Araquari

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Araquari
"Capital Catarinense do Maracujá"
Vista panorâmica do centro de Araquari

Vista panorâmica do centro de Araquari
Bandeira de Araquari
Brasão de Araquari
Bandeira Brasão
Hino
Fundação 5 de abril de 1876 (138 anos)
Gentílico araquariense
Prefeito(a) João Pedro Woitexem (PMDB)
(2013–2016)
Localização
Localização de Araquari
Localização de Araquari em Santa Catarina
Araquari está localizado em: Brasil
Araquari
Localização de Araquari no Brasil
26° 22' 12" S 48° 43' 19" O26° 22' 12" S 48° 43' 19" O
Unidade federativa  Santa Catarina
Mesorregião Norte Catarinense IBGE/2008[1]
Microrregião Joinville IBGE/2008[1]
Municípios limítrofes Balneário Barra do Sul, Barra Velha, Guaramirim, Joinville, Massaranduba, São Francisco do Sul, São João do Itaperiú
Distância até a capital 182 km
Características geográficas
Área 383,993 km² [2]
População 31,030 hab. Censo IBGE/2014
Densidade 64,61
Altitude 9 m
Clima Mesotérmico úmido, com verão quente Cfa
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,767 alto PNUD/2000[3]
PIB R$ 297 255,561 mil IBGE/2008[4]
PIB per capita R$ 13 230,76 IBGE/2008[4]
Página oficial
Prefeitura www.araquari.sc.gov.br

Araquari é um município brasileiro do estado de Santa Catarina. Localiza-se a uma latitude 26º22'12" sul e a uma longitude 48º43'20" oeste, estando a uma altitude de 9 metros. Sua população em 2010 era em 24.810 habitantes.

História[editar | editar código-fonte]

Como muitas cidades litorâneas do Estado de Santa Catarina, Araquari tem seu mito fundador vinculado ao processo de ocupação européia na América, já na primeira fase das grandes navegações. Por conseguinte, segundo informações obtidas nos documentos disponibilizados pela secretaria de cultura do município, sobre o surgimento do município, convencionou-se que a fundação europeia de Araquari situa-se 40 anos depois do descobrimento do Brasil.

O arraial do Parati, como era chamada a localidade, pertencia a então vila de Nossa Senhora das Graças do Rio São Francisco e foi elevada à categoria de freguesia (ou distrito) pela Lei Provindical Número 375, de 8 de junho de 1854. O território compreendido entre os rios Cubatão e Itapocú no município de São Francisco foi desmembrado da Paróquia de Nossa Senhora da Graça, para formar a Freguesia Senhor Bom Jesus do Parati. A Matriz da freguesia foi construída em terras doadas por Manoel Pereira Lima e sua mulher.

A emancipação política aconteceu no dia 5 de abril de 1876 e o primeiro prefeito, Francisco José Dias de Almeida foi empossado somente em 1887.

Em 1923, após muitos anos de vida autônoma, Paraty perdeu a condição de município e voltou a fazer parte de São Francisco do Sul. Durante este período Parati era administrada por um Conselho Municipal (espécie de Câmara de Vereadores), composto por cinco membros: Crispim Henrique Ferreira (presidente), Jovenal Pereira Walter, Hercílio Rosa, Onofre José Bernardes e Emílio Manoel Junior. Somente em 1925, o distrito voltou à categoria de Cidade.

De acordo com o Decreto Lei Nº. 941, de 31 de dezembro de 1943, passou a se chamar Araquari (“rio de refúgio dos pássaros”, em tupi-guarani), o nome foi dado em função do canal que serve de divisa entre os municípios de Araquari e São Francisco do Sul, em cujos banhados habitavam várias espécies de aves aquáticas, como biguás, garças, socós, gaivotas, e outros tipicamente terrestres como a araquã.

Em mapas antigos, o nome é grafado como Lecori, Ancori, Lencori, Aracoary e Araquari; a grafia exata provavelmente provém de “ará” – papagaio grande; “quara” ou “cuara”- buraco, garganta, refúgio e “y” – água.

No livro n° 1 de doação de sesmarias (1753-1806) do governo da capitania de Santa Catarina, encontramos a doação de "150 braças de terras a Manoel de Oliveira Cercal, no dia 30 de abril de 1806, no rio do Parati". Portanto, presume-se ser o primeiro morador da região de Araquari a se estabelecer com propriedade, do qual se tem registro documental. Outros moradores requereram terras nos anos seguintes na região, considerando os nomes antigos dados à comunidade.

Confirmando a denominação de Paranaguá-Mirim, no início do século XIX, tem-se no ano de 1807: “No dia 23 de julho, a doação de terras, no total de 150 braças, de frente a José Antonio de Miranda no rio Paranaguá, no termo da vila de São Francisco.

Em 23 de junho de 1808 ocorre nova doação de terras junto ao rio Parati, desta feita, 200 braças de terras de frente, doadas a Sebastião Budal. Em 6 de outubro de 1813 ocorreu a doação de uma grande área de terra de frente para o rio Cubatão, totalizando 1.500 braças, que foi dada a Salvador Dias do Rosário. Estes dados indicam que as atuais terras do município de Araquari já estavam sendo ocupadas de forma sistemática no início do século XIX.”

População[editar | editar código-fonte]

A população do município registrada em 1866 era de 2.536 pessoas. Em 1970, eram 9.374 moradores; em 1996 eram 13.807 habitantes e, em 1998, a projeção do IBGE indicava como população rural 2.840 homens e 2.640 mulheres, totalizando 5.530 habitantes, correspondendo a 29% da população do município.

No mesmo censo, a população urbana apresentava 7.118 homens e 6.858 mulheres, totalizando 13.946 habitantes, representando 71% da população total de 19.504 habitantes.

No ano de 2000, a população do município era de 23.547, sendo 12.070 homens e 11.477 mulheres. Atualmente são 21.111 habitantes segundo a prefeitura do município, e esta população cresce muito pouco no verão, atingindo na alta temporada aproximadamente 22.500 pessoas.” Tais dados demonstram que a cidade não pode ser considerada como destino turístico de verão, no litoral norte catarinense.

Principais atividades econômicas[editar | editar código-fonte]

A principal atividade econômica de Araquari alicerçada na agricultura, com destaque para as culturas do arroz, da banana e, é claro, do maracujá - a que mais se destaca e caracteriza a cidade como a Capital Catarinense do Maracujá.

BMW construirá fábrica de automóveis[editar | editar código-fonte]

A Bayerische Motoren Werke AG (BMW), fabricante alemã de automóveis de luxo e motocicletas, construirá uma fábrica de automóveis na cidade de Araquari, no km 66 da Rodovia BR-101.[5] A montadora alemã receberá financiamento de R$ 200 milhões da Agência de Fomento do Estado de Santa Catarina (Badesc), para se instalar no estado da Região Sul que ainda não tinha uma montadora. O crédito do Estado será para compra do terreno e construção da infraestrutura básica em Santa Catarina, e devolverá o valor em forma de impostos no prazo máximo de oito anos. A construção da fábrica começará em abril de 2013, e a expectativa é que a unidade entre em funcionamento no final de 2014. A BMW deverá investir mais de 200 milhões de euros para construir a fábrica. Quando estiver em funcionamento, a montadora deverá gerar cerca de 1.500 empregos. Para o grupo BMW o mercado no Brasil tem grande potencial.[6] A produção poderá chegar a 30 mil veículos por ano, dependendo da demanda do mercado. O primeiro modelo a ser produzido será o sedan da Série 3. A BMW fabrica automóveis e motocicletas em 29 cidades distribuídas em 14 países.[7]

Características geográficas[editar | editar código-fonte]

Possui uma área de 402,62 km². No que diz respeito aos atrativos naturais, o município possui inúmeros rios e braços de rios facilmente navegáveis, os manguezais com sua exuberante flora e fauna, o salto d`água do Guamiranga a, aproximadamente, 50Km da sede do município, na divisa com São João do Itaperiú. Administrativamente Araquari já passou por varias mudanças, tendo seu território alterado por várias vezes.

Educação[editar | editar código-fonte]

O município apresenta, segundo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE, um quadro de escolaridade representado por 4.428 matrículas nos diferentes níveis; (educação infantil - pré-escolar - 183; 1ª a 4ª séries - 2.570; 5ª a 8ª séries - 1.048; ensino médio - 293; supletivo - 335), que corresponde a 23% da população do município nos bancos escolares.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Visitado em 11 de outubro de 2008.
  2. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Visitado em 5 dez. 2010.
  3. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil Atlas do Desenvolvimento Humano Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2000). Visitado em 11 de outubro de 2008.
  4. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Visitado em 11 dez. 2010.
  5. http://g1.globo.com/carros/noticia/2012/10/bmw-vai-contruir-fabrica-no-brasil-diz-vice-presidente-da-empresa.html
  6. http://www.istoe.com.br/noticias/247976_CHEGADA+DA+BMW+NO+PAIS+ACIRRA+DISPUTA+PELO+LUXO/1
  7. http://www.dw.de/bmw-receber%C3%A1-financiamento-de-r-200-milh%C3%B5es-para-se-instalar-em-sc/a-16328909

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Santa Catarina é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Araquari