Juan de La Cierva y Codorniu

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Juan de La Cierva y Codorniu
Engenharia
Nacionalidade Espanha Espanhol
Nascimento 21 de Setembro de 1895
Local Murcia
Morte 9 de Dezembro de 1936 (41 anos)
Local Londres
Atividade
Campo(s) Engenharia
Conhecido(a) por Autogiro
Prêmio(s) Medalha Daniel Guggenheim (1932), Medalha Elliott Cresson (1933)

Juan de La Cierva y Codorniu, 1º conde de La Cierva (Murcia, 21 de Setembro de 1895Londres, 9 de Dezembro de 1936) foi um engenheiro aeronáutico espanhol.

Seu maior feito foi a invenção do autogiro, em 1920. Depois de quatro anos de desenvolvimento, La Cierva inventou o rotor articulado que resultou no primeiro vôo mundial bem sucedido de um aeronave com rotor, em 1924, com o protótipo C-6.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Filho de uma família rica, de La Cierva nasceu em Múrcia, Espanha. Depois de experiências com a aviação em rapaz, formou-se em engenharia civil. Emigrou para a Inglaterra em 1925, onde, com a ajuda do industrialista James G. Weir, estabeleceu a Cierva Autogiro Company.

No início da guerra civil espanhola, de La Cierva apoiou as forças de Francisco Franco.

Ajudou os rebeldes a obter o De Havilland DH-89 Dragon Rapide em que o general Franco voou das Ilhas Canárias para o Marrocos.

Morte[editar | editar código-fonte]

Juan de La Cierva morreu num acidente aéreo perto de Londres, com 41 anos de idade. Na manhã de 9 de Dezembro de 1936, embarcou no Dutch DC-2 da KLM, no aeródromo de Croydon, com destino a Amesterdã. Depois de algum atraso por culpa de espesso nevoeiro, decolou por volta das 10h30m mas despencou-se contra um edifício no fim da pista e incendiou-se.

Autogiro Cierva C.30
de Juan de La Cierva
Monumento em memória a Juan de La Cierva em Múrcia.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]