Eduardo Marçal Grilo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Eduardo Marçal Grilo
Ministro(a) de Flag of Portugal.svg Portugal
Período XIII Governo Constitucional
  • Ministro da Educação
Antecessor(a) Manuela Ferreira Leite
Sucessor(a) Guilherme d'Oliveira Martins
Dados pessoais
Nascimento 8 de fevereiro de 1942 (75 anos)
Castelo Branco
Partido PS

Eduardo Carrega Marçal Grilo GCSEGOMComIP (Castelo Branco, 8 de fevereiro de 1942) é um político português.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Licenciado em Engenharia Mecânica, pelo Instituto Superior Técnico (1966), mestre em Mecânica Aplicada, pelo Imperial College de Londres (1968) e doutorado em Engenharia Mecânica, de novo pelo IST (1973)[1].

A 19 de Abril de 1986 foi feito Comendador da Ordem da Instrução Pública e a 9 de Junho de 1994 foi feito Grande-Oficial da Ordem do Mérito.[2]

É administrador da Fundação Calouste Gulbenkian desde Outubro de 2000 e vice-presidente e administrador-delegado da Partex Oil and Gas (Holdings) Corporation desde 16 de Julho de 2002.

Ocupou o cargo de Ministro da Educação no XIII Governo Constitucional de 28 de Outubro de 1995 a 25 de Outubro de 1999.

A 18 de Janeiro de 2006 foi agraciado com a Grã-Cruz da Ordem Militar de Sant'Iago da Espada.[3]

Desde Outubro de 2015 que frequenta a cadeira de "História dos Fascismos" da licenciatura em História da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa.[4]

Funções governamentais exercidas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Gulbenkian
  2. http://www.ordens.presidencia.pt/
  3. http://www.ordens.presidencia.pt/
  4. Revista Sábado n.º 597 (8 de outubro de 2015). Pág. 20.


Precedido por
Manuela Ferreira Leite
Ministro da Educação
XIII Governo Constitucional
1995 – 1999
Sucedido por
Guilherme d'Oliveira Martins


Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.