Willard Frank Libby

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Willard Frank Libby Medalha Nobel
Química
Nacionalidade Estados Unidos Estadunidense
Residência  Estados Unidos
Nascimento 17 de Dezembro de 1908
Local Grand Valley
Morte 8 de Setembro de 1980 (71 anos)
Local Los Angeles
Atividade
Campo(s) Química
Instituições Universidade Columbia, Universidade de Chicago, Universidade da Califórnia em Los Angeles
Alma mater Universidade da Califórnia em Berkeley, Universidade de Princeton
Conhecido(a) por Datação por radiocarbono
Prêmio(s) Medalha Elliott Cresson (1957), Nobel prize medal.svg Nobel de Química (1960)

Willard Frank Libby (Grand Valley, 17 de Dezembro de 1908Los Angeles, 8 de Setembro de 1980) foi um químico estadunidense.

É reconhecido pela descoberta do método de datamento conhecido por datação por radiocarbono (carbono-14), recebendo por isto o Nobel de Química de 1960.

Vida[editar | editar código-fonte]

Nascido em Grand Valley, Colorado, Willard Frank Libby era filho de Edward Libby e Eva May Rivers. Foi educado em Sebastopol, Califórnia (1913-1926), entrando para a Universidade da Califórnia, em Berkeley (1927), onde obteve a licenciatura em 1931 e o doutoramento em 1933. Nomeado Instrutor do Departamento de Química da Universidade da Califórnia, em Berkeley (1933), tornou-se depois, sucessivamente, Assistente e Professor Associado de química.

Premiado com o Guggenheim Memorial Foundation Fellowship (1941), passou em seguida pela Universidade de Princeton, mas por causa da guerra ainda em Dezembro (1941), foi para a Universidade de Columbia trabalhar como químico no Manhattan District Project (1941-1945).

Entre 1945 e 1954 foi Professor de química no Instituto para Estudos Nucleares, da Universidade de Chicago. Entre 1954 e 1959 foi membro da Comissão de Energia Atómica. Entre 1959 e 1980 foi professor de química da Universidade da Califórnia, em Los Angeles.

Morreu em Los Angeles de uma doença pulmonar e lá foi cremado.

Método do carbono 14[editar | editar código-fonte]

O método do carbono 14 é um método para determinação de idades cronológicas de artefactos orgânicos muito antigos.

Willard Frank Libby descobriu em 1947, com os seus estudantes, a trabalhar no Instituto para Estudos Nucleares, que com a passagem do tempo o Carbono-14, um isótopo radioactivo instável existente em resíduos orgânicos em decomposição, se desintegra segundo uma velocidade determinada que pode ser cuidadosamente medida. Utilizando um contador Geiger altamente sensível, conseguiu determinar a idade de artefactos orgânicos muito antigos, tendo testado inicialmente pedaços de madeira encontrados em tumbas egípcias. Embora existam hoje em dia métodos mais modernos de datação absoluta, como por exemplo, os que aplicam Luminescência Estimulada Opticamente[1] , termo-luminescência e Ressonância de spin de electrões, a chamada 'datação pelo Carbono-14' é a mais conhecida e utilizada. Assim, esta tem sido muito empregada para avaliar a idade de objectos de cerca de 50.000 a 70.000 anos, e aplicada em Arqueologia, Geologia e Geofísica. É usada também para espécimes mais recentes, por exemplo quando se trata de identificar ossadas humanas.

Publicações selecionadas[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Precedido por
Jaroslav Heyrovský
Nobel de Química
1960
Sucedido por
Melvin Calvin



Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) químico(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.