Segurança aérea

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A segurança aérea - é um conceito subjetivo, conhecido no meio aeronáutico como segurança de voo, e é definido pela Organização de Aviação Civil Internacional - OACI como sendo o "estado no qual o risco de ferir pessoas ou causar danos em coisas se limita a, ou está mantido em ou abaixo de, um nível aceitável, através de um processo contínuo de identificação de perigos e gerenciamento de riscos" (Doc 9859/OACI).

Na aviação civil, a segurança aérea é tratada sob cinco diferentes enfoques:aeronave (em termos de projeto de produto, de processo de fabricação e de manutenção), pessoal (pilotos, comissários de vôo, mecânicos, despachantes operacionais, etc.), aeródromo (infra-estrutura do aeroporto), operação (condições mínimas para gestão organizacional da empresa, sob o enfoque da segurança) e navegação aérea (aerovias, controle de tráfego aéreo, cartas aeronáuticas, comunicações, etc.).

Junta-se a estes cinco enfoques, um sexto elemento extremamente importante para o contínuo melhoramento dos índices de segurança, que é a investigação de acidentes. Este sexto elemento permite identificar deficiências e propor ações corretivas (as chamadas recomendações), para que um próximo evento semelhante não ocorra novamente.

A segurança aérea depende de uma doutrina ou filosofia de trabalho, baseada em atitude pessoal preventiva e que leva em conta três elementos: o Homem, a Máquina e o Meio (Ambiente). Nenhum acidente aéreo ocorre devido a um único fator. Um acidente aéreo é resultado de diversos fatores contribuintes e é subseqüente a vários outros incidentes aéreos de mesma natureza, que já haviam acontecido, sem maiores conseqüências, e que não haviam sido tratados convenientemente através de ações corretivas.

A segurança aérea é multidisciplinar e é composta por diversas especialidades profissionais aplicadas à aviação. O objetivo principal é evitar ocorrências ou re-ocorrências de um incidente ou de um acidente através do estudo sistemático destes acidentes aéreos ou incidentes aéreos, com o objetivo de prevenir futuras ocorrências.


Piores acidentes aéreos da História[editar | editar código-fonte]

Veja lista dos piores acidentes aéreos (em função do número de mortos) já ocorridos em todo o mundo. [1]

Rank Local do acidente aéreo Companhias aéreas envolvidas Número de mortos Data do acidente Explicações
1 Espanha Ilhas Canárias 583 Março de 1977 Num dia com muita neblina (cerração), o comandante do B747 da KLM que aguardava na pista pronto para decolar, descumpriu a ordem da torre e iniciou a decolagem; na cabeceira oposta da mesma pista o outro B747 da Pan Am iniciava o taxi e devido a má interpretação da fonia do controlador, confundiu a saída para a taxiway intermediária; enquanto o B747 da Pan Am saía da pista principal o B747 da KLM, já atingindo a velocidade V1, atingiu o B747 da Pam Am. Grande parte dos passageiros dos dois Boeings 747 morreram
2 Japão Takamagahara 520 Agosto de 1985 Um Boeing 747 da companhia aérea japonesa fazia a linha Tóquio-Osaka quando caíu em uma região montanhosa de difícil acesso, devido a falha nos comandos de voo por vazamento do sistema hidráulico. Apenas quatro pessoas sobreviveram. Os pilotos da JAL lutaram bravamente contra essa pane nos comandos de voo por mais de 32 minutos de voo.
3 Índia Nova Déli 349 Novembro de 1996 O piloto do avião do Casaquistão não compreendeu as instruções em inglês da torre de comando e se chocou no ar um avião saudita que decolava
4 França Ermoneville 346 Março de 1974 Uma aeronave que fazia a rota Ancara-Londres, via Paris, caiu em uma floresta no norte da França. Entre os mortos 200 britânicos que haviam sido transferidos para o voo por causa da greve dos aeroportos londrinos
5 República da Irlanda Costa da Irlanda 329 Junho de 1985 Uma bomba explodiu no Boeing 747 matando todos os tripulantes e passageiros, a suspeita é de atentado terroristta
6 Arábia Saudita Riyadh 301 Agosto de 1980 O avião da principal companhia saudita chocou-se com o chão durante o pouso. Como todas as saídas de emergência estavam obstruídas, ninguém conseguiu deixar a aeronave
7 UcrâniaUcrânia 298 Julho de 2014 O Boeing 777-200ER sofreu um ataque, ainda sob investigação, caindo perto de Grabove, no oblast de Donetsk, no leste da Ucrânia, a 40 km da fronteira com a Rússia, resultando em 298 mortes.
8 Flag of the United Nations.svg

Golfo Pérsico

290 Julho de 1988 Um míssil disparado por um navio de guerra dos EUA derrubou Airbus A-300. A investigação norte-americana apontou que um militar confundiu o avião de passageiros com um caça
9 Irã Shahdad 275 Fevereiro de 2003 Um avião militar da Irã caíu em uma região de montanhas poucos quilômentros de seu destino. Militares de alta patente do país morreram na queda
10 Estados Unidos Chicago 273 Maio de 1979 Um problema em um dos motores fez o avião cair logo após decolar do aeroporto O'Hare. Foi o pior acidente em solo dos EUA

Piores Acidentes Aéreos do Brasil[editar | editar código-fonte]

Veja lista dos piores acidentes aéreos (em função do número de mortos) já ocorridos com voos de companhias aéreas brasileiras e/ou território nacional. [2]

Rank Local do acidente aéreo Companhias aéreas envolvidas Número de mortos Número de sobreviventes Data do acidente Explicações
1 Flag of the United Nations.svg Atlântico Sul 228 0 31 de maio de 2009 O congelamento de um equipamento do avião que media a velocidade fez o piloto automático desligar. Nenhum dos três co-pilotos sabiam operar a aeronave em tais condições. O avião caíu no Oceano Atlântico matando todos a bordo
2  São Paulo 199 0 17 de julho de 2007 O Airbus A320 da TAM, voo 3054, vindo de Porto Alegre, após o pouso na pista 35 de Congonhas, em São Paulo, não conseguiu parar a aeronave e atravessou a pista e colidiu contra um prédio usado pela TAM, fora da área do aeroporto, o Airbus A320 ao bater incendiou-se. Morreram no acidente as 187 pessoas a bordo da aeronave e outras 12 que estavam no edifício atingido.
3  Mato Grosso 156 0 29 de setembro de 2006 O Boeing B737-800 da Gol, voo 1907, saiu de Manaus (AM) rumo a Brasília, mas no ar colidiu com um jato Legacy, da Embraer, e caiu na Serra do Cachimbo, no Mato Grosso. Todos os 154 ocupantes morreram.
4  Ceará 137 0 8 de junho de 1982 Um voo proveniente de São Paulo mudou de altitude antes do previsto, com o consentimento da torre de controle, chocando-se com a Serra da Aratanha, no Ceará.
5 França Paris 123 11 11 de julho de 1973 Uma ponta de cigarro causou um incêndio no avião pouco antes de ele pousar no Aeroporto de Orly, em Paris. Praticamente todos os passageiros morreram intoxicados com a fumaça. O piloto conseguiu pousar a aeronave em um campo de cebolas, impedindo que o avião caísse no subúrbio parisiense
6  São Paulo 99 0 31 de outubro de 1996 Após apresentar problemas no reverso, um Fokker 100 da TAM, que saiu de São Paulo e tinha como destino o Rio Janeiro, caiu sobre casas na região do Jabaquara, zona sul paulista. Morreram os 96 ocupantes e mais três pessoas em terra
7  Rio de Janeiro 67 3 Fevereiro de 1960 Um DC-3 da Real Transportes Aéreos que fazia entre Vitória e o Rio de Janeiro chegava ao destino com 26 pessoas a bordo chocou-se em voo contra um voo da marinha americana, quando sobrevoavam o aeroporto Santos Dumont. O DC-6 era proveniente de Buenos Aires, trazia a bordo 38 pessoas, entre elas 19 músicos que se apresentariam para o Presidente Eisenhower em visita ao Brasil.
8  Santa Catarina 55 3 2 de abril de 1980 Depois de tentar desviar de uma tempestade, o avião foi atingido por uma corrente de ar e acabou batendo no Morro da Virgínia, em Florianópolis. Até hoje as circusntâncias da queda não estão muito bem explicadas
9  Rio de Janeiro 53 0 24 de junho de 1960 Fazendo o trajeto entre Belo Horizonte e o Rio de Janeiro o avião caíu misteriosamente na Baía de Guanabara enquanto fazia os procedimentos de pouso no Aeroporto Santos Dumont no Rio.
10  Pernambuco 45 43 1º de novembro de 1961 O Douglas DC-7C da Panair do Brasil prefixo PP-PDO voando da Ilha do Sal, em Cabo Verde para o Recife, colidiu com um morro de 84m de altura, a 2,7 km da cabeceira da pista e partiu-se. A aeronave fazia uma aproximação noturna abaixo da altura regular e fora do padrão de tráfego. De um total de 88 passageiros e tripulação, 45 morreram.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre aviação, integrado ao Projeto Aviação, é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.