Palotinos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Os Palotinos ou Padres Palotinos (S.A.C.) são uma congregação religiosa da Igreja Católica Apostólica Romana fundada em 1835 com o nome de Sociedade do Apostolado Católico (societas apostolatus catholici) pelo Padre Vicente Pallotti, declarado santo, durante o Concílio Vaticano II, pelo Papa João XXIII em 20 de janeiro de 1963.

História e trabalho[editar | editar código-fonte]

Padres Palotinos

A Sociedade do Apostolado Católico, convoca a sacerdotes, irmãs e leigos para estabelecer um compromisso comum de viver e propagar juntos o Evangelho de Jesus Cristo.

Um exemplo do seu trabalho é a Missão Palotina de Camarões estabelecida em 1890 na então colônia de Camarões parte do Império Alemão.

Na Argentina, em 1976 cinco religiosos palotinos foram assassinados juntos na igreja de San Patricio durante a ditadura militar (1976-1983). O feito é conhecido como o Massacre de San Patricio. Os cinco religiosos são considerados mártires pela congregação dos palotinos. Em 2006 o cardeal Jorge Mario Bergoglio iniciou os trâmites para a canonização dos cinco religiosos como mártires da fé.[1]

Referências

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Ngoh, Victor Julius (1996): History of Cameroon Since 1800. Limbe: Presbook.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Catolicismo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.