Ken Starr

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ken Starr

Kenneth Winston Starr (Vernon, 21 de julho de 1946) é um advogado norte-americano e ex-juiz federal. Tornou-se conhecido quando foi nomeado pelo ex-Presidente dos EUA, Bill Clinton para ocupar o Escritório de Conselheiros Independentes, e veio a tornar-se o seu "arquiinimigo" na investigação do caso entre o Presidente e a ex-estagiária Monica Lewinsky, levando ao Congresso o chamado Informe Starr, que abriu caminho para o processo de tentava de destituição do Presidente norte-americano ( impeachment.[1] )

Na época do escândalo o promotor foi acusado de puritano obsessivo, de vouyerismo jurídico e, ainda, de desviar o foco das investigações (o caso de supostas fraudes imobiliárias conhecido por Escândalo Whitewater), deixando-se levar por suas convicções conservadoras.[1]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b Deu a Louca no Império Revista Veja (26/8/1998). Visitado em abril de 2011.
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.