Processo de Sacco e Vanzetti

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes confiáveis e independentes. (desde agosto de 2013). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Manifestação em Londres contra a execução de Sacco e Vanzetti

Nicola Sacco (Torremaggiore, 22 de abril de 1891Charlestown, 23 de agosto de 1927) e Bartolomeo Vanzetti (Villafalletto, 11 de junho de 1888Charlestown, 23 de agosto de 1927) foram dois anarquistas italianos que foram presos, processados, julgados e condenados nos Estados Unidos na década de 1920, sob a acusação de homicídio de um contador e de um guarda de uma fábrica de sapatos. Sobre sua culpa houve muitas dúvidas já à época dos acontecimentos.

Pintura retratando o funeral de Sacco e Vanzetti
Bartolomeo Vanzetti (esquerda) e Nicola Sacco (direita).

Não foram absolvidos nem mesmo depois que um outro homem admitiu em 1925 a autoria dos crimes. Foram condenados à pena de morte e executados por eletrocução, em 23 de agosto de 1927.

Há uma citação sobre ambos no poema "América" de Allen Ginsberg e no texto sobre o Surrealismo de Walter Benjamin.

Howard Fast, escritor de origem judaica e militante político, escreveu um livro que narra a história dos dois anarquistas, com o título "Sacco e Vanzetti".

Absolvição tardia.

O governador de Massachusetts Michael Dukakis,em 23 de Agosto de 1977, promulgou um documento os absolvendo, exatamente 50 anos depois.

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.


Ícone de esboço Este artigo sobre Anarquismo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.