Wilson (1944)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Wilson
Wilson
 Estados Unidos
1944 • Technicolor • 154 min 
Direção Henry King
Produção Darryl F. Zanuck
Roteiro Lamar Trotti
Elenco Alexander Knox
Geraldine Fitzgerald
Thomas Mitchell
Gênero Biografia
Idioma Inglês
Música Alfred Newman
Direção de arte James Basevi
Wiard Ihnen
Direção de fotografia Leon Shamroy
Efeitos especiais Fred Sersen
Figurino René Hubert
Edição Barbara McLean
Estúdio 20th Century Fox
Distribuição 20th Century Fox
Lançamento Estados Unidos 1 de agosto de 1944
Portugal 22 de abril de 1946
Orçamento US$4,000,000
Receita US$2,000,000
Página no IMDb (em inglês)

Wilson (Wilson, no original em inglês) é um filme estadunidense de 1944, do gênero biografia, dirigido por Henry King e estrelado por Alexander Knox e Geraldine Fitzgerald.

Produção[editar | editar código-fonte]

O Democrata Woodrow Wilson foi presidente dos EUA entre 1912 e 1921.O filme Wilson faz justiça a várias de suas realizações, mas esconde suas inclinações racistas e as diversas intervenções militares na América Latina. Neste sentido, a película é mais uma apologia do que propriamente uma biografia.[1]

Um trabalho de amor para Darryl F. Zanuck, Wilson é o mais ambicioso de seus filmes biográficos e um relato elogioso dos dois mandatos de Woodrow Wilson,[2] o vigésimo oitavo presidente dos Estados Unidos e principal idealizador da Liga das Nações.

Zanuck não economizou na produção. Numa época em que a maioria dos filmes ainda era rodada em preto e branco, sua 20th Century Fox se destacava por luxuosas produções em Technicolor. Assim, na direção ele colocou Henry King, àquela altura o realizador com mais produções em cores de toda Hollywood.[3] A fotografia foi entregue a Leon Shamroy, sem dúvida o melhor cameramen do estúdio e que tem aqui seu melhor momento.[4] Para viver o presidente, ele chamou o relativamente desconhecido Alexander Knox. Ainda que de compleição um pouco mais robusta que a do biografado,[1] Knox revelou-se a escolha perfeita.

Wilson recebeu dez indicações ao Oscar da Academia e levou cinco estatuetas para casa, entre elas a de Melhor Roteiro Original e Melhor Fotografia. Alexander Knox ganhou um Globo de Ouro por sua atuação.

Zanuck esperava que Wilson o imortalizasse, assim como Gone with the Wind imortalizou David O. Selznick.[1] Entretanto, apesar da alta qualidade da produção e dos prêmios recebidos, o filme fracassou terrivelmente nas bilheterias. Durante anos foi proibido referir-se a ele na presença de Zanuck.[1]

Sinopse[editar | editar código-fonte]

O filme começa em 1909, quando Wilson era presidente da Universidade de Princeton. Em seguida, torna-se governador de Nova Jérsei. Daí para a presidência do país foi um pulo. Na Casa Branca, Wilson perde a primeira esposa, casa-se novamente, entra na Primeira Guerra Mundial a contragosto (após o afundamento do navio britânico RMS Lusitania, que levava muitos americanos a bordo) e luta pela criação da Liga das Nações.

Recepção crítica[editar | editar código-fonte]

Bosley Crowther escreveu no New York Times de 2 de agosto de 1944: "em termos de completa admiração pelo campeão de um ideal social mais elevado; de emocionante e total panorama do ardente mundo político onde ele viveu; e de uma cálida apreciação de sua humanidade, é difícil superar este brilhante filme".[5]

A crítica contemporânea também mostra-se bastante favorável à realização. Leonard Maltin chama-o de "soberbo" e de "um dos sólidos filmes de Hollywood".[6] "Soberbo" também é o adjetivo que o autor de The Movies Directory Story usa para qualificar o filme,[3] enquanto Hal Erickson, do site AllMovie, diz que "apesar de muito longo e superproduzido, o filme sobrevive como uma das mais vigorosas películas históricas dos anos 1940 em Hollywood".[1] Os autores de The Films of 20th Century-Fox assim se pronunciam: "filme político soberbo, ainda que idealista, com produção de primeira linha e grande atuação de Alexander Knox como o americano campeão de humanidade".[2]

Premiações[editar | editar código-fonte]

Patrocinador Prêmio Categoria Situação
Academia de
Artes e
Ciências
Cinematográficas
Oscar Melhor Filme
Melhor Diretor
Melhor Ator (Alexander Knox)
Melhor Roteiro Original
Melhor Fotografia
Melhor Edição
Melhor Trilha Sonora (drama ou comédia
Melhores Efeitos Especiais
Melhor Direção de Arte (cores)
Melhor Mixagem de Som
Indicado
Indicado
Indicado
Vencedor
Vencedor
Vencedor
Indicado
Indicado
Vencedor
Vencedor
New York Film Critics Circle NYFCC Award Melhor Filme
Melhor Ator (Alexander Knox)
Terceiro lugar
Segundo lugar
Golden Globes, USA Golden Globe Melhor Ator Filme Dramático (Alexander Knox) Vencedor

Elenco[editar | editar código-fonte]

Ator/Atriz Personagem
Alexander Knox Woodrow Wilson
Geraldine Fitzgerald Edith Bolling Galt
Thomas Mitchell Joseph Tumulty
Ruth Nelson Ellen Wilson
Cedric Hardwicke Senador Henry Cabot Lodge
Charles Coburn Professor Henry Holmes
Vincent Price William Gibbs McAdoo
William Eythe George Felton
Mary Anderson Eleanor Wilson
Ruth Ford Margaret Wilson
Sidney Blackmer Josephus Daniels
Madeleine Forbes Jessie Wilson
Stanley Ridges Doutor Cary Grayson
Francis X. Bushman Barnard Baruch (não-creditado)

Referências

  1. a b c d e ERICKSON, Hal. Wilson AllMovie. Visitado em 1 de fevereiro de 2014.
  2. a b THOMAS, Tony e SOLOMON, Aubrey, The Films of 20th Century-Fox, Secaucus, EUA: The Citadel Press, 1985 (em inglês)
  3. a b FINLER, Joel W., The Movie Directors Story, Nova Iorque: Crescent Books, 1985 (em inglês)
  4. AUTY, Martyn, Here's Looking at You - The Work of the Hollywood Cameramen, in Movies of the Forties, editado por Ann Lloyd, Londres: Orbis, 1985 (em inglês)
  5. CROWTHER, Bosley. Wilson (1944) New York Times. Visitado em 1 de fevereiro de 2014.
  6. MALTIN, Leonard, Classic Movie Guide, segunda edição, Nova Iorque: Plume, 2010 (em inglês)

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]