Sport Club Americano (Porto Alegre)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Americano
Sport Club Americano.gif
Nome Sport Club Americano (Porto Alegre)
Fundação 4 de julho de 1912
Estádio Campo da Rua Larga
Competição Extinto
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
editar

O Sport Club Americano foi um clube brasileiro de futebol, da cidade de Porto Alegre, no Estado do Rio Grande do Sul. Suas cores eram branco e grená.

O melhor momento do clube foi no ano de 1928, quando conquistou o Campeonato Citadino e o Campeonato Estadual.

História[editar | editar código-fonte]

O Americano foi fundado no dia 4 de julho de 1912, sob a denominação Sport Club Hispano-Americano. Foram seus fundadores: Jacinto Losano, João Ray, Bernardo Serrano, Erwin Siegmann, João Siegmann, Paulo Manchon, Manoel Manchon, André Ibañez, Reynaldo Preuss, Honório Ouriques e Napoleão Salatino.

Em 1913, o nome do clube é alterado para Sport Club Americano. No ano seguinte, ingressou na Liga de Foot-Ball Porto Alegrense, a qual abandonaria em julho de 1914, para criar a Associação de Foot-Ball Porto Alegrense, juntamente com Frisch Auf, Grêmio e Fussball Porto Alegre.

Com a unificação do futebol de Porto Alegre, em 1916, fundou-se a Federação Sportiva Riograndense, e o Americano foi integrado à 2ª Divisão da capital gaúcha. Participou da fundação da Federação Porto Alegrense de Foot-Ball, em 1918.

Em 1924, o Americano filiou-se à Associação Porto Alegrense de Desportos (APAD), pela qual conquistaria os campeonatos de 1924 e 1928. Neste ano, o clube sagrou-se campeão estadual, ao vencer o Bagé por 3 a 0, no dia 24 de outubro.

No ano de 1925, o Americano adquiriu posse do terreno onde foi construído o seu campo, situado na Rua Larga, próximo ao bairro da Azenha. A inauguração oficial ocorreu no dia 25 de abril de 1926, derrota para o Internacional por 3 a 0.

No início de 1929, o Americano desliga-se da APAD e, juntamente com Grêmio , Internacional e outros clubes de Porto Alegre, cria a Associação Metropolitana Gaúcha de Esportes Atléticos (AMGEA). Neste mesmo ano, o clube é novamente campeão citadino. Porém, ficou de fora do Campeonato Gaúcho, pois a Federação Riograndense de Desportos indicou o campeão da APAD – o Cruzeiro – para a disputa da competição estadual.

No final de 1934, uniu-se à Federação dos Estudantes Universitários de Porto Alegre, passando a se chamar Americano-Universitário. Em 1935, conquistou o Torneio Início de Porto Alegre. Em 1937, vários clubes rompem com a AMGEA, criando a "AMGEA Especializada", numa tentativa de profissionalizar o futebol gaúcho. O Americano, porém, mantém-se fiel à AMGEA (agora conhecida como "AMGEA Cebedense"), sendo vice-campeão do campeonato organizado pela entidade, em 1937. Aderiu à "AMGEA Especializada" no ano seguinte.

No início da década de 1940, o Americano passou por severas crises financeiras. O clube tentou uma fusão com o Foot-Ball Club Porto Alegre. Porém, a fusão não progrediu e o Americano decretou a falência, sendo extinto em 1941.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Estaduais[editar | editar código-fonte]

Ídolos[editar | editar código-fonte]

 

Presidentes[editar | editar código-fonte]

  • Manoel Motta
  • José Caldas
  • Francisco Xavier da Costa
  • Pedro Cortez Campomar
  • Carlos Streb
  • Adauto Pereira
  • Delmar Araújo Ribeiro
  • Ruben Medeiros

Ver também[editar | editar código-fonte]

Bandeira de BrasilSoccer icon Este artigo sobre clubes brasileiros de futebol é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.