Julie e os Fantasmas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Julie e os Fantasmas
Informação geral
Formato Seriado
Gênero Musical, comédia romântica
Duração 30 minutos
Criador(es) Paula Knudsen
Tiago Mello
Fabio Danesi
País de origem Brasil
Idioma original português
Produção
Diretor(es) Luís Pinheiro
Luíza Campos
Julia Jordão
Luca Paiva Mello (geral)
Michel Tikhomiroff (geral)
Produtor(es) Tiago Mello
Juliana Capelini
João Daniel Tikhomiroff
Rick Bonadio (musical)
Elenco Mariana Lessa
Bruno Sigrist
Marcelo Ferrari
Fábio Rabello
Samya Pascotto
Milena Martines
Vinícius Mazzola
Michel Joelsas
Tema de abertura "Julie", por Luciana Andrade
Tema de
encerramento
Músicas da trilha sonora
Exibição
Emissora de
televisão original
Brasil Rede Bandeirantes
Brasil Nickelodeon
Formato de exibição 480i (SDTV)
1080i (HDTV)
Transmissão original Brasil 17 de outubro de 20114 de maio de 2012
(Rede Bandeirantes)

Brasil 20 de outubro de 201129 de abril de 2012
(Nickelodeon)

N.º de temporadas 1
N.º de episódios 26 (lista de episódios)

Julie e os Fantasmas é uma série de televisão brasileira produzida pela Mixer em parceria com a Rede Bandeirantes e a Nickelodeon Brasil. Foi exibida originalmente pela Bandeirantes entre 17 de outubro de 2011 e 4 de maio de 2012 e pela Nickelodeon entre 20 de outubro de 2011 e 29 de abril de 2012, com uma temporada dividida em duas fases distintas: a primeira, exibida em 2011, e a segunda, no ano seguinte. Escrita por Paula Knudsen, Tiago Mello e Fabio Danesi, foi dirigida por Luís Pinheiro, Luíza Campos e Julia Jordão sob a direção geral de Luca Paiva Mello e Michel Tikhomiroff. A produção recaiu à Tiago Mello, Juliana Capelini e João Daniel Tikhomiroff.

A atriz Mariana Lessa interpreta a personagem principal, Julie, numa história que narra os acontecimentos de sua vida a partir do momento em que ela conhece três fantasmas: Daniel, Félix e Martim — desempenhados por Bruno Sigrist, Fabio Rabello e Marcello Ferrari, respectivamente. A partir daí, ela forma uma banda com eles e passa a se apresentar regularmente em sua cidade. Samya Pascotto, Milena Martines, Vinícius Mazzola e Michel Joelsas dão vida aos demais personagens da trama. Dentre outros temas, a série aborda a música e a paixão adolescente.

O tema de abertura da série é "Julie", interpretado por Luciana Andrade, ex-vocalista do grupo Rouge. Tal canção foi incluída em um CD lançado em 30 de abril de 2012 pela Midas Music, gravadora pertencente à Rick Bonadio, que, por sua vez, foi o responsável pela produção musical da trama. Durante sua exibição no Brasil pela Band, a produção obteve uma audiência em torno dos 3 pontos de média, um índice considerado bom para os padrões da rede, e foi bem recebida pela crítica. De tal forma, recebeu um Troféu APCA na categoria "melhor programa infanto-juvenil" e foi indicada ao Kids' Choice Awards, à sua edição argentina, aos Meus Prêmios Nick e ainda ao Kids Emmy Awards. Além de exibida no seu país de origem, a obra foi exibida em toda a América Latina através das filiais da Nickelodeon, e na Itália pelo canal Super!.

Antecedentes[editar | editar código-fonte]

O setor de teledramaturgia da Rede Bandeirantes estreou em 1967, mesmo ano de seu lançamento, com a telenovela Os Miseráveis, adaptação de Walther Negrão do romance homônimo escrito por Victor Hugo.[1] No mesmo ano, a cadeia pôs no ar sua primeira série de televisão, Além, Muito Além do Além, de José Mojica Marins e Rubens Francisco Lucchetti.[2] Depois, outros programas neste formato foram exibidos, tais quais Dona Santa[3] e Capitães da Areia.[4] Depois desta última, a Bandeirantes ainda exibiu a segunda temporada de Confissões de Adolescente e mais outras quatro séries, até 2000. Em 2004, produziu em parceria com o canal japonês NHK Haru e Natsu: As cartas que não chegaram, que foi exibida no Japão em 2005 e no Brasil em 2008.[5] Dois anos depois, transmitiu a produção da Film Planet em parceria com a Satelite Audio e Aretha patrocinada pela empresa alimentícia Nestlé Tô Frito,[6] exibida também pela MTV Brasil e pelo portal Terra.[7] A audiência da série terceirizada foi positiva,[8] portanto, a emissora exibiu a produção original Os Anjos do Sexo.[9]

Produção[editar | editar código-fonte]

Cquote1.svg Séries para essa fatia do mercado estão proliferando no mundo. É um público que precisa ser mais procurado aqui no Brasil. Cquote2.svg
Hélio Vargas, diretor artístico da Band, sobre o público jovem.[10]

Em 2010, a Band anunciou que produziria uma série infanto-juvenil em parceria com a produtora Mixer e a Nickelodeon Brasil, da qual já comprava desenhos e seriados norte-americanos.[10] Por total, foram gastos R$ 5 milhões no projeto,[10] além de recursos liberados pela Agência Nacional do Cinema[11] [12] e R$ 2 milhões recebidos do Fundo Setorial do Audiovisual.[13] As gravações da primeira temporada de Julie e os Fantasmas iniciaram-se em 11 de agosto de 2011[14] e foram finalizadas em 12 de fevereiro de 2012. Além da cidade de São Paulo, a atração também foi filmada nos municípios de Campinas e Paulínia.[15] A escolha do elenco foi realizada pela Mixer e pela direção artística da Bandeirantes.[16]

Enredo[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

"Ela se apaixona pelo Nicolas, mas se sente como se fosse invisível para ele. Então, faz de tudo para chamar a atenção dele. Boa parte do que ela está passando agora eu já passei na vida".

—Mariana Lessa, para o jornal carioca O Globo.[17]

Julie é uma garota de 15 anos autêntica e insegura. Ela adora cantar, mas não tem coragem de apresentar-se em público. Julie esconde uma paixão por Nicolas, um garoto do seu colégio, mas não tem coragem de declarar seu amor. Ou seja: igual a praticamente todas as meninas da sua idade. É então que sua família se muda para uma casa nova e ela encontra um velho disco abandonado em um canto. Ela coloca o disco para tocar e acaba libertando três fantasmas que estavam presos dentro do vinil. Eles são Daniel, Félix e Martim, integrantes de uma esquecida banda da década de 1980, Apolo 81, mortos há mais de 30 anos em um misterioso acidente.[18]

Os fantasmas querem ser vistos. Julie quer ser ouvida. Assim, formam uma banda muito especial: Os Insólitos. Juntos, eles vão gravar suas músicas e postar seus vídeos musicais na internet. E, entre uma canção e outra, os fantasmas vão ajudar — e às vezes atrapalhar — Julie a enfrentar os "fantasmas" da adolescência: o primeiro namorado, o medo de não ser aceita pelo grupo, as incertezas em relação ao futuro. Embora ela goste de Nicolas, ele gosta de Thalita e essa patricinha vai tentar tudo para atrapalhar os planos da jovem garota insegura. Sua sorte é que ela pode contar com Bia, sua melhor amiga inteligente e atrapalhada, e seu irmão Pedrinho, que tenta facilitar a vida de todos ao seu redor com suas invenções.[19]

Gtk-paste.svg Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo.

Exibição[editar | editar código-fonte]

Depois de diversas alterações de horário e data,[20] Julie e os Fantasmas estreou em 17 de outubro de 2011 no horário das 20h25 da Rede Bandeirantes.[21] [22] Exibida somente às segundas, ela estreou três dias depois pelo canal a cabo Nickelodeon, onde era transmitida às quintas-feiras às 19h30.[23] Após 10 episódios exibidos, a série entrou num recesso, na qual a série foi reprisada,[24] retornando somente em 18 de março de 2012 através do supracitado canal a cabo, quando foram exibidos mais 16 episódios.[25] [26] Na Band, os novos episódios chegaram em 11 de abril.[27] Seu desfecho foi mostrado em 29 de abril na emissora paga e em 4 de maio na aberta. A série continuou a ser reexibida pela Nick, até que foi substituída por Brilhante F.C.. Atualmente, é reexibida no bloco Nick@Nite.[28] Em 2011, antes mesmo da estreia, a rede de televisão paulistana fechou um contrato com o serviço Netflix para a inclusão de conteúdos produzidos por ela na empresa. De tal forma, Julie e os Fantasmas foi uma das séries disponibilizadas pelo canal.[29]

Antes da estreia, a produtora Mixer fechou uma parceria com a empresa canadense MipCom para a distribuição internacional do programa. Tal contrato resultou em uma venda para a emissora italiana Super!, na qual foi transmitida pelo nome Julie - II segreto della musica entre setembro de 2012 e março de 2013.[30] Além disso, a Nickelodeon ainda transmitiu a série em suas filiais pelo mundo.[31] A Viacom International Media Networks The Americas (VIMN The Americas) a colocou no ar em toda a América Latina pela Nickelodeon América Latina. Por lá, foi exibida sob o título Julie y los fantasmas.[32]

Elenco[editar | editar código-fonte]

Mariana Lessa interpreta Julie,[33] uma garota de 15 anos que vê sua vida invadida pelos fantasmas Daniel (Bruno Sigrist), Félix (Fábio Rabello) e Martim (Marcelo Ferrari). Julie é apaixonada por Nicolas (Michel Joelsas), que também estuda no colégio que ela frequenta, junto com a namorada dele, Thalita (Milena Martines). Também em sua escola estudam sua melhor amiga Bia (Samya Pascotto) e os colegas Valtinho (Pedro Inoue)[34] e Shizuko (Jéssica Nakamura). Julie tem um irmão, Pedrinho (Vinícius Mazzola), que convive com seu melhor amigo Patrick (Netuno Trindade). Julie e Pedrinho são filhos de Raul (Will Prado) e Eloísa (Camila Raffanti).[35]

Julie convive em uma galeria de rock pertencente à Klaus (Carlos Morelli). Na história existe uma polícia que cuida dos assuntos dos fantasmas, chamada Polícia Espectral, que é comandada por Demétrius (Eduardo Guimarães).[36] Além dos personagens principais, houve participações especiais na história, como as de Reinaldo Zavarce, como ele mesmo, Manu Gavassi como Débora e NXZero como eles mesmos. Seguidos pelos personagens recorrentes Prof. Marta Souza (Penélope Nova), Josias (Kiko Zambianchi), JP (Gabriel Falcão),[37] Loira do Banheiro (Juliane Elting) e Fred (Caíque Nogueira).[35]

Música[editar | editar código-fonte]

Julie e os Fantasmas
Trilha sonora de vários artistas
Lançamento 30 de abril de 2012 (2012-04-30)
Gravação 2011 – 2012;
Midas Studios
(São Paulo, capital)[38]
Duração 40:43[39]
Formato(s) CD, download digital
Gravadora(s) Midas
Produção Rick Bonadio

O tema de abertura do seriado é "Julie", interpretado por Luciana Andrade, ex-vocalista do grupo Rouge.[40] No enredo, os personagens Julie, Daniel, Félix e Martim, formam uma banda, que apresenta diversas canções ao longo da história.[41] Tais músicas foram incluídas em uma trilha sonora lançada pela Midas Music em 30 de abril de 2012.[42] A produção da trilha ficou a cargo de Rick Bonadio, que também é proprietário da gravadora. No alinhamento, além da abertura, estão as canções "Invisível", composição de Manu Gavassi e Bonadio, "Meu Louco Mundo" e "Você Não Sabe".[43]

Lista de faixas
N.º Título Música Duração
1. "Julie"   Luciana Andrade 2:38
2. "O Que o Mundo Escolheu"   Mariana Lessa e Bruno Sigrist 3:38
3. "Ponto Final"   Mariana Lessa 2:54
4. "Eu Sou o Que Sou"   Julie e os Fantasmas 2:56
5. "Bye Bye Julie"   Bruno Sigrist, Marcelo Ferrari e Fábio Rabello 3:10
6. "Reação Química"   Mariana Lessa 3:00
7. "Você Não Sabe"   Mariana Lessa 3:13
8. "Meu Louco Mundo"   Mariana Lessa e Bruno Sigrist 3:16
9. "Está nas Minhas Veias"   Julie e os Fantasmas 3:03
10. "Um Novo Dia" (part. NXZero) Mariana Lessa 2:49
11. "Deixa a Música te Levar"   Julie e os Fantasmas 2:35
12. "Todo Mundo Quer Ser Eu"   Milena Martines 3:07
13. "Para Sempre Nós"   Julie e os Fantasmas 3:15
14. "Invisível"   Mariana Lessa 2:56
Duração total:
40:43

Lançamento e repercussão[editar | editar código-fonte]

Audiência[editar | editar código-fonte]

"A Band, portanto, espera uma audiência de 2 a 3 pontos de média com crescimento a cada semana".

O Estado de S. Paulo.[44]

Antes da estreia, Keila Jimenez do periódico Folha de S. Paulo comentou a concorrência que a obra produzida pela Mixer iria enfrentar: "[...] três emissoras vão travar uma acirrada disputa na faixa nobre, das 20h30. Tanto SBT como Band preparam estreias voltadas para esse target. A versão nacional da novela mexicana Carrossel começa a ser gravada neste ano e estreia no início de 2012, no SBT, na faixa das 20h30. O mesmo horário é alvo de Julie e os Fantasmas, produção da Mixer que estreia neste ano na Band. As duas novidades vão enfrentar na faixa Rebelde, da Record, que tem tudo para ser esticada por mais uma temporada. Haja novelinha teen".[45] Em seu primeiro dia, a série juvenil obteve uma média de 2.5 pontos na Grande São Paulo, de acordo com o Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística (IBOPE), um índice considerado regular.[nota 1] Contudo, ao decorrer da exibição dos episódios, a série melhorou seus índices, chegando a conquistar uma média de 3 pontos.[47]

Avaliação em retrospecto[editar | editar código-fonte]

Marcelo Carneiro da Cunha, do jornal Zero Hora, foi positivo quanto à série: "O Brasil deve a sua linguagem televisiva aos 60 anos que passamos fazendo novelas, que tiveram seus muitos anos de glória e hoje viraram fotonovelas, pra sorte de todo mundo. Precisamos agora migrar desse modelo para a nova TV, e ainda damos os passos iniciais, acho. Um deles, e que me agrada muito, se chama Julie e os Fantasmas, já viram? Uma adorável menina vê fantasmas das bandas dos anos 1980 em velhos discos de vinil. Ideia bacana, frescor nas atuações, simplicidade nas cenas e estruturas, coisas que fazem bem aos olhos e ouvidos desse que vos escreve". Ele ainda disse que a obra televisiva se tornou sua "série brasileira preferida".[48] A jornalista Vanessa Bárbara da Folha de S. Paulo a avaliou após a estreia, dizendo que "o episódio piloto é interessante e simpático. Há personagens como o fantasma-bateirista Félix, neurótico e hipocondríaco mesmo depois de morto, e o baixista Martim, que 'se sente bem como fantasma, mas se sentiria bem como qualquer outra coisa'". Entretanto, ela criticou as interpretações musicais, opinando que "se a série pretende imitar o estilo de Glee, o que estraga é justamente a parte musical, que deveria ser menos enlatada para o consumo e mais autêntica e autoral".[49]

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Em 2011, Julie e os Fantasmas venceu na categoria de "melhor programa infanto-juvenil" no Troféu APCA,[50] realizado pela Associação Paulista de Críticos de Arte.[51] [52] Na cerimônia Kids' Choice Awards de 2012, o programa foi indicado em "Artista brasileiro favorito", ao lado de Restart, NXZero e Manu Gavassi. Os vencedores foram Restart.[53] [54] Na versão argentina da premiação, a série foi indicada em "Programa de TV favorito", mas perdeu o troféu para Grachi.[55] Na edição brasileira, intitulada Meus Prêmios Nick, a obra foi indicada em três categorias: "Programa de TV favorito", "Atriz Favorita" e "Cantora Favorita", a primeira pela série e as outras duas pelo desempenho de Mariana Lessa.[56] Nesta entrega de troféus, não obteve nenhuma conquista.[57] [58] Por fim, a história foi indicada ao Kids Emmy Awards na categoria "Série Juvenil", mas também saiu de mãos vazias.[59] [60]

Notas

  1. Em 2011, cada ponto de audiência equivalia a 62 mil domicílios na Grande São Paulo.[46]

Referências

  1. Teledramaturgia. Os Miseráveis. Visitado em 31 de julho de 2011.
  2. XAVIER, Nilson. Além, Muito Além do Além Teledramaturgia. Visitado em 1 de fevereiro de 2014.
  3. XAVIER, Nilson. Dona Santa Teledramaturgia. Visitado em 1 de fevereiro de 2014.
  4. XAVIER, Nilson. Capitães da Areia Teledramaturgia. Visitado em 1 de fevereiro de 2014.
  5. XAVIER, Nilson. Haru e Natsu, as cartas que não chegaram Teledramaturgia. Visitado em 1 de fevereiro de 2014.
  6. Band estreia nova série brasileira Veja. Visitado em 14 de abril de 2014.
  7. XAVIER, Nilson. Tô Frito Teledramaturgia. Visitado em 1 de fevereiro de 2014.
  8. Audiência: minissérie Tô Frito estreia com três pontos na Band Ofuxico. Visitado em 14 de abril de 2014.
  9. XAVIER, Nilson. Os Anjos do Sexo Teledramaturgia. Visitado em 1 de fevereiro de 2014.
  10. a b c Séries nacionais miram público jovem Folha de S. Paulo. Visitado em 14 de abril de 2014.
  11. Ancine libera R$ 17 mi para investir em projetos de TV Folha de S. Paulo.
  12. Ancine libera R$ 17 mi para projetos independentes de TV Observatório da Imprensa. Visitado em 14 de abril de 2014.
  13. Jimenez, Keila. Band terá thriller policial incentivado pela Ancine Folha de S. Paulo. Visitado em 14 de abril de 2014.
  14. Começam as gravações de Julie & Os Fantasmas Rede Bandeirantes. Visitado em 14 de abril de 2014.
  15. Gravações da primeira temporada de "Julie e os Fantasmas" terminam em SP NaTelinha. Visitado em 14 de abril de 2014.
  16. Furtado, Marcelo (11 de fevereiro de 2012). Um novo capítulo para Pedro Inoue Gazeta do Povo. Visitado em 14 de abril de 2014.
  17. Costa, Donizeti (11 de outubro de 2011). ‘Julie e os fantasmas’ estreia na Band e no Nickelodeon de olho no público jovem Extra. Visitado em 22 de abril de 2014.
  18. Julie & Os Fantasmas vai abordar dramas adolescentes. Veja quem é quem na série! Caras (11 de outubro de 2011). Visitado em 22 de abril de 2014.
  19. Enredo de Julie e os Fantasmas Teledramaturgia. Visitado em 22 de abril de 2014.
  20. Sem intervalo O Estado de S. Paulo. Visitado em 15 de abril de 2014.
  21. "Seriado com música, paixões e terror estreia na Band", Terra, 11 de outubro de 2011. Página visitada em 12 de outubro de 2011.
  22. "'Julie e os fantasmas' estreia na Band e na Nickelodeon de olho no público jovem", oglobo.globo.com, 11 de outubro de 2011. Página visitada em 14 de outubro de 2011.
  23. Julie & Os Fantasmas vai abordar dramas adolescentes. caras.uol.com.br (12 de outubro de 2011). Visitado em 12 de outubro de 2011.
  24. Magia de “Julie & Os Fantasmas” volta à tela da Band.
  25. Novos episódios de Julie e os Fantasmas Atrevidinha. Visitado em 15 de abril de 2014.
  26. Nova temporada de "Julie e os Fantasmas" estreia dia 18 Folha de S. Paulo. Visitado em 15 de abril de 2014.
  27. Começa a segunda parte de 'Julie e os Fantasmas' Folha de S. Paulo (18 de março de 2012). Visitado em 15 de abril de 2014.
  28. Bastidores de Julie e os Fantasmas Teledramaturgia. Visitado em 15 de abril de 2014.
  29. Band vende 500 horas anuais a Netflix O Estado de S. Paulo (24 de setembro de 2011). Visitado em 22 de abril de 2014.
  30. Jimenez, Keila (21 de junho de 2011). Gringa Folha de S. Paulo. Visitado em 15 de abril de 2014.
  31. Sem intervalo O Estado de S. Paulo. Visitado em 15 de abril de 2014.
  32. Sem intervalo O Estado de S. Paulo. Visitado em 15 de abril de 2014.
  33. Nova estrela teen: Mariana Lessa vive dramas da adolescência em 'Julie & Os Fantasmas' Caras. Visitado em 14 de abril de 2014.
  34. Um novo capítulo para Pedro Inoue Gazeta do Povo. Visitado em 14 de abril de 2014.
  35. a b Julie e os Fantasmas - Elenco Teledramaturgia. Visitado em 14 de abril de 2014.
  36. Elenco de “Julie e Os Fantasmas” participa de tarde de autógrafos Rede Bandeirantes. Visitado em 14 de abril de 2014.
  37. Gabriel Falcão se diz preparado para protagonizar Malhação Ofuxico. Visitado em 14 de abril de 2014.
  38. (2012) Créditos do álbum Julie e os Fantasmas por vários artistas. Midas Music.
  39. iTunes - Música - Julie e os Fantasmas iTunes Store (Brasil). Visitado em 15 de abril de 2014.
  40. Música de Julie e os Fantasmas Teledramaturgia. Visitado em 15 de abril de 2014.
  41. Banda da série Julie e os Fantasmas lança o seu primeiro clipe Vírgula (UOL). Visitado em 15 de abril de 2014.
  42. iTunes - Música - Julie e os Fantasmas iTunes Store (Apple, Inc.). Visitado em 15 de abril de 2014.
  43. Padiglione, Cristina (3 de novembro de 2010). Série teen da Band/Mixer já sai com banda e CD pronto O Estado de S. Paulo. Visitado em 15 de abril de 2014.
  44. Hannah Montana, que nada! O Estado de S. Paulo. Visitado em 14 de abril de 2014.
  45. Jimenez, Keila (24 de agosto de 2011). TV terá guerra teen às 20h30 Folha de S. Paulo. Visitado em 14 de abril de 2014.
  46. Jimenez, Keila. Quanto vale a audiência? Folha de S. Paulo. Visitado em 14 de abril de 2014.
  47. Vanucci, José Armando. Série “Julie e os Fantasmas” conquista espaço e audiência Parabólica. UOL. Visitado em 14 de abril de 2014.
  48. Marcelo Carneiro da Cunha recomenda série "Julie e Os Fantasmas" (19 de janeiro de 2014). Visitado em 14 de abril de 2014.
  49. Bárbara, Vanessa. Quem é morto sempre aparece Folha de S. Paulo. Visitado em 14 de abril de 2014.
  50. Saem os vencedores da APCA O Estado de S. Paulo (13 de dezembro de 2011). Visitado em 25 de abril de 2014.
  51. Gabriel Braga Nunes e Glória Pires são os grandes vencedores do APCA Ofuxico. Visitado em 14 de abril de 2014.
  52. "Julie e os Fantasmas" é eleito melhor programa de TV; leia sobre bastidores Brasil Online. Visitado em 14 de abril de 2014.
  53. Restart e NXZero disputam categoria do Kids' Choice Awards iG. Visitado em 14 de abril de 2014.
  54. Julie e os Fantasmas é indicado ao Kids' Choice Awards BOL. Visitado em 14 de abril de 2014.
  55. Veja a lista dos indicados ao Nickelodeon Kids Choice Awards 2012! Atrevida. Visitado em 14 de abril de 2014.
  56. Julie e os Fantasmas concorrem aos Meus Prêmios Nick 2012 Rede Bandeirantes. Visitado em 14 de abril de 2014.
  57. Confira a lista completa dos vencedores Meus Prêmios Nick Caras. Visitado em 14 de abril de 2014.
  58. Confira quem foram os grandes vencedores dos Meus Prêmios Nick 2012 R7. Visitado em 14 de abril de 2014.
  59. Mixer é finalista no Emmy Kids Awards Meio & Mensagem. Visitado em 14 de abril de 2014.
  60. "Julie e os Fantasmas" é indicada ao "Kids Emmy Awards" NaTelinha. Visitado em 14 de abril de 2014.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]