Tete (cidade)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Tete (distrito))
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Tete
  Cidade, município e distrito  
Panorama de Tete, com Ponte Samora Machel ao centro, em 2009.
Panorama de Tete, com Ponte Samora Machel ao centro, em 2009.
Tete está localizado em: Moçambique
Tete
Localização de Chimoio em Moçambique
Coordenadas 16° 9' 28.5" S 33° 25' 23.3" O
País  Moçambique
Província Tete
Distrito Tete
Fundação 1530

Tete é a maior cidade e capital da província moçambicana homónima, e administrativamente é um município com um governo local eleito; e é também, desde Dezembro de 2013, um distrito, uma unidade local do governo central, dirigido por um administrador.[1] De acordo com o censo de 2007, o município tem 155.870 habitantes, numa área de 314 km².[2]

Era um centro comercial suaíle quando foi ocupado por Portugal em 1530. Foi elevada à categoria de vila e sede de concelho em 1763 e a cidade em 21 de Março de 1959.

Encontra-se à beira do rio Zambeze, no local onde existem as duas primeiras pontes sobre aquele rio em território moçambicano: a Ponte Samora Machel, cujo tabuleiro se estende por um quilómetro, construída no período colonial e projectada pelo engenheiro Edgar Cardoso; e a segunda ponte, a Ponte Kassuende que fica situada cinco quilómetros a jusante, e que foi inaugurada em Novembro de 2014.

Etimologia[editar | editar código-fonte]

O nome Tete, na língua local Nyungwe "Mitete", significa caniço.

Infraestrutura[editar | editar código-fonte]

Transportes[editar | editar código-fonte]

As principais ligações de Tete com o território nacional são rodoviárias, tendo como principais vias a Estrada N7, que a liga à N6 em Vanduzi (sul) e a Moatize e Zobué (nordeste), e; a Estrada N9, que a liga à fronteira de Cassacatize com a Zâmbia (noroeste).[3]

Outras facilidades logísticas fundamentais para Tete são ferroviárias, ligando com o litoral do Índico: o Caminho de Ferro de Sena, com estação na vizinha Moatize, que permite ligação de passageiros e mercadorias com o porto da Beira; e o Corredor de Nacala que leva o carvão de Moatize até ao porto carbonífero de Nacala.

A cidade também é servida por um aeródromo, o Aeroporto de Chingozi.

Educação[editar | editar código-fonte]

A cidade sedia a Faculdade de Ciências de Saúde da Universidade Zambeze e uma das delegações da Universidade Pedagógica.[4]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Lei nº 26/2013, publicada no Boletim da República nº 101, I Série, de 18 de Dezembro de 2013, pág. 1059-1061 (3)
  2. http://www.ine.gov.mz/censo07 Quadros do 3° Censo Geral da População e Habitação 2007
  3. «Mapa Rodoviário da República de Moçambique - Rede de Estradas Classificadas» (PDF). ANE. Novembro de 2016. Consultado em 4 de maio de 2019 
  4. UP-Tete. Universidade Pedagógica. 23 de junho de 2015.
Ícone de esboço Este artigo sobre Moçambique é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.