Aeroporto de alternativa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Aeroportos de alternativa são aeroportos nos quais uma aeronave pode pousar caso o pouso no aeroporto previsto como aeroporto de destino se torne impossível ou desaconselhável.

Definição[editar | editar código-fonte]

De uma forma geral, os aeroportos de alternativa são classificados em três categorias, sendo elas:

Aeroportos de alternativa de decolagem[editar | editar código-fonte]

São aeroportos de alternativa nos quais uma aeronave pode pousar se tornar-se necessário um pouso logo após a decolagem e não for possível utilizar o aeroporto de partida.

Aeroportos de alternativa de rota[editar | editar código-fonte]

São aeroportos de alternativa nos quais uma aeronave pode pousar após experimentar uma situação anormal ou de emergência enquanto voando em rota.

Aeroportos de alternativa em rotas ETOPS (Extended Operations)[editar | editar código-fonte]

São aeroportos adequados (ou convenientes) nos quais um avião bimotor pode pousar após experimentar uma parada de motor ou outra condição anormal ou de emergência que ocorra em rota durante uma operação ETOPS.[1]

Exemplos de aeroportos de alternativa[editar | editar código-fonte]

Aeroportos de alternativa em rotas ETOPS no Oceano Atlântico[editar | editar código-fonte]

Aeroportos de alternativa em rotas ETOPS no Oceano Pacífico[editar | editar código-fonte]

Aeroportos de alternativa em rotas ETOPS no Ártico[editar | editar código-fonte]

Aeroportos de alternativa em rotas ETOPS no Oceano Índico[editar | editar código-fonte]

Referências

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre aviação, integrado ao Projeto Aviação, é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.