Eleanor Rigby

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
"Eleanor Rigby"
Single de The Beatles
Lado A "Yellow Submarine"
Lançamento Reino Unido 5 de agosto de 1966
Estados Unidos 8 de agosto de 1966
Formato(s) 7"
Gravação Abbey Road Studios, Londres, 28 - 29 de abril; 6 de junho de 1966
Gênero(s) Baroque pop
Duração 2:06
Gravadora(s) Reino Unido Parlophone
Estados Unidos Capitol Records
Composição Lennon/McCartney
Produção George Martin
Cronologia de singles de The Beatles
Último
Último
""Paperback Writer"/"Rain"
(1966)
"Strawberry Fields Forever"/"Penny Lane"
(1967)
Próximo
Próximo


"Eleanor Rigby"
Canção de The Beatles
do álbum Revolver
Lançamento Reino Unido 5 de agosto de 1966
Estados Unidos 8 de agosto de 1966
Gravação 28 de abril - 29 de abril; 6 de junho de 1966
Gênero(s) Baroque pop
Duração 2:06
Gravadora(s) Reino Unido Parlophone
Estados Unidos Capitol Records
Letrista(s) Lennon/McCartney
Produção George Martin
Faixas de Revolver
Lado um
  1. "Taxman"
  2. "Eleanor Rigby"
  3. "I'm Only Sleeping"
  4. "Love You To"
  5. "Here, There and Everywhere"
  6. "Yellow Submarine"
  7. "She Said She Said"

Lado dois

  1. "Good Day Sunshine"
  2. "And Your Bird Can Sing"
  3. "For No One"
  4. "Doctor Robert"
  5. "I Want to Tell You"
  6. "Got to Get You into My Life"
  7. "Tomorrow Never Knows"
Faixas de Revolver
Último
Último
Taxman
(1)
I'm Only Sleeping
(3)
Próximo
Próximo

"Eleanor Rigby" é uma canção do grupo de rock inglês The Beatles, originalmente lançada no álbum Revolver de 1966. Também foi lançada como Lado B de um single, que tinha como Lado A a canção Yellow Submarine, simultaneamente ao álbum.

A canção foi inicialmente escrita por Paul McCartney, mas em uma entrevista[carece de fontes?] concedida à Revista Playboy em 1980, pouco antes de morrer, John Lennon afirmou que "o primeiro verso era do Paul, mas que o restante era basicamente meu". Pete Shotton, um amigo íntimo[carece de fontes?] de Lennon que estava presente naquele momento, disse[carece de fontes?] "Penso que John (cuja memória podia ser extremamente falha) tomou os créditos, em uma de suas últimas entrevistas, por muitas das letras, mas na minha memória 'Eleanor Rigby' foi uma 'Lennon-McCartney' clássica na qual a contribuição de John foi virtualmente nula". No entanto, a música é cantada por Paul.

McCartney também afirmou[carece de fontes?] que John ajudou algo como "metade de uma linha". À parte da discussão, Eleanor Rigby permanece como uma das mais reconhecidas e distintas canções dos Beatles, com sua letra contando sobre a solidão das pessoas mais velhas. A sua tradução começa:

«Ah, olhe todas as pessoas solitárias», referindo-se, pelo meio da música, que ninguém presta atenção às pessoas solitárias.

Ela também faz parte da fase de transição, continuando a transformação dos Beatles, que começaram com uma orientação Pop e gradualmente se tornaram uma banda de estúdio mais séria e experimental.

Em dezembro de 1982 na cidade de Liverpool, foi esculpida uma estátua[carece de fontes?] de uma idosa solitária em homenagem à canção.

Ver também[editar | editar código-fonte]

O nome Eleanor Rigby também está na lápide que aparece no clip "Free As A Bird". Veja no YouTube [Official Video].

Amostra de "Eleanor Rigby" do álbum Revolver (1966). O álbum inclui abordagens inovadoras de composição, arranjos e técnicas de gravação. Esta canção contém proeminentemente sequências clássicas, como parte de um estilo novo musical.

Problemas para escutar este arquivo? Veja a ajuda.
Ícone de esboço Este artigo sobre um single é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.