Giuseppe Conte

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Giuseppe Conte
58.º Primeiro-ministro da Itália
Período 1 de junho de 2018
a atualidade
Presidente Sergio Mattarella
Antecessor Paolo Gentiloni
Dados pessoais
Nascimento 8 de agosto de 1964 (55 anos)
Volturara Appula, Apúlia
Nacionalidade Italiano
Progenitores Mãe: Lillina Roberti
Pai: Nicola Conte
Alma mater Universidade de Roma "La Sapienza"
Cônjuge Valentina Fico (div.)
Filhos 1
Partido Independente
Religião Catolicismo[1]
Profissão jurista e professor universitário

Giuseppe Conte (Volturara Appula, 8 de agosto de 1964[2][3]) é um jurista, professor universitário e político italiano. É o atual primeiro-ministro da Itália após uma coligação entre o Movimento 5 Estrelas e a Liga, depois das eleições legislativas italianas de 2018.[4] Em 20 de agosto de 2019, após uma proposta de voto de não confiança feita por Matteo Salvini (seu próprio vice primeiro-ministro), sua coalizão de governo ruiu e ele anunciou que apresentaria sua renúncia ao cargo de primeiro-ministro, embora permanecesse no cargo até que um novo gabinete fosse apontado ou votado.[5] No entanto, em 28 de agosto do mesmo ano, o presidente Sergio Mattarella deu-lhe a tarefa de formar um novo gabinete entre o Movimento 5 Estrelas e o Partido Democrático, de centro-esquerda, logo, Conte permaneceu no cargo de primeiro-ministro.[6]

O primeiro gabinete de Conte, que incluía o líder de cinco estrelas, Luigi Di Maio, e o líder da Liga, Matteo Salvini, foi considerado por parte da mídia estrangeira, entre eles pelo jornal The New York Times, como o primeiro governo populista da Europa Ocidental moderna.[7][8] Além disso, Conte foi a primeira pessoa a assumir o cargo de primeiro-ministro sem serviço governamental ou administrativo prévio desde Silvio Berlusconi em 1994 e o primeiro primeiro-ministro nascido no sul da Itália desde o democrata-cristão Ciriaco De Mita em 1989.[9][10] Ele é frequentemente apelidado pela mídia e pelo próprio povo italiano de "advogado do povo" ( l'avvocato del popolo, em tradução literal), como se definiu durante seu primeiro discurso como primeiro-ministro do país.[11][12]

Início da vida e formação[editar | editar código-fonte]

Conte nasceu em 8 de agosto de 1964 em uma família de classe média na comuna italiana de Volturara Appula, próxima de Foggia.[13][14] Seu pai, Nicola, era funcionário público do município, enquanto sua mãe Lillina Roberti era professora do ensino fundamental.[15][16]

Após sua família se mudar para San Giovanni Rotondo, Conte iniciou seu ensino secundário no liceu clássico "Pietro Giannone" na comuna vizinha de San Marco in Lamis.[17][18] Após finalizar sua educação básica, ele foi estudar Direito na Universidade de Roma "La Sapienza", onde se formou em 1988 com distinção.[19] Por períodos curtos, Conte estudou no exterior, onde realizou diversas categorias de pós-graduação em estudos jurídicos. Em 1992, ele se mudou para os Estados Unidos para iniciar seus estudos na Yale Law School (New Haven, Connecticut) e na Universidade Duquesne (Pittsburgh, Pensilvânia), também realizou estudos na década de 2000 na Sorbonne Université na França, no Girton College (Universidade de Cambridge) no Reino Unido e na Universidade de Nova Iorque nos EUA.[19][20]

Ele iniciou sua carreira acadêmica na década de 1990, quando lecionou na Universidade de Roma III, na Libera Università Maria Santissima Assunta (LUMSA), na Universidade de Malta e na Universidade de Sassari. Antes de se tornar primeiro-ministro ele foi livre-docente de Direito Privado na Universidade de Florença[21] e na Libera Università Internazionale degli Studi Sociali (LUISS).[22]

Em 18 de setembro de 2013, ele foi eleito pela Câmara dos Deputados como membro do Escritório Administrativo de Justiça, o órgão autônomo de magistrados administrativos.[23]

Referências

  1. «Devoto di Padre Pio, secchione e di sinistra. Il "Financial Times" lo stronca: un novellino». il Giornale. Consultado em 2 de junho de 2018 
  2. La Stampa. «Ecco chi è Giuseppe Conte, possibile nuovo premier». Consultado em 21 de maio de 2018 
  3. Corriere del Mezzogiorno. «Volturara fa il tifo per Conte premier. Il borgo dei Monti Dauni in attesa». Consultado em 21 de maio de 2018 
  4. «"Raggiunto l'accordo per un governo M5S-Lega con Conte premier"». www.huffingtonpost.it 
  5. Giuffrida, Angela (20 de agosto de 2019). «Italian PM announces resignation in speech». The Guardian 
  6. Verdú, Daniel (30 de agosto de 2019). «Conte, el renacido». Madrid. El País (em espanhol). ISSN 1134-6582 
  7. «"Italia primo governo populista in Europa occidentale"». Adnkronos. Consultado em 30 de agosto de 2019 
  8. Board, The Editorial (24 de maio de 2018). «Opinion | The Populists Take Rome». The New York Times (em inglês). ISSN 0362-4331 
  9. «Da Renzi a Conte: ecco chi sono i presidenti del Consiglio non eletti in parlamento». TPI (em italiano). 25 de maio de 2018. Consultado em 30 de agosto de 2019 
  10. «Da De Mita a Conte, l'incarico torna a sud di Roma dopo trent'anni». Il Sole 24 ORE (em italiano). Consultado em 30 de agosto de 2019 
  11. «Conte bis? I 15 mesi a palazzo Chigi dell' «avvocato del popolo» diventato leader politico». Il Sole 24 ORE (em italiano). Consultado em 30 de agosto de 2019 
  12. «Conte, l'avvocato del popolo strapazza il capitano - Primopiano». ANSA.it (em italiano). 20 de agosto de 2019. Consultado em 30 de agosto de 2019 
  13. «Giuseppe Conte, legalità e semplificazione le sue parole d'ordine - Politica». ANSA.it (em italiano). 20 de maio de 2018. Consultado em 29 de agosto de 2019 
  14. «Governo: Conte, il 'bambino prodigio' legatissimo a Volturara - Puglia». ANSA.it (em italiano). 21 de maio de 2018. Consultado em 29 de agosto de 2019 
  15. Borrillo, Michelangelo (21 de maio de 2018). «Chi è Giuseppe Conte, il premier che «viene dalla periferia» | Video». Corriere della Sera (em italiano). Consultado em 29 de agosto de 2019 
  16. «"Studioso e riservato, e molto devoto a Padre Pio". Il racconto del miglior amico del "premier" Conte». L'HuffPost (em italiano). 21 de maio de 2018. Consultado em 29 de agosto de 2019 
  17. «Governo, a Volturara e a San Giovanni Rotondo nelle città che fanno il tifo per Conte». Repubblica.it (em italiano). 21 de maio de 2018. Consultado em 29 de agosto de 2019 
  18. «Il candidato alla Presidenza del Governo è uno di noi sul Gargano». www.sanmarcoinlamis.org. Consultado em 29 de agosto de 2019 
  19. a b Cortellessa, Carlo Michele. «Conte Giuseppe». www.civilistiitaliani.eu (em italiano). Consultado em 29 de agosto de 2019 
  20. «Giuseppe Conte, avvocato civilista e "sburocratizzatore". Ecco chi è il premier indicato da M5S e Lega a Mattarella». L'HuffPost (em italiano). 20 de maio de 2018. Consultado em 29 de agosto de 2019 
  21. «Ficha biográfica no website da Universidade de Florença». www.unifi.it 
  22. «Diritto Privato - LUISS Guido Carli» (em italiano). Consultado em 30 de agosto de 2019 
  23. «Eletti i componenti dei Consigli di presidenza della Giustizia amministrativa, della Corte dei conti, della Giustizia tributaria». Camera dei Deputati (em italiano). Consultado em 31 de agosto de 2019 
Precedido por
Paolo Gentiloni
Primeiro-ministro de Itália
2018 - atualidade
Sucedido por

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.