Turkish Airlines

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Turkish Airlines logo.png
Turkish Airlines
IATA
TK
ICAO
THY
Indicativo de chamada
TURKAIR
Fundada em 20 de maio de 1933
Principais centros
de operações
Aeroporto de Istambul Atatürk
(IATA: ISTICAO: LTBA)
Outros centros
de operações
Aeroporto Internacional Sabiha Gökçen
Aeroporto Internacional de Ancara Esenboğa
Programa de milhagem Miles & Smiles
Serviço VIP CIP
Aliança comercial
Frota 233 aeronaves[1] + 215 encomendas de novas aeronaves
Destinos Europa, Estados Unidos, Canadá, Médio Oriente, África, Ásia e América do Sul. localidades
Sede Istambul,  Turquia
Pessoas importantes Temel Kotil (CEO)
Sítio oficial www.turkishairlines.com
A sede da Turkish Airlines em Istambul.
Boeing 737-800 da Turkish Airlines.

A Turkish Airlines, transportadora aérea nacional da Turquia, foi fundada em Ancara em 20 de Maio de 1933 com a designação de "State Airlines Administration".[2] A linha aérea é parcialmente estatal com sede em Istambul, e um membro da aliança aérea Star Alliance, bem como o da Arab Air Carriers Organization (AACO).[3] 49,12% das ações pertencentes ao Estado turco, 50,88 % são negociadas na Bolsa de Valores de Istambul. A Turkish Airlines contava já em Outubro de 2012 com 204 destinos em 91 países em 5 continentes e, portanto, tem a maior rede mundial de todas companhias aéreas de voos de passageiros.[4] Em Setembro de 2013 a Turkish Airlines conta com 238 destinos de passageiros em 104 países. [5]

Histórico[editar | editar código-fonte]

A Turkish Airlines é uma das mais antigas companhias aéreas do mundo. No começo, a Turkish Airlines possuía uma frota composta por 5 aviões e, em 20 de outubro de 2007, sua frota já atingia os 100 aviões. Em 1985 os aviões Airbus A310 integraram a frota da companhia turca. Os anos se passaram e a companhia integra os Boeing 737, em 1991 e, dois anos mais tarde, em 1993, chegam a companhia os aviões Airbus A340.

Em 2000 a Turkish Airlines celebra um acordo com a American Airlines. Este acordo consiste na partilha de códigos de vôos para 10 destinos nos Estados Unidos via Nova York, Miami e Chicago. Em 2004 a Turkish Airlines coloca desfibriladores em todos os seus aviões.

2006 é um grande ano para a Turkish Airlines. Inauguram-se novos destinos, tais como as rotas para Abu Dhabi, Rostov, Helsínquia, Belgrado, Veneza, Riga, Osaka, Minsk, entre outras diversas rotas. Em agosto iniciam-se o vôos diretos para Singapura.

Também em 2006, no mês de Junho, a Turkish Airlines recebe o certificado de qualidade ISO 9001:2000. Também neste ano a Turkish Airlines celebrou com a Lufthansa um acordo onde a companhia turca se compromete a aumentar o número de destinos, de 131 para 231. A Turkish Airlines tem parcerias com o FC Barcelona e com o Manchester United.[6]

Em 2007, a Turkish Airlines tornou-se numa das empresas com crescimento mais rápido entre as companhias aéreas europeias, em termos de capacidade e de aumento de tráfego. Foi igualmente designada como a primeira empresa aérea com o menor número de volumes de bagagem perdida nesse período. A Skytrax, com o objetivo de eleger a melhor companhia aérea e o melhor serviço de bordo, entre outras, classificou a Turkish Airlines como uma companhia aérea de quatro estrelas.

Em 2012, com uma frota de 217 aeronaves, a THY transportou 39,04 milhões de passageiros [7] através de uma rede que hoje, voa para 240 destinos internacionais e domésticos.[8] , incluindo o destino inaugurado em 1 de Setembro para Katmandu[9] e dois destinos só para aviões de carga[10] [11] .

Complementando o seu serviço de passageiros, a Turkish Cargo fornece um serviço de carga aérea. Das quase 70 companhias aéreas a operar no mercado turco, a Turkish Cargo possui 50% do mercado total de carga aérea.

Prémios[editar | editar código-fonte]

A Turkish Airlines foi agraciada com o World Airline Awards 2012, pois foi eleita pelos passageiros, como a melhor companhia aérea da Europa pelo segundo ano consecutivo. A empresa ainda foi vencedora das categorias "Best Airline in Southern Europe" e "Best Premium Economy Class Airline Seat" por causa dos assentos oferecidos na Comfort Class, que equipam inclusive as aeronaves que atendem a rota entre São Paulo e Istambul. A pesquisa envolveu mais de 18 milhões de passageiros, viajando a negócios ou a lazer, oriundos de mais de 100 países.

No Brasil[editar | editar código-fonte]

Em abril de 2009 a companhia começou a operar voos no Brasil. Hoje faz voos diários non-stop Istambul - São Paulo, com Boeing 777.[12]

Em Portugal[editar | editar código-fonte]

Desde Junho de 2005 que a companhia efectua voos entre Portugal e a Turquia.[13] Faz voos diários non-stop Istambul - Lisboa, com Airbus A321 e Boeing 737-800.[14] A Turkish Airlines planeia ainda iniciar 4 voos semanais entre Istambul e o Porto a partir de Março de 2014.[15] [16]

Frota[editar | editar código-fonte]

A frota da Turkish Airlines é constituída por 215 aviões da Airbus e da Boeing. Eis a lista de aviões que integram a frota da Turkish Airlines com data de Março de 2014:[17]

Acidentes[editar | editar código-fonte]

Em 25 de Fevereiro de 2009, o voo TK1951 que fazia a ligação entre Istambul e Amsterdão despenhou-se a cerca de 5 km do Aeroporto de Schiphol. A aeronave envolvida no acidente foi um Boeing 737-800 com o nome comercial de Tekirdağ. Na aeronave seguiam 135 pessoas - 127 passageiros e 7 tripulantes. 9 pessoas perderam a vida - 4 tripulantes e 5 passageiros. Do acidente, resultaram mais de 80 feridos, dos quais 6 em estado crítico. Uma das causas apontadas para o acidente é uma falha dos motores.

Em 3 de março de 1974 um DC-10 despenhou-se depois de decolar do Aeroporto de Paris-Orly matando 346 pessoas.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Turkish Airlines
Ícone de esboço Este artigo sobre a Turquia é um esboço relacionado ao Projeto Europa e ao Projeto Ásia. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Ícone de esboço Este artigo sobre uma empresa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.