Doll Domination

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Doll Domination
Álbum de estúdio de The Pussycat Dolls
Lançamento 19 de setembro de 2008 (2008-09-19)
Gravação Julho de 2007—Maio de 2008
Gênero(s)
Duração 62:40
Idioma(s) (em inglês)
Formato(s)
Gravadora(s)
Produção
Cronologia de The Pussycat Dolls
Pussycat Dolls: Live from London
(2006)
Singles de Doll Domination
  1. "When I Grow Up"
    Lançamento: 27 de maio de 2008 (2008-05-27)
  2. "Whatcha Think About That"
    Lançamento: 9 de setembro de 2008 (2008-09-09)
  3. "I Hate This Part"
    Lançamento: 7 de outubro de 2008 (2008-10-07)
  4. "Out Of This Club"
    Lançamento: 12 de outubro de 2008 (2008-10-12)
  5. "Jai Ho! (You Are My Destiny)"
    Lançamento: 23 de fevereiro de 2009 (2009-02-23)
  6. "Bottle Pop"
    Lançamento: 6 de março de 2009 (2009-03-06)
  7. "Hush Hush; Hush Hush"
    Lançamento: 12 de maio de 2009 (2009-05-12)

Doll Domination é o segundo álbum de estúdio do girl group americano Pusssycat Dolls, lançado em 19 de setembro de 2008 pela Interscope Records. Após o sucesso do álbum de estréia do grupo, PCD (2005), Nicole Scherzinger tentou lançar sua carreira solo com Her Name Is Nicole; no entanto, depois de quatro singles sem nenhum sucesso, Scherzinger decidiu se concentrar no segundo álbum do grupo. O lançamento do álbum foi precedido pela saída da integrante mais antiga do grupo, Carmit Bachar. O desenvolvimento começou em fevereiro de 2008, onde o grupo trabalhou com os colaboradores anteriores Sean Garrett, Polow da Don e Timbaland e novos, como Darkchild, J-Roc e Ne-Yo. Além disso, quatro músicas gravadas para o Her Name Is Nicole foram dadas por Scherzinger, porque ela sentiu que as músicas ficariam mais adequadas para o grupo.

O Doll Domination estreou no número quatro na Billboard 200 dos EUA, tornando-se a melhor estreia do grupo; no entanto, o álbum foi considerado uma decepção comercial. Ele experimentou picos semelhantes nas paradas, estreando no número três no Canadá e número quatro na Austrália e no Reino Unido. Sete singles foram extraídos, incluindo os sucessos "When I Grow Up", "I Hate This Part" e "Jai Ho! (You Are My Destiny)"- que creditou Scherzinger como artista de destaque -. Para apoiar o álbum, o grupo embarcou em sua segunda turnê, intitulada Doll Domination Tour. Ao longo de 2009, o álbum foi reeditado em várias formas diferentes.

Antecedentes[editar | editar código-fonte]

O álbum anterior do grupo PCD (2005) foi um sucesso comercial e vendeu até 2,9 milhões de discos nos Estados Unidos. O álbum contou com três enormes sucessos, incluindo o single internacional "Don't Cha".[3] O sucesso levou ao grupo uma ampla gama de licenciamentos que incluiu uma série de reality shows da CW, PussycatDolls Present: The Search for the Next Doll.[4] Produzido pela fundadora do grupo Robin Antin, seu irmão Steven Antin, o executivo Jimmy Iovine, e os produtores de televisão McG e Ken Mok, o objetivo do programa era selecionar um sétimo membro ao grupo que se juntaria a elas na gravação do segundo álbum de estúdio e futuros projetos. No final em 24 de abril revelou Asia Nitollano para ser a vencedora da competição. Após sua vitória, ela se juntou ao grupo em uma performance de seu single de estreia, "Don't Cha". No entanto, vários meses depois, foi revelado que Nitollano não tinha interesse em prosseguir com o grupo, após o final do reality e preferiu seguir carreira solo.[5]

Ao longo de dois anos (2005–07), a vocalista Nicole Scherzinger gravou 75-100 canções para o seu álbum de estréia solo planejado.[6] Em março de 2007, Scherzinger anunciou que seu primeiro álbum de estúdio seria intitulado Her Name Is Nicole e foi inicialmente planejado para ser lançado no final do verão.[7][8] Em setembro de 2007, Scherzinger lançou seu primeiro single, "Baby Love", com will.i.am, obtendo sucesso mediano. Após o fracasso dos outros três singles: "Whatever U Like" (com T.I.), "Supervillain" e "Puakenikeni",[8] Scherzinger decidiu não lançar mais nenhum single do álbum. Her Name Is Nicole foi cancelado e voltou o foco para o segundo álbum das Dolls.[9] Em 3 de março de 2008, Carmit Bachar anunciou através do site do grupo que ela havia deixado o grupo com a intenção de seguir carreira solo.[10] Na época de sua saída, ela tinha sido a integrante mais longa do grupo, juntando-se em 1995 quando elas eram uma trupe burlesco.[11] Em 10 de março, elas se apresentaram pela primeira vez sem Bachar para o concerto Operação MySpace, que homenageou as tropas americanas estacionadas no Kuwait.[12]

Em 12 de agosto de 2008, o grupo revelou a arte do álbum para a edição padrão do álbum.[13] A capa mostra cada membro em motocicletas que ostenta um medalhão exibindo suas iniciais. Maura, do Idolator, viu a capa como um passo para que os quatro integrantes restantes "finalmente chegassem e talvez, um dia, terem personalidades próprias".[13]

Composição[editar | editar código-fonte]

Doll Domination compreende dezesseis faixas na edição padrão e vinte e um na edição de luxo - cinco das quais são músicas cantadas a por cada integrante individualmente.[14] Em termos de composição musical, os críticos notaram que segue a mesma fórmula do álbum de estréia; temas auto-suficientes, letras sensuais e batidas de dança.[15][16]

O álbum abre com "When I Grow Up", é uma música de R&B e electropop que se centra no desejo de ser famoso quando se cresce.[17][18] Nic Oliver do musicOMH opinou que a faixa "define o estilo do resto do álbum".[19] "Bottle Pop", com a participação de Snoop Dogg, consiste em "vocais ofegantes, música eletrônica divertida e insinuações sexuais".[20] "Whatcha Think About That" é uma música electropop e R&B que é construída em torno de um distintivo de guitarra.[21][22] A canção apresenta três versos cantados pela rapper americana Missy Elliott que se junta ao grupo.[22][23] A quarta faixa "I Hate This Part" é uma balada emotiva que fala sobre a conversa antes de um rompimento.[17] "Takin 'Over the World" é uma canção com electro grooves."[24] A sexta faixa, "Out Of This Club", com a participação do rapper americano R. Kelly e produtor Polow da Don é "uma geléia lenta" consistindo de "melodias de piano rudimentares" e uma "batida de pelúcia contra um refrão romântico".[23][25] "Who's Gonna Love You", uma sobra do Her Name Is Nicole, foi apontada como tendo influências de Janet Jackson, bem como "anos 80 brilhantes".[14] Em "Happily Never After" Scherzinger narra a história de uma mulher que sai em um relacionamento sem futuro.[24] "Magic" usa elementos da música do Oriente Médio.[24]

Recepção[editar | editar código-fonte]

Críticas profissionais
Pontuações agregadas
Fonte Avaliação
Metacritic 51/100[26]
Avaliações da crítica
Fonte Avaliação
AllMusic 2 de 5 estrelas.[14]
Entertainment Weekly C–[27]
Los Angeles Times 1.5 de 4 estrelas.[28]
musicOMH 1 de 5 estrelas.[19]
Newsday C–[29]
Slant Magazine 3 de 5 estrelas.[23]
Rolling Stone 2.5 de 5 estrelas.[25]
USA Today 2.5 de 5 estrelas.[16]
Yahoo! Music UK 6 de 10 estrelas.[30]

Crítica[editar | editar código-fonte]

No Metacritic, que atribui uma classificação normalizada de 100 a críticas da crítica mainstream, o álbum recebeu uma pontuação média de 51, que indica "revisões mistas ou médias", com base em 12 avaliações.[26] Escrevendo para a Billboard, Mariel Concepcion forneceu uma revisão favorável, opinando que o álbum tem todos "os elementos (temas auto-suficientes, letras sensuais e um monte de látex apertado) para imitar a vitória de [PCD]".[15] Steve Jones, do USA Today, concordou com Concepcion, mas acrescentou que elas estão "mais interessadas ​​em empurrar sua marca do que em ultrapassar fronteiras".[16] Escrevendo para a Slant Magazine, Sal Cinquemani descobriu que "foi inteligente destacar os talentos das outras integrantes" após o cancelamento de Her Name is Nicole.[23] Escrevendo para o Washington Post, Allison Stewart observou que Scherzinger tem "um papel mais central" e encarou Doll Domination como "um prêmio de consolação" após os atrasos em seu álbum solo.[31] Jon Pareles do The New York Times observou que as baladas "são um movimento para expandir a franquia" buscando "um pouco de empatia junto com a atitude".[17] Em uma crítica mais variada, Christian Hoard, da Rolling Stone's, destacou várias músicas, mas concluiu que o disco "soa como se as Dolls tivessem jogado tudo o que tinham nas paradas para ver se alguma coisa vai fazer sucesso".[25]

Elan Priya do The Times escreveu que o álbum "carece de personalidade distinta".[32] August Brown, do Los Angeles Times, notou que as faixas não vêm "a uma distância farejante de 'Don't Cha'. Em vez disso, elas atuam como" uma série de significantes para outros, mais interessantes momentos na cultura pop recente"[28] Da mesma forma, Ken Capobianco do The Boston Globe afirmou que o álbum não faz jus ao seu primeiro álbum PCD.[33] Margeaux Watson da Entertainment Weekly, classificou o álbum como C - criticando o Doll Domination "especialmente para um grupo que descaradamente enfatiza estilo sobre substância."[27] Glenn Gamboa do Newsday escreveu, "no que diz respeito à música, elas não são os dominadoras, eles são os dominadas", acrescentando que "elas soam como se estivessem à mercê de seus compositores e produtores, contribuindo para grandes oscilações de qualidade.[29] Stephen Thomas Erlewine do Allmusic, achou irônico que um grupo vindo de uma trupe burlesca canta canções sobre "empoderamento, desgosto, amor, fama e riqueza, mas nunca sobre sexo". Ele terminou sua revisão escrevendo, "é muito melhor ouvir as garotas cantando uma canção de strip-tease do que uma canção de amor".[14] Nic Oliver, da musicOMH, também foi mais negativo com o álbum, opinando que é um "álbum indo direto para as caixas de barganha" sob o arquivo "desanimador".[19]

Em sua lista dos cinco piores álbuns de 2008, Chris Willman, da Entertainment Weekly, classificou Doll Domination em quinto lugar, criticando os "duplos entrosamentos" da música, visando o "público-alvo em jovens de 15 anos".[34] IGN classificou Doll Domination em terceiro na sua lista dos dez piores álbuns, comentando que o "disco se destaca porque é tão excepcionalmente vomitado".[35] Ele foi votado como o terceiro pior álbum segundo a pesquisa dos leitores do Popjustice em 2008.[36]

Comercial[editar | editar código-fonte]

Nos Estados Unidos, o Doll Domination estreou na quarta posição na parada da Billboard 200 vendendo 79.000 cópias na semana encerrada em 29 de setembro, de acordo com a Nielsen Music.[37] Além disso, o Doll Domination atingiu seu pico mais alto na Billboard 200, mas também marcou as vendas mais baixas na primeira semana de um álbum, com o PCD vendendo 99.000 cópias.[38] Durante sua segunda semana de lançamento, Doll Domination caiu para o número catorze.[39] O álbum foi uma decepção comercial nos EUA vendendo menos de 400.000 cópias até abril de 2009.[40] No Canadá, o Doll Domination entrou no número três na parada de álbuns com vendas de 12.000 na semana que terminou em 11 de outubro de 2008.[41] O álbum conseguiu permanecer por apenas 5 semanas, e foi certificado de platina pela Music Canada, por vendas superiores a 80.000 cópias.[42]

No Reino Unido, o álbum estreou em quarto lugar no UK Albums Chart de 28 de setembro de 2008, vendendo 31.823 unidades e superando o número oito da estreia (23.800 vendas) e o número sete do pico de seu primeiro álbum PCD.[43] Em 28 de novembro de 2008, o álbum foi certificado como ouro pela British Phonographic Industry (BPI).[44] Em maio de 2009, o Doll Domination vendeu um total de 205.881 cópias no Reino Unido - menos de um sexto do que o PCD, que vendeu 1.246.769 cópias.[45] Na França, Doll Domination estreou no número 16 no French Albums Chart em 29 de setembro de 2008, permanecendo naquele local por duas semanas.[46] Foi certificado ouro pelo Syndicat National de l'Édition Phonographique.[47]

Singles[editar | editar código-fonte]

O primeiro single do álbum "When I Grow Up" foi lançado em 27 de maio de 2008 e enviado as estações de rádio contemporâneas em 1 de junho de 2008.[48] O single foi recebido favoravelmente por críticos de música, muitos dos quais destacaram como um faixa de destaque do Doll Domination. A música chegou ao número nove na Billboard Hot 100, tornando-se o single mais bem sucedido do grupo desde "Buttons".[49] O videoclipe acompanhante foi indicado em cinco categorias no MTV Video Music Awards de 2008 e ganhou o prêmio de Melhor Vídeo de Dança.[50] "Whatcha Think About That", que apresenta os vocais do artista americana Missy Elliott, foi lançado e enviado às estações de rádio contemporâneas em 9 de setembro de 2008 como o segundo single.[51][52] A música não conseguiu entrar na Billboard Hot 100, no entanto, conseguiu atingir o número nove na parada de singles do Reino Unido.[53] O videoclipe inspirado em temas burlesco foi dirigido por Diane Martel e foi lançado em 6 de outubro.[54] "Out Of This Club", uma colaboração com R. Kelly e Polow da Don, foi enviada para estações urbanas contemporâneas em 12 de outubro, como o terceiro single apenas nos Estados Unidos.[55] A canção estreou e atingiu o número 24 no Billboard Bubbling Under R&B/Hip-Hop Singles, um gráfico que apresenta as 25 músicas que não conseguiram fazer um impacto no gráfico Hot R&B/Hip-Hop Songs.[56] "I Hate This Part" foi lançado em 14 de outubro de 2008 como o segundo single internacional e lançado nas estações de rádio em 20 de outubro de 2008 como o quarto single nos Estados Unidos.[57][58] A música recebeu feedback positivo de críticos de música, que elogiaram a produção e os vocais de Scherzinger.[59] A música chegou ao número onze na parada Billboard Hot 100 dos EUA e ficou no topo da parada das paradas do Hot Dance Club Songs dos EUA.[49] Além disso, alcançou o top 10 de várias paradas internacionais, incluindo na Austrália e na Nova Zelândia.[60] O videoclipe que a acompanhava, foi lançado em 11 de outubro e foi filmado em Los Angeles com um conceito de tema o deserto.[57]

Após a vitória de A. R. Rahman no Oscar 2009 de Melhor Canção Original e Melhor Trilha Sonora Original por "Jai Ho" que foi trilha sonora de Slumdog Millionaire, a versão pop em língua inglesa intitulada "Jai Ho! (You Are My Destiny)" foi lançada dia depois.[61] A integrante Nicole Scherzinger foi creditada como artista de destaque, criando uma enorme tensão dentro do grupo.[62] A faixa atingiu o número quinze na Billboard Hot 100, depois de subir oitenta e cinco lugares e ter o maior salto semanal do número 100.[63] Internacionalmente, alcançou maior sucesso em toda a Europa e Oceania, alcançando o topo da lista. gráficos em 17 países, incluindo Austrália, Finlândia e Irlanda.[64][65] O videoclipe que acompanhava, retratava a última cena do filme Slumdog Millionaire.[66] Em 23 de fevereiro, um remix foi lançado na Nova Zelândia, substituindo Snoop Dogg por Devolo.[67] "Bottle Pop", com Snoop Dogg foi lançado em 6 de março como o quarto single na Austrália e em alguns países europeus.[68] Na Oceania, a música alcançou um sucesso moderado, com um pico entre os vinte primeiros na Austrália e Nova Zelândia. Nos Estados Unidos, a música liderou o gráfico do Hot Dance Club Play chart.[69] "Hush Hush; Hush Hush" foi lançado a estações de rádio contemporâneas em 26 de maio de 2009 como o single final do Doll Domination.[70] A canção atingiu o número setenta e três e quarenta e um nos Estados Unidos e no Canadá, respectivamente.[71] Internacionalmente, o single alcançou o número dois na Turquia, dez na Austrália e os vinte primeiros na maioria dos países europeus.[71] Além disso, a música se tornou o sexto número consecutivo do grupo na parada Hot Dance Club Songs da Billboard.[72]

Promoção[editar | editar código-fonte]

As Pussycat Dolls se apresentaram pela primeira vez cantando "When I Grow Up" no Jimmy Kimmel Live! em 20 de maio de 2008, em 1 de junho no MTV Movie Awards de 2008 e em 12 de junho no So You Think You Can Dance.[73] O álbum foi adicionalmente promovido através de um episódio da série documental E! True Hollywood Story, que estreou pela E! no dia 23 de maio, e apresentaram o especial Maxim Hot 100 da VH1 em 27 de maio.[73][74] Em agosto, as Pussycat Dolls viajaram para a Ásia para abrir o MTV Asia Music Awards de 2008 em Kuala Lumpur, Malásia, cantando "Buttons" e "When I Grow Up" em 2 de agosto e aparecram no segundo dia do festival de música Singfest em Cingapura em 4 de agosto.[75][76] Em 29 de agosto, elas cantaram "When I Grow Up" no Today[77] e vários dias depois, apresentaram-se no evento anual de arrecadação de fundos Fashion Rocks.[78] O grupo então cantou cinco músicas em um show no Walmart: "I Hate This Part", "Takin' Over the World" e "When I Grow Up" de Doll Domination, e "Buttons" e "Don't Cha" de PCD.[79] No final de setembro de 2008 elas viajaram para o Reino Unido e performaram "When I Grow Up" no Vodafone Awards, GMTV, This Morning e Sound and One Night Only e apareceram nas capas das revistas The Sun, Something For The Weekend, The Big Issue e QX.[80]

Em 14 de outubro, o grupo viajou para a Austrália para se apresentar no Sydney Opera House como parte de uma série de shows promovendo o Xbox 360 e o videogame Lips;[81] no dia seguinte elas tocaram um set de duas músicas no Sunrise.[82] Em 28 de outubro, o grupo cantou "Whatcha Think About That", juntamente com Missy Elliott no Dancing with the Stars.[83] Em 21 de novembro, elas performaram um medley de "I Hate This Part" e "When I Grow Up" no American Music Awards de 2008. A apresentação incluiu bastões de stripper e as meninas vestiram roupas totalmente de borracha.[84] Em 12 de dezembro, o grupo cantou "I Hate This Part" no The Hills.[85] O grupo se apresentou no dia 7 de janeiro no The Tonight Show with Jay Leno,[86] em 18 de janeiro elas se apresentaram junto cantando "When I Grow Up" no NRJ Music Awards de 2009 em Cannes, França.[87] As Pussycat Dolls cantaram pela primeira vez "Jai Ho! (You Are My Destiny)" pela primeira vez na televisão no Late Night with Jimmy Fallon em 10 de março vestindo roupas de inspiração indiana.[88] Vários dias depois, elas cantaram "Jai Ho! (You Are My Destiny)" e "I Hate This Part" no MuchOnDemand[89] e em 28 de março fizeram uma mistura de "Jai Ho! (You Are My Destiny)" e "When I Grow Up" no Kids' Choice Awards de 2009.[90]

Turnê[editar | editar código-fonte]

As Pussycat Dolls performando "Jai Ho! (You Are My Destiny)" durante a The Circus Starring Britney Spears
Ver artigo principal: Doll Domination Tour

Durante o verão de 2008, Ashley Roberts mencionou pela primeira vez as intenções do grupo de fazer uma turnê em 2009.[91] Em outubro, o grupo anunciou as primeiras datas no Reino Unido, das apresentações em conjunto com o cantor e compositor de R&B americano Ne-Yo, onde a banda atudou como um artista de abertura.[92] No mês seguinte, mais datas européias foram anunciadas, juntamente com datas na Oceania, para o qual a artista americana Lady Gaga foi anunciada como o principal artista de abertura em ambas as partes. A primeira etapa da Doll Domination Tour começou no Aberdeen Exhibition e Conference Centre, em Aberdeen, na Escócia, em 18 de janeiro de 2009, e terminou em 25 de fevereiro na Arena Belgrado, em Belgrado, na Sérvia.[93] Antes de continuar na Oceania, o grupo abriu para The Circus Starring Britney Spears na América do Norte de 3 de março a 3 de maio.[94] A turnê recomeçou em 16 de maio na Arena Vector em Auckland, Nova Zelândia[93] e concluiu-se em 31 de julho no Centro Internacional de Exposições e Lazer de Beirute, em Beirute, no Líbano. Jessica Sutta sofreu uma lesão nas costas durante o primeiro show de Sydney, deixando o grupo se apresentando como um quarteto durante os shows seguintes.[95] Vinte e três shows foram submetidos à bilheteria da Billboard, arrecadando US $ 14,3 milhões, com 231.711 fãs assistindo às apresentações.[96]

Faixas[editar | editar código-fonte]

Doll Domination – Edição Padrão
N.º TítuloCompositor(es)Produtor(es) Duração
1. "When I Grow Up"  Jerkins 4:05
2. "Bottle Pop" (com participação de Snoop Dogg)
  • Garrett
  • Garibay
  • Clubba Lang[a]
3:30
3. "Whatcha Think About That" (com participação de Missy Elliott)
3:48
4. "I Hate This Part"  
3:39
5. "Takin' Over the World"  
  • Jesse Woodard
  • Tiffany Gouche
  • Davion Faris
  • Danniel Farris
  • Myles Sims
  • Emmanuell Chisolm
  • Daniel Groover
Chase N Cashe 3:35
6. "Out Of This Club" (com participação de R. Kelly e Polow da Don)
  • Kelly
  • Jamal Jones
Kelly 4:08
7. "Who's Gonna Love You"  
  • Polow da Don
  • Fair[b]
4:00
8. "Happily Never After"  
4:49
9. "Magic"  
3:41
10. "Halo"  
  • Mosley
  • Harmon
  • Lewis
  • Muhammad
  • Smith
  • Nelson
  • Timbaland
  • Harmon
5:24
11. "In Person"  
  • Mosley
  • Harmon
  • Lewis
  • Muhammad
  • Smith
  • Nelson
  • Timbaland
  • Harmon
3:36
12. "Elevator"  
Jerkins 3:41
13. "Hush Hush"   3:48
14. "Love the Way You Love Me"  
3:21
15. "Whatchamacallit"  
  • Mosley
  • Harmon
  • Lewis
  • Muhammad
  • Smith
  • Nelson
  • Timbaland
  • Harmon
4:19
16. "I'm Done"  
  • Stefanie Ridel
  • Tommy Lee James
  • Ashlyne Huff
  • Fair
  • Tal Herzberg[a]
3:18
Duração total:
62:40
Notas
  • ↑a significa um co-produtor
  • ↑b significa um produtor vocal
  • ↑c significa um produtor adicional
Amostras
  • "When I Grow Up" contem amostras "He's Always There" escrito por Jim McCarty e Paul Samwell-Smith, interpretado por The Yardbirds.
  • "Whatcha Think About That" contem amostras "Je M'appelle Jane" como escrito por Mickael Furnon realizado por Jane Birkin.

Desempenho nas tabelas musicais[editar | editar código-fonte]

Vendas e certificações[editar | editar código-fonte]

Região Certificação Vendas
Austrália (ARIA)[127] Platina 70,000^
Bélgica (BEA)[128] Platina 15,000*
Canadá (Music Canada)[129] Platina 80,000^
França (SNEP)[130] Ouro 50,000*
Irlanda (IRMA)[131] Platina 15,000^
Reino Unido (BPI)[132] Ouro 205,881[45]
Suíça (IFPI Suíça)[133] Ouro 15,000^
Resumo
GCC (IFPI Middle East)[134] Platina 6,000

*números de vendas baseados somente em certificação
^números de distribuições baseados somente em certificação

Histórico de lançamentos[editar | editar código-fonte]

Região Data Formato Edição Gravadora Ref
Alemanha 19 de setembro de 2008 (2008-09-19) Padrão Universal Music
[135]
Reino Unido 22 de setembro de 2008 (2008-09-22) Polydor
[136]
EUA 23 de setembro de 2008 (2008-09-23) Interscope
[137]
Deluxe
[138]
Japão 10 de dezembro de 2008 (2008-12-10) Universal Music
[139]
Alemanha 24 de abril de 2009 (2009-04-24) Re-edição
[140]

Doll Domination 2.0[editar | editar código-fonte]

Doll Domination 2.0
Coletânea musical de The Pussycat Dolls
Lançamento 24 de abril de 2009 (2009-04-24)
Gravação 2007—09
Duração 38:44
Idioma(s) (em inglês)
Gravadora(s)
Cronologia de The Pussycat Dolls
Doll Domination – The Mini Collection
(2009)

O Doll Domination 2.0 é uma coletânea do álbum Doll Domination. No total, ele apresenta apenas 10 faixas, sendo 6 dessas originais mais o remix de Hush Hush e "Jai Ho! (You Are My Destiny)", "Top of the World" e "Painted Windows". Até agora só teve lançamento na Austrália no dia 24 de Abril de 2009, foi lançado nos Estados Unidos em 28 de Agosto de 2009.[141]

Recepção[editar | editar código-fonte]

Nick Bond da MTV Austrália comentou, embora "[...] lançar um pacote sucinto das melhores canções do Doll Domination' é, na verdade, a jogada mais inteligente que fizeram por um tempo". Ele encerrou a análise escrevendo, "embora pareça cada vez mais improvável que o grupo sobreviva a um terceiro álbum, esses mini-maiores sucessos resultam em uma finalização adequada".[142]

Listagem de faixas[editar | editar código-fonte]

N.º Título Duração
1. "When I Grow Up"   4:05
2. "I Hate This Part"   3:39
3. "Jai Ho! (You Are My Destiny)" (Participação de A. R. Rahman e Nicole Scherzinger) 3:42
4. "Hush Hush; Hush Hush"   4:14
5. "Top of the World"   3:16
6. "Halo"   5:24
7. "Painted Windows"   3:33
8. "Bottle Pop"   3:30
9. "Takin' Over The World"   3:35
10. "I'm Done"   3:18
Duração total:
38:18

Desempenho nas tabelas musicais[editar | editar código-fonte]

Notas
  • A Nestes territórios, Doll Domination 2.0 foi combinada com a entrada de tabela original para o Doll Domination, e, assim, re-introduzido no gráfico como um lançamento.

Histórico de lançamento[editar | editar código-fonte]

Região Data Formato Gravadora
Austrália[146] 24 de abril de 2009 (2009-04-24)
  • CD
  • download digital
Estados Unidos[147] 5 de maio de 2009 (2009-05-05) CD 101 Distribution

Doll Domination: The Mini Collection[editar | editar código-fonte]

A rádio londrina Capital anunciou o lançamento do Doll Domination: The Mini Collection,[148] no dia 27 de Abril de 2009, no Reino Unido. Esse álbum contém todos os singles de Doll Domination, Jai Ho! (You Are My Destiny), além das novas músicas "Hush Hush; Hush Hush" e "Painted Windows".

Doll Domination: The Mini Collection
N.º Título Duração
1. "Jai Ho! (You Are My Destiny)" (Participação de A. R. Rahman e Nicole Scherzinger) 3:42
2. "When I Grow Up"   4:05
3. "Whatcha Think About That" (Participação de Missy Elliott) 3:48
4. "Painted Windows"   3:34
5. "I Hate This Part"   3:39
6. "Hush Hush; Hush Hush"   4:14
Duração total:
23:09

Ficha técnica[editar | editar código-fonte]

Vocais
Gerência
  • Gretchen Anderson → produtor
  • Damian Elahi → assuntos de negócios
  • Tanya Greig → assuntos de negócios
  • Jeff Haddad → gerenciamento
  • Buffy Hubelbank → coordenação de A&R
  • Terrence Nelson → coordenação de A&R
  • Gary Ng → coordenação de A&R
  • Jeff Norskog → gerenciamento
  • Ginger Ramsey → marketing
  • Dave Rene → coordenação de A&R
  • Manny Smith → A&R
  • Jeanne Venton → coordenação de A&R
Técnico e produção
  • Julian Peploe → direção de arte
  • Matthew Rolston → fotografia
  • Rodney "Darkchild" Jerkins – produção (faixas 1, 12), produção vocal, mixagem (faixa 1)
  • Paul Foley → gravação (faixa 1)
  • Mike "Handz" Donaldson → gravação (faixa 1)
  • Roberto "Tito" Vazquez → gravação (faixa 1)
  • Spike Stent → mixagem (faixa 1)
  • Sean "The Pen Garrett → produção, instrumentação, programação (faixa 2)
  • Fernando Garibay → produção, instrumentação, programação (faixa 2)
  • Clubba Langg → co-produção (faixa 2)
  • Miles Walker → gravação (faixa 2)
  • Chris Jackson → gravação (faixa 2)
  • Mike Hogue → assistente de gravação (faixa 2)
  • Chris Kasych → assistente de gravação (faixa 2)
  • Brian Schunck → assistente de gravação (faixa 2)
  • Matt Wheeler → assistente de gravação (faixa 2), gravação (faixas 3, 5, 14)
  • Kennard Garrett → keyboards (faixa 2)
  • Raymond "Rayza" Oglesby → keyboards, programação adicional de bateria (faixa 2)
  • Tony Maserati → mixagem (faixa 2)
  • Jamal "Polow Da Don" Jones → produção (faixas 3, 7, 17)
  • Ron Fair → produção (faixas 4, 13, 16), produção vocal (faixas 3, 4, 7, 13), arranjo de cordas e conduta (faixas 3, 7, 13, 16), arranjo vocal (faixa 7) sinos de vento (faixa 16)
  • Ester Dean → produção vocal (faixas 3)
  • Mike "Angry" Eleopoulos – gravação (faixas 3, 4, 13, 16)
  • Tal Herzberg → gravação (faixas 3, 4, 13), Pro Tools (faixas 3, 4, 13, 16) co-produção (faixa 16)
  • Tony Terrebonne → gravação (faixa 3)
  • Aubry "Big Juice" Delaine → gravação (faixa 3)
  • Tony Terrebonne → gravação (faixa 3)
  • Johnathan Merritt → assistente de gravação (faixas 3, 4)
  • Bryan Morton → assistente de gravação (faixa 3)
  • Jason Perry → keyboards (faixa 3)
  • Melvin Jones → trumpet (faixa 3)
  • Lissy Rosemond → banjo (faixa 3)
  • Eric Florence → tuba (faixa 3)
  • Dave Pensado → mixagem (faixas 3–5, 12–14)
  • Jaycen Joshua → mixagem (faixas 3–5, 12–14)
  • Andrew Wuepper → assistente de mixagem (faixas 3, 13)
  • Jonas Jeberg → produção, gravação, instrumentação, programação (faixa 4)
  • Peter Mokran → mixagem (faixas 4, 7)
  • Eric Weaver → assistente de mixagem (faixas 4, 7)
  • Chase N Cashe → produção (faixas 5, 14)
  • Daniel Groover → guitarra (faixa 5)
  • R. Kelly → produção, arranjo, assistente de mixagem (faixa 6)
  • Ian Mereness → gravação, programação (faixa 6)
  • Abel Garibaldi → gravação (faixa 6)
  • Jeff Meeks → gravação, programação (faixa 6)
  • Eric Schlotzer → gravação, programação (faixa 6)
  • Donnie Lyle → guitarras (faixa 6)
  • Patrick Hayes → guitarras (faixa 6)
  • Eric Schlotzer → gravação, programação (faixa 6)
  • Donnie Lyle → guitarras (faixa 6)
  • Patrick Hayes → guitarras (faixa 6)
  • Steve Baughman → gravação (faixa 7)
  • Tony Terrebone → gravação (faixa 7)
  • Nicole Scherzinger → arranjo vocal (faixa 7)
  • Shea Taylor → produção (faixa 8)
  • Shaffer "Ne-Yo" Smith → co-produção (faixa 8)
  • Mike Tocci → recording (faixa 8)
  • Daniel Laporte → gravação adicional (faixa 8)
  • Moses "Big Mo" Laporte → gravação adicional (faixa 8)
  • Robert "R.T." Taylor → guitarra acústica (faixa 8)
  • Bart Buckso → guitarra (track 8)
  • Glenn Camp → bateria (faixa 8)
  • Kevin "KD" Davis → mixagem (faixa 8)
  • Timbaland → produção (faixas 9–11, 14)
  • Jerome "Jroc" Harmon → produção (faixas 9–11, 14)
  • Chris Godbey → gravação, mixagem (faixas 9–11, 14)
  • Julian Vasquez → gravação (faixas 9–11, 14)
  • Fareed Salamah → gravação (faixas 9–11, 14)
  • Ron Taylor → edição adicional de pró-ferramentas (faixas 9–11, 14)
  • Dan Warner → guitarras adicionais (faixas 10, 11)
  • Lashawn Daniels → produção vocal (faixas 12)
  • Jordan Omley → produção vocal (faixa 12)
  • Tito Vasquez → gravação (faixa 12)
  • Mike "Handz" Donaldson → gravação (faixa 12)
  • Paul Foley → gravação (faixa 12)
  • Quiz & Larossi → produção, instrumentação, programação (faixa 13)
  • Frank Wolf → produção vocal (faixa 13)
  • Jonathan Merrit → engenheiro assistente (faixa 13, 16)
  • Keith Gretlein → engenheiro assistente (faixa 13)
  • Greg De Pante → engenheiro assistente (faixa 13)
  • Hit-Boy → produção (faixa 14)
  • Kara Dioguardi → co-produção (faixa 14)
  • Allen Sides → string recording (faixa 16)
  • Ryan Shanahan → engenheiro assistente (faixa 16)
  • Mike Houge → engenheiro assistente (faixa 16)
  • Gary Grin → piano (faixa 16)
  • Gary Novak → piano (faixa 16)
  • John Goux → guitarra (faixa 16)
  • Rusty Anderson → guitarra (faixa 16)
  • Jack Joseph Puig → mixagem (faixa 16)
  • Dean Nelson → assistente de mixagem (faixa 16)
  • Nelly → vocal production (faixa 17)
  • Adam Messinger → produção vocal (faixa 17)

Referências

  1. Fletcher, Alex (23 de fevereiro de 2009). «Pussycat Dolls: 'Whatcha Think About That'». Digital Spy. Consultado em 27 de fevereiro de 2016 
  2. «Pussycat Dolls, The - Doll Domination at Discogs». Consultado em 28 de Maio de 2009 
  3. Concepcion, Mariel. «Pussycat Dolls' solo work on hold for "Domination"». Billboard. Reuters. Consultado em 27 de fevereiro de 2016 
  4. «Nicole Scherzinger's solo debut delays». Entertainment Weekly. Time Inc. Consultado em 27 de fevereiro de 2016 
  5. «Page Not Found». Consultado em 27 de fevereiro de 2016. Arquivado do original em 12 de outubro de 2007 
  6. «Nicole's Biography». Interscope Records. Consultado em 27 de fevereiro de 2016 
  7. «Nicole Scherzinger Solo Album Due This June». Rap-Up. Consultado em 27 de fevereiro de 2016 
  8. a b Apar, Corey. «Nicole Scherzinger – Biography». AllMusic. Rovi Corporation. Consultado em 27 de fevereiro de 2016 
  9. «Scherzinger: 'Solo LP will surprise'». Digital Spy. Hearst Magazines UK. Consultado em 27 de fevereiro de 2016 
  10. «A Pussycat Doll Leaves the Pop Group». People. Consultado em 27 de fevereiro de 2016 
  11. «Pussycat Doll Bachar quits group». Digital Spy. Consultado em 27 de fevereiro de 2016 
  12. «Operation MySpace Attempts To Turn Carlos Mencia Into "Bob Hope 2.0″date=February 28, 2008». Idolator. Spin Media. Consultado em 27 de fevereiro de 2016 
  13. a b Maura. «The Other Four Pussycat Dolls Are Finally Given Identifying Marks». Idolator. Spin Media. Consultado em 27 de fevereiro de 2016 
  14. a b c d «Doll Domination - Pussycat Dolls». AllMusic. Rovi Corporation. Consultado em 27 de novembro de 2011 
  15. a b «Metallica, Ne-Yo have new CDs». Billboard. Consultado em 27 de novembro de 2011 
  16. a b c «'Domination' by dance ditties». USA Today. Gannett Company. Consultado em 27 de novembro de 2011 
  17. a b c «CRITICS' CHOICE - The Pussycat Dolls - Review». The New York Times. The New York Times Company. Consultado em 27 de novembro de 2011 
  18. «Pussycat Dolls – Doll Domination (staff review)». Sputnikmusic (Jeremy Ferwerda). Consultado em 27 de novembro de 2011 
  19. a b c «Pussycat Dolls – Doll Domination - Album Reviews». musicOMH. Consultado em 27 de novembro de 2011 
  20. «Chart Blog: Pussycat Dolls - 'Bottle Pop'». BBC. Consultado em 27 de novembro de 2011 
  21. «Another new Pussycat Dolls single». Digital Spy. Hearst Magazines. Consultado em 27 de novembro de 2011 
  22. a b «Pussycat Dolls: 'Whatcha Think About That' - Music Review». Digital Spy. Hearst Magazines. Consultado em 27 de novembro de 2011 
  23. a b c d «Pussycat Dolls: Doll Domination - Music Review». Slant Magazine. Consultado em 27 de novembro de 2011 
  24. a b c «Pussycat Dolls - Doll Domination Review». IGN. Consultado em 27 de novembro de 2011 
  25. a b c «Pussycat Dolls: Doll Domination - Music Review». Rolling Stone. Wenner Media, LLC. Consultado em 27 de novembro de 2011 
  26. a b «Doll Domination Reviews». Metacritic. Metacritic. Consultado em 27 de novembro de 2011 
  27. a b «Doll Domination Review». Entertainment Weekly. Time Inc. Consultado em 27 de novembro de 2011 
  28. a b «Smug Pussycat Dolls forget the fun». Los Angeles Times. Tribune Company. Consultado em 27 de novembro de 2011 
  29. a b «Review: Pussycat Dolls' 'Doll Domination'». Newsday. Consultado em 27 de novembro de 2011 
  30. «Pussycat Dolls - Doll Domination: Album Review». Yahoo! Music UK. Consultado em 27 de novembro de 2011 
  31. «RECORDINGS Quick Spins». Washington Post. Consultado em 27 de novembro de 2011 
  32. «Pussycat Dolls: Doll Domination». The Times. Times Newspapers. Consultado em 27 de novembro de 2011 
  33. «Nothing guilty about this pleasure». The Boston Globe. The New York Times Company. Consultado em 27 de novembro de 2011 
  34. «The Worst: 5. Doll Domination». Entertainment Weekly. Time Inc. Consultado em 27 de novembro de 2011 
  35. «The 10 Worst Albums of 2008». IGN. Consultado em 27 de novembro de 2011 
  36. «The 10 Worst Albums of 2008». Popjustice. Consultado em 27 de novembro de 2011 
  37. «Metallica Scores Third Week Atop Billboard 200». Billboard. Prometheus Global Media. Consultado em 27 de novembro de 2011 
  38. «Week Ending Sept. 28, 2008: Uncle Walt & His Pop Star Factory». Yahoo! Music. Yahoo!. Consultado em 27 de novembro de 2011 
  39. «T.I.'s 'Paper Trail' Leads To No. 1 On The Billboard 200». Billboard. Prometheus Global Media. Consultado em 27 de novembro de 2011 
  40. «Pussycat Doll Nicole Scherzinger Talks Solo Album, 'Domination 2.0'». Billboard. Prometheus Global Media. Consultado em 27 de novembro de 2011 
  41. «Metallica three-peats on charts». Canadian Online Explorer. Sun Media Corporation. Consultado em 27 de novembro de 2011 
  42. «Canadian Recording Industry Association (CRIA): Gold & Platinum – March 2009». Canadian Recording Industry Association. Consultado em 27 de novembro de 2011 
  43. «Double top for Kings Of Leon». Music Week. 29 de agosto de 2008. Consultado em 27 de novembro de 2011 
  44. «The Pussycat Dolls Certifications». British Phonographic Industry. Consultado em 27 de novembro de 2011 [ligação inativa] 
  45. a b «Dylan scores historic number one». Music Week. Consultado em 27 de novembro de 2011 
  46. «The Pussycat Dolls – Doll Domination». Pure Charts by Charts in France (em French) 
  47. «Les Disques d'Or 2009» (PDF). Syndicat National de l'Édition Phonographique (em French). Disqueenfrance. Consultado em 27 de novembro de 2011 
  48. «®R&R :: Going For Adds™ :: CHR/Top 40». Radio & Records. Consultado em 27 de novembro de 2011. Arquivado do original em 15 de julho de 2011 
  49. a b «The Pussycat Dolls - Chart history». Billboard. Prometheus Global Media. Consultado em 27 de novembro de 2011 
  50. «MTV Video Music Awards». MTV. Viacom. Consultado em 27 de novembro de 2011 
  51. «®R&R :: Going For Adds™ :: CHR/Top 40». Radio & Records. Consultado em 27 de novembro de 2011. Arquivado do original em 16 de março de 2012 
  52. «New Music: Pussycat Dolls f/ Missy Elliott – 'Whatcha Think About That'». Rap-Up. Consultado em 27 de novembro de 2011 
  53. «Pussycat Dolls». The Official Charts Company. Consultado em 27 de novembro de 2011 
  54. «Video: Pussycat Dolls f/ Missy Elliott – 'Whatcha Think About That'». Rap-Up. Consultado em 27 de novembro de 2011 
  55. «®R&R :: Going For Adds™ :: Urban». Radio & Records. Consultado em 27 de novembro de 2011. Arquivado do original em 28 de maio de 2013 
  56. «The Pussycat Dolls - Chart history: Bubbling Under R&B/Hip-Hop Songs». Billboard. Prometheus Global Media. Consultado em 27 de novembro de 2011 
  57. a b «Video: The Pussycat Dolls – 'I Hate This Part'». Rap-Up. Consultado em 27 de novembro de 2011 
  58. «®R&R :: Going For Adds™ :: CHR/Top 40». Radio & Records. Consultado em 27 de novembro de 2011. Arquivado do original em 23 de dezembro de 2014 
  59. «Pussycat Dolls: 'I Hate This Part' - Music Review». Digital Spy. Hearst Magazines. Consultado em 27 de novembro de 2011 
  60. «The Pussycat Dolls - I Hate This Part». australian-charts.com. Hung Medien. Consultado em 27 de novembro de 2011 
  61. «'Slumdog' Remix». Wall Street Journal. Dow Jones & Company. Consultado em 27 de novembro de 2011 
  62. «Pussycat Dolls' Melody Thornton Sounds Off Onstage In Phoenix». The Wall Street Journal. MTV News. Viacom. Consultado em 27 de novembro de 2011 
  63. «Chart Beat Thursday: Lee & Crystal Rock On». Billboard. Prometheus Global Media. Consultado em 27 de novembro de 2011 
  64. «Nicole Scherzinger». Hollywoodbowl.com. Consultado em 27 de novembro de 2011 
  65. «A.R. Rahman & The Pussycat Dolls feat. Nicole Scherzinger - Jai Ho! (You Are My Destiny)». Australian-charts.com. Hung Medien. Consultado em 27 de novembro de 2011 
  66. «Video: Pussycat Dolls – 'Jai Ho! (You Are My Destiny)'». Rap-Up. Consultado em 27 de novembro de 2011 
  67. «Bottle Pop (New Zealand Version) - The Pussycat Dolls / Devolo». 7digital (New Zealand). Consultado em 27 de novembro de 2011. Arquivado do original em 30 de dezembro de 2014 
  68. «Bottle Pop (International Version) - The Pussycat Dolls / Snoop Dogg». 7digital (Australia). Consultado em 27 de novembro de 2011. Arquivado do original em 6 de março de 2016 
  69. «Chart Beat: 3OH!3, Bob Dylan, Jason Aldean». Billboard. Prometheus Global Media. Consultado em 27 de novembro de 2011 
  70. «®R&R :: Going For Adds™ :: CHR/Top 40». Radio & Records. Consultado em 27 de novembro de 2011. Arquivado do original em 18 de fevereiro de 2012 
  71. a b «The Pussycat Dolls – Hush Hush Hush Hush – Music Charts». αCharts.us. Consultado em 29 de novembro de 2010 
  72. «Chart Beat: Michael Jackson, Fabolous, Leighton Meester». Billboard. Prometheus Global Media. Consultado em 27 de novembro de 2011 
  73. a b «'Pussycat Dolls Present' Their New Hit on Jimmy Kimmel, Gear Up for the Release of New CD». BuddyTV. Consultado em 27 de novembro de 2011 
  74. «'Pussycat Dolls Present' Their New Hit on Jimmy Kimmel, Gear Up for the Release of New CD». BuddyTV. Consultado em 27 de novembro de 2011 
  75. «Pussycat Dolls MTV Asia Awards 2008». Rap-Up. Consultado em 27 de novembro de 2011 
  76. «Shawty Got Gifts». Rap-Up. Consultado em 27 de novembro de 2011 
  77. «Video: Pussycat Dolls Perform on 'Today'». Rap-Up. Consultado em 27 de novembro de 2011 
  78. «Fashion Rocks / Sept. 5, 2008 / New York, New York (Radio City Music Hall)». Billboard. Prometheus Global Media. Consultado em 27 de novembro de 2011 
  79. «Walmart Soundcheck 2008 – Watch Pussycat Dolls Interviews, Live Performances, Music Videos». Walmart. Consultado em 27 de novembro de 2011. Arquivado do original em 17 de novembro de 2010 
  80. «Album of the week». Music Week. ISSN 0265-1548 
  81. «The Pussycat Dolls rock the Sydney Opera House for Xbox Sounds». Microsoft. Consultado em 27 de novembro de 2011 
  82. «Pussycat Dolls dress down for exclusive Sydney gig». News.com.au. Consultado em 27 de novembro de 2011 
  83. «Video: T.I. on 'Tyra,' Brandy on 'TRL,' PCD & Missy on 'DWTS'». Rap-Up. Consultado em 27 de novembro de 2011 
  84. Miller. «Rihanna, Christina Aguilera, Beyonce, more rack up the sex appeal at AMAs». New York Daily News. Mortimer Zuckerman. Consultado em 27 de novembro de 2011 
  85. «Video: Pussycat Dolls Perform on 'The Hills' Finale». Rap-Up. Consultado em 27 de novembro de 2011 
  86. «Video: Pussycat Dolls Perform on 'Leno'». Rap-Up. Consultado em 27 de novembro de 2011 
  87. «Video: Akon & Pussycat Dolls at NRJ Awards». Rap-Up. Consultado em 27 de novembro de 2011 
  88. «Video: Pussycat Dolls Perform 'Jai Ho!'». Rap-Up. Consultado em 27 de novembro de 2011 
  89. «Pussycat Dolls Take Over Toronto». Rap-Up. Consultado em 27 de novembro de 2011 
  90. «Nickelodeon Kids' Choice Awards 2009». Rap-Up. Consultado em 27 de novembro de 2011 
  91. «The Pussycat Dolls get their claws out». FemaleFirst.co.uk. Consultado em 27 de novembro de 2011 
  92. «Pussycat Dolls And Special Guest Ne-yo To Tour The UK». Contactmusic.com. Consultado em 27 de novembro de 2011 
  93. a b «Lady Gaga Doll Domination Tour Details with PCD». Interscope Records. Consultado em 27 de novembro de 2011. Arquivado do original em 5 de abril de 2012 
  94. «Britney Spears To Kick Off Circus Tour In March». MTV. Viacom. Consultado em 27 de novembro de 2011 
  95. «Injured Pussycat Doll Jessica Sutta sits out Sydney show». News.com.au. Consultado em 27 de novembro de 2011 
  96. «Billboard Boxscore: Concert Grosses». Nielsen Business Media, Inc. Billboard. Consultado em 27 de novembro de 2011 
  97. Longplay-Chartverfolgung at Musicline (em alemão). Musicline.de. Media Control. Consultado em February 27, 2014.
  98. The Pussycat Dolls – Doll Domination (em inglês). Australiancharts.com. Hung Medien. Consultado em February 27, 2014.
  99. «The ARIA Report - Week Commencing ~ 6th October 2008 ~ Issue #971» (PDF). Australian Recording Industry Association. Consultado em 9 de maio de 2017 
  100. The Pussycat Dolls - Doll Domination (em alemão). Austriancharts.at. Hung Medien. Consultado em February 27, 2014.
  101. The Pussycat Dolls – Doll Domination (em holandês). Ultratop.be. Hung Medien. Consultado em February 27, 2014.
  102. The Pussycat Dolls – Doll Domination (em francês). Ultratop.be. Hung Medien. Consultado em February 27, 2014.
  103. The Pussycat Dolls Album & Song Chart History (em inglês). Billboard Canadian Albums Chart para The Pussycat Dolls. Prometheus Global Media. Consultado em February 27, 2014.
  104. «Top Kombiniranih – Tjedan 30. 2009» (em Croatian). Hrvatska Diskografska Udruga. Consultado em 9 de maio de 2017 
  105. The Pussycat Dolls – Doll Domination (em inglês). Spanishcharts.com. Hung Medien. Consultado em February 27, 2014.
  106. The Pussycat Dolls Album & Song Chart History (em inglês). Billboard 200 para The Pussycat Dolls. Prometheus Global Media. Consultado em February 27, 2014.
  107. The Pussycat Dolls – Doll Domination (em inglês). Finnishcharts.com. Hung Medien. Consultado em February 27, 2014.
  108. The Pussycat Dolls – Doll Domination (em francês). Lescharts.com. Hung Medien. Consultado em February 27, 2014.
  109. GFK Chart-Track (em inglês). Chart-Track.co.uk. GFK Chart-Track. IRMA. Consultado em February 27, 2014.
  110. The Pussycat Dolls – Doll Domination (em inglês). Mexicancharts.com. Hung Medien. Consultado em February 27, 2014.
  111. The Pussycat Dolls – Doll Domination (em inglês). Charts.org.nz. Hung Medien. Consultado em February 27, 2014.
  112. The Pussycat Dolls – Doll Domination (em holandês). Dutchcharts.nl. Hung Medien. Consultado em February 27, 2014.
  113. Oficjalna lista sprzedaży :: OLIS - Official Retail Sales Chart (em polonês). OLiS. Polish Society of the Phonographic Industry. Consultado em February 27, 2014.
  114. The Pussycat Dolls – Doll Domination (em inglês). Portuguesecharts.com. Hung Medien. Consultado em February 27, 2014.
  115. The Pussycat Dolls | Artist | Official Charts (em inglês). UK Albums Chart. The Official Charts Company. Consultado em February 27, 2014.
  116. Official Rock & Metal Albums Chart Top 40 (em inglês). Official Charts Company. The Official Charts Company. Consultado em February 27, 2014.
  117. Top 50 Prodejní (em tcheco). Czech Albums. ČNS IFPI. Nota: Na página da tabela, selecione 200841 no campo além da palavra "Zobrazit", e, em seguida, clique sobre a palavra para recuperar os dados da tabela. Consultado em February 27, 2014.
  118. The Pussycat Dolls – Doll Domination (em inglês). Swisscharts.com. Hung Medien. Consultado em February 27, 2014.
  119. «Western Weekly Top 20, Week 39, 2008» (em Chinese). G-Music.com. Consultado em 9 de maio de 2017 
  120. a b «The ARIA Report - 2008» (PDF). Australian Recording Industry Association. Consultado em 9 de maio de 2017 
  121. «Annual Charts- Year 2008». IFPI Greece. Consultado em 27 de novembro de 2011. Arquivado do original em 27 de janeiro de 2009 
  122. a b «Charts Plus Year end 2009» (PDF). Official Charts Company. Consultado em 9 de maio de 2017 
  123. «Swiss Year-End Charts 2008». Schweizer Hitparade. Hung Medien. Consultado em 9 de maio de 2017 
  124. «Rapports Annuels» (em French). Ultratop.be. Hung Medien. Consultado em 9 de maio de 2017 
  125. «Le Top de l'année : Top Albums Fusionnés - 2009» (em French). Syndicat National de l'Édition Phonographique. Consultado em 9 de maio de 2017 
  126. «Billboard 200 Albums - Year-End 2009». Billboard. Prometheus Global Media. Consultado em 9 de maio de 2017 
  127. «ARIA Charts – Accreditations – 2009 Albums». Australian Recording Industry Association. Consultado em 8 de junho de 2017 
  128. «Ultratop − Goud en Platina - 2009» (em inglês). Ultratop & Hung Medien / hitparade.ch. Consultado em 8 de junho de 2017 
  129. «Certificações (Canadá) (álbum) – The Pussycat Dolls – Doll Domination» (em inglês). Music Canada. Consultado em 8 de junho de 2017 
  130. «Certificações (França) (single) – The Pussycat Dolls – Doll Domination» (em em francês). Syndicat National de l'Édition Phonographique. Consultado em 29 de junho de 2014 
  131. «Certificações (Irlanda) (álbum) – The Pussycat Dolls – Doll Domination» (em inglês). Irish Recorded Music Association. Consultado em 8 de junho de 2017 
  132. «Certificações (Reino Unido) (álbum) – The Pussycat Dolls – Doll Domination» (em inglês). British Phonographic Industry. Consultado em 8 de junho de 2017 
  133. «The Official Swiss Charts and Music Community: Awards (The Pussycat Dolls; 'Doll Domination')» (em inglês). Hung Medien. Consultado em 8 de junho de 2017 
  134. «"IFPI Middle East Awards – 2010"». International Federation of the Phonographic Industry. 2 de dezembro de 2017. Consultado em 27 de março de 2018 
  135. «Doll Domination by The Pussycat Dolls: Music» (em German). Amazon.de. Consultado em 26 de janeiro de 2010 
  136. «Doll Domination by The Pussycat Dolls: Music». Amazon.co.uk. Consultado em 26 de janeiro de 2010 
  137. «The Pussycat Dolls: Doll Domination: Music». Amazon.com. Consultado em 26 de janeiro de 2010 
  138. «The Pussycat Dolls: Doll Domination: Music». Amazon.com. Consultado em 26 de janeiro de 2010 
  139. «Doll Domination - Deluxe Edition: Music» (em Japanese). Amazon.co.jp. Consultado em 26 de janeiro de 2010 
  140. «Doll Domination (Re Release): Musik» (em German). Amazon.de. Consultado em 26 de janeiro de 2010 
  141. «Walmart.com: Doll Domination 2.0, The Pussycat Dolls: Dance / DJ». Consultado em 28 de Maio de 2009 
  142. «Album Review: Pussycat Dolls». MTV Austrália. Viacom. Consultado em 19 de julho de 2015 
  143. a b «ARIA Top 100 Albums - Week Commencing 1st June 2009» (PDF). Australian Recording Industry Association. Consultado em 9 de maio de 2017 
  144. «ARIA Charts - End Of Year Charts - Top 100 Albums 2009». Australian Recording Industry Association. Consultado em 9 de maio de 2017 
  145. «ARIA Charts - End Of Year Charts - Top 50 Urban Albums 2009». Australian Recording Industry Association. Consultado em 9 de maio de 2017 
  146. «Music - Doll Domination 2.0 by The Pussycat Dolls». iTunes (AU). Apple Inc. Consultado em 27 de fevereiro de 2016 
  147. «Doll Domination 2.0 (Includes 4 new tracks) [Import]». Amazon.com. Consultado em 27 de fevereiro de 2016 
  148. «Music - Dolls to release mini album - 95.8 Capital FM». 29 de Março de 2009. Consultado em 28 de Maio de 2009 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]