Catedral São Sebastião do Rio de Janeiro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Catedral São Sebastião do Rio de Janeiro
Construção 1979
Diocese Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro
Bispo Orani João Tempesta
Local Bandeira do Município do Rio de Janeiro.png Rio de Janeiro (RJ),  Brasil
Teto da catedral

A Catedral São Sebastião do Rio de Janeiro, também conhecida como Catedral Metropolitana do Rio de Janeiro, é uma catedral católica localizada no Centro da cidade do Rio de Janeiro, no Brasil. Foi inaugurada em 1979, substituindo, como catedral da cidade, a Igreja de Nossa Senhora do Monte do Carmo. Em estilo moderno, apresenta formato cônico, com 106 metros de diâmetro, 75 metros de altura externa, 64 metros de altura interna[1] e capacidade para 20 000 pessoas em pé. A beleza da edificação, de linhas retas e sóbrias, deve-se aos vitrais coloridos rasgados nas paredes até a cúpula. Seu projeto e execução foram coordenados pelo monsenhor Ivo Antônio Calliari (1918 - 2005).

O projeto é do arquiteto Edgar de Oliveira da Fonseca: segundo alguns, inspirado nas naves do Projeto Apollo, como símbolo do futuro[2] ; segundo outros, inspirado nas pirâmides maias[3] . A porta principal é formada por relevos em bronze e tem, como tema, a . O interior da catedral foi projetado pelo padre Paulo Lachen Maier. As esculturas são de Humberto Cozzo. A Capela do Santíssimo tem dois candelabros de Niccola Zanotto[4] .

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Catedral São Sebastião do Rio de Janeiro