Draža Mihailović

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Draža Mihailović

Dragoljub "Draža" Mihailović (alfabeto cirílico: Драгољуб "Дража" Михаиловић, também conhecido como "Tio Draža"; 27 de abril de 1893 - 17 de Julho de 1946) foi um general iugoslavo da Sérvia durante a Segunda Guerra Mundial. Um monarquista convicto, se retirou para as montanhas perto de Belgrado, quando os alemães invadiram a Iugoslávia em abril de 1941 e lá organizou bandos de guerrilheiros conhecidos como os Destacamentos Chetnik do Exército Iugoslavo. A organização é comumente conhecida como chetniks, embora o nome da organização foi alterado mais tarde para o Exército Iugoslavo na Pátria (JVUO, ЈВУО).[1]

Fundado como um movimento de resistência monarquista/nacionalista sérvio, foi o primeiro movimento de resistência iugoslavo a ser formado, seguido logo após pelos partisans de Josip Broz Tito. Inicialmente, os dois grupos operavam em paralelo, mas pelo final de 1941, começaram a lutar entre si na tentativa de ganhar o controle de territórios após o fim da guerra. Muitos grupos Chetniks colaboraram ou estabeleceram um modus vivendi com as potências do Eixo. Após a guerra, Mihailović foi julgado e condenado por alta traição e crimes de guerra pelas autoridades da República Federal Popular da Iugoslávia, e executado por um pelotão de fuzilamento.

Referências

  • Hoare, Marko Attila (2006). Genocide and Resistance in Hitler's Bosnia: The Partisans and the Chetniks, 1941-1943. [S.l.]: Oxford University Press. ISBN 0197263801 
  • Karchmar, Lucien (1987). Draza Mihailović and the Rise of the Cetnik Movement, 1941-1945. [S.l.]: Garland Publishing. ISBN 0824080270 
  • Lampe, John R. (2000,). Yugoslavia as History: Twice there was a Country. [S.l.]: Cambridge University Press  Parâmetro desconhecido |isbn-052177357

ref= ignorado (ajuda); Verifique data em: |ano= (ajuda)

  • Lerner, Natan (1994). Yoram Dinstein, ed. «Ethnic Cleansing». Israel Yearbook on Human Rights. 24. ISBN 9041100261. ISSN 0333-5925 
  • MacDonald, David Bruce (2002). Balkan Holocausts?: Serbian and Croatian Victim Centred Propaganda and the War in Yugoslavia. [S.l.]: Manchester University Press. ISBN 071906466X 
  • Malcolm, Noel (1994). Bosnia: A Short History. [S.l.]: New York University Press. ISBN 0814755208 
  • Milazzo, Matteo J. (1975). The Chetnik Movement & the Yugoslav Resistance. [S.l.]: The Johns Hopkins University Press 
  • Pavlowitch, Stevan K. (2007). Hitler's New Disorder: The Second World War in Yugoslavia. New York: Columbia University Press 
  • Pavlowitch, Stevan K. (05-2005). «Review of Le Monténégro et l'Italie durant la Seconde Guerre mondiale: Histoire, mythes et réalités by Antoine Sidoti». The English Historical Review. 120 (487): 863  Verifique data em: |data= (ajuda)
  • Peyrefitte, Alain (1997). C'était de Gaulle. 2. Paris: Editions de Fallois 
  • Ramet, Sabrina P. (2006). The Three Yugoslavias: State-Building and Legitimation, 1918-2005. [S.l.]: Indiana University Press. ISBN 0253346568 
  • Roberts, Walter R. (1973). Tito, Mihailović and the Allies 1941-1945. [S.l.]: Rutgers University Press 
  • Trew, Simon (1998). Britain, Mihailović and the Chetniks, 1941-42. [S.l.]: St. Martin's Press. ISBN 031217757 Verifique |isbn= (ajuda)