Miragem (Marvel Comics)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Miragem
Placeholder male superhero c.png

Dados da publicação
Publicado por Marvel Comics
Primeira aparição Marvel Graphic Novel #4: The New Mutants (1982)
Criado por Chris Claremont
Bob McLeod
Características do personagem
Alter ego Danielle "Dani" Moonstar
Espécie Humano Mutante
Afiliações X-Men
X-Force
S.H.I.E.L.D.
Instituto Xavier
Novos Mutantes
Habilidades Anteriormente nenhum:
Telepatia;
Ilusões Telepáticas;
Flechas psiônicas;
Telepatia Animal;
Poderes de energia quantum;
Materialização;
Excelente combatente corpo-a-corpo.
Projecto Banda desenhada  · Portal da Banda desenhada

Miragem é uma personagem de histórias em quadrinhos da Marvel Comics.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Origem[editar | editar código-fonte]

Danielle Moonstar cresceu feliz com seus pais até seus 10 anos. Até que passou a ter pesadelos, ela não sabia mas estava sonhando os maiores medos das pessoas. Em uma noite, um desses pesadelos mostrou a morte de seus pais e logo em seguida eles desapareceram nas montanhas. Acreditando em suas mortes, Dani passou a sonhar que tinha que se vingar derrotando o Urso Espiritual, um assustador Urso gigante que ela acredita ser o assassino de seus pais. Nos 5 anos seguintes, foi criada pelo seu avô, um chefe e xamã cheyenne chamado Águia Negra, vivendo em paz e descobriu um outro dom seu: Sua forte empatia com os animais.

Como os sonhos da neta continuavam a se manifestar, Àguia Negra contatou seu velho amigo, o Professor Charles Xavier, para que ele treinasse Danielle, deixando–a furiosa com o fato, acabou se descontrolando e retirando da mente de seu avô seu maior medo: sua própria morte, que ele tem pressentido por anos. Antes que o Professor Xavier chegasse, Àguia Negra foi morto por asseclas de Donald Pierce.

Trabalhando com outros mutantes recrutados pelo Professor: Karma, Lupina e Mancha Solar e a ajuda de Samuel Guthrie, jovem de bons princípios que trabalhava para Pierce para sustentar sua família, eles conseguiram derrotar o vilão e ela relutantemente aceitou ficar na mansão e aprender a controlar seus poderes, aceitando usar o uniforme padrão da Escola, mas com detalhes que lembrassem de sua origem Cheyenne: um cinto e um par de botas.

Novos Mutantes[editar | editar código-fonte]

E assim, integrou os Novos Mutantes com o codinome de Psiquê. na época os X-Men estavam no espaço e Charles acreditava que não estavam mais vivos. Em sua primeira sessão de treinamento na Sala de Perigo, Danielle acabou por fugir para a floresta com medo de se descontrolar no uso de seus poderes, porém mais tarde pensando que não poderia viver com medo, voltou sozinha à sala de perigo e iniciou a sequência que previamente teria sido elaborada para ela, a qual incluia luta com robôs (que não são ser afetados por seus dons). Ela venceu o programa ao contrário de seus colegas que haviam fracassado.

Ouviu uma conversa em que Xavier comentava com Moira sobre ela possuir esquizofrenia ou outras patologias psiquiátricas e ela, desolada pegou sua adaga e aventou a possibilidade de suicídio.

Mas Charlie se mostra depois estar infectado com um dos embriões da Ninhada. O objetivo da Ninhada era usar a telepatia do Professor e o poder de Danielle para dominar a humanidade. Quando ela descobriu ser a chave para os planos de conquista da Ninhada avisou seus colegas e lhes convenceu a nocauteá-la, frustrando os planos dos alienígenas. Não muito depois, os X-Men voltaram do espaço e o Professor X se recuperou da influência da Ninhada.

Achando o codinome Psiquê inapropriado, passou a se chamar Miragem e assumiu junto com Míssil, a co-liderança dos Novos Mutantes. Junto com seus colegas enfrentaram os Sentinelas, Samurai de Prata, Madame Hidra, Selene, todos com sucesso. Porém com a morte de Águia Negra, nada mais impedia do Urso Místico atacar Daniellle e ela, sentindo a sua presença, decidiu confrontá-lo sozinha. Colocou em seu rosto uma pintura de guerra Cheyenne e aventurou-se fora da mansão apenas com arco e flecha que pertenciam ao seu avô. Quando Miragem usou seu poder e manifestou o maior medo de seu oponente ficou surpresa que se tratava dela mesma. Alvejando–o com flechadas, ela pensou tê-lo matado, mas ao se virar de costas ele a atacou, deixando-a ferida gravemente.

Os Novos Mutantes a encontraram quase morta e a levaram ao hospital mais próximo, onde os médicos tentaram tudo para salvar sua vida, enquanto seus colegas de equipe lutavam com o Urso Místico na ante-sala do hospital e graças à Espada Espiritual de Illyana Rasputin, ele foi derrotado, liberando os pais de Dani que estavam aprisionados nesta forma. Os médicos conseguiram salvar sua vida, mas disseram que ela não mais poderia andar, porém graças ao auxílo do morlock Curandeiro, ela voltou ao normal. Ela optou por permanecer se recuperando na mansão, negando o pedido de seus pais de voltar a Colorado.

Valquíria[editar | editar código-fonte]

Os Novos Mutantes foram capturados e levados à Asgard por Encantor que pensara se tratarem dos X-Men, a mando de Loki que queria vingança contra estes por terem se recusado a servi-lo. A equipe foi separada durante o teletransporte, e Dani se encontrava sozinha quando avistou e resgatou um cavalo alado contra uma horda de caçadores. Imediatamente, ela formou um vínculo telepático com o animal que a escolheu como sua cavaleira.

Outra mulher, cavalgando em um espécime semelhante, passa por eles e convida Dani para segui-la ao local onde estariam suas irmãs e ela aceitou. Depois de passar um tempo com elas, Dani começou a suspeitar que as jovens guerreiras escondiam algo dela e partiu sozinha à procura de seus colegas. Estranhamente, todos para quem perguntava informações tinham um medo e receio de sua pessoa. Isto só foi explicado quando os X-Men e os Novos Mutantes encontraram Hela, a deusa da morte: o cavalo é um dos seres alados escolhidos por Odin, soberano de Asgard, para ser cavalgado pelas Valquírias que conduzem os espíritos dos falecidos ao Tártaro. O elo entre Dani e Ventania (o nome dado aos seu unicórnio) foi abençoado por Odin, dando-lhe a capacidade de prever a morte das pessoas na forma de imagens vistas sobre os indivíduos. Quando voltaram a Terra, Ventania acompanhou Miragem.

Após seu retorno Dani sentiu-se perdida quando notou que Xavier não era mais o diretor das escola e sim Magneto. Previu a morte de toda a equipe e foi justamente o que aconteceu, ela e todos os Novos Mutantes foram mortos por Beyonder, que os ressuscitou em seguida. Porém todos retornaram traumatizados, sem nenhuma motivação para viver. Magneto se sente incapaz de treiná-los dessa forma. Miragem foi a única que conseguiu se recuperar ao conversar com o Thor (que havia se transformado em sapo [!]). Não vendo como ajudá-los, Magneto os envia para a Academia Massachesets de Emma Frost. Para a ira de Miragem.

Emma aceita os novos alunos, desfaz o trauma deles mas também faz todos se recrutarem nos Satânicos. Furioso com isto, Magneto busca seus alunos de volta.

Novo poder[editar | editar código-fonte]

Sua amiga Magma foi capturada pelos Purificadores, a serviço do Alto Evolucionário, que queria remover os poderes dos mutantes. Os Novos Mutantes foram salvá-la escondido de Magneto. Dani é jogada na máquina anuladora de poderes. Mas Tonelada, um mutante que também tinha sido capturado, em seu último suspiro, salva Miragem de perder seus poderes, recalibrando a máquina, e ela acaba tendo seus poderes evoluídos como efeito colateral. Agora, os pensamentos que ela projetava se tornam reais, mas apenas um por vez. Como uma ”forma inerte” de poder, ela manifestou um pequeno colar na forma de uma lança que sumiria para poder aparecer uma nova imagem quando ela precisasse.

Quando Hela, a Deusa da Morte, infectou as Valquírias e consequentemente Dani com uma febre mística, deixando-a coberta por chamas e contorcendo com a dor. Seu plano era usar Miragem para angariar humanos à sua causa contra Thor. Dani resistiu de tudo que é forma até não poder mais, para proteger a Terra, ela e os Novos Mutantes foram transportados para Asgard onde ela perdeu o controle se transformando num ser demoníaco de pele vermelha e garras. Já que não poderia mais usar Dani em seus planos na Terra, Hela encantou uma lâmina com sua própria mágica com a finalidade de Dani matar Odin, o soberano de Asgard, pois com sua morte Hela teria todo o poder do monarca. Míssil o protegeu com seu poder mutante que o deixa invulnerável em propulsão; com o impacto Dani e todas as Valquírias se libertaram da influência de Hela e Miragem voltou ao normal.

Na hora de finalmente retornarem para casa, Miragem decide ficar em Asgard e ajudar as Valquírias a limpar seu nome novamente.

Frente de Libertação Mutante (F.L.M.)[editar | editar código-fonte]

Pouco se sabe sobre sua vida em Asgard, mas a mudança refletiu em seu cavalo alado que se tornou negro, com asas de morcego e rebatizado de Vento Negro. Os poderes de Danielle também foram modificados, sendo agora capaz de lançar flechas psiônicas.

De volta à Terra, Dani não dá notícias para seus amigos Novos Mutantes (que agora formam a X-Force) foi contatada pela S.H.I.E.L.D. e solicitada a se infiltrar na F.L.M.. Mesmo tendo que abandonar seus familiares Dani aceitou. Chamando–se apenas Moonstar, Dani ingressou a equipe que havia sido reorganizada pelo mutante terrorista Cólera.

Na FLM, Moonstar chegou a enfrentar a X-Force diversas vezes, atacando-os severamente para manter seu disfarce. Quando indagada do porquê de estar aliada a criminosos, Dani não pode revelar suas verdadeiras intenções e disse que apenas era uma coisa que ela tinha que fazer. Porém mesmo em lados opostos ajudou seus ex-colegas contra o Gamesmaster e os Upstars e na caçada de Cable à mutante Feral.

Moonstar queria influenciar Cólera (que pensava se tratar de seu amigo mancha Solar deslocado no tempo) a ter atitudes menos violentas para conseguir seus objetivos, porém este não confiava mais em Dani, pensando que ela escondia algo e, num ato de extrema loucura, a atacou e matou seu cavalo alado. A X-Force chegou a tempo de salvá-la e o vilão foi aprisionado.

O segredo foi finalmente revelado quando a F.L.M. foi atacada pela OTZ. Temendo pela segurança de Dani, o diretor da S.H.I.E.L.D. G.W.Bridges solicitou a ajuda da X-Force, explicando-lhes que Dani estava infiltrada na equipe como informante.

X-Force[editar | editar código-fonte]

Enquanto a maior parte do grupo terrorista foi derrotado e preso. Dani e Antebraço, o único em quem confiava no grupo terrorista, foi embora com a X-Force, porém ao descobrir que Dani era uma espiã, ele ficou decepcionado e resolveu ir embora. X x x x x

Durante o encontro com agentes da Fundação Damocles, Dani foi acidentalmente transformada em um estado de cristal líquido pela manipuladora de realidade, Arcadia DeVille, que não controlava bem suas habilidades. Poucos minutos depois, Dani voltou ao seu estado normal e parecia que nada havia mudado. Tanto a X-Force como Arcadia partiram, sem saber que mudanças tinham ocorrido.

Após algumas semanas, Dani descobriu que seu corpo apresentava mudanças a nível molecular e que ela possuía um novo poder. Ela era capaz agora de manipular energias quânticas provenientes do próprio universo, causando modificações a nível subatômico. Com o tempo, ela aprendeu a “sentir” estas energias na forma de partículas e ondas. E mais, ela poderia mudar estas conexões, modificando o estado natural das coisas, como ela fez num confronto com Magneto anulando seu campo eletromagnético, em Genosha.

Não foi só Danielle que mudou, Arcadia também. Seu breve encontro fez com que uma espécie de elo se formasse entre as duas, e elas começaram a acessar as memórias e pesadelos uma da outra. Perseguida pela visão do Urso Místico, Arcadia acidentalmente deu-lhe novamente forma física e o caos se instalou em São Francisco. Moonstar e Arcadia foram consumidas pelo Urso que queria adicionar o poder delas ao dele. Entretanto, o tiro saiu pela culatra, pois dentro dele, elas reabsorveram as energias usadas na criação dele. Isto foi trabalhoso e Arcadia não suportou um aumento tão brusco em seu poder e acabou por esconder-se dentro de sua própria mente, deixando uma personagem de seus contos de infância e uma versão maligna dela mesma de outra realidade assumir o controle, intitulando-se a Rainha das Espadas Estelares.

Percebendo que Moonstar era uma inimiga em potencial, pelo elo que outrora compartilhavam, ela criou 4 cópias de Danielle em épocas diferentes: nos Novos Mutantes, Valquíria, Membro da F.L.M. e controladora de energia quântica, todas em transe e servindo ao seu propósito que é remodelar o mundo e dominar a humanidade.

Estes clones confrontaram a X-Force, e Dani perdeu temporariamente seus poderes, que foram sugados pelas suas versões de outras épocas. A Rainha criou uma catedral no centro de São Francisco que serviria de seu quartel general; a X-Force entrou no local e foi separada em pequenos grupos onde encontraram versões de realidades alternativas de si mesmos.

Dani enfrentou a Rainha e a derrotou contando com a ajuda de uma de suas versões, com isso o elo entre elas foi quebrado, Arcadia voltou ao normal e Dani manifestou novamente seu dom de criar ilusões e produzir flechas psiônicas, porém perdeu a capacidade de acessar energia quântica. Para derrotar a Rainha, Dani e a X-Force também receberam ajuda de Jenifer Kale, uma feiticeira amiga de Dani e do Homem-Coisa, o Guardião dos Nexos.

Academia X[editar | editar código-fonte]

Instrutora dos Novos Mutantes (2) (Ajude o site com essa fase de Danielle Moonstar)

Rejeitou o convite de Missil de se tornar uma X-man para continuar sendo professora e treinando mutantes.

Sem poderes[editar | editar código-fonte]

No efeito colateral causdo no Dia M, Danielle Moonstar perdeu seus poderes. (Ajude o site com essa fase de Danielle Moonstar)

6.1- A Iniciativa: Virou monitora d’ A Iniciativa, onde cuidou de um garoto chamado Trauma. Ele pode se transformar no maior medo da pessoa.

Poderes e Habilidades[editar | editar código-fonte]

Moonstar é uma mutante que anteriormente tinha uma habilidade psiempática para criar imagens tridimensionais dos conceitos visuais de dentro da mente de si mesma e aos outros. Seu talento permitiu-lhe manifestar as emoções das pessoas como ilusões realistas. Começou como manifestando os piores temores do povo, muitas vezes de forma incontrolável, contra a vontade de ambos os envolvidos. Logo, ela ganhou a habilidade de controlar este desejo e para uma pessoa manifestar a mais profunda. Ela pode até mesmo criar ilusões, canalizando o pensamento residual e impressões emocionais em uma área (como Wolverine mostrar uma cena de batalha entre o Sr. Sinistro e assaltantes desconhecidos, simplesmente por entrar na área onde a batalha teve lugar recentemente). No primeiro, a Miragem não poderia controlar sua imagem projetando imagens sem conscientemente dispostos a fazê-lo. Desde então, ela ganhou o controle através de formação e maturidade.

Ela também tinha um tempo para a capacidade de fazer as imagens telepáticas manifestando-as como energia psiônica, tornando-se entidades tangíveis de força psiônica sólida. Esta capacidade foi limitada no que Danielle só poderia sustentar uma ilusão de uma vez. Ela muitas vezes realiza em torno de um sonho, a fim de destruir as ilusões anteriores. Muitas vezes, os seus poderes lhe causou a experiência acentuada, dor de cabeça cegante.

Danielle depois ganhou a habilidade de focar seus poderes psiônicos em flechas de energia que pode atordoar o adversário por perturbar o seu sistema nervoso central, ou forçá-los a reviver a memória traumática. Ela também pode projetar imagens de objetos do medo ou do desejo da mente dos animais vertebrados e alguns insetos, mas só o animal a partir da qual ela deriva da imagem será capaz de vê-lo. Moonstar tinha um talento quase telepática que lhe permitiu formar um relacionamento com os animais superiores, incluindo seu cavalo Brightwind, primatas, caninos, felinos e aves. Ela pode perceber seus sentimentos, perceber conscientemente imagens em suas mentes, e até mesmo ver através dos seus olhos. Isto tem provado ser uma habilidade muito útil, pois permitiu-lhe comunicar com Wolfsbane no seu meio transitório de forma tremoço ou transformada em sua forma de lobo. Ela também tem sido capaz de existir pacificamente com os animais selvagens.

Por um curto período, uma jovem mutante deu a Moonstar a capacidade de manipular as energias quânticas de afectar a energia e a matéria em nível subatômico fogo e explosões de energia poderosa, mas esses poderes foram apenas temporários.

Quando Moonstar Brightwind resgatada, ela se tornou uma Valquíria, e tornou-se dotado do poder Valkyrie de perceber e sentir a chegada da morte. Como tal, Moonstar podia perceber uma deathglow "em torno de uma pessoa em perigo de morrer, uma nuvem escura ou imagem visual gráfico sobre as pessoas que estavam em perigo mortal. Isso lhe permitiu salvar muitas vidas. Ela também poderia perceber Death encarnado e até mesmo fazer batalha física com a própria morte e flechas seu Valkyrie mostraram capazes de causar dor a Hela. Ela criou um fantasma Cheyenne ilusória "pessoal", aproveitando uma imagem em sua própria mente e com êxito wielded-lo como uma arma contra a própria morte e da morte Asgardiano-deusa Hela.

Por causa dos poderes da Feiticeira Escarlate e ações, Moonstar perdeu seus poderes. Além disso, ela perdeu seus poderes Valkyrie devido à queda de Asgard. Sua Asgardiano cavalo alado, Brightwind, não foi visto desde Asgard caiu.

No entanto, devido à sua formação a nível de Xavier e seu tempo como um Valkyrie em Asgard, ela ainda está fisicamente apto e uma excelente mão-de-mão combatente. Além disso, ela é experiente no uso de armas como um arco, lança e espada, que ela carregava como uma Valquíria. Ela é uma boa equestre e nadadora, boa atiradora com um rifle, além de ser muito habilidosa com arco e flecha.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]