Traje típico

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde fevereiro de 2014).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Alguns trajes típicos

Traje típico, também conhecido como traje nacional, exprime uma identidade através da roupa que geralmente diz respeito a uma área geográfica, mas também podem indicar status sociais, conjugais e/ou religiosos. Tais fantasias muitas vezes são usadas ou em ocasiões da vida cotidiana ou para festivais, como roupa formal.[1]

Exemplos de trajes nacionais incluem o quimono do Japão, o hanbok da Coreia, o tracht (masculino) da Alemanha, o sári (feminino) da India, o kilt da Escócia e o traje dos gaúchos da Argentina, Uruguai e Brasil.

Nos países árabes, o traje típico é um fez e dishdasha usado por homens e um hijab trajado por mulheres. Outro exemplo é o pano da costa, utilizado historicamente por mulheres afro-brasileiras.

Referências

  1. Editores do Aulete (2007). Verbete «traje». Dicionário Caldas Aulete. Página visitada em 24/02/2014.
Ícone de esboço Este artigo sobre Cultura é um esboço relacionado ao Projeto Cultura. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.