Caxambu (Jundiaí)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Caxambu
  Bairro do Brasil  
Unidade federativa  São Paulo
Município Jundiaí
Área
- Total 219,58 hectares
População
 - Total 3 437
    • Densidade 15,65 hab./km²
Domicílios 57,71% da área total do bairro
Fonte: Não disponível

O bairro do Caxambu está localizado na Região Norte do Município de Jundiaí, no estado de São Paulo, no Brasil. É famoso pela Festa da Uva local, pelas plantações de uvas e pela Sociedade Esportiva Caxambu.

Topônimo[editar | editar código-fonte]

A palavra "Caxambu" tem etimologia discutida. Existem várias interpretações:

  • tem origem no termo tupi kaxabu, que significa "mandacaru";[1]
  • tem origem no termo de origem africana "caxambu", que designa:
    • um grande tambor;
    • um gênero musical;
    • um gênero de dança;
    • cartas que ficam viradas uma para outra no ato de embaralhar;[2]
    • morro em forma de tambor.[3]

Loteamentos[editar | editar código-fonte]

O bairro é composto pelos seguintes loteamentos:

• Jardim Molinari

• Vila Morais

• Jardim Dona Donatta

• Jardim Rosaura

• Jardim Caxambu

• Quartier Les Residence (parte)

•Jardim Vera Cruz

Uso do solo[editar | editar código-fonte]

No bairro do Caxambu, embora predomine o uso residencial, há porções significativas do território ocupadas com atividades industriais, comerciais e de prestação de serviços.

  • Uso residencial: 57,71%
  • Uso comercial e de serviços: 10,20%
  • Uso institucional: 5,70%
  • Uso industrial: 26,39%

História[editar | editar código-fonte]

A história do Caxambú está relacionada à presença italiana na cidade que ainda hoje pode ser percebida principalmente na agricultura, destacando-se a produção de uvas e outras frutas. O Caxambú foi uma das regiões pioneiras na produção de uvas na cidade, tendo sido lá introduzida a variedade chamada "Isabel". Hoje, há uma tendência à valorização desse passado e seu aproveitamento par a atividades de turismo.[4]

Economia[editar | editar código-fonte]

Parte do seu território ainda é considerado rural, mas isso vem se modificando rapidamente com o aumento populacional e a divisão dos sítios em lotes para moradias. Caxambu possui indústrias, como, por exemplo, a Cereser, tradicional fábrica de bebidas.

Educação[editar | editar código-fonte]

O Caxambu é servido por dois estabelecimentos de ensino público: a Escola Municipal de Ensino Básico Hermenegildo Martinelli e a Escola Estadual Professor Getúlio Nogueira de Sá, além das várias escolas particulares de educação infantil.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. NAVARRO, E. A. Dicionário de tupia antigo: a língua indígena clássica do Brasil. São Paulo. Global. 2013. p. 556.
  2. FERREIRA, A. B. H. Novo dicionário da língua portuguesa. 2ª edição. Rio de Janeiro. Nova Fronteira. 1986. p. 375.
  3. CUNHA, A. G. Dicionário etimológico Nova Fronteira da língua portuguesa. Rio de Janeiro. Nova Fronteira. p. 168.
  4. «Dados retirados do site da Secretaria de Planejamento e Meio Ambiente de Jundiaí» (PDF) 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre bairros é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.