo".[38]

A 15 de Junho de 2015, na pré-conferencia de imprensa da Microsoft na E3, foi exibida uma demonstração de Rise of the Tomb Raider, confirmando igualmente que a data de lançamento do jogo para Xbox One e Xbox 360 será a 10 de Novembro de 2015.[39] Foi mostrado um outro video promocional durante a conferencia da Square Enix.[40] Durante o mesmo evento, numa entrevista dada ao The Know, o director do jogo referiu que Rise of the Tomb Raider é uma co-produção entre a Crystal Dynamics e a Eidos Montreal, produtora dos jogos da série Deus Ex e que já tinha trabalhado na secção do multijogador de Tomb Raider.[1]

A 23 de Julho de 2015, a Square Enix anunciou Rise of the Tomb Raider para Microsoft Windows e PlayStation 4, com lançamentos para o inicio e final de 2016, respectivamente.[13]

A 9 de Outubro de 2015 a Crystal Dynamics anunciou que Rise of the Tomb Raider entrou em fase Gold, significando que a produção de conteúdo que vai estar nos discos está terminada.[41]

Música[editar | editar código-fonte]

A música de Rise of the Tomb Raider foi composta por Bobby Tahouri (Game of Thrones, Iron Man e Despicable Me 2). "Lara é alguém que encarna um espírito indomável, e criar a música para acompanhar as suas aventuras tem sido uma experiência fantástica", refere Tahouri.[9]

Em adição, a Crystal Dynamics disse que em Rise of the Tomb Raider sempre que seja necessário a Lara ter uma abordagem mais furtiva, a "música é gerada de modo processual". A mecânica é possível através de um "sistema middleware", licenciado pela Intelligent Music Systems, que "analisa as composições de Tahouri e de uma forma dinâmica compõe novas músicas, fazendo com que cada vez que se joga seja única", explicou a produtora.[9]

Lançamento[editar | editar código-fonte]

Conteúdo da Edição de Coleccionador.

Rise of the Tomb Raider foi lançado mundialmente pela Microsoft Studios a 13 de Novembro de 2015 para Xbox 360 e Xbox One[5][11] e pela Square Enix a 28 de Janeiro de 2016 para Microsoft Windows[12] e no final do mesmo ano para PlayStation 4.[13] A 26 de Agosto de 2015 a Square Enix anunciou a Edição de Coleccionador para Rise of the Tomb Raider; vendida apenas nas lojas online, a edição exclusiva para Xbox One inclui uma estátua de 30cm de Lara Croft, uma caixa metálica e as réplicas do seu diário e do colar de jade, notável por ter sido a sua primeira descoberta arqueológica.[42][43] Foi revelado um pacote que inclui uma consola Xbox One de 1TB, um comando, as cópias digitais de Rise of the Tomb Raider e Tomb Raider Definitive Edition e o conjunto Tactical Survival Kit com um novo fato para Lara entre outros itens.[44]

A Microsoft e a Crystal Dynamics revelaram uma série de posteres de edição limitada para Rise of the Tomb Raider, criados pelos artistas Geof Darrow (Hard Boiled, The Big Guy and Rusty the Boy Robot) Frank Kozik, La Boca e Tara McPherson. Durante o San Diego Comic-Con 2015, na secção Xbox Lounge, estiveram disponíveis cópias autografadas do primeiro poster desenhado por Darrow.[45]

Conteúdo adicional[editar | editar código-fonte]

Rise of the Tomb Raider tem um Passe de Temporada (Season Pass) que amplia a história e permite competir com amigos. O Passe dá acesso a três grandes lançamentos que "vão constituir um desafio à sobrevivência e às condições extremas do Endurance Mode (Modo Resistência), explorar um novo túmulo que alberga um terror antigo em Baba Yaga: The Temple of the Witch e combater vagas de predadores infectados em Cold Darkness Awakened." O Passe inclui ainda fatos, armas e Expedition Cards (Cartas da Expedição), distribuídos durante quatro meses após o lançamento que permitem "personalizar, expandir e desafiar os teus amigos a embarcar em novas aventuras."[24][46][47]

Recepção[editar | editar código-fonte]

 
Resenha crítica
Publicação Nota
Destructoid 7.5/10[48]
Game Informer 9.5/10[49]
GameSpot 9/10[50]
GamesRadar+ 4.5 de 5 estrelas.[51]
Game Revolution 5 de 5 estrelas.[52]
Gaming Age A-[53]
Gaming Bolt 9/10[54]
Hardcore Gamer 4.5/5[55]
IGN 9.3/10[56]
Kotaku (favorável)[57]
Official Xbox Magazine 4 de 5 estrelas.[58]
PC Gamer 83/100[59]
Polygon 8.5/10[22]
The Guardian 3 de 5 estrelas.[60]
Wired 9/10[61]
SuperGamePlay 9/10[62]
Pontuação global
Publicação Nota média
GameRankings (PC) 85.50%[63]
(XONE) 86.81%[64]
Metacritic (PC) 87/100[65]
(XONE) 86/100[66]
OpenCritic 86/100[67]

Análises profissionais[editar | editar código-fonte]

Rise of the Tomb Raider foi bem recebido pela critica da especialidade. Os sites de pontuações agregadas GameRankings, Metacritic e OpenCritic dão à versão para Xbox One 86.81%, 86/100 e 86/100, respectivamente.[64][66][67] Foram elogiados vários aspectos como os gráficos e a história e algumas das melhorias feitas em relação ao seu antecessor, mas que no entanto é muito similar com este não representando por isso um enorme salto evolucionário.[51][57][58][59][68]

Bruno Galvão do Eurogamer.pt diz que "Rise of the Tomb Raider é um jogo que se coloca muito próximo do anterior, segue os mesmos moldes e as mesmas mecânicas" referindo que faltou ambição à produtora Crystal Dynamics para sair da "zona de conforto" e que "depois do energético reboot, era pedido muito mais além de uma checklist de clichés em jogos de acção na terceira pessoa." Achou também a história confusa em que "mostra um estúdio que parecia ter medo de apostar nas suas ideias e preferiu seguir um livro de regras." No entanto, Galvão elogiou os visuais, as novas formas de interacção com o ambiente e o trabalho artesanal para a criação de ferramentas e recursos.[68]

Vendas[editar | editar código-fonte]

Rise of the Tomb Raider estreou-se em #4 nas tabelas de vendas do Reino Unido, atrás de Fallout 4, Call of Duty: Black Ops III e FIFA 16, com a versão para Xbox One a representar cerca de 85% do share sobre os 15% da Xbox 360.[69] Durante a primeira semana de vendas o jogo vendeu cerca de 330,000 unidades a nível mundial, ficando além dos números previstos. No entanto, Brian Horton, director do jogo, referiu que a “Microsoft e a Square estão muito contentes com Rise e com a equipa de produção”.[70] Digitalmente, Rise of the Tomb Raider foi o jogo mais vendido da Xbox One na semana do Natal.[71] No final de 2015, já tinham sido vendidas mais de 10 milhões de cópias mundialmente.[72]

Prêmios[editar | editar código-fonte]

Rise of the Tomb Raider foi nomeado nas categorias de “Melhor Representação" (para Camilla Luddington) e "Melhor Jogo de Acção/Aventura" para os The Game Awards 2015.[73] Recebeu os prémios de “Jogo do Ano para Xbox One” e “Melhor Jogo de Acção/Aventura” atribuídos pelo IGN.[74]

Sequência[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Shadow of the Tomb Raider

Na Gamescom 2015, Phil Rogers, diretor executivo da Square Enix, revelou acidentalmente que o arco de história que começou em 2013 com Tomb Raider continua com Rise of the Tomb Raider e será transportado para um terceiro jogo, como parte de uma trilogia.

Em março de 2018 a Square Enix revelou oficialmente que o nome do jogo vai ser chamado Shadow of the Tomb Raider e que será lançando a 14 de setembro de 2018 para Microsoft Windows, PlayStation 4 e Xbox One.[86]

Notas

  1. Trabalho adicional por Eidos Montréal.[1][2] A Nixxes Software produziu a versão para Xbox 360.[3][4]
  2. A Microsoft Studios publicou as versões Xbox 360 e Xbox One.[5]

Referências

  1. a b «Eidos Montreal co-developing Rise of the Tomb Raider with Crystal Dynamics». GameCenter. 23 de junho de 2015. Consultado em 6 de agosto de 2015. 
  2. Rashid Sayed (21 de junho de 2015). «"Rise of the Tomb Raider On Xbox One Won't Be Held Back By Xbox 360, Comments On Timed Exclusivity"». GamingBolt. Consultado em 6 de agosto de 2015. 
  3. a b c Stephany Nunneley (3 de fevereiro de 2015). «Rise of the Tomb Raider: more puzzles, weapon variety, environmental dangers». VG247. Consultado em 4 de fevereiro de 2015. 
  4. «"We're working on Rise of the Tomb Raider for Xbox 360"». Nixxes.com. Consultado em 10 de novembro de 2015. 
  5. a b Tach, Dave (9 de dezembro de 2014). «"Microsoft will publish Rise of the Tomb Raider (update)"». Polygon. Consultado em 14 de julho de 2015. 
  6. Ben Hanson (11 de fevereiro de 2015). «Exploring The New Setting Of Rise Of The Tomb Raider». Game Informer. Consultado em 12 de fevereiro de 2015. 
  7. a b Pratchett, Rhianna (9 de junho de 2014). «Tweet». twitter.com 
  8. a b Ben Reeves (13 de fevereiro de 2015). «Tomb Raider's Writer Discusses The Evolution Of Lara Croft». Game Informer. Consultado em 16 de fevereiro de 2015. 
  9. a b c Eddie Makuch (9 de outubro de 2015). «"Rise of the Tomb Raider's Music Written by Game of Thrones Composer"». GameSpot. Consultado em 9 de outubro de 2015. 
  10. KHURRAM IMTIAZ (24 de janeiro de 2014). «Tomb Raider Sequel Will Utilize The Same Engine As Definitive Edition But With "Significant Enhancements"». GearNuke. Consultado em 5 de fevereiro de 2015. 
  11. a b Chris Pereira (15 de junho de 2015). «"Rise of the Tomb Raider Release Date Announced at E3 2015"». GameSpot. Consultado em 12 de agosto de 2015. 
  12. a b Eddie Makuch (5 de janeiro de 2015). «"Rise of the Tomb Raider PC Release Date Announced, Features 4K Support"». GameSpot. Consultado em 5 de janeiro de 2016. 
  13. a b c «RISE OF THE TOMB RAIDER GETS PS4 AND PC RELEASE DATES». IGN. 23 de julho de 2015. Consultado em 4 de agosto de 2015. 
  14. Luís Alves (5 de setembro de 2015). «"Rise of the Tomb Raider não terá componente multijogador"». Eurogamer. Consultado em 7 de setembro de 2015. 
  15. a b Cocomello, Marco (30 de setembro de 2015). «"Crystal Dynamics' Lead Designer, Mike Brinker Chats About Rise of the Tomb Raider"». PixelVulture. Consultado em 30 de setembro de 2015. 
  16. a b c «Rise Of The Tomb Raider». Game Informer. 22 de abril de 2015. Consultado em 30 de maio de 2015. 
  17. a b Jeffrey Matulef (3 de fevereiro de 2015). «Rise of the Tomb Raider details emerge». Eurogamer. Consultado em 4 de fevereiro de 2015. 
  18. a b Brian Albert (3 de fevereiro de 2015). «CRYSTAL DYNAMICS SHARES NEW RISE OF THE TOMB RAIDER DETAILS». IGN. Consultado em 4 de fevereiro de 2015. 
  19. Alves, Luís (5 de fevereiro de 2015). «Conheçam alguns detalhes da jogabilidade de Rise of Tomb Raider». Eurogamer. Consultado em 5 de fevereiro de 2015. 
  20. Regan, Tom (12 de fevereiro de 2015). «NEW RISE OF THE TOMB RAIDER GAMEPLAY DETAILS EMERGE». IGN. Consultado em 12 de fevereiro de 2015. 
  21. Erick Tay (4 de agosto de 2015). «Tomb Raider Tombs Unveiled Trailer - Gamescom 2015». GameSpot. Consultado em 5 de agosto de 2015. 
  22. a b Philip Kollar (9 de novembro de 2015). «"Rise of the Tomb Raider Review"». Polygon. Consultado em 9 de novembro de 2015. 
  23. Eddie Makuch (7 de outubro de 2015). «"Rise of the Tomb Raider Has Microtransactions, DLC Details and Extra Modes Announced"». GameSpot. Consultado em 9 de outubro de 2015. 
  24. a b Xbox Wire Staff (7 de outubro de 2015). «"Rise of the Tomb Raider Season Pass and Game Mode details revealed"». Xbox.com. Consultado em 9 de outubro de 2015. 
  25. a b Luddington, Camilla (9 de junho de 2014). «Tweet». I am excited to FINALLY confirm that I have already started work on @SquareEnix's #RiseOfTheTombRaider !! &yes I mocap'd&voiced that trailer. Twitter.com 
  26. a b Alexa Ray Corriea (4 de agosto de 2015). «"Rise of the Tomb Raider's Myths Explained"». GameSpot. Consultado em 12 de agosto de 2015. 
  27. Ben Reeves (9 de fevereiro de 2015). «Raiders Of The Lost City – Lara's Search For Immortality». Game Informer. Consultado em 10 de fevereiro de 2015. 
  28. Hilliard, Kyle (2 de março de 2015). «Six Things You May Have Missed In The 2013 Tomb Raider Reboot». Game Informer. Consultado em 11 de março de 2015. 
  29. Phil Rogers (1 de agosto de 2013). «A note from Phil Rogers, CEO». Blog.Square Enix. Consultado em 4 de fevereiro de 2015. 
  30. Mitch Dyer (9 de junho de 2014). «E3 2014: RISE OF THE TOMB RAIDER REVEALED». IGN. Consultado em 4 de fevereiro de 2015. 
  31. Kyle Hilliard (18 de fevereiro de 2015). «Eight Films That Helped Influence Rise Of The Tomb Raider». Game Informer. Consultado em 19 de fevereiro de 2015. 
  32. «"Rise of the Tomb Raider's True-to-Life World"». GameSpot. 14 de outubro de 2015. Consultado em 14 de outubro de 2015. 
  33. Wesley Yin-Poole (18 de agosto de 2014). «"Xbox boss Phil Spencer makes case for Tomb Raider exclusivity deal"». Eurogamer. Consultado em 6 de agosto de 2015. 
  34. Chris Pereira (13 de agosto de 2015). «Microsoft Admits Xbox's Rise of the Tomb Raider Exclusive Won't Last Forever». GameSpot. Consultado em 4 de fevereiro de 2015. 
  35. Jorge Loureiro (24 de fevereiro de 2015). «Crystal Dynamics fala sobre a exclusividade de Rise of the Tomb Raider na Xbox». Eurogamer. Consultado em 24 de fevereiro de 2015. 
  36. Schreier, Jason (12 de agosto de 2014). «People are pissed that Tomb Raider is an Xbox exclusive». Kotaku. Consultado em 12 de agosto de 2014. 
  37. «New Rise of the Tomb Raider trailer and Box Art Revealed». MajorNelson.com. 1 de junho de 2015. Consultado em 1 de junho de 2015. 
  38. Tamoor Hussain (1 de junho de 2015). «Rise of The Tomb Raider Trailer Overcomes the Elements». GameSpot. Consultado em 1 de junho de 2015. 
  39. Saed, Sherif (15 de junho de 2015). «Rise of the Tomb Raider release date announced, gameplay footage shown». VG 247. Consultado em 15 de junho de 2015. 
  40. «Rise of the Tomb Raider - Behind the Scenes». IGN. 16 de junho de 2015. Consultado em 16 de junho de 2015. 
  41. «"Rise of the Tomb Raider has Gone Gold"». Tumblr. Tomb Raider Blog. 9 de outubro de 2015. Consultado em 13 de outubro de 2015. 
  42. Tomb Raider Blog (26 de agosto de 2015). «"Rise of the Tomb Raider Collector's Edition Unearthed"». Tumblr. Consultado em 26 de agosto de 2015. 
  43. Eddie Makuch (26 de agosto de 2015). «"Rise of the Tomb Raider Collector's Edition Comes With 12" Lara Croft Statue and More"». GameSpot. Consultado em 26 de agosto de 2015. 
  44. Eddie Makuch (28 de setembro de 2015). «"Rise of the Tomb Raider 1 TB Xbox One Bundle Announced"». GameSpot. Consultado em 28 de setembro de 2015. 
  45. Eddie Makuch (12 de julho de 2015). «"Lara Croft Fights a Bear and a Pack of Wolves on a Cliff in Epic New Poster"». GameSpot. Consultado em 14 de julho de 2015. 
  46. «"Season Pass de Rise of the Tomb Raider"». Microsoft. Xbox.com. Consultado em 7 de outubro de 2015. 
  47. Tamoor Hussain (7 de outubro de 2015). «"Rise of The Tomb Raider Season Pass Includes Endurance Mode, Two Extra Tombs to Explore"». GameSpot. Consultado em 7 de outubro de 2015. 
  48. Steven Hansen (9 de novembro de 2015). «"Review: Rise of the Tomb Raider"». Destructoid. Consultado em 9 de novembro de 2015. 
  49. Kimberley Wallace (9 de novembro de 2015). «"Rise of the Tomb Raider: Leaping To Greater Heights"». Game Informer. Consultado em 9 de novembro de 2015. 
  50. Mike Mahardy (9 de novembro de 2015). «"Rise of the Tomb Raider Review: Adventure found me."». GameSpot. Consultado em 9 de novembro de 2015. 
  51. a b Justin Towell (9 de novembro de 2015). «"Rise of the Tomb Raider Review"». GamesRadar+. Consultado em 9 de novembro de 2015. 
  52. Peter Paras (9 de novembro de 2015). «"Rise of the Tomb Raider Review"». Game Revolution. Consultado em 9 de novembro de 2015. 
  53. Dustin Chadwell (9 de novembro de 2015). «"Rise of the Tomb Raider review for Xbox One"». Gaming Age. Consultado em 9 de novembro de 2015. 
  54. Ravi Sinha (9 de novembro de 2015). «"Rise of the Tomb Raider Review – Rise Up"». Gaming Bolt. Consultado em 9 de novembro de 2015. 
  55. Adam Beck (9 de novembro de 2015). «"Review: Rise of the Tomb Raider"». Hardcore Gamer. Consultado em 9 de novembro de 2015. 
  56. Lucy O'Brien (9 de novembro de 2015). «"Rise of the Tomb Raider Review"». IGN. Consultado em 9 de novembro de 2015. 
  57. a b Evan Narcisse (9 de novembro de 2015). «"Rise of the Tomb Raider: The Kotaku Review"». Kotaku. Consultado em 9 de novembro de 2015. 
  58. a b Matthew Castle (9 de novembro de 2015). «"Rise of the Tomb Raider Review (OXM)"». Official Xbox Magazine. GamesRadar+. Consultado em 9 de novembro de 2015. 
  59. a b Phil Savage (27 de janeiro de 2016). «"Rise Of The Tomb Raider review – raiders of the lost tomb"». PC Gamer. Consultado em 28 de janeiro de 2016. 
  60. Simon Parkin (11 de novembro de 2015). «"Rise of the Tomb Raider review – all action but too few risks"». The Guardian. Consultado em 16 de novembro de 2015. 
  61. Michael Rundle (9 de novembro de 2015). «"Rise of the Tomb Raider review: birth of a bad-ass"». Wired. Consultado em 9 de novembro de 2015. 
  62. Leandro Lamounier (29 de dezembro de 2015). «"Review – Rise of the Tomb Raider – A ascensão de Lara Croft"». SuperGamePlay. Consultado em 29 de dezembro de 2015. 
  63. «"Rise of the Tomb Raider for PC"». GameRankings. Consultado em 28 de janeiro de 2016. 
  64. a b «"Rise of the Tomb Raider for Xbox One"». GameRankings. Consultado em 28 de janeiro de 2016. 
  65. «"Rise of the Tomb Raider for PC Reviews"». Metacritic. Consultado em 28 de janeiro de 2016. 
  66. a b «"Rise of the Tomb Raider for Xbox One Reviews"». Metacritic. Consultado em 28 de janeiro de 2016. 
  67. a b «"Rise of the Tomb Raider Reviews"». OpenCritic. Consultado em 9 de novembro de 2015. 
  68. a b Bruno Galvão (9 de novembro de 2015). «"Rise of the Tomb Raider - Análise"». Eurogamer.pt. Consultado em 10 de novembro de 2015. 
  69. «"'Fallout 4' delivers the best ever launch week for the series while becoming the third biggest launch of 2015 so far."». GFK Chart-Track. 15 de novembro de 2015. Consultado em 16 de novembro de 2015. 
  70. Vincent Lanaria (3 de dezembro de 2015). «"'Rise Of The Tomb Raider' Sales Tank But Dev Team Is 'Very Happy'"». Tech Times. Consultado em 7 de dezembro de 2015. 
  71. Seeto, Damian. «Rise of the Tomb Raider Was The Top Selling Digital Xbox One Game This Christmas». Attack of the Fanboy. Consultado em 26 de dezembro de 2015. 
  72. Scammell, David (4 de janeiro de 2016). «Rise of the Tomb Raider, Halo 5, Forza 6 & Gears of War: UE have all sold over 1 million units». VideoGamer.com. Consultado em 4 de janeiro de 2016. 
  73. «"Nominees"». The Game Awards. Consultado em 7 de dezembro de 2015. 
  74. Erro de citação: Código <ref> inválido; não foi fornecido texto para as refs de nome ignbest
  75. Reynolds, Matthew (1 de setembro de 2015). «Golden Joystick Awards 2015 voting now open to the public». Digital Spy. Consultado em 5 de fevereiro de 2016. 
  76. «Nominees|The Game Awards 2015». The Game Awards. Ola Balola. 12 de novembro de 2015. Consultado em 13 de novembro de 2015. 
  77. «Telegraph Video Game Awards 2015». The Daily Telegraph. London: Telegraph Media Group. 16 de dezembro de 2015. Consultado em 4 de fevereiro de 2016. 
  78. «The Best Games of 2015 - Game of the Year 2015». GameSpot. Consultado em 4 de fevereiro de 2016. 
  79. «Game of the year 2015». GamesRadar. Future plc. 31 de dezembro de 2015. Consultado em 5 de fevereiro de 2016. 
  80. «EGM's Best of 2015: Part Four: #10 ~ #06». Electronic Gaming Monthly. EGM Media. 30 de dezembro de 2015. Consultado em 5 de fevereiro de 2016. 
  81. «Best of 2015 Awards». Game Revolution. Net Revolution. 1 de janeiro de 2016. Consultado em 5 de fevereiro de 2016. 
  82. «IGN's Best of 2015». IGN. Consultado em 13 de janeiro de 2016. 
  83. «2016 Writers Guild Awards Winners Announced». Writers Guild of America, West. 12 de fevereiro de 2016 
  84. Chris Pereira (18 de fevereiro de 2016). «The 2016 DICE Award Winners [UPDATED]». GameSpot. Consultado em 19 de fevereiro de 2016. 
  85. «SXSW Gaming Awards Info». South by Southwest. Consultado em 14 de fevereiro de 2016. 
  86. Chaim Gartenberg (15 de março de 2018). «Lara Croft returns in Shadow of the Tomb Raider on September 14th». The Verge. Consultado em 17 de março de 2018. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]