Primeira Igreja Batista do Rio de Janeiro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes confiáveis e independentes. (desde Outubro de 2008). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Emblem-scales.svg
A neutralidade desse artigo (ou seção) foi questionada, conforme razões apontadas na página de discussão.
Justifique o uso dessa marca na página de discussão e tente torná-lo mais imparcial.

A Primeira Igreja Batista do Rio de Janeiro (PIBRJ) foi organizada em 24 de agosto de 1884 e conta atualmente com cerca de 2.000 membros. Foi a terceira Igreja Batista organizada no Brasil, numa casa na rua de Santana. Posteriormente, no início do século XX, foi transferida para o novo templo entre a Cidade Nova e o Estácio, onde chama a atenção dos transeuntes por sua bela arquitetura de colunas. A Igreja é filiada à Convenção Batista Brasileira.

A finalidade precípua da Igreja é o culto de adoração a Deus, o evangelismo, doutrinamento e orientação espiritual de seus fiéis, bem como a beneficência, educação, missões e demais causas e atividades pertinentes ao estabelecimento do Reino de Deus na terra. A PIBRJ reconhece como única norma de fé, doutrina, culto, disciplina e governo a Bíblia Sagrada, e adota os princípios batistas enunciados na declaração doutrinária votada pela Convenção Batista Brasileira.

  1. A Primeira Igreja Batista do Rio de Janeiro existe para proclamar a mensagem do Cristo Vivo a todas as pessoas, colocando-a no contexto de cada situação e utilizando-se de todos os meios possíveis.
  2. Para aqueles que confessam Jesus Cristo como Senhor e Salvador pessoal, a Primeira Igreja Batista do Rio de Janeiro se propõe ser uma família de fé onde eles possam:
  • desenvolver a maturidade espiritual e doutrinária;
  • exercitar por completo seus dons espirituais;
  • integrar-se plenamente na comunhão e na ação da igreja e, assim, ser o meio pelo qual a igreja possa cumprir eficazmente a sua missão.

Para o cumprimento da sua missão, a Primeira Igreja Batista do Rio de Janeiro se orienta pelos seguintes princípios:

1. Sujeição completa à Bíblia Sagrada.

2. Busca constante da qualidade em tudo que desenvolve.

3. Desenvolvimento equilibrado de um ministério que atenda simultaneamente às funções eclesiásticas de: Adoração, Comunhão, Ensino, Proclamação e Serviço Cristão.

4. Manutenção de dois polos de atuação: (a) a atuação comunitária, visando à localidade geográfica imediata à sua sede e (b) a atuação cosmopolitana, abrangendo toda a área onde se faz sentir a sua influência.

5. Comprometimento com a Convenção Batista Brasileira e cooperação prioritária com suas organizações.

6. Abertura a todas as pessoas, sem qualquer restrição de raça, sexo, idade ou posição sócio-cultural-econômica

7. Atuação marcante na sociedade, com vistas a influir em todas as esferas político-sociais aonde lhe for possível chegar, sem, entretanto, comprometer-se com partidos e/ou facções de qualquer ordem.

Sobre a PIBRJ Primeira Igreja Batista do Rio de Janeiro[editar | editar código-fonte]

Em suas dependências, possui um museu que conta um pouco da história batista e a Escola Vitória, instituição de ensino fundamental baseada em princípios cristãos.

A PIBRJ é uma das poucas igrejas protestantes do Brasil que possui um belíssimo órgão de tubos. Há também o órgão Hammond, que se localiza na galeria do templo. O órgão de tubos foi doado para a Christ Church (atual Igreja Anglicana do Rio de Janeiro) pelo Conde de Leopoldina - Henry Lowndes (1861-1931). Na época, a Christ Church tinha como endereço a Rua dos Barbonos, hoje conhecida como Rua Evaristo da Veiga, 10. Edson Elias, membro da PIBRJ, pianista e organista com reconhecimento internacional (1947-2008), foi escolhido para tocar esse instrumento em que voltou a funcionar no culto do dia 24 de agosto de 1993. Fato noticiado pela imprensa: Jornal do Brasil, 25 de agosto de 1993. Em 28 de agosto ocorre o Concerto de Reinauguração do Órgão de Tubos da PIBRJ, com a organista Dra. Dorotéa Kerr e o Maestro Elias Moreira da Silva. Não foi possível realizar todos os reparos e consertos como era necessário para o pleno funcionamento do órgão. Fato que não impediu seu uso nos cultos, casamentos e concertos. Durante anos, nossos Diretores de Música levaram adiante esse difícil e desejado projeto. Neste período foram realizados reparos, trocas de peças e afinação. Durante todo o ano de 2014, o órgão passou por uma reforma completa, conduzida pela família Rigatto, organeiros de São Paulo. O órgão foi desmontado e levado para São Paulo para passar pela reforma.

Pastores[editar | editar código-fonte]

Desde 1884, o pastorado da Igreja foi ocupado por apenas cinco pastores, sendo eles:

  • Pastor William Buck Bagby, norte-americano, foi o primeiro missionário batista a estabelecer-se no Brasil. Foi o pastor fundador da Igreja, pastoreando-a nos quinze primeiros anos de sua história (de 1884 a 1899).
  • Pastor Francisco Fulgêncio Soren, de 1902 a 1933 - Falecido ao 1 de outubro de 1933. Tendo ido estudar nos Estados Unidos, de lá regressou para pastorear a igreja, tendo se casado com a americana Jane Filson.
  • Pastor João Filson Soren, de 1935 a 1985 - Filho do Pastor F. F. Soren e o pastor que assumiu por cinquenta anos o púlpito da PIBRJ, aposentou-se em 1985, continuando ainda como membro até a sua partida para a Glória Celestial. Foi agraciado com o título de Pastor Emérito, o Pr. Soren faleceu a 2 de janeiro de 2002.
  • Pastor Fausto de Aguiar Vasconcelos - De 1985 a 2005. Atualmente dirige o Setor de Educação e Evangelismo, da Aliança Batista Mundial, com sede em Washington, EUA.
  • Pastor João Soares da Fonseca - Desde 29 de abril de 2006, é o atual pastor.

Templo da PIBRJ[editar | editar código-fonte]

O atual templo da Primeira Igreja Batista do Rio de Janeiro se localiza na rua Frei Caneca 525, no Estácio, região próxima ao Centro do Rio, é sem dúvida uma belíssima construção, notada por todos os que transitam pelas imediações da rua Frei Caneca. O atual templo foi inaugurado em 1928 sob o pastorado do Pastor Francisco Fulgêncio Soren. O belo edifício tem em seu frontispício seis colunas que sustentam o telhado da portaria principal. Sem contar é claro com o edifício de Educação Religiosa, localizado atrás do templo.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Cristianismo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.