Rodolfo Rodríguez

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Rodolfo Rodríguez
Rodolfo Rodríguez
Rodríguez erguendo o Mundialito de 1980
Informações pessoais
Nome completo Rodolfo Sergio Rodríguez y Rodríguez
Data de nasc. 20 de janeiro de 1956 (58 anos)
Local de nasc. Montevidéu, Uruguai
Altura 1,91 m
Destro
Apelido O Paredão
Informações profissionais
Clube atual Aposentado
Posição ex-Goleiro
Clubes de juventude
1971–1976 Uruguai Cerro
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos/gols)
1976
1976–1984
1984–1988
1988–1990
1991–1992
1992–1994
Uruguai Cerro
Uruguai Nacional
Brasil Santos
Portugal Sporting
Brasil Portuguesa
Brasil Bahia
0000? 0000(?)
0000? 0000(?)
000255 000(0)
00016 0000(0)
00025 0000(0)
00063 0000(0)
Seleção nacional
1975
1976
1976–1986
Flag of Uruguay.svg Uruguai Sub-20
Flag of Uruguay.svg Uruguai Olímpico
Flag of Uruguay.svg Uruguai


00078 0000(0)

Rodolfo Sergio Rodríguez y Rodríguez, mais conhecido apenas como Rodolfo Rodríguez (Montevidéu, 20 de Janeiro de 1956), é um ex-futebolista uruguaio, que atuava como goleiro. Ficou conhecido no Brasil por ter jogado por Bahia, Portuguesa e Santos.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Começou sua carreira no Cerro, em 1976, equipe que defendeu por dois anos até chegar no Nacional de Montevidéu, onde foi campeão da Copa Libertadores da América e da Copa Intercontinental em 1980, além de ter vencido o campeonato uruguaio em três oportunidades: 1977, 1980, 1983.

Em 1981, defendendo a Seleção Uruguaia no Mundialito contra a Seleção Brasileira, teve uma atuação impecável fechando o gol e chamando a atenção do Santos. Foi contratado em 1984 por 120 mil dólares, um valor considerado alto para um goleiro na época, dinheiro emprestado pelo rei Pelé.

No Santos, onde jogou de 1984 a 1988, tornou-se rapidamente ídolo e conquistou três títulos: Campeonato Paulista (1984) Copa Kirin do Japão (1985) e Torneio Cidade de Marseille (1987), na França.

Em 29 de dezembro de 2009 ele foi eleito jogador símbolo do Santos no período 71-90. A diretoria do Santos acionou os torcedores para escolher os melhores atletas do clube em quatro momentos distintos. Araken Patusca, Pelé, Rodolfo Rodriguez e Robinho foram considerados os símbolos de eras nestes 97 anos de fundação e terão suas imagens expostas na estação Santos-Imigrantes em 2010.

A estação de metrô ganhará um memorial do Santos permanente no próximo ano. Os quatro nomes vencedores foram divididos da seguinte maneira: da fundação até 1950 (Patusca), de 1951 a 1970 (Pelé), de 1971 a 1990 (Rodolfo Rodriguez) e de 1991 até os dias atuais (Robinho).

A sequência de defesas na Vila Belmiro[editar | editar código-fonte]

No dia 14 de Julho, um sábado, na Vila Belmiro, ele protagonizou uma das mais fantásticas sequências de defesas da história do futebol. Rodolfo Rodriguez faz uma série incrível de defesas contra o América de Rio Preto, que viraram referência toda vez que se fala em grande lance de goleiros. Foram cinco defesas consecutivas no total, enquanto a defesa do Santos assistia inerte aos milagres do guerreiro uruguaio. O atacante Tarcísio, do América, declarou estupefato: Rodolfo era "maior que o gol".

Em 18 de Julho de 2010, ganha a primeira Defesa de Placa da história do futebol, entregue por Luis Álvaro de Oliveira Ribeiro, presidente do Santos Futebol Clube.

1993: Rodolfo Rodríguez "conhece" Ronaldo[editar | editar código-fonte]

Jogando pelo Bahia no ano de 1993, Rodolfo Rodríguez voltou à cena ao duelar com o jovem Ronaldo. O Cruzeiro venceu por 6 a 0, cinco gols foram do Fenômeno. O último entrou para a história do futebol: Rodolfo fez uma defesa e para agradecer aos céus soltou a bola, o garoto roubou a "redonda" e marcou o gol. O experiente goleiro não imaginava quem seria Ronaldo. Rodolfo Rodríguez se aposentaria em 1994, ainda pelo Bahia.

Foi citado na dublagem em Português do seriado Chaves, quando Quico e Chaves determinavam quais jogadores seriam na "partida", pois como o chaves foi gravado nos anos 70 o Rodolfo Rodríguez apenas começou a carreira em 1976 no Cerro seria impossível na versão original (em espanhol) ser citado de verdade.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Internacionais[editar | editar código-fonte]

Seleção do Uruguai
Nacional

Nacionais[editar | editar código-fonte]

Nacional
Santos
Bahia

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Bandeira de UruguaiSoccer icon Este artigo sobre futebolistas uruguaios é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.