Henri Moissan

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Henri Moissan Medalha Nobel
Química
Nacionalidade França Francês
Nascimento 28 de Setembro de 1852
Local Paris
Morte 20 de Fevereiro de 1907 (54 anos)
Local Paris
Atividade
Campo(s) Química
Orientador(es) Pierre Paul Dehérain
Orientado(s) Paul Lebeau, Maurice Meslans
Conhecido(a) por Isolou o flúor
Prêmio(s) Medalha Elliott Cresson (1898), Nobel prize medal.svg Nobel de Química (1906)

Henri Moissan (Paris, 28 de Setembro de 1852 — Paris, 20 de Fevereiro de 1907) foi um químico francês.

Recebeu o Nobel de Química de 1906.

Vida e obra[editar | editar código-fonte]

Estudou no Colégio de Meaux, no Instituto de Agronomia de Paris e no Instituto de Toxicología. Trabalhou no Museu de História Natural de Paris e nos laboratórios de Edmond Frémy. Foi professor na Escola Superior de Farmácia desde 1879, e professor de química na Universidade de Paris a partir de 1900.

Entre suas contribuições científicas mais notáveis conta-se, em 1886, o isolamento do flúor na forma de um gás amarelo esverdeado, por eletrólise de uma solução de fluoreto de hidrogênio e potássio (KHF) em fluoreto de hidrogênio (HF). A existência do flúor já era conhecida desde alguns anos, porém todos os intentos de obtê-lo haviam fracassado, inclusive alguns pesquisadores morreram como conseqüência das experiências para a sua obtenção.

Também criou um forno elétrico de arco (forno de Moissan) capaz de alcançar temperaturas de 4100 °C, que permite reduzir os minerais de certos metais, como o urânio, cromo, tungstênio, vanádio, manganês, titânio e molibdêmio.

Ingressou na Academia de Ciências em 1891. Em 1893 demonstrou seu método de preparação de pequenos diamantes artificiais a partir de carbono dissolvido em ferro fundido.

Morreu repentinamente em Paris, no ano de 1907, pouco depois do seu retorno de Estocolmo, após receber o Nobel de Química. Não se sabe se as suas experiências com o elemento flúor contribuíram para a sua morte prematura.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Precedido por
Adolf von Baeyer
Nobel de Química
1906
Sucedido por
Eduard Buchner


Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) químico(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.