Movimento circular uniforme

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde junho de 2011).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.

O movimento circular uniforme (MCU) consiste num tipo de movimento de trajetória circular em que o módulo da velocidade é constante, variando apenas a direcção e o sentido do vetor velocidade, uma vez que o somatório das forças no corpo é não nulo apenas na componente normal. Podemos aproximar o movimento da lua como um MCU, por exemplo.

Aceleração[editar | editar código-fonte]

O somatório das forças neste tipo de movimento é nulo na componente tangencial (componente da aceleração com direção igual à do vetor velocidade podendo ter sentido diferente) e não nulo na componente normal ou centrípeta (sendo esta componente direcionada para o centro da curva) à trajetória. Como tal, o valor absoluto da velocidade (o módulo do vetor velocidade) é constante, variando a sua direção e sentido.

No caso do MCU, a aceleração centrípeta é constante, uma vez que o raio da trajetória é constante por definição, e a velocidade V é também constante dado que a aceleração tangencial é nula.

Velocidade[editar | editar código-fonte]

Esquema das forças

Num sistema de coordenadas polares, podemos exprimir a posição do corpo em função do ângulo \theta. Podemos então definir:

Velocidade angular

\omega = \frac{\partial \theta}{\partial t}

Frequência e período[editar | editar código-fonte]

Como a velocidade é constante e não nula, podemos escrever

T = \frac{2\pi}{\omega}

e

f = \frac{\omega}{2\pi},

onde T é o período, f é a frequência e \omega (omega) é a velocidade angular da partícula, dada por \omega = \frac{v}{R}

Ver também[editar | editar código-fonte]